Orações Diversas

1.ª Para implorar os Sufrágios dos Santos

Oração

Concéde, quǽsumus, omnípotens Deus: ut intercéssio sanctæ Dei Genetrícis Maríæ, sanctorúmque ómnium Apostolórum, Mártyrum, Confessórum, atque Vírginum, et ómnium electórum tuórum, nos ubíque lætíficet; ut, dum eórum mérita recólimus, patrocínia sentiámus. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos suplicamos, ó Deus omnipotente, que a intercessão de Maria, santa Mãe de Deus, de todos os Santos Apóstolos, Mártires, Confessores e Virgens e de todos vossos escolhidos nos alegre sempre e em toda a parte, a fim de que, sempre que recordemos os seus merecimentos, gozemos a sua protecção. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Secreta

Oblátis, Dómine, placáre munéribus: et, intercedénte beáta María semper Vírgine cum ómnibus Sanctis tuis, a cunctis nos defénde perículis. Per Dóminum &c.
Aplacai-Vos, Senhor, com os dons que Vos oferecemos; e, por intercessão da B. Maria, sempre Virgem, e de todos os Santos, defendei-nos de todos os perigos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, beátæ Maríæ semper Vírginis et ómnium Sanctórum tuórum memóriam recoléntes, sacraménta cœléstia: præsta, quǽsumus; ut, quod temporáliter gérimus, ætérnis gáudiis consequámur. Per Dóminum &c.
Recebemos, Senhor, os dons celestiais em memória da B. Maria, sempre Virgem, e de todos vossos Santos; e, Vos suplicamos, concedei-nos que esta união, começada na terra, possa ser coroada com as alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

2.ª Para implorar os Sufrágios dos Santos

Oração

A cunctis nos, quǽsumus, Dómine, mentis et córporis defénde perículis: et, intercedénte beáta et gloriósa semper Vírgine Dei Genetríce María, cum beáto Joseph, beátis Apóstolis tuis Petro et Paulo, atque beáto N. et ómnibus Sanctis, salutem nobis tríbue benígnus et pacem; ut, destrúctis adversitátibus et erróribus univérsis, Ecclésia tua secúra tibi sérviat libertáte. Per eúndem Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, defendei-nos de todos os perigos da alma e do corpo; e, por intercessão da B. e gloriosa Maria, Mãe de Deus e sempre Virgem, do B. José, dos vossos B. B. Apóstolos Pedro e Paulo, do B. N. (nome do Patrono da Igreja) e de todos os Santos, concedei-nos benigno a salvação e a paz, a fim de que, destruídas todas as adversidades e erros, a vossa Igreja possa servir-Vos com segurança e liberdade. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Secreta

Exáudi nos, Deus, salutáris noster: ut, per hujus sacraménti virtútem, a cunctis nos mentis et córporis hóstibus tueáris; grátiam tríbuens in præsénti, et glóriam in futúro. Per Dóminum &c.
Ouvi-nos, ó Deus, nosso Salvador, a fim de que, pela virtude deste Sacramento, nos defendais de todos os inimigos da alma e do corpo, e nos concedais a graça durante esta vida e a glória na eternidade. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Mundet et múniat nos, quǽsumus, Dómine, divíni sacraménti munus oblátum: et, intercedénte beáta Vírgine Dei Genetríce María, cum beáto Joseph, beátis Apóstolis tuis Petro et Paulo, atque beáto N. et ómnibus Sanctis; a cunctis nos reddat et perversitátibus expiátos, et adversitátibus expedítos. Per eúndem Dóminum &c.
Vos suplicamos, Senhor, que o dom deste divino sacrifício, que Vos é oferecido, nos purifique e fortaleça; e, por intercessão da B. Virgem Maria, Mãe de Deus, do B. José, dos B. B. Apóstolos Pedro e Paulo, do B. N. (nome do Patrono da Igreja) e de todos os Santos, nos sirva de expiação dos nossos pecados e nos livre de todas as adversidades. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

3.ª Por toda a Hierarquia da Igreja

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, cujus spíritu totum corpus Ecclésiæ sanctificátur et régitur: exáudi nos pro univérsis ordínibus supplicántes; ut, grátiæ tuæ múnere, ab ómnibus tibi grádibus fidéliter serviátur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e sempiterno, cujo espírito santifica e governa todo o corpo da Igreja, ouvi as súplicas que Vos dirigimos em favor de todas as Ordens Sagradas, a fim de que pelo dom da vossa graça os vossos Ministros de todos os graus Vos sirvam fielmente. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Da fámulis tuis, Dómine, indulgéntiam peccatórum, consolatiónem vitæ, gubernatiónem perpétuam: ut, tibi serviéntes, ad tuam júgiter misericórdiam perveníre mereántur. Per Dóminum &c.
Concedei, Senhor, aos vossos servos a remissão dos seus pecados, a consolação e a assistência contínua durante esta vida, a fim de que, servindo-Vos com fidelidade, lhes dispenseis continuamente a vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Líbera, quǽsumus, Dómine, a peccátis et hóstibus fámulos tuos, tibi supplicántes: ut, in sancta conversatióne vivéntes, nullis afficiántur advérsis. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos imploramos, livrai dos seus pecados e dos seus inimigos os vossos servos, que Vos dirigem estas súplicas, a fim de que, tendo sempre boa conduta, não sejam oprimidos com nenhuma adversidade. Por nosso Senhor &c.

4.ª Pelo Sumo Pontífice

Oração

Deus, ómnium fidélium pastor et rector, fámulum tuum N., quem pastórem Ecclésiæ tuæ præésse voluísti, propítius réspice: da ei, quǽsumus, verbo et exémplo, quibus præest, profícere; ut ad vitam, una cum grege sibi crédito, pervéniat sempitérnam. Per Dóminum &c.
Ó Deus, pastor e guia de todos os fiéis, olhai propício para o vosso servo N., que constituístes Pastor da vossa Igreja; concedei-lhe, Vos suplicamos, a graça de edificar os seus súbditos com suas palavras e exemplos, a fim de que com o rebanho, que lhe foi confiado, alcance a vida eterna. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et fámulum tuum N., quem pastórem Ecclésiæ tuæ præésse voluísti, assídua protectióne gubérna. Per Dóminum &c.
Deixai-Vos aplacar, Senhor, Vos suplicamos, com a oferta destes dons; e governai com vossa contínua protecção o vosso servo N., que constituístes Pastor da vossa Igreja. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hæc nos, quǽsumus, Dómine, divíni sacraménti percéptio prótegat: et fámulum tuum N., quem pastórem Ecclésiæ tuæ præésse voluísti; una cum commísso sibi grege, salvet semper et múniat. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos rogamos, permiti que a comunhão deste divino sacramento nos proteja; e salve e defenda, com o rebanho que lhe foi confiado, o vosso servo N., que constituístes Pastor da vossa Igreja. Por nosso Senhor &c.

5.ª Pelo Imperador

Oração

Deus, regnórum ómnium, et christiáni maxime protéctor impérii: da servo tuo imperatóri nostro N. triúmphum virtútis tuæ sciénter excólere; ut, qui tua institutióne est princeps, tuo sit semper múnere potens. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que sois o protector de todos os reinos e principalmente do império cristão, concedei ao imperador N. vosso servo, que governe sempre com sabedoria, para o triunfo do vosso poder, a fim de que, sendo príncipe em virtude da vossa instituição, seja sempre poderoso em virtude da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Súscipe, Dómine, preces et hóstias Ecclésiæ tuæ, pro salúte fámuli tui supplicántis: et in protectióne fidélium populórum antiqua bráchii tui operáre mirácula; ut, superátis pacis inimícis, secúra tibi sérviat christiána libértas. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, as preces e as hóstias da vossa Igreja em favor da salvação do vosso servo suplicante, e operai os costumados prodígios do vosso poder para proteger os povos fiéis, a fim de que, sendo vencidos os inimigos da paz, a liberdade cristã permita que Vos possam servir com segurança. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Deus, qui ad prædicándum ætérni Regis Evangélium, Románum impérium præparásti: præténde fámulo tuo imperatóri nostro N. arma cœléstia; ut pax ecclesiárum nulla turbátur tempestáte bellórum. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que predestinastes o império romano para pregar o Evangelho do eterno Rei, entregai ao imperador N., vosso servo, as armas celestiais, para que a paz das igrejas não seja perturbada pela tempestade feroz das guerras. Por nosso Senhor &c.

6.ª Pelo Rei

Oração

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut fámulus tuus N., rex noster, qui tua miseratióne suscépit regni gubernácula, virtútum etiam ómnium percípiat increménta; quibus decénter ornátus, et vitiórum monstra devitáre et ad te, qui via, véritas et vita es, gratiósus váleat perveníre. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, ó omnipotente Deus, permiti que o vosso servo N., nosso rei, o qual, por efeito da vossa misericórdia, recebeu as rédeas do governo, alcance também incremento em todas as virtudes, a fim de que, sendo, como convém, ornado com elas, possa evitar o horror dos vícios e, cheio de merecimentos, se aproxime de Vós, que sois o caminho, a verdade e a vida. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera, Dómine, quǽsumus, oblata sanctífica: ut et nobis Unigéniti tui Corpus et Sanguis fiant; ei regi nostro ad obtinéndam ánimæ corporísque salútem, et peragéndum injúnctum offícium, te largiénte, usquéquaque profíciant. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Santificai, Senhor, Vos imploramos, estas oblatas que Vos são oferecidas, a fim de que, para nosso proveito, se convertam no Corpo e no Sangue de vosso Filho Unigénito; e que, pela vossa misericórdia, sejam úteis ao nosso rei, para lhe alcançarem a salvação da alma e do corpo e o auxiliarem a desempenhar o cargo de que foi investido. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hæc, Dómine, oblátio salutáris fámulum tuum N., regem nostrum, ab ómnibus tueátur advérsis: quaténus et ecclesiásticæ pacis obtíneat tranquillitátem; et, post hujus témporis decúrsum, ad ætérnam pervéniat hereditátem. Per Dóminum &c.
Senhor, que esta salutar oblação proteja o vosso servo N., nosso rei, contra todas as adversidades, a fim de que alcance a tranquilidade, que proporciona a paz da Igreja, e, após esta vida, consiga a herança eterna. Por nosso Senhor &c.

7.ª Pelos Prelados e Congregações

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui facis mirabília magna solus: præténde super fámulos tuos, et super congregatiónes illis commíssas, spíritum grátiæ salutáris; et, ut in veritáte tibi compláceant, perpétuum eis rorem tuæ benedictiónis infúnde. Per Dóminum &c.
Deus Omnipotente e eterno, que só Vós sois capaz de praticar grandes maravilhas, insuflai nos vossos servos e nas congregações confiadas aos seus cuidados o espírito da vossa graça, da qual vem a salvação; e, para que possam verdadeiramente agradar-Vos, infundi-lhes o orvalho perpétuo da vossa bênção. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstias, Dómine, famulórum tuórum placátus inténde: et, quas in honórem nóminis tui devóta mente pro eis celebrámus, profícere sibi séntiant ad medélam. Per Dóminum nostrum &c.
Aceitai benigno, Senhor, as oblatas destes vossos servos; e, pois que nós as oferecemos piedosamente por eles, em honra do vosso nome, permiti que, para seu auxílio, elas lhes alcancem efeitos salutares. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quos cœlésti récreas múnere, perpétuo, Dómine, comitáre præsídio: et, quos fovére non désinis, dignos fíeri sempitérna redemptióne concéde. Per Dóminum &c.
Acompanhai com vossa perpétua protecção, Senhor, aqueles a quem confortais com o dom celestial; e, como essa protecção é perpétua, concedei-lhes que se tornem dignos da redenção eterna. Por nosso Senhor &c.

8.ª Por uma Congregação e Família

Oração

Defénde, quǽsumus, Dómine, beáta María semper Vírgine intercedénte, istam ab omni adversitáte famíliam: et toto corde tibi prostrátam, ab hóstium propítius tuére cleménter insídiis. Per Dóminum &c.
Pela intercessão da B. sempre Virgem Maria, defendei, Senhor, Vos suplicamos, esta família de todas as adversidades; e, visto que ela está prostrada de todo o coração diante de Vós, sede-lhe propício e, clementemente, protegei-a das insídias dos seus inimigos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Súscipe, quǽsumus, omnípotens Deus, oblatiónem nostræ devotiónis: et, per virtútem hujus sacraménti, fámulos tuos a cunctis adversitátibus prótege. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos pedimos, aceitai esta oferta da nossa devoção; e pela virtude deste sacramento protegei os vossos servos de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sumptis redemptiónis nostræ munéribus: præsta, quǽsumus, miséricors Deus; eórum nobis celebratióne, tuæ protectiónis contra omnes adversitátes subsídium. Per Dóminum &c.
Permiti, ó Deus de misericórdia, Vos rogamos, que, havendo nós recebido os dons da nossa redenção, sintamos o socorro da vossa protecção contra todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

9.ª Pela concórdia na Congregação

Oração

Deus, lárgiter pacis et amátor cantátis: da fámulis tuis veram cum tua voluntáte concórdiam; ut ab ómnibus, quæ nos pulsant, tentatiónibus liberémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que dais a paz e amais a caridade, concedei aos vossos servos a verdadeira união com vossa vontade a fim de que sejamos livres de todas as tentações que nos perseguem. Por nosso Senhor &c.

Secreta

His sacrifíciis, Dómine, quǽsumus, concéde placátus: ut, qui própriis orámus absólvi delíctis, non gravémur extérnis. Per Dóminum nostrum &c.
Aplacado com este sacrifício, Senhor, concedei-nos, Vos pedimos, que nós, querendo ser absolvidos dos nossos próprios pecados, não sejamos sobrecarregados com os alheios. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Spíritum nobis, Dómine, tuæ cantátis infúnde: ut, quos uno pane cœlésti satiásti, tua fácias pietáte concórdes. Per Dóminum &c. in unitáte ejusdem.
Infundi em nós, Senhor, o espírito da vossa caridade, para que misericordiosamente torneis unidos de coração aqueles a quem saciastes com o mesmo Pão celestial. Por nosso Senhor &c.

10.ª Contra os perseguidores da Igreja

Oração

Ecclésiæ tuæ, quǽsumus, Dómine, preces placátus admítte: ut, destrúctis adversitátibus et erróribus univérsis, secúra tibi sérviat libertáte. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, dignai-Vos acolher benigno as preces da vossa Igreja, para que, destruídas todas as adversidades e todos os obstáculos, ela Vos sirva com liberdade e segurança. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Prótege nos, Dómine, tuis mystériis serviéntes: ut, divinis rebus inhæréntes, et córpore tibi famulémur et mente. Per Dóminum &c.
A nós, que celebramos os vossos mystérios, protegei-nos, Senhor, a fim de que, unindo-nos aos mystérios divinos, Vos sirvamos com o corpo e com a alma. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, quos divína tríbuis participatióne gaudére, humánis non sinas subjacére perículis. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Senhor, nosso Deus, Vos pedimos, não consintais que aqueles a quem concedestes a graça de participar do divino banquete sejam expostos aos perigos que ameaçam os homens. Por nosso Senhor &c.

11.ª Contra os nossos perseguidores e malfeitores

Oração

Hóstium nostrórum, quǽsumus, Dómine, elíde supérbiam: et eórum contumáciam déxteræ tuæ virtúte prostérne. Per Dóminum nostrum. &c.
Esmagai, Senhor, o orgulho dos nossos inimigos, e, Vos suplicamos, com o poder da vossa dextra, reprimi a sua arrogância. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hujus, Dómine, virtúte mystérii, et a própriis mundémur occúltis, et ab inimicórum liberémur insídiis. Per Dóminum &c.
Senhor, que pela virtude deste mystério sejamos purificados das nossas manchas ocultas e livres das ciladas dos nossos inimigos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Protéctor noster, áspice. Deus, et ab inimicórum nos defénde perículis: ut, omni perturbatióne submóta, líberis tibi méntibus serviámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que sois o nosso protector, dignai-Vos lançar sobre nós os vossos olhares, livrando-nos dos perigos com que nos afligem os nossos inimigos, a fim de que, sendo afastados todos os motivos de perturbação, nos empreguemos no vosso serviço, livres de todos os cuidados. Por nosso Senhor &c.

12.ª Por alguma necessidade

Oração

Deus, refúgium nostrum et virtus: adésto piis Ecclésiæ tuæ précibus, auctor ipse pietátis, et præsta; ut, quod fidéliter pétimus, efficáciter consequámur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, nosso refúgio e fortaleza e autor da piedade, atendei às preces devotas da vossa Igreja, para que obtenhamos eficazmente o que Vos suplicamos confiadamente. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Da, miséricors Deus: ut hæc salutáris oblátio et a própriis nos reátibus indesinénter expédiat, et ab ómnibus tueátur advérsis. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó Deus misericordioso, que esta salutar oblação nos livre urgentemente das nossas próprias faltas e nos defenda de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, sacri dona mystérii, humíliter deprecántes: ut, quæ in tui commemoratiónem nos fácere præcepísti, in nostræ profíciant infirmitátis auxílium: Qui vivis &c.
Senhor, recebemos os dons dos vossos sagrados mystérios; e, humildemente Vos suplicamos, permiti que seja proveitoso para a nossa fraqueza aquilo que ordenastes fizéssemos em vossa memória. Por nosso Senhor &c.

13.ª Por alguma tribulação

Oração

Ne despícias, omnípotens Deus, pópulum tuum in afflictióne clamántem: sed, propter glóriam nóminis tui, tribulátis succúrre placátus. Per Dóminum &c.
Não desprezeis, ó Deus omnipotente, o vosso povo, que nesta aflição por Vós clama; mas antes, para glória do vosso nome, deixai-Vos aplacar e vinde em auxílio daqueles que estão na tribulação. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Súscipe, Dómine, propítius hóstias, quibus et te placári voluísti, et nobis salútem poténti pietáte restítui. Per Dóminum &c.
Recebei propício, Senhor, estas oblações, com as quais quisestes ser aplacado; e, pela vossa poderosa misericórdia, restituí-nos a salvação por meio delas. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Tribulatiónem nostram, quǽsumus, Dómine, propítius réspice: et iram tuæ indignatiónis, quam juste merémur, avérte. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos suplicamos, lançai vossos olhares misericordiosos para as nossas tribulações e afastai de nós o furor da vossa indignação, que justamente merecemos. Por nosso Senhor &c.

14.ª Para os tempos de fome

Oração

Da nobis, quǽsumus, Dómine, piæ supplicatiónis efféctum: et famem propitiátus avérte; ut mortálium corda cognóscant, et te indignánte tália flagélla prodíre, et te miseránte cessáre. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, Senhor, concedei-nos a graça de alcançarmos o que de Vós imploramos com nossas súplicas piedosas; e, pela vossa bondade, afastai de nós a fome, a fim de que os corações mortais conheçam que, assim como estes flagelos provêm da vossa indignação, assim também a vossa misericórdia pode fazê-los cessar. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Deus, qui humáni generis utrámque substántiam, præséntium númerum et aliménto végetas et rénovas sacraménto: tríbue, quǽsumus; ut eórum et corpóribus nostris subsídium non desit et méntibus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que com os dons aqui presentes assistis ao género humano nas suas duas substâncias, sustentando-o com o alimento e renovando-o com o sacramento, concedei-nos, Vos suplicamos, que a assistência, que esperamos, não falte nem aos nossos corpos, nem às nossas almas. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Gubérna, quǽsumus, Dómine, temporálibus aliméntis: quos dignáris ætérnis informáre mystériis. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, Senhor, dignai-Vos manifestar a vossa providência, concedendo os alimentos temporais àqueles que Vos dignastes robustecer com mystérios eternos. Por nosso Senhor &c.

15ª Quando há tremor de terra

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui réspicis terram et facis eam trémere: parce metuéntibus, propitiáre supplícibus; ut, cujus iram terræ fundaménta concutiéntem expávimus, cleméntiam contritiónes ejus sanántem júgiter sentiámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus Omnipotente e sempiterno, que olhais para a terra e a fazeis tremer, tende misericórdia do nosso pavor e Ouvi propício as nossas súplicas, a fim de que, depois de havermos experimentado com terror a vossa ira abalar a terra até aos seus fundamentos» sintamos também os efeitos da vossa bondade, sempre pronta a reparar os males. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Deus, qui fundásti terram super stabilitátem suam, súscipe oblatiónes et preces pópuli tui: ac, treméntis terræ perículis pénitus amoris, divínæ tuæ iracúndiæ terróres in humánæ salútis remédia convérte; ut, qui de terra sunt et in terram reverténtur, gaudeant se fíeri sancta conversatióne cœléstes. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que estabelecestes a terra em bases sólidas, aceitai as oblatas e as preces do vosso povo; e, dignando-Vos terminar completamente os perigos deste tremor de terra, convertei os flagelos da vossa divina ira em remédios de salvação, a fim de que estes seres, que provêm da terra e nela devem, entretanto, permanecer, possam alcançar um dia a alegria da posse do reino dos céus pela santidade da sua vida, Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Tuére nos, Dómine, quǽsumus, tua sancta suméntes: et terram, quam vídimus nostris iniquitátibus treméntem, supérno munere firma; ut mortálium corda cognóscant, et te indignánte tália flagélla prodíre, et te miseránte cessáre. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos rogamos, visto que participamos dos vossos sacrossantos mystérios, protegei-nos; e, por um benefício especialíssimo da vossa bondade, tornai firme esta terra, que vimos tremer em punição das nossas iniquidades, a fim de que os corações humanos conheçam que, se a origem destes flagelos é a vossa indignação, também a vossa misericórdia pode extingui-los. Por nosso Senhor &c.

16.ª Para implorar a chuva

Oração

Deus, in quo vívimus, movémur et sumus: plúviam nobis tríbue congruéntem; ut, præséntibus subsídiis sufficiénter adjuti, sempitérna fiduciálius appetámus. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, em quem nos movemos, vivemos e existimos, concedei-nos a chuva necessária, para que, auxiliados suficientemente com os subsídios temporais, aspiremos com mais confiança às coisas eternas. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et opportúnum nobis tríbue plúviæ sufficiéntis auxílium. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos imploramos, deixai-Vos aplacar com estas ofertas e concedei-nos o auxílio da chuva, segundo as necessidades presentes. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Da nobis, quǽsumus, Dómine, plúviam salutárem: et áridam terræ fáciem fluéntis cœléstibus dignánter infúnde. Per Dóminum &c.
Dai-nos, Senhor, Vos pedimos, a chuva salutar; e espalhai misericordiosamente as águas do céu pela superfície seca da terra. Por nosso Senhor &c.

17.ª Para implorar o bom tempo

Oração

Ad te nos, Dómine, clamántes exáudi: et áëris serenitátem nobis tríbue supplicántibus; ut, qui juste pro peccátis nostris afflígimur, misericórdia tua præveniénte, cleméntiam sentiámus. Per Dóminum &c.
Ouvi, Senhor, aqueles que por Vós clamam, e, Vo-lo pedimos, concedei-nos tempo sereno nos astros, a fim de que nós, que fomos punidos justamente pelos nossos pecados, sejamos remediados pela vossa misericórdia e sintamos a vossa clemência Por nosso Senhor &c.

Secreta

Prævéniat nos, quǽsumus, Dómine, grátia tua semper et subsequátur: et has oblatiónes, quas pro peccátis nostris nómini tuo consecrándas deférimus, benígnus assúme; ut, per intercessiónem Sanctórum tuórum, cunctis nobis profíciant ad salútem. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, permiti que a vossa graça nos remedeie e nos acompanhe sempre; e que Vos digneis aceitar benignamente estas oblatas, que vamos consagrar em honra do vosso santo nome, como reparação dos nossos pecados, a fim de que por intercessão dos vossos Santos a todos aproveitem para a salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus, cleméntiam tuam: ut inundántiam coérceas ímbrium, et hilaritátem vultus tui nobis impertíri dignéris. Per Dóminum &c.
Ó omnipotente Deus, pedimos à vossa clemência se digne suspender as torrentes da chuva, que nos inunda, e Vos digneis mostrar-nos aspecto agradável. Por nosso Senhor &c.

18.ª Para que terminem as tempestades

Oração

A domo tua, quǽsumus Dómine, spiritáles nequítiæ repellántur: et aëriárum discédat malígnitas tempestátum. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos imploramos, dignai-Vos afastar da vossa família os males das tempestades e repelir os flagelos das tormentas dos ares. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Offérimus tibi, Dómine, laudes et múnera, pro concéssis benefíciis grátias referéntes, et pro concedéndis semper supplíciter deprecántes. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos oferecemos os nossos louvores e dons, dando-Vos graças pelos benefícios que nos concedestes e suplicando-Vos humildemente que não cesseis de nos dispensar outras graças. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Omnípotens sempitérne Deus, qui nos et castigándo sanas et ignoscéndo consérvas: præsta supplícibus tuis; ut et tranquillitátibus hujus optátæ consolatiónis lætémur, et dono tuæ pietátis semper utámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e sempiterno, que nos curais, quando nos castigais, e nos conservais, quando nos perdoais, concedei-nos a graça, humildemente Vos pedimos, de vivermos felizes na tranquilidade da consolação, tão desejada, e de possuirmos sempre o dom da vossa piedade. Por nosso Senhor &c.

19.ª Nas doenças dos animais

Oração

Deus, qui labóribus hóminum étiam de mutis animálibus solácia subrogásti: súpplices te rogámus; ut, sine quibus non álitur humána condício, nostris fácias úsibus non períre. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes aliviar os trabalhos dos homens, concedendo-lhes o auxílio dos animais irracionais, humildemente Vos pedimos, conservai para as nossas necessidades, preservando-os da morte, aqueles de que a condição humana tem necessidade. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Sacrifíciis, Dómine, placátus oblátis: opem tuam nostris tempóribus cleménter impénde. Per Dóminum &c.
Que os sacrifícios que Vos oferecemos, ó Senhor, aplaquem a vossa ira, e que a vossa clemência se faça sentir nestes infelizes tempos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Benedictiónem tuam, Dómine, pópulus fidélis accípiat, qua córpore salvétur et mente: et cóngruam tibi exhíbeat servitútem, et propitiatiónis tuæ benefícia semper invéniat. Per Dóminum &c.
Que o vosso povo fiel, Senhor, receba a vossa bênção, conferindo-lhe a saúde ao corpo e à alma, para que continue a servir-Vos convenientemente e por isso mesmo alcance os benefícios da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

20.ª Pelo próprio Sacerdote

Oração

Omnípotens et miséricors Deus, humilitátis meæ preces benígnus inténde: ei me fámulum tuum, quem, nullis suffragántibus méritis, sed imménsa cleméntiæ tuæ largitáte cœléstibus mystériis servíre tribuísti, dignum sacris altáribus fac minístrum; ut, quod mea voce deprómitur, tua sanctificatióne firmétur. Per Dóminum &c.
Omnipotente e misericordioso Deus, atendei benigno às preces que humildemente Vos dirijo, e tornai digno ministro dos vossos altares sagrados este vosso servo (que elevastes ao ministério dos dons celestes, não pelos seus próprios méritos, mas pela vossa imensa clemência), a fim de que as palavras que saem da minha boca sejam por Vós confirmadas e santificadas. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hujus, Dómine, virtúte sacraménti, peccatórum meórum máculas abstérge: et præsta; ut, ad exsequéndum injúncti officii ministérium, me tua grátia dignum effíciat. Per Dóminum &c.
Senhor, pela virtude deste mystério, purificai-me das máculas dos meus pecados; e, Vos suplico insistenternente, pela vossa graça, tornai-me digno das sagradas funções do ministério que me foi imposto. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Omnípotens sempitérne Deus, qui me peccatórem sacris altáribus astáre voluísti, et sancti nóminis tui laudáre poténtiam: concéde propítius, per hujus sacraménti mystérium, meórum mihi véniam peccatórum; ut tuæ majestáti digne mérear famulári. Per Dóminum &c.
Deus omnipotente e sempiterno, que destinastes este indigno pecador para servir os vossos sacrossantos altares e louvar a majestade do vosso santo nome, concedei-me misericordiosa-mente, pelo ministério deste sacrifício, a remissão dos meus pecados, para que possa dignamente servir a vossa majestade. Por nosso Senhor &c.

21.ª Pedindo o dom das lágrimas

Oração

Omnípotens et mitíssime Deus, qui sitiénti pópulo fontem vivéntis aquæ de petra produxísti: educ de cordis nostri durítia lácrimas compunctiónis; ut peccáta nostra plángere valeámus, remissionémque eórum, te miseránte, mereámur accípere. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e clementíssimo, que fizestes brotar da rocha uma fonte de água viva para saciar o vosso povo, arrancai lágrimas de compunção do nosso coração endurecido, a fim de que possamos chorar os nossos pecados, e, pela vossa misericórdia, alcançar a sua remissão. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hanc oblatiónem, quǽsumus, Dómine Deus, quam tuæ majestáti pro peccátis nostris offérimus, propítius réspice: et produc de óculis nostris lacrimárum flúmina, quibus débita flammárum incéndia valeámus exstínguere. Per Dóminum &c.
Senhor, nosso Deus, dignai-Vos aceitar misericordiosamente esta oblação, que oferecemos à vossa majestade em expiação dos nossos pecados, e fazei brotar dos nossos olhos torrentes de lágrimas capazes de extinguirem o ardor das chamas, que merecemos pelos nossos pecados. &c.

Postcomúnio

Grátiam Spíritus Sancti, Dómine Deus, cordibus nostris cleménter infúnde: quæ nos gemítibus lacrimárum effíciat máculas nostrórum dilúere peccatórum; atque optátæ nobis, te largiénte, indulgéntiæ præstet efféctum. Per Dóminum &c. in unitáte ejusdem.
Senhor Deus, infundi clemente a graça do Espírito Santo nos nossos corações; e que esta graça, penetrando no nosso íntimo, se desentranhe em lágrimas e gemidos capazes de lavar as máculas dos nossos pecados, e assim possamos obter da vossa magnanimidade a indulgência tão ardentemente desejada. Por nosso Senhor &c.

22.ª Para obter perdão dos pecados

Oração

Deus, qui nullum réspuis, sed, quantúmvis peccántibus, per pœniténtiam pia miseratióne placáris: réspice propítius ad preces humilitátis nostræ, et illúmina corda nostra; ut tua valeámus implére præcépta. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que não repelis homem algum, mas antes, em vossa misericordiosa bondade, Vos deixais aplacar pela penitência dos pecadores, por mais que Vos tenham ofendido, aceitai benigno as nossas humildes orações e iluminai os nossos corações, para que possamos cumprir os vossos preceitos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Præsens sacrifícium, Dómine, quod tibi pro delíctis nostris offérimus, sit tibi munus accéptum: et tam vivéntibus quam defúnctis profíciat ad salútem. Per Dóminum &c.
Que este sacrifício, que Vos oferecemos em reparação dos nossos pecados, Vos seja agradável, Senhor, e que, tanto aos vivos como aos mortos, seja proveitoso para a sua salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Exáudi preces famíliæ tuæ, omnípotens Deus: et præsta; ut sancta hæc, quæ a te súmpsimus, incorrúpta in nobis, te donánte, servántur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, ouvi as preces da vossa família; e pela vossa graça concedei-nos, Vos suplicamos, que estes sacrossantos mystérios, que recebemos de vossas mãos, não sejam manchados no nosso íntimo. Por nosso Senhor &c.

23.ª Pelos penitentes públicos

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, confidéntibus tibi fámulis tuis pro tua pietáte reláxa peccáta: ut non ámplius eis nóceat consciéntias reátus ad pœnam, quam indulgéntia tuæ propitiatiónis prosit ad véniam. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e sempiterno, dignai-Vos misericordiosamente conceder a remissão dos pecados a estes vossos servos, que são pecadores confessos, a fim de que a culpa, contraída pela consciência, lhes não seja mais perniciosa pela pena em que incorreram do que a vossa misericórdia lhes foi útil para o perdão. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Præsta, quǽsumus, omnípotens et miséricors Deus: ut hæc salutáris oblátio fámulos tuos et a própriis reátibus indesinénter expédiat, et ab ómnibus tueátur advérsis. Per Dóminum &c.
Senhor omnipotente e misericordioso, permiti que esta hóstia de salvação purifique inteiramente os vossos servos das culpas que contraíram e os proteja contra tudo o que lhes seja nocivo. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Omnípotens et miséricors Deus, qui omnem ánimam pœniténtem et confiténtem tibi magis vis emendáre, quam pérdere: réspice super hos fámulos tuos; et per hæc sancta sacraménta, quæ súmpsimus, avérte ab eis iram indignatiónis tuæ, et ómnia eórum peccáta dimítte. Per Dóminum nostrum &c.
Deus omnipotente e misericordioso, que quereis não a perda mas a conversão da alma penitente, que confessa as suas faltas, dignai-Vos lançar vossos olhares para estes vossos servos; e, pela virtude destes sacramentos, que acabamos de receber, afastai de cima das suas cabeças a ira da vossa indignação e perdoai-lhes os pecados. Por nosso Senhor &c.

24.ª Pelos tentados ou atribulados

Oração

Deus, qui justíficas ímpium, et non vis mortem peccatóris, majestátem tuam supplíciter deprecámur: ut fámulos tuos, de tua misericórdia confidéntes, cœlésti prótegas benígnus auxílio, et assídua protectióne consérves; ut tibi júgiter famuléntur, et nullis tentatiónibus a te separéntur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que podeis tornar justo o ímpio e não quereis a morte do pecador, imploramos e suplicamos à vossa majestade que Vos digneis proteger com vossa celestial assistência e conservar com vossa constante protecção estes vossos servos, que confiam intimamente na vossa misericórdia, a fim de que Vos sirvam continuamente e não sejam separados de Vós por tentação alguma. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hujus, quǽsumus, Dómine, virtúte mystérii, et a própriis nos munda delíctis, et fámulos tuos ab ómnibus absólve peccátis. Per Dóminum &c.
Pela virtude deste mystério, Senhor, Vos suplicamos, dignai-Vos purificar-nos dos nossos próprios delitos e absolver os vossos servos de todos os pecados. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Puríficent nos, quǽsumus, Dómine, sacraménta, quæ súmpsimus: et fámulos tuos ab omni culpa líberos esse concéde; ut, qui consciéntiæ reátu constringúntur, cœléstis remédii plenitúdine gloriéntur. Per Dóminum &c.
Que nós, Senhor, Vos suplicamos, possamos ser purificados pelo sacramento, que acabamos de receber; e permiti que os vossos servos sejam livres dos seus pecados, a fim de que, estando presentemente esmagados com o peso da culpa da sua consciência, bem cedo se alegrem de haverem recebido a plenitude dos remédios celestiais. Por nosso Senhor &c.

25.ª Para afastar os maus pensamentos

Oração

Omnípotens et mitíssime Deus, réspice propítius ad preces nostras: et líbera corda nostra de malárum tentatiónibus cogitatiónum; ut Sancti Spíritus dignum fíeri habitáculum mereámur. Per Dóminum &c. in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.
Ó Deus omnipotente e pacífico, ouvi benigno as nossas preces e livrai os nossos corações da tentação dos maus pensamentos, a fim de que mereçamos tornar-nos em digna morada do Espírito Santo. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Has tibi, Dómine, offérimus oblatiónes pro salúte nostra: quaténus ánimas nostras ab immúndis cogitatiónibus purges, illæsásque custódias, et Sancti Spíritus grátia illumináre dignéris. Per Dóminum &c. in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.
Senhor, Vos oferecemos estas oblatas em favor da nossa salvação, a fim de que Vos digneis expurgar os pensamentos impuros das nossas almas, conservá-las ilesas e iluminá-las com a graça do Espírito Santo. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Deus, qui illúminas omnem hóminem veniéntem in hunc mundum: illúmina, quǽsumus, corda nostra grátiæ tuæ splendóre; ut digna ac plácita majestáti tuæ cogitáre semper, et te sincére dilígere valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deusm que iluminais todos os homens que vêm a este mundo, ilustrai, Vos suplicamos, os nossos corações com o resplendor da vossa graça, a fim de que tenhamos sempre na mente pensamentos dignos e agradáveis à vossa majestade e consagremos sinceramente, e só a Vós, todo nosso amor. Por nosso Senhor &c.

26.ª Para pedir a continência

Oração

Ure igne Sancti Spíritus renes nostros et cor nostrum, Dómine: ut tibi casto córpore serviámus et mundo corde placeámus. Per Dóminum &c. in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.
Senhor, queimai os nossos rins e os nossos corações com o fogo do Espírito Santo, a fim de que Vos sirvamos com o corpo casto e Vos sejamos agradáveis pela pureza dos nossos corações. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Dirúmpe, Dómine, víncula peccatórum nostrórum: et, ut sacrificáre tibi hóstiam laudis absolúta libertáte ac munda mente póssimus, retríbue quæ ante tribuísti; et salva nos per indulgéntiam, quos dignátus es salváre per grátiam. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, quebrai as cadeias dos nossos pecados; e, para que possamos oferecer-Vos esta hóstia de louvor com absoluta liberdade e pureza de espírito, fazei-nos adquirir o estado que primitivamente nos havíeis concedido; e, pela vossa misericórdia, salvai novamente aqueles que já havíeis salvo uma primeira vez, por uma graça imerecida. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Dómine, adjútor et protéctor noster, ádjuva nos: et reflóreat cor et caro nostra vigóre pudicítiæ et castimóniæ novitáte; ut per hoc sacrifícium, quod tuæ obtúlimus pietáti, ab ómnibus tentatiónibus emundémur. Per Dóminum &c.
Ó Senhor, nosso protector e auxílio, vinde em nosso socorro; permiti que, pela continência, o nosso coração e a nossa carne recuperem uma nova juventude e um revigoramento de castidade, a fim de que este santo sacrifício, que oferecemos à vossa bondade, nos purifique de todas as tentações. Por nosso Senhor &c.

27.ª Para pedir a humildade

Oração

Deus, qui supérbis resístis et grátiam præstas humílibus: concéde nobis veræ humilitátis virtútem, cujus in se formam fidélibus Unigénitus tuus exhíbuit; ut numquam indignatiónem tuam provocémus elati, sed pótius grátiæ tuæ capiámus dona subjécti. Per eúndem Dóminum nostrum. &c.
Ó Deus, que resistis aos soberbos e dais a graça aos humildes, concedei-nos a virtude da verdadeira humildade, da qual o vosso Filho Unigénito deu aos fiéis o exemplo, para que pelo nosso orgulho nunca incorramos na vossa indignação, mas, permanecendo humildes, recebamos os dons da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hæc oblátio, Dómine, quǽsumus, veræ nobis humilitátis grátiam obtíneat: simúlque a córdibus nostris concupiscéntiam carnis et oculórum atque ambitiónem sǽculi áuferat; quaténus sóbrie, juste piéque vivéntes, prǽmia consequámur ætérna. Per Dóminum &c.
Que esta oblação, Senhor, Vos suplicamos, nos obtenha a graça da verdadeira humildade, e que ao mesmo tempo arranque dos nossos corações a concupiscência da carne e dos olhos, assim como a ambição do espírito do mundo, para que, vivendo nós com sobriedade, justiça e piedade, consigamos os prémios eternos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hujus, Dómine, sacraménti percéptio peccatórum nostrórum máculas abstérgat: et nos, per humilitátis exhibitiónem, ad cœléstia regna perdúcat. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, que a recepção deste sacramento possa lavar as máculas dos nossos pecados; e, praticando nós a humildade, nos conduza ao reino celestial. Por nosso Senhor &c.

28.ª Para pedir a paciência

Oração

Deus, qui Unigéniti tui patiéntia antíqui hostis contrivísti supérbiam: da nobis, quǽsumus, quæ idem pie pro nobis pértulit, digne recólere; sicque, exémplo ejus, nobis adversántia æquanímiter toleráre. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que, em virtude da paciência que o vosso Filho Unigénito praticou, esmagastes o «homem antigo», permiti, Vos suplicamos, que meditemos gravemente em tudo quanto Jesus sofreu com tanta bondade por nós, a fim de que, sustentados com seu exemplo, possamos suportar com resignação as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera nostræ oblatiónis, quǽsumus, Dómine, súscipe placátus: quæ, ut nobis patiéntiæ donum largíri dignéris, majestáti tuæ devota offérimus actióne. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos suplicamos, recebei os dons da nossa oblação, e deixai-Vos aplacar; oferecemos devotadamente estes dons à vossa majestade, para que Vos digneis conceder-nos a virtude da paciência. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Mystéria, Dómine, sacrosáncta, quæ súmpsimus, amíssam nobis, quǽsumus, reconcílient grátiam: atque munus patiéntiæ in illátis ómnibus, semper et ubíque protegéndo, impértiant. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos imploramos, permiti que os sacrossantos mystérios que recebemos nos restaurem na graça, que havíamos perdido, e que, fazendo-nos sentir a vossa protecção, nos concedam sempre e em toda a parte o dom da paciência em todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

29.ª Para pedir a caridade

Oração

Deus, qui diligéntibus te facis cuncta prodésse: da córdibus nostris inviolábilem tuæ cantátis afféctum; ut desidéria, de tua inspiratióne concépta, nulla possint tentatióne imitári. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que fazeis tender todas as coisas para benefício daqueles que Vos amam, gravai perpetuamente nos nossos corações os afectos da vossa caridade, a fim de que os desejos, que concebemos por vossa inspiração, permaneçam invariavelmente em nós, a despeito de todas as tentações. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Deus, qui nos ad imáginem tuam sacraméntis rénovas et præcéptis: pérfice gressus nostros in sémitis tuis; ut cantátis donum, quod fecísti a nobis sperári, per hæc, quæ offérimus sacrifícia, fácias veráciter apprehéndi. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que com vossos sacramentos e preceitos nos renovais à «Vossa imagem», fazei-nos avançar no caminho da vossa perfeição, a fim de que, pela virtude deste sacrifício, que Vos oferecemos, possamos alcançar verdadeiramente o dom da caridade, que nos ensinastes a esperar de Vós. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sancti Spíritus grátia, quǽsumus, Dómine, corda nostra illúminet: et perféctæ cantátis dulcédine abundánter refíciat. Per Dóminum &c. in unitáte ejusdem Spíritus Sancti.
Senhor, Vos suplicamos, que a graça do vosso Espírito Santo ilumine os nossos corações e os reconforte e sacie com a doçura da caridade perfeita. Por nosso Senhor &c.

30.ª Pelos amigos dedicados

Oração

Deus, qui cantátis dona per grátiam Sancti Spíritus tuórum fidélium córdibus infudísti: da fámulis et famulábus tuis, pro quibus tuam deprecámur cleméntiam, salútem mentis et córporis; ut te tota virtúte díligant et, quæ tibi plácita sunt, tota dilectióne perfíciant. Per Dóminum &c. in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti.
Ó Deus, que pela graça do Espírito Santo infundistes nos corações dos vossos fiéis os dons da caridade, dignai-Vos conceder a salvação da alma e do corpo aos vossos servos e servas, para quem invocamos a vossa clemência, a fim de que eles Vos amem com todas as potências de sua alma e pratiquem com todo o amor o que Vos é agradável. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Miserére, quǽsumus, Dómine, fámulis et famulábus tuis, pro quibus hoc sacrifícium laudis tuæ offérimus majestáti: ut, per hæc sancta, supérnæ benedictiónis grátiam obtíneant, et glóriam ætérnæ beatitúdinis acquírant. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos pedimos, tende misericórdia dos vossos servos e servas, por quem oferecemos este sacrifício de louvor em honra da vossa majestade, a fim de que por estes mystérios sacratíssimos alcancem a graça de uma especial bênção e adquiram a glória da bem-aventurança eterna. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Divína libántes mystéria, quǽsumus, Dómine: ut hæc salutária sacraménta illis profíciant ad prosperitátem et pacem; pro quorum quarúmque dilectióne hæc tuæ obtúlimus majestáti. Per Dóminum &c.
Havendo nós comparticipado dos divinos mystérios, Vos pedimos, Senhor, que Vos digneis aplicar a virtude destes mystérios de salvação em favor da prosperidade e da paz daqueles e daquelas por amor dos quais já os oferecemos à vossa majestade. Por nosso Senhor &c.

31.ª Pelos inimigos

Oração

Deus, pacis caritatísque amátor et custos: da ómnibus inimícis nostris pacem caritatémque veram; et cunctórum eis remissiónem tríbue peccatórum, nosque ab eórum insídiis poténter éripe. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que amais e conservais a paz, concedei aos nossos inimigos a paz e a verdadeira caridade, bem como a remissão dos seus pecados; e a nós, Senhor, livrai-nos com vosso poder das suas insídias. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et nos ab inimícis nostris cleménter éripe, eisque indulgéntiam tríbue delictórum. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, Senhor, deixai-Vos aplacar com estes dons, que Vos oferecemos; e, pela vossa clemência, livrai-nos das mãos dos nossos inimigos, concedendo-lhes ao mesmo tempo o perdão dos pecados. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hæc nos commúnio, Dómine, éruat a delíctis: et ab inimicórum deféndat insídiis. Per Dóminum &c.
Que esta comunhão, Senhor, nos livre de todos os delitos e nos defenda das insídias dos nossos inimigos. Por nosso Senhor &c.

32.ª Pelos presos e cativos

Oração

Deus, qui beátum Petrum Apóstolum, a vínculis absolútum, illǽsum abíre fecísti: fámuli tui in captivitáte pósiti víncula absólve; cumque ipsíus méritis illǽsum abíre concéde. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que livrastes da cadeia o B. Apóstolo Pedro e o restituístes são e salvo à liberdade, quebrai hoje os laços que detêm em cativeiro o vosso servo, e, pelos méritos do vosso Apóstolo, concedei-lhe a liberdade. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Super has, quǽsumus, Dómine, hóstias benedíctio copiósa descéndat: quæ captívi hujus víncula solvat, et de ejus liberatióne nos cito lætíficet. Per Dóminum &c.
Vos imploramos, Senhor, abençoai copiosamente estas oblatas; e que esta bênção livre das cadeias este pobre cativo e lhe proporcione bem cedo a alegria da liberdade. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Preces nostras, quǽsumus, Dómine, cleménter exáudi: et per hæc sacraménta, quæ súmpsimus, fámulum tuum a vínculis suæ captivitátis absólve. Per Dóminum nostrum &c.
Ouvi clemente as nossas preces, Senhor, Vos suplicamos; e, pela virtude destes Sacramentos, que acabamos de receber, dignai-Vos livrar o vosso servo dos laços do cativeiro. Por nosso Senhor &c.

33.ª Pelos mareantes

Oração

Deus, qui transtulísti patres nostros per Mare Rubrum, et transvexísti eos per aquam nímiam, laudem tui nóminis decantántes: te supplíciter deprecámur; ut in navi fámulos tuos, repúlsis adversitátibus, portu semper optábili cursúque tranquíllo tueáris. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que permitistes que os nossos pais atravessassem o mar Vermelho e os transportastes de uma à outra margem, através da profundeza das águas, durante o que eles cantaram louvores em honra do vosso nome, dignai-Vos acolher sob a vossa protecção os vossos servos, que neste momento estão embarcados, e afastar deles todos os perigos, conduzindo-os, após uma viagem feliz, ao porto tão desejado. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Súscipe, quǽsumus, Dómine, preces famulórum tuórum, cum oblatiónibus hostiárum: et eos, pro quibus tua mystéria celebrámus, ab ómnibus defénde perículis. Per Dóminum &c.
Aceitai, Senhor, Vos pedimos, a oferta da oblação destes vossos servos, juntamente com suas orações, e protegei contra todos os perigos os viajantes, por cuja salvação celebramos os vossos sacrossantos mystérios. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sanctificáti divíno mystério, majestátem tuam, Dómine, supplíciter deprecámur et pétimus: ut fámulos tuos, quos donis facis cœléstibus memorári; per lignum sanctæ Crucis, et a peccátis ábstrahas, et a perículis cunctis miserátus erípias. Per Dóminum nostrum &c.
Santificados com estes divinos mystérios, invocamos humildemente a vossa suprema majestade, ó Senhor, e, pelo Lenho Sagrado da vossa Cruz, Vos suplicamos que aqueles de quem permitistes nos lembrássemos durante este banquete celestial sejam retirados do caminho do pecado, e, pela vossa misericórdia, sejam livres de todos os perigos, Por nosso Senhor &c.

34.ª Pelos vivos

Oração

Præténde, Dómine, fidélibus tuis déxteram cœléstis auxílii: ut te toto corde perquírant, et, quæ digne póstulant, cónsequi mereantur. Per Dóminum &c.
Estendei do alto do céu, Senhor, aos vossos fiéis a vossa mão caritativa, e fazei que eles Vos procurem de todo o coração e mereçam alcançar o que dignamente suplicam. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Propitiáre, Dómine, supplicatiónibus nostris, et has oblatiónes fidélium tuórum, quas tibi pro incolumitáte eórum offérimus, benígnus assúme: et, ut nullíus sit írritum votum, nullíus vácua postulátio, præsta, quǽsumus; ut, quod fidéliter pétimus, efficáciter consequámur. Per Dóminum &c.
Sede propício às nossas súplicas e recebei benigno as oblações dos vossos fiéis; e, Vos rogamos, permiti que consigamos eficazmente o que pedimos com fé, para que os nossos desejos não sejam vãos, nem as nossas preces ineficazes. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Da fidélibus tuis, quǽsumus, Dómine, in tua fide et sinceritáte constántiam: ut, in caritáte divína firmáti, nullis tentatiónibus ab ejus integritáte vellántur. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos imploramos, concedei aos vossos fiéis a constância na fé, que Vos dedicam, e a sinceridade no amor, que Vos consagram, a fim de que, confirmados na caridade divina, nela permaneçam inabalavelmente, a despeito de todas as tentações. Por nosso Senhor &c.

35.ª Pelos vivos e defuntos

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui vivórum domináris simul et mortuórum, omniúmque miseréris, quos tuos fide et opere futúros esse prænóscis: te súpplices exorámus; ut, pro quibus effúndere preces decrévimus, quosque vel præsens sǽculum adhuc in carne rétinet, vel futúrum jam exútos córpore suscépit, intercedéntibus ómnibus Sanctis tuis, pietátis tuæ cleméntia ómnium delictórum suórum véniam consequántur. Per Dóminum &c.
Ó omnipotente e sempiterno Deus, que dominais os vivos e os mortos e sois misericordioso para com aqueles que antecipadamente conheceis que pela sua fé e boas obras hão-de pertencer-Vos, humildemente Vos suplicamos, permiti, pela vossa bondade e clemência e pela intercessão de todos vossos Santos, que aqueles por quem rezamos (ou vivam ainda neste mundo, na carne, mortal, ou, despojados dos seus corpos, hajam penetrado na eternidade) alcancem o perdão dos seus pecados. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Deus, cui soli cógnitus est númerus electórum in supérna felicitáte locándus: tríbue, quǽsumus; ut, intercedéntibus ómnibus Sanctis tuis, universórum, quos in oratióne commendátas suscépimus, et ómnium fidélium nómina beátæ prædestinatiónis liber adscrípta retíneat. Per Dóminum &c.
Ó Deus, de quem só é conhecido o número dos escolhidos, que hão-de possuir um lugar na felicidade celestial, Vos rogamos, permiti, pela intercessão de todos vossos Santos, que sejam inscritos no livro da bem-aventurada predestinação os nomes daqueles que Vos encomendamos nas nossas orações, e bem assim os de todos os fiéis. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Puríficent nos, quǽsumus, omnípotens et miséricors Deus, sacraménta quæ súmpsimus: et, intercedéntibus ómnibus Sanctis tuis, præsta; ut hoc tuum sacraméntum non sit nobis reátus ad pœnam, sed intercéssio salutáris ad véniam: sit ablútio scélerum, sit fortitúdo fragílium, sit contra ómnia mundi perícula firmaméntum: sit vivórum atque mortuórum fidélium remíssio ómnium delictórum. Per Dóminum &c.
Deus omnipotente e misericordioso, Vos imploramos, permiti que os sacramentos, que recebemos, nos purifiquem; e, pela intercessão de todos vossos Santos, concedei-nos que este vosso sacramento seja para nós salutar meio de perdão, e não causa de castigo; que apague todos nossos pecados; que seja o nosso sustentáculo no meio da nossa fragilidade; que seja a nossa defesa contra os perigos deste mundo, e que sirva de expiação dos delitos de todos os fiéis vivos e defuntos. Por nosso Senhor &c.

Para Portugal e seus Domínios

Colecta Por Determinação da Sagrada Congregação dos Ritos (19 de Maio de 1952) em todas as Missas, excepto nas de Réquiem, a seguir à última Oração, à última Secreta e ao último Postcomúnio.

E livrai de todas as adversidades no ar, na terra e no mar os vossos servos: o nosso Papa N. o nosso Patriarca N. (Arcebispo N. ou Bispo N.), o nosso Presidente e os nossos Governantes, assim como o povo que lhes foi confiado e o seu exército; concedei a paz e a prosperidade aos nossos tempos e afastai da nossa Igreja toda a maldade, destruindo a soberba dos pagãos e dos hereges com o poder da vossa dextra. (Por nosso Senhor &c. ou Pelo mesmo nosso Senhor segundo a conclusão da Oração, da Secreta ou do Postcomúnio a que fica acrescentada) ADVERTÊNCIAS: Se a Missa tiver uma única Oração, dir-se-á esta Colecta imediatamente à Oração e sob a mesma e única conclusão; o mesmo quanto à Secreta e Postcomúnio. Quando na Missa se recitar a Ovação «Pelo Papa», omitir-se-ão as Palavras «o nosso Papa»; o mesmo quanto ao nome do Antístite, quando a Sé Diocesana estiver vaga. Se se recitar a Oração «A Cunctis», omitir-se-ão as Palavras: «concedei a paz e a prosperidade aos nossos tempos e afastai da nossa Igreja toda a maldade». Quando se diz a Oração «Pela Igreja omitem-se estas Palavras: «afastai da nossa Igreja toda a maldade». Quando se diz a Ovação «Pela Paz», omitem-se as Palavras: «concedei a paz e a prosperidade aos nossos tempos». Nas Secretas e Postcomúnios não há alteração.