Saltar para o conteúdo

14.ª Para os tempos de fome</h2>

Oração

Da nobis, quǽsumus, Dómine, piæ supplicatiónis efféctum: et famem propitiátus avérte; ut mortálium corda cognóscant, et te indignánte tália flagélla prodíre, et te miseránte cessáre. Per Dóminum…

Vos suplicamos, Senhor, concedei-nos a graça de alcançarmos o que de Vós imploramos com nossas súplicas piedosas; e, pela vossa bondade, afastai de nós a fome, a fim de que os corações mortais conheçam que, assim como estes flagelos provêm da vossa indignação, assim também a vossa misericórdia pode fazê-los cessar. Por nosso Senhor…

Secreta

Deus, qui humáni generis utrámque substántiam, præséntium númerum et aliménto végetas et rénovas sacraménto: tríbue, quǽsumus; ut eórum et corpóribus nostris subsídium non desit et méntibus. Per Dóminum…

Ó Deus, que com os dons aqui presentes assistis ao género humano nas suas duas substâncias, sustentando-o com o alimento e renovando-o com o sacramento, concedei-nos, Vos suplicamos, que a assistência, que esperamos, não falte nem aos nossos corpos, nem às nossas almas. Por nosso Senhor…

Postcomúnio

Gubérna, quǽsumus, Dómine, temporálibus aliméntis: quos dignáris ætérnis informáre mystériis. Per Dóminum…

Vos suplicamos, Senhor, dignai-Vos manifestar a vossa providência, concedendo os alimentos temporais àqueles que Vos dignastes robustecer com mystérios eternos. Por nosso Senhor…