Próprio dos Santos

S. Saturnino, Mártir 29 de Novembro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Deus, qui nos beáti Saturníni Martyris tui concédis natalítia pérfrui: ejus nos tríbue méritis adjuvári. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos permitistes a alegria de celebrarmos o aniversário do nascimento do vosso B. Mártir Saturnino, concedei-nos ainda que sejamos auxiliados pelos seus méritos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera, Dómine, tibi dicáta sanctífica: et, intercedénte beáto Saturníno Mártyre tuo, per hæc eádem nos placátus inténde. Per Dóminum nostrum &c.
Santificai, Senhor, estas ofertas, que Vos dedicamos, e por intercessão do B. Saturnino, vosso Mártir, olhai aplacado para nós. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sanctíflcet nos, quǽsumus, Dómine, tui percéptio sacraménti: et intercessióne Sanctórum tuórum tibi reddat accéptos. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, permiti que a recepção do vosso sacramento nos santifique e que por intercessão dos vossos santos nos alcance a graça de Vos agradarmos. Por nosso Senhor &c.

S. André, Apóstolo 30 de Novembro

Intróito Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principatus eórum. Ps. ibid., 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam et resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Vejo, ó Deus, que honrastes largamente os vossos amigos: e que seu poder se fortaleceu extraordinariamente. Sl. ibid., 1-2 Senhor, perscrutastes o meu íntimo e ficastes conhecendo-me: ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Majestátem tuam, Dómine, supplíciter exorámus: ut, sicut Ecclésiæ tuæ beátus Andréas Apóstolus éxstitit prædicátor et rector; ita apud te sit pro nobis perpétuus intercéssor. Per Dóminum &c.
Humildemente suplicamos à vossa divina majestade que, assim como o Apóstolo André foi pregador e guia da vossa Igreja, assim também interceda por nós perpetuamente junto de Vós. Por nosso Senhor &c.

Epístola Rm. 10, 10-18

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Romános.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Romanos.
Fratres: Corde enim créditur ad justítiam: ore autem conféssio fit ad salútem. Dicit enim Scriptúra: Omnis, qui credit in illum, non confundétur. Non enim est distínctio Judǽi et Græci: nam idem Dóminus ómnium, dives in omnes, qui ínvocant illum. Omnis enim, quicúmque invocáverit nomen Dómini, salvus erit. Quómodo ergo invocábunt, in quem non credidérunt? Aut quómodo credent ei, quem non audiérunt? Quómodo autem áudient sine prædicánte? Quómodo vero prædicábunt, nisi mittántur? sicut scriptum est: Quam speciósi pedes evangelizántium pacem, evangelizándum bona! Sed non omnes obǿdiunt Evangelio. Isaías enim dicit: Dómine, quis crédidit audítui nostro? Ergo fides ex audítu, audítus autem per verbum Christi. Sed dico: Numquid non audiérunt? Et quidem in omnem terram exívit sonus eórum, et in fines orbis terræ verba eórum.
Meus irmãos: Com o coração se crê para chegar à justiça; e com a boca se faz profissão de fé para alcançar a salvação. Com efeito diz a Escritura: «Todo aquele que crê n’Ele não será confundido», porque não há diferença entre judeu e grego, visto que não há senão um só e o mesmo Senhor de todos, que é rico para todos os que O invocam; pois todo o que invocar o nome do Senhor será salvo. Porém como invocarão Aquele em quem não acreditam? E como hão-de crer sem haverem ouvido falar d’Ele? E como se ouvirá falar, se não houver pregadores? E como haverá pregadores se não tiverem sido enviados? Pois está escrito: «Como são preciosos os pés daqueles que evangelizam a paz, que evangelizam a felicidade!». Mas nem todos obedecem ao Evangelho. Isaías disse: «Senhor, quem acreditou na nossa pregação?». Assim, a fé nasce da pregação ouvida, e a pregação vem da palavra de Cristo. E eu vos pergunto: «Porventura eles a não ouviram?». Sim, por certo: pois por toda a terra se espalhou a sua voz, e suas palavras soaram até aos extremos do mundo!

Gradual Sl. 44, 17-18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine. V. Pro pátribus tuis nati sunt tibi fílii: proptérea pópuli confitebúntur tibi.
Serão constituídos príncipes em toda a terra e perpetuarão a glória do vosso nome, Senhor! V. Para substituir os vossos pais nasceram-vos filhos; por isso os povos Vos louvarão eternamente.
Allelúja, allelúja. V. Diléxit Andréam Dóminus in odórem suavitátis. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O Senhor amou André, como um perfume suave. Aleluia.

Evangelho Mt. 4, 18-22

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Ambulans Jesus juxta mare Galilǽæ, vidit duos fratres, Simónem, qui vocátur Petrus, et Andréam fratrem ejus, mitténtes rete in mare (erant enim piscatóres), et ait illis: Veníte post me, et fáciam vos fíeri piscatóres hóminum. At illi contínuo, relíctis rétibus, secúti sunt eum. Et procédens inde, vidit álios duos fratres, Jacóbum Zebedǽi et Joánnem, fratrem ejus, in navi cum Zebedǽo patre eórum reficiéntes rétia sua: et vocávit eos. Illi autem statim, relíctis rétibus et patre, secúti sunt eum.
Naquele tempo, caminhando Jesus junto ao mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, que se chama Pedro, e André, irmão deste, os quais lançavam as redes no mar, pois eram pescadores. Disse-lhes Jesus: «Vinde comigo e far-vos-ei pescadores de homens». Imediatamente eles, deixando as redes, O seguiram. Continuando Jesus a andar, encontrou mais adiante em uma barca, consertando as redes, outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, com seu pai Zebedeu. Então chamou-os. Logo, no mesmo instante, eles, deixando as redes e o pai, seguiram-n’O.

Ofertório Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum.
Vejo, ó Deus, que honrastes largamente os vossos amigos; por isso o seu poder se fortaleceu extraordinariamente.

Secreta

Sacrificium nostrum tibi, Dómine, quǽsumus, beáti Andréæ Apóstoli precátio sancta concíliet: ut, in cujus honóre sollémniter exhibétur, ejus méritis efficiátur accéptum. Per Dóminum &c.
Senhor, permiti que a oração do B. Apóstolo André Vos torne agradável este nosso sacrifício, a fim de que seja aceite, em virtude dos méritos daquele em cuja honra Vos é solenemente oferecido. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 4, 19-20

Veníte post me: fáciam vos fíeri piscatóres hóminum; at illi contínuo, relíctis rétibus, secúti sunt Dóminum.
Vinde comigo: e far-vos-ei pescadores de homens. Imediatamente eles, deixando as redes, seguiram o Senhor.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, divína mystéria, beáti Andréæ Apóstoli festivitáte lætántes: quæ, sicut tuis Sanctis ad glóriam, ita nobis, quǽsumus, ad véniam prodésse perfícias. Per Dóminum &c.
Senhor, que os divinos mystérios, que com alegria recebemos nesta festa do B. André, servindo para a glória dos vossos Santos, nos alcancem, também, o perdão das nossas culpas. Por nosso Senhor &c.

Santa Bibiana, Virgem e Mártir 2 de Dezembro

Como na Missa Me exspectavérunt, página virgensmartires2, excepto:

Oração

Deus, ómnium largítor bonórum, qui in fámula tua Bibiána cum virginitátis flore martýrii palmam conjunxísti: mentes nostras ejus intercessióne tibi caritáte conjúnge; ut, amótis perículis, prǽmia consequámur ætérna. Per Dóminum &c.
Ó Deus, dispensador de todos os bens, que unistes a flor da virgindade à palma do martírio na pessoa de vossa serva Bibiana, dignai-Vos por sua intercessão unir pela caridade as nossas almas convosco, a fim de que, afastados todos os perigos, alcancemos os prémios eternos. Por nosso Senhor &c.

S. Francisco Xavier, Confessor 3 de Dezembro

Intróito Sl. 118, 46-47

Loquébar de testimóniis tuis in conspéctu regum, et non confundébar: et meditábar in mandátis tuis, quæ diléxi nimis. Ps. 110, 1-2 Laudáte Dóminum, omnes gentes, laudáte eum, omnes pópuli: quóniam confirmáta est super nos misericórdia ejus, et véritas Dómini manet in ætérnum. V. Gloria Patri &c.
Falava dos vossos testemunhos sem vergonha na presença dos reis: e meditava nos vossos mandamentos, que amava profundamente. Sl. 110, 1-2 Louvai o Senhor, ó vós, todas as nações; louvai-O, ó vós, todos os povos; pois a sua misericórdia para connosco manifestou-se claramente e a verdade do Senhor permanece eternamente. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui Indiárum gentes beáti Francísci prædicatióne et miráculis Ecclésiæ tuæ aggregáre voluísti: concéde propítius; ut, cujus gloriósa mérita venerámur, virtútum quoque imitémur exémpla. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que pela pregação e milagres do B. Francisco quisestes chamar à vossa Igreja os povos das Índias, concedei-nos propício que, venerando os seus gloriosos méritos, imitemos, também, os exemplos das suas virtudes. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página andreapostolo

Gradual Sl. 91, 13 & 14

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. V. ibid., 3 Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano, na casa do Senhor. V. ibid., 3 Para publicar de manhã a vossa misericórdia; e de noite a vossa verdade.
Allelúja, allelúja. V. Jac. 1, 12 Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Tg. 1, 12 Bem-aventurado o varão que sabe sofrer a tentação, porque, quando acabar a tentação, receberá a coroa da vida. Aleluia.

Evangelho Mc. 16, 15-18

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Marcum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Marcos.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Eúntes in mundum univérsum, prædicáte Evangélium omni creatúra. Qui credíderit, et baptizátus fúerit, salvus erit: qui vero non credíderit, condemnábitur. Signa autem eos, qui credíderint, hæc sequántur: In nómine meo dæmónia ejícient: linguis loquántur novis: serpéntes tollent: et si mortíferum quid bíberint, non eis nocébit: super ægros manus impónent, et bene habébunt.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ide pelo mundo inteiro e pregai o Evangelho a todas as criaturas. Quem acreditar e for baptizado será salvo; quem não acreditar será condenado. Eis os milagres que acompanharão aqueles que acreditarem: Em meu nome expulsarão os demónios; falarão novas línguas; tirarão com suas serpentes; se beberem alguma coisa mortífera, lhes não fará dano; e imporão as mãos sobre os enfermos, que serão curados».

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha verdade e a minha misericórdia estarão com ele, e, por virtude do meu nome, será exaltado o seu poder.

Secreta

Præsta nobis, quǽsumus, omnípotens Deus: ut nostræ humilitátis oblátio, et pro tuórum tibi grata sit honóre Sanctórum, et nos córpore páriter et mente puríficet. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, que esta oferta da nossa humildade, servindo para honrar os vossos Santos, Vos seja agradável; e que ao mesmo tempo nos purifique o corpo e a alma. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 24,46-47

Beátus servus, quem, cum vénerit dóminus, invénerit vigilántem: amen, dico vobis, super ómnia bona sua constítuet eum.
Bem-aventurado o servo que o Senhor, quando vier, achar vigilante. Em verdade vos digo que lhe dará a administração de todos seus bens.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui cœléstia aliménta percépimus, intercedénte beáto Francísco Confessóre tuo, per hæc contra ómnia advérsa muniámur. Per Dóminum &c.
Havendo nós, ó Deus omnipotente, recebido o alimento celestial, permiti, Vos suplicamos, que, pela intercessão do B. Francisco, vosso Confessor, sejamos fortalecidos contra todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

S. Pedro Crisólogo, B. Conf. e Doutor 4 de Novembro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Petrum Chrysólogum Doctorem egrégium, divínitus præmonstrátum, ad regéndam et instruéndam Ecclésiam tuam éligi voluísti: præsta, quǽsumus; ut, quem Doctórem vitæ habúimus in terris, intercessórem habére mereámur in cœlis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para governar e instruir a vossa Igreja Vos dignastes escolher o B. Pedro Crisólogo, egrégio Doutor, o qual nos foi indicado por uma forma divina, concedei-nos, Vos imploramos, que assim como o tivemos como Doutor na terra, assim também mereçamos alcançar a sua intercessão nos céus. Por nosso Senhor &c.

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce sacérdos magnus, qui in diébus suis plácuit Deo. V. ibid., 20 Non est invéntus símilis illi, qui conservaret legem Excélsi.
Eis o grande sacerdote que nos dias da sua vida agradou a Deus. V. ibid., 20 Ninguém o igualou na observância das leis do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 109, 4 Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. Aleluia.

Comúnio Mt. 25, 20 & 21

Dómine, quinque talénta tradidísti mihi: ecce, ália quinque superlucrátus sum. Euge, serve bone et fidélis, quia in pauca fuísti fidélis, supra multa te constítuam, intra in gáudium Dómini tui.
Senhor, entregastes-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que lucrei. «Está bem, servo bom e fiel; visto que foste fiel em pouca coisa, Eu te colocarei sobre muitas; entra na glória do teu Senhor».

Santa Bárbara, Virgem e Mártir 4 de Dezembro

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1

S. Sabas, Abade 5 de Dezembro

Como na Missa Os justi, página abades

S. Geraldo, Bispo e Conf. Na Arquidiocese de Braga, 5 de Dezembro

Intróito

V. Gloria Patri &c.
Um ínclito Confessor de Deus, lustre muito esplendoroso ante o Senhor, pérola e modelo dos Prelados, hoje coroado, com o qual as celestiais coortes rejubilam, entra nos céus, onde sem fim reina com Cristo. Ó justos, exultai no Senhor: àqueles que têm o coração recto fica bem a glória. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Senhor, Vos suplicamos, que os preciosos méritos do B. Geraldo, vosso Confessor e Pontífice, nos defendam; e que por suas preces seja bem dirigida a Igreja. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martires

Gradual

Veneremos devotadamente, do íntimo do coração e da alma, a veneranda festividade de hoje, em que o B. Geraldo, Confessor de Cristo, passou alegre deste mundo para os céus. Por isso o B. Geraldo, acabado o tempo da sua vida, é alistado nos exércitos celestiais.
Aleluia, aleluia. Geraldo foi esse servo do Senhor que, lutando à hora da sua morte com o demónio, o venceu. Aleluia.

Evangelho Página confessoresnaopontifices1

Ofertório

Alegra-te, cidade de Braga, com tão excelso Padroeiro, o qual permitiu Deus que fosse sepultado dentro dos teus muros. Por seu intermédio obtiveste de Deus milagres inumeráveis.

Secreta

Seja aceite na vossa presença, ó Senhor, a oblação do vosso fiel povo e permiti que lhe seja salutar, por intercessão do B. Geraldo, vosso Confessor e Pontífice, em cuja solenidade ela Vos é oferecida. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Ó quão glorioso é este Confessor de Deus, com o qual no céu exultam os exércitos dos Santos!

Postcomúnio

Ó Deus, remunerador das almas fiéis, concedei-nos a graça de alcançarmos o perdão por intermédio das preces do B. Geraldo, vosso Confessor e Pontífice, cuja veneranda festividade hoje celebramos. Por nosso Senhor &c.

S. Nicolau, B. e Conf. 6 de Dezembro

Intróito Página martirpontificeforapascal

Oração

Deus, qui beátum Nicoláum Pontíficem innúmeris decorásti miráculis: tríbue, quǽsumus; ut ejus méritis et précibus a gehénnæ incéndiis liberémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que distinguistes o B. Pontífice Nicolau, concedendo-lhe o dom de praticar inumeráveis milagres, permiti, Vos suplicamos, que pelos seus méritos e preces sejamos preservados do fogo do inferno. Por nosso Senhor &c.

Epístola Heb. 13, 7-17

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Hebrǽos.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Hebreus.
Fratres: Mementóte præpositórum vestrórum, qui vobis locúti sunt verbum Dei: quorum intuéntes éxitum conversatiónis, imitámini fidem. Jesus Christus heri et hódie: ipse et in sǽcula. Doctrínis váriis et peregrínis nolíte abdúci. Optimum est enim grátia stabilíre cor, non escis, quæ non profuérunt ambulántibus in eis. Habémus altáre, de quo édere non habent potestátem, qui tabernáculo deserviunt. Quorum enim animálium infértur sanguis pro peccáto in Sancta per pontíficem, horum córpora cremántur extra castra. Propter quod et Jesus, ut sanctificáret per suum sánguinem pópulum, extra portam passus est. Exeámus ígitur ad eum extra castra, impropérium ejus portántes. Non enim habémus hic manéntem civitátem, sed futúram inquírimus. Per ipsum ergo offerámus hóstiam laudis semper Deo, id est fructum labiórum confiténtium nómini ejus. Beneficéntiæ autem et communiónis nolíte oblivísci: tálibus enim hóstiis promerétur Deus. Obœdíte præpósitis vestris et subjacéte eis. Ipsi enim pervígilant, quasi ratiónem pro animábus vestris redditúri.
Meus irmãos: Lembrai-vos dos vossos pastores que vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando qual foi o fim da sua vida, imitai a sua fé. Jesus Cristo é o mesmo ontem e hoje, e será o mesmo em todos os séculos! Não vos deixeis iludir com doutrinas diversas e estranhas, pois é melhor corroborar o coração com a graça do que procurar alimentos que em nada aproveitam aos que deles usam. Temos um altar do qual os ministros, que servem o tabernáculo, não têm o direito de comer. Os animais, cujo sangue para a expiação dos pecados o sacerdote levava para o santuário, eram queimados fora do campo. Por isso também Jesus, devendo santificar o povo com seu sangue, padeceu fora de portas. Portanto vamos a Ele fora dos arraiais, levando sobre nós a ignomínia da sua cruz; pois não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há-de vir. Ofereçamos, portanto, por Ele sem cessar um sacrifício de louvor a Deus, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. E não vos esqueçais de praticar a beneficência e a liberalidade, que são sacrifícios muito agradáveis a Deus. Obedeci aos vossos pastores e sede-lhe submissos; pois elos vigiam as vossas almas, das quais têm de dar conta.

Gradual Sl. 88, 21-23

Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum. V. Nihil profíciet inimícus in eo, et fílius iniquitátis non nocébit ei.
Encontrei o meu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado: a minha mão o auxiliará e o meu braço o fortalecerá. V. Contra ele não prevalecerá o inimigo, e o filho da iniquidade não poderá fazer-lhe mal.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 91, 13 Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 91, 13 O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano. Aleluia.

Evangelho Página confessorespontifices1

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha verdade e a minha misericórdia estarão com ele: e o seu poder elevar-se-á pelo meu nome.

Secreta

Sanctífica, quǽsumus, Dómine Deus, hæc múnera, quæ in sollemnitáte sancti Antístitis tui Nicolái offérimus: ut per ea vita nostra inter advérsa et próspera úbique dirigátur. Per Dóminum &c.
Santificai, ó Senhor, nosso Deus, estes dons, que Vos apresentamos na solenidade do vosso santo Pontífice Nicolau, a fim de que por meio deles possamos sempre proceder com rectidão, tanto nas adversidades, como nas prosperidades. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 88, 36-38

Semel jurávi in sancto meo: Semen ejus in ætérnum manebit, et sedes ejus sicut sol in conspéctu meo, et sicut luna perfécta in ætérnum, et testis in cœlo fidélis.
Jurei uma vez por minha santidade: a sua descendência durará eternamente e o seu trono brilhará perante mim, como o sol, e, como a lua, permanecerá para sempre, e será testemunho fiel no céu.

Postcomúnio

Sacrifícia, quæ súmpsimus, Dómine, pro sollemnitáte sancti Pontíficis tui Nicolái, sempitérna nos protectióne consérvent. Per Dóminum &c.
Que o sacrifício de que participámos, celebrando a festa do santo Pontífice Nicolau, Senhor, nos alcance perpetuamente a vossa protecção. Por nosso Senhor &c.

S. Ambrósio. B. Conf. e Dr. 7 de Dezembro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce sacérdos magnus, qui in diébus suis plácuit Deo. V. ibid., 20 Non est inventus símilis illi, qui conserváret legem Excélsi.
Eis o grande sacerdote que nos dias da sua vida agradou a Deus. V. ibid., 20 Ninguém o igualou na observância das leis do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Jurávit Dóminus, et non pænitébit eum: Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 109, 4 O Senhor jurou e nunca se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. Aleluia.

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha verdade e a minha misericórdia estarão com ele: e o seu poder elevar-se-á pelo meu nome.

Secreta

Omnípotens sempitérne Deus, múnera tuæ majestáti obláta, per intercessiónem beáti Ambrósii Confessóris tui atque Pontíficis, ad perpétuam nobis fac proveníre salútem. Per Dóminum &c.
Omnipotente e eterno Deus, permiti que os dons oferecidos à vossa majestade contribuam por intercessão do B. Ambrósio, vosso Confessor e Pontífice, para a nossa salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Página nicolau

Postcomúnio

Sacraménta salútis nostræ suscipiéntes, concéde, quǽsumus, omnípotens Deus: ut beáti Ambrósii Confessóris tui atque Pontíficis nos ubíque orátio ádjuvet; in cujus veneratióne hæc tuæ obtúlimus majestáti. Per Dóminum nostram &c.
Havendo recebido os Sacramentos da nossa salvação, concedei-nos, ó Deus omnipotente, que sejamos sempre auxiliados pela oração do B. Ambrósio, vosso Confessor e Pontífice, em cuja honra oferecemos este sacrifício à vossa majestade. Por nosso Senhor &c.

Imaculada Conceição da B. V. Maria 8 de DezembroDia Festivo de Preceito

Intróito Is. 61, 10

Gaudens gaudébo in Dómino, et exsultábit ánima mea in Deo meo: quia índuit me vestiméntis salútis: et induménto justítiæ circúmdedit me, quasi sponsam ornátam monílibus suis. Ps. 29, 2 Exaltábo te, Dómine, quóniam suscepísti me: nec delectásti inimícos meos super me. V. Gloria Patri &c.
Rejubilarei no Senhor. Minha alma exultará de alegria no meu Deus. Pois Ele ornou-me com as vestes da salvação e embelezou-me com o manto da santidade, como uma esposa adornada com suas jóias. Sl. 29, 2 Louvar-Vos-ei, Senhor, porque me protegestes e não consentistes que meus inimigos zombassem de mim. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per immaculátam Vírginis Conceptiónem dignum Fílio tuo habitáculum præparásti: quǽsumus; ut, qui ex morte ejúsdem Filii tui prævísa eam ab omni labe præservásti, nos quoque mundos ejus intercessióne ad te perveníre concédas. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que pela Imaculada Conceição da Virgem preparastes para o vosso Filho uma habitação digna d’Ele, dignai-Vos permitir que, assim como em previsão da morte deste mesmo Filho a preservastes de toda a mácula, assim também por sua intercessão sejamos purificados de todos os pecados e possamos ir até vós. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Pr. 8, 22-35

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Dóminus possedit me in inítio viárum suárum, ántequam quidquam fáceret a princípio. Ab ætérno ordináta sum, et ex antíquis, ántequam terra fíeret. Nondum erant abýssi, et ego jam concépta eram: necdum fontes aquárum erúperant: necdum montes gravi mole constíterant: ante colles ego parturiébar: adhuc terram non fécerat et flúmina et cárdines orbis terræ. Quando præparábat cœlos, áderam: quando certa lege et gyro vallábat abýssos: quando ǽthera firmábat sursum et librábat fontes aquárum: quando circúmdabat mari términum suum et legem ponébat aquis, ne transírent fines suos: quando appendébat fundaménta terræ. Cum eo eram cuncta compónens: et delectábar per síngulos dies, ludens coram eo omni témpore: ludens in orbe terrárum: et delíciæ meæ esse cum filiis hóminum. Nunc ergo, filii, audíte me: Beáti, qui custódiunt vias meas. Audíte disciplínam, et estóte sapiéntes, et nolíte abjícere eam. Beátus homo, qui audit me et qui vígilat ad fores meas cotídie, et obsérvat ad postes óstii mei. Qui me invénerit, invéniet vitam et háuriet salútem a Dómino.
O Senhor possuiu-me desde o princípio das suas vias e ainda antes de criar qualquer coisa, no Princípio, antes da origem da terra. Quando fui concebida, ainda não existiam os abysmos; ainda as fontes não brotavam águas; nem as montanhas se erguiam sobre as suas pesadas massas; nem existiam as colinas. Já eu tinha sido dada à luz, e ainda Ele não havia criado nem a terra, nem os rios, nem os primeiros elementos do globo terrestre! Quando Ele preparava os céus, já eu lá estava; quando Ele cercava os abysmos, sujeitando-os a uma lei certa; quando Ele segurava as nuvens no alto; quando regulava as fontes das águas; quando fixava ao mar os seus limites para que as águas não invadissem a terra; quando lançava as bases da terra: já eu estava lá com Ele, regulando todas estas coisas, regozijando-me em cada dia, gozando continuamente a sua companhia, alegrando-me no globo da terra e deliciando-me em estar com os filhos dos homens. E agora, meus filhos, escutai-me: Bem-aventurados aqueles que transitam pelas minhas vias. Atendei às instruções, para que sejais prudentes. Não as rejeiteis. Bem-aventurado o homem que me escuta; que vigia continuamente às minhas portas; e que está sempre pronto à sua entrada. Aquele que me tiver achado, terá achado a vida e gozará a salvação do Senhor.

Gradual Jdt. 13, 23

Benedícta es tu. Virgo María, a Dómino, Deo excélso, præ ómnibus muliéribus super terram. V. ibid., 15, 10 Tu glória Jerúsalem, tu lætítia Israël, tu honorificéntia pópuli nostri.
Fostes abençoada pelo Senhor, pelo Deus altíssimo, ó V. Maria, tendo sido colocada superior a todas as mulheres da terra. V. ibid., 15, 10 Sois a glória de Jerusalém; sois a alegria de Israel; sois a honra do nosso povo.
Allelúja, allelúja. V. Cant. 4, 7 Tota pulchra es, María: et mácula originális non est in te. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ct. 4, 7 Toda sois formosa, ó Maria; e a mácula original não existe em vós. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 26-28

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Missus est Angelus Gábriël a Deo in civitátem Galilǽæ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Joseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Et ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus.
Naquele tempo, foi mandado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, cujo nome era Nazaré, a uma Virgem desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de David; e o nome da Virgem era Maria. E, entrando o Anjo onde ela estava, disse-lhe: «Ave, ó cheia de graça: o Senhor é convosco: bendita sois entre as mulheres».

Ofertório Lc. 1, 28

Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus, allelúja.
Ave, Maria, cheia de graça; o Senhor é convosco: bendita sois vós entre as mulheres. Aleluia.

Secreta

Salutárem hóstiam, quam in sollemnitáte (commemoratióne) immaculátæ Conceptiónis beátæ Vírginis Maríæ tibi, Dómine, offérimus, súscipe et præsta: ut, sicut illam tua grátia præveniénte ab omni labe immúnem profitémur; ita ejus intercessióne a culpis ómnibus liberémur. Per Dóminum &c.
Aceitai, Senhor, a hóstia de salvação, que Vos oferecemos nesta festividade da Imaculada Conceição da B. V. Maria; e, assim como acreditamos que ela, prevenida com a plenitude da vossa graça, foi isenta de toda a mácula, assim também por sua intercessão sejamos livres de todas nossas culpas. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Gloriósa dicta sunt de te, María: quia fecit tibi magna qui potens est.
Gloriosas coisas se têm narrado de vós, ó Maria; pois o Omnipotente operou grandes maravilhas em vosso favor.

Postcomúnio

Sacraménta quæ súmpsimus, Dómine, Deus noster: illíus in nobis culpæ vúlnera réparent; a qua immaculátam beátæ Maríæ Conceptiónem singuláriter præservásti. Per Dóminum &c.
Senhor, nosso Deus, fazei que os sacramentos, que recebemos, curem as feridas que em nós abriu aquele pecado de que por um privilégio singular preservastes a Imaculada Conceição da B. V. Maria. Por nosso Senhor &c.

S. Melquíades, Papa e Mártir 10 de Dezembro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Dâmaso I, Papa e Conf. 11 de Dezembro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

Trasladação de S. Pantaleão Na cidade do Porto e subúrbios, 12 de Dezembro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Ó Deus, que quiseste que o corpo do vosso glorioso Mártir Pantaleão fosse trasladado até nós e que esta cidade seja defendida com seu patrocínio, concedei-nos benigno, Vos suplicamos, que pelas suas preces e méritos sejamos trasladados após esta vida à bem-aventurança eterna. Por nosso Senhor &c.

Nossa Senhora de Guadalupe No Brasil, 12 de Dezembro

Como na Missa Salve, sancta Parens da Virgem Maria, página missamaria3, excepto:

Oração

Deus, qui sub beatíssimæ Vírginis Maríæ singulári patrocínio constitútos, perpétuis benefíciis nos cumulári voluísti: præsta supplícibus tuis; ut cujus hódie commemoratióne lætámur in terris, ejus conspéctu perfruámur in cœlis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos colocastes sob a protecção particular da Santíssima Virgem Maria, e nos quisestes cumular com perpétuos benefícios, concedei aos que Vos suplicam, que desfrutemos no céu a visão daquela cuja comemoração hoje na terra festejamos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página montecarmelo

Gradual Ct. 6, 9

Quæ est ista, quæ progréditur quasi auróra consúrgens, pulchra ut luna, elécta ut sol? Quasi arcus refúlgens inter nebulas glóriæ, et quasi flos rosárum in diébus vernis.
Quem é esta que aparece como a aurora quando desponta, formosa como a lua, eleita, como o sol? É como o arco-íris, que resplandece entre as nuvens transparentes e como a rosa florescente no tempo da primavera.
Allelúja, allelúja. V. Cant. 2, 12 Flores apparuérunt in terra nostra, tempus putatiónis advénit. Allelúia.
Aleluta, aleluia. V. Ct. 2, 12 As flores apareceram em nossa terra; chegou o tempo da poda. Aleluía.

Evangelho Página visitacao

Ofertório 2 Cr. 7, 16

Elégi et sanctificávi locum istum, ut sit ibi nomen meum, et permáneant óculi mei, et cor meum ibi cunctis diébus.
Escolhi e santifiquei este lugar, a fim de aí estar o meu nome, e estarem fixos nele os meus olhos e o meu coração, em todo o tempo.

Secreta

Tua Dómine, propitiatióne, et beátæ Maríæ semper Vírginis intercessióne, ad perpétuam atque præséntem hæc oblátio nobis profíciat prosperitátem et pacem. Per Dóminum &c.
Aproveite-nos, Senhor, esta oblação para nossa perpétua e presente paz e prosperidade por vossa misericórdia e pela íntercessão da B. sempre Virgem Maria. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 147, 20

Non fecit táliter omni natióni: et judícia sua non manifestávit eis.
Não fez assim a todas as nações, nem lhes manifestou os seus desígnios.

Postcomúnio

Sumptis, Dómine, salútis nostræ subsídiis: da, quǽsumus, beátæ Maríæ semper Vírginis patrocíniis nos ubíque prótegi: in cujus veneration hæc tuæ obtúlimus majestáti. Per Dóminum nostrum &c.
Recebidos, Senhor, os auxílios de nossa salvação, concedei que em todo o lugar, nos proteja o patrocínio da B. sempre Virgem Maria, em cuja honra oferecemos êstes santos Místérios à vossa divina Majestade. Por nosso Senhor &c.

Santa Luzia, Virgem e Mártir 13 de Dezembro

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Gradual Sl. 44, 8

Dilexísti justítiam, et odísti iniquitátem. V. Proptérea unxit te Deus, Deus tuus, óleo lætítiæ.
Amastes a justiça e odiastes a iniquidade. V. Por isso o Senhor, vosso Deus, ungiu-vos com o óleo da alegria, de preferência às vossas companheiras.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 3 Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 3 A graça espalhou-se nos vossos lábios; por isso Deus vos abençoou por todos os séculos. Aleluia.

Evangelho Página virgensmartires2

Ofertório Sl. 44, 15-16

Afferéntur Regi Vírgines post eam: próximæ ejus afferéntur tibi in lætítia et exsultatióne: adducéntur in templum Regi Dómino.
Após ela serão apresentadas virgens ao Rei; as suas companheiras serão introduzidas no meio da alegria e júbilo: serão conduzidas ao Senhor no templo do Rei.

Comúnio Sl. 118, 161-162

Príncipes persecúti sunt me gratis, et a verbis tuis formidávit cor meum: lætábor ego super elóquia tua, quasi qui invénit spólia multa.
Os príncipes perseguiram-me injustamente, mas o meu coração não temeu senão as vossas palavras. Regozijar-me-ei com vossas palavras, como se um homem houvera achado ricos despojos.

S. Eusébio, B. e Márt. 16 de Dezembro

Como na Missa Sacerdótes Dei, página martirpontifice

Trasladação de S. Geraldo Na Arquidiocese de Braga, 19 de Dezembro

Oração

Ó Deus, que enriquecestes a Igreja Bracarense com o preciosíssimo corpo do B. Geraldo, concedei-nos propício que imitemos fielmente os exemplos das virtudes daquele cujas relíquias honramos com filial devoção. Por nosso Senhor &c.

S. Tomé, Apóstolo 21 de Dezembro

Intróito Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confórtátus est principatus eórum. Ps. ibid., 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam et resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Eu vejo, ó Deus, que honrastes largamente os vossos amigos: e que seu poder se fortaleceu extraordinariamente. Sl. ibid., 1-2 Senhor, perscrutastes o meu íntimo e ficastes conhecendo-me: ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Da nobis, quǽsumus, Dómine, beáti Apóstoli tui Thomæ sollemnitátibus gloriári: ut ejus semper et patrocíniis sublevémur; et fidem cóngrua devotióne sectémur. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, Senhor, Vos suplicamos, que nos alegremos nas festividades do vosso B. Ap.º Tomé, a fim de que sejamos sempre amparados com seu patrocínio e imitemos a sua fé com a devida devoção. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ef. 2, 19-22

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Ephésios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Efésios.
Fratres: Jam non estis hóspites et ádvenæ: sed estis cives sanctórum et doméstici Dei: superædificáti super fundaméntum Apostolórum et Prophetárum, ipso summo angulári lápide Christo Jesu: in quo omnis ædificátio constrúcta crescit in templum sanctum in Dómino, in quo et vos coædificámini in habitáculum Dei in Spíritu.
Meus irmãos: Já não sois estrangeiros, nem hóspedes, mas concidadãos dos santos e da família de Deus, instituídos sobre o fundamento dos Apóstolos e dos Profetas, de que o próprio Jesus Cristo é a pedra angular e em quem todo o edifício bem construído se deve elevar para formar um templo santo no Senhor. É n’Ele que também sois edificados para vos tornardes pelo Espírito Santo em morada de Deus.

Gradual Sl. 138, 17-18

Nimis honorati sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum. V. Dinumerábo eos, et super arénam multiplicabúntur.
Honrais largamente os vossos amigos, ó Deus; e o seu poder fortaleceu-se extraordinariamente. Hei-de contá-los e verei que ultrapassam os grãos de areia da praia.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 32, 1 Gaudéte, justi, in Dómino: rectos decet collaudátio. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 32, 1 Ó justos, alegrai-vos no Senhor; pois aos corações rectos convém celebrar os louvores do Senhor. Aleluia.

Evangelho Jo. 20, 24-29

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Thomas, unus ex duódecim, qui dícitur Dídymus, non erat cum eis, quando venit Jesus. Dixérunt ergo ei alii discípuli: Vídimus Dóminum. Ille autem dixit eis: Nisi videre in mánibus ejus fixúram clavórum, et mittam dígitum meum in locum clavórum, et mittam manum meam in latus ejus, non credam. Et post dies octo, íterum erant discípuli ejus intus, et Thomas cum eis. Venit Jesus jánuis clausis, et stetit in médio, et dixit: Pax vobis. Deinde dicit Thomæ: Inter dígitum tuum huc, et vide manus meas, et affer manum tuam, et mitte in latus meum: et noli esse incrédulus, sed fidélis. Respóndit Thomas et dixit ei: Dóminus meus et Deus meus. Dixit ei Jesus: Quia vidisti me, Thoma, credidísti: beáti, qui non vidérunt, et crediderunt.
Naquele tempo, Tomé, um dos Doze, que era chamado Dídimo, não estava com eles. Disseram-lhe, então, os outros discípulos: «Vimos o Senhor!». Ele disse-lhes: «Se não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, se não meter o meu dedo no lugar dos cravos e se não meter a minha mão no seu lado, não acreditarei». Passados oito dias, encontravam-se outra vez no mesmo lugar, estando Tomé com eles. Veio então Jesus, estando as portas fechadas; e, pondo-se no meio deles, disse: «A paz seja convosco». Em seguida disse a Tomé: «Mete aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima, também, a tua mão e mete-a no meu lado; não sejas incrédulo, mas fiel». Respondeu Tomé: «Meu Senhor e meu Deus!». Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, ó Tomé, acreditaste: bem-aventurados aqueles que não viram e acreditaram».

Ofertório Sl. 18, 5

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terræ verba eórum.
O som da sua voz ecoou por toda a terra; e as suas palavras prolongaram-se até às extremidades da terra.

Secreta

Débitum tibi, Dómine, nostræ réddimus servitútis, supplíciter exorántes: ut, suffrágiis beáti Thomæ Apóstoli, in nobis tua múnera tueáris, cujus honoránda confessióne laudis tibi hóstias immolámus. Per Dóminum &c.
Senhor, a vossos pés depomos o tributo da nossa sujeição, suplicando-Vos instantemente que em nós conserveis os vossos dons por intercessão do B. Tomé, Apóstolo, em quem honramos a gloriosa confissão, imolando hóstias em vosso louvor. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 20, 27

Mitte manum tuam, et cognósce loca clavórum: et noli esse incrédulus, sed fidélis.
Mete aqui a tua mão e reconhece o lugar dos cravos. Não sejas incrédulo, mas fiel.

Postcomúnio

Adésto nobis, miséricors Deus: et, intercedénte pro nobis beáto Thoma Apóstolo, tua circa nos propitiátus dona custódi. Per Dóminum nostrum &c.
Assisti-nos, ó Deus de misericórdia; e, por intercessão do B. Apóstolo Tomé dignai-Vos conservar a nossa alma na posse dos dons que benignamente nos concedestes. Por nosso Senhor &c.

S. Estêvão, Primeiro Mártir 26 de Dezembro

Intróito Sl. 118, 23, 86 & 23

Sedérunt príncipes, et advérsum me loquebántur: et iníqui persecúti sunt me: ádjuva me, Dómine, Deus meus, quia servus tuus exercebátur in tuis justificatiónibus. Ps. ibid., 1 Beati immaculáti in via, qui ámbulant in lege Dómini. V. Gloria Patri &c.
Reuniram-se os príncipes em assembleia e pronunciaram-se contra mim: e os maus perseguiram-me injustamente: Auxiliai-me, Senhor, meu Deus, pois o vosso servo tem observado os vossos ensinos. Ps. ibid., 1 Bem-aventurados os que são rectos nos seus caminhos e cumprem a Lei do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Da nobis, quǽsumus, Dómine, imitári quod cólimus: ut discámus et inimícos dilígere; quia ejus natalícia celebrámus, qui novit étiam pro persecutóribus exoráre Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum: Qui tecum vivit &c.
Concedei-nos, Senhor, Vos imploramos, a graça de imitar aquele que honramos, a fim de que neste dia aprendamos a amar os nossos inimigos, pois que celebramos a festa daquele que soube rogar pelos seus perseguidores a nosso Senhor Jesus Cristo: Que, sendo Deus &c.

Epístola Act. 6, 8-10; 7, 54-59

Lectio Actuum Apostolorum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diebus illis: Stéphanus plenus grátia et fortitúdine, faciébat prodígia et signa magna in pópulo. Surrexérunt autem quidam de synagóga, quæ appellátur Libertinórum, et Cyrenénsium, et Alexandrinórum, et eórum, qui erant a Cilícia et Asia, disputántes cum Stéphano: et non póterant resístere sapiéntiæ et Spirítui, qui loquebátur. Audiéntes autem hæc, dissecabántur córdibus suis, et stridébant déntibus in eum. Cum autem esset Stéphanus plenus Spíritu Sancto, inténdens in cœlum, vidit glóriam Dei, et Jesum stantem a dextris Dei. Et ait: Ecce, vídeo cœlos apértos, et Fílium hóminis stantem a dextris Dei. Exclamántes autem voce magna continuérunt aures suas, et ímpetum fecerunt unanímiter in eum. Et ejiciéntes eum extra civitatem, lapidábant: et testes deposuérunt vestiménta sua secus pedes adolescéntis, qui vocabátur Saulus. Et lapidábant Stéphanum invocántem et dicéntem: Dómine Jesu, súscipe spíritum meum. Pósitis autem génibus, clamávit voce magna, dicens: Dómine, ne státuas illis hoc peccátum. Et cum hoc dixísset, obdormívit in Dómino.
Naqueles dias, Estêvão, cheio de graça e de fortaleza, praticava grandes prodígios e sinais perante o povo. Levantaram-se, então, alguns membros da sinagoga chamada dos Libertos, dos Cirenenses, dos Alexandrinos, e outros da Cilícia e da Ásia, e disputaram com Estêvão, não podendo resistir à sabedoria e ao Espírito com que falava. Ouvindo, pois, suas palavras, a raiva minava-lhes os corações, e os dentes rangiam-lhes de furor contra ele. Porém Estêvão, estando cheio do Espírito Santo e havendo fixado os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava de pé, à dextra de Deus. E disse-lhes: «Eis que eu vejo os céus abertos e o Filho do homem, de pé, à dextra de Deus». Porém eles, clamando com grande ruído, taparam os ouvidos e arremessaram-se todos contra ele; e, arrastando-o para fora da cidade, apedrejaram-no. As testemunhas puseram os vestidos dele ao pé de um jovem, chamado Saulo. E apedrejaram Estêvão. Mas este, invocando o Senhor, dizia: «Senhor Jesus, recebei o meu espírito». E, pondo-se de joelhos, clamou com voz forte: «Senhor, lhes não imputeis este pecado». Tendo acabado de dizer isto, adormeceu no Senhor.

Gradual Sl. 118, 23 & 86

Sedérunt príncipes, et advérsum me loquebántur: et iníqui persecúti sunt me. V. Ps. 6, 5 Adjuva me, Dómine, Deus meus: salvum me fac propter misericórdiam tuam.
Reuniram-se os príncipes em assembleia, e pronunciaram-se contra mim: e os maus perseguiram-me injustamente. V. Sl. 6, 5 Auxiliai-me, ó Senhor, meu Deus, salvai-me pela vossa misericórdia.
Allelúja, allelúja. V. Act. 7, 55 Vídeo cœlos apértos, et Jesum stantem a dextris virtútis Dei. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Act. 7, 55 Vejo os céus abertos, e Jesus, de pé, à dextra de Deus omnipotente. Aleluia.

Evangelho Mt. 23, 34-39

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dicébat Jesus scribis et pharisǽis: Ecce, ego mitto ad vos prophétas, et sapiéntes, et scribas, et ex illis occidétis et crucifigétis, et ex eis flagellábitis in synagógis vestris, et persequémini de civitáte in civitátem: ut véniat super vos omnis sanguis justus, qui effúsus est super terram, a sánguine Abel justi usque ad sánguinem Zacharíæ, filii Barachíæ, quem occidístis inter templum et altáre. Amen, dico vobis, vénient hæc ómnia super generatiónem istam. Jerúsalem, Jerúsalem, quæ occídis prophétas, et lápidas eos, qui ad te missi sunt, quóies vólui congregáre fílios tuos, quemádmodum gallína cóngregat pullos suos sub alas, et noluísti? Ecce, relinquétur vobis domus vestra desérta. Dico enim vobis, non me vidébitis ámodo, donec dicátis: Benedíctus, qui venit in nómine Dómini.
Naquele tempo, Jesus dizia aos escribas e fariseus: «Eis que vos envio profetas, sábios e escribas; mas vós matareis e crucificareis uns, e açoitareis outros nas vossas sinagogas; e persegui-los-eis de terra em terra. Porém, cairá sobre vós todo o sangue inocente que tem sido derramado na terra desde sangue do justo Abel até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, a quem matastes entre o santuário e o altar. Em verdade vos digo: tudo isto cairá sobre esta geração. Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados, quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha agasalha os seus pintainhos debaixo das asas, e tu não quiseste?! Eis que a tua casa vai tornar-se deserta e abandonada. Pois eu te digo: «desde agora me não verás até que digas: Bendito seja Aquele que vem em nome do Senhor».

Ofertório Act. 6, 5 & 7, 59

Elegérunt Apóstoli Stéphanum Levítam, plenum fide et Spíritu Sancto: quem lapidavérunt Judǽi orántem, et dicéntem: Dómine Jesu, áccipe spíritum meum, allelúja.
Os Apóstolos escolheram Estêvão para Diácono, pois ele era cheio de fé e do Espírito Santo; o qual os judeus apedrejaram, enquanto rezava e dizia: «Senhor Jesus, recebei o meu espírito». Aleluia.

Secreta

Súscipe, Dómine, múnera pro tuórum commemoratióne Sanctórum: ut, sicut illos pássio gloriósos effécit; ita nos devótio reddat innócuos. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, as nossas ofertas que Vos apresentamos em memória dos vossos Santos, para que, assim como o seu martírio os tornou gloriosos, assim também a nossa piedade nos torne inocentes. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Act. 7, 55, 58 & 59

Vídeo cœlos apértos, et Jesum stantem a dextris virtútis Dei: Dómine Jesu, accipe spíritum meum, et ne státuas illis hoc peccátum.
Vejo os céus abertos e Jesus, de pé, à dextra de Deus omnipotente. Ó Senhor Jesus, recebei o meu espírito e lhes não imputeis este pecado.

Postcomúnio

Auxiliéntur nobis, Dómine, sumpta mystéria: et, intercedénte beáto Stéphano Mártyre tuo, sempitérna protectióne confírment. Per Dóminum nostrum &c.
Permiti, Senhor, que os mystérios, que acabámos de receber, nos sirvam de perpétuo auxílio, e que por intercessão do B. Estêvão, vosso Mártir, nos confirmem na vossa contínua protecção. Por nosso Senhor &c.

S. João, Apóstolo e Evangelista 27 de Dezembro

Intróito Ecl. 15, 5

In médio Ecclésiæ apéruit os ejus: et implévit eum Dóminus spíritu sapiéntiæ et intelléctus: stolam glóriæ índuit eum. Ps. 91, 2 Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
Abriu-lhe o Senhor a boca no meio da Igreja, encheu-o com o espírito da sabedoria e da inteligência e revestiu-o com a túnica da glória. Sl. 91, 2 É bom louvar o Senhor: e cantar hinos em honra do vosso nome, ó Altíssimo! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ecclésiam tuam, Dómine, benígnus illústra: ut, beáti Joánnis Apóstoli tui et Evangelístæ illumináta doctrínis, ad dona pervéniat sempitérna. Per Dóminum &c.
Senhor, ilustrai benigno a vossa Igreja, para que, instruída com os ensinos do B. João, vosso Apóstolo e Evangelista, alcance os bens eternos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ecl. 15, 1-6

Lectio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Qui timet Deum, fáciet bona: et qui cóntinens est justítiæ, apprehéndet illam, et obviábit illi quasi mater honorificáta. Cibábit illum pane vitæ et intelléctus, et aqua sapiéntiæ salutáris potábit illum: et firmábitur in illo, et non flectétur: et continébit illum, et non confundétur: et exaltábit illum apud próximos suos, et in médio ecclésiæ apériet os ejus, et adimplébit illum spíritu sapiéntiæ et intelléctus, et stola glóriæ véstiet illum. Jucunditátem et exsultatiónem thesaurizábit super illum, et nómine ætérno hereditábit illum, Dóminus, Deus noster.
Aquele que teme Deus praticará o bem; e aquele que cultivar a justiça alcançará a sabedoria, que virá ao seu encontro, como uma mãe cheia de dignidade. Ela o sustentará com o pão da vida e da inteligência e lhe dará a beber a água da sabedoria, que produz a salvação. Ela lhe dará uma opinião firme, e o não deixará se curvar. Ela o sustentará, e o não deixará cair em confusão. Ela o elevará no meio dos semelhantes; lhe abrirá a boca no meio da Igreja; o encherá de sabedoria e inteligência; e o revestirá com a túnica da glória. Guardará para ele um tesouro de alegria e de glória, e o Senhor, nosso Deus, o tornará herdeiro dum nome eterno.

Gradual Jo. 21, 23 & 19

Exiit sermo inter fratres, quod discípulus ille non móritur: et non dixit Jesus: Non móritur. V. Sed: Sic eum volo manére, donec véniam: tu me séquere.
Espalhou-se entre os irmãos a notícia de que aquele discípulo não morreria. Ora Jesus não disse: «Não morrerá». V. Mas disse: «Quero que permaneça assim, até que eu venha: E tu, segue-me».
Allelúja, allelúja. V. ibid., 24 Hic est discípulus ille, qui testimónium pérhibet de his: et scimus, quia verum est testimónium ejus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 24 Este é o próprio discípulo que dá testemunho destas coisas; e sabemos que seu testemunho é verdadeiro. Aleluia.

Evangelho Jo. 21, 19-24

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joannem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus Petro: Séquere me. Convérsus Petrus vidit illum discípulum, quem diligébat Jesus, sequéntem, qui et recúbuit in cena super pectus ejus, et dixit: Dómine, quis est qui tradet te? Hunc ergo cum vidísset Petrus, dixit Jesu: Dómine, hic autem quid? Dicit ei Jesus: Sic eum volo manére, donec véniam, quid ad te? tu me séquere. Exiit ergo sermo iste inter fratres, quia discípulus ille non móritur. Et non dixit ei Jesus: Non móritur; sed: Sic eum volo manére, donec véniam: quid ad te? Hic est discípulus ille, qui testimónium pérhibet de his, et scripsit hæc: et scimus, quia verum est testimónium ejus.
Naquele tempo, disse Jesus a Pedro: «Segue-me». Então, voltando-se para Pedro, viu que o seguia aquele discípulo, a quem Jesus amava, o qual, durante a ceia, reclinara a cabeça sobre o seu peito e Lhe havia perguntado: «Quem é aquele que vos trairá?». E Pedro, tendo-o visto, disse a Jesus: «Senhor, o que acontecerá a este?». Respondeu-lhe Jesus: «Se quero que assim permaneça, até que Eu venha, que te importa? Segue-me tu». Correu, então, entre os irmãos que aquele discípulo não havia de morrer. Ora Jesus não havia dito: «Não morrerá». Mas disse: «Se quero que ele permaneça assim, até que Eu venha, que te importa?». Este é o próprio discípulo que dá testemunho destas coisas e as escreveu; e sabemos que seu testemunho é verdadeiro.

Ofertório Sl. 91, 13

Justus ut palma florébit: sicut cedrus, quæ in Líbano est, mulliplicábitur.
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano.

Secreta

Súscipe, Dómine, múnera, quæ in ejus tibi sollemnitáte deférimus, cujus nos confídimus patrocínio libcrári. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, as ofertas que Vos apresentamos na solenidade daquele com o auxílio do qual esperamos ser livres do mal. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 21, 2

Exiit sermo inter fratres, quod discípulus ille non móritur: et non dixit Jesus: Non móritur; sed: Sic eum volo manére, donec véniam.
Correu, pois, entre os irmãos que aquele discípulo não havia de morrer. Ora Jesus não havia dito: «Não morrerá». Mas disse: «Quero que ele assim permaneça até que Eu venha».

Postcomúnio

Refécti cibo potúque cœlésti, Deus noster, te súpplices deprecámur: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus. Per Dóminum &c.
Confortados com o alimento e a bebida celestiais, nós Vos imploramos, ó nosso Deus, que sejamos protegidos pelas preces daquele em cuja memória recebemos este augusto sacramento. Por nosso Senhor &c.

S. S. Inocentes, Mártires 28 de Dezembro

Intróito Sl. 8, 3

Ex ore infántium, Deus, et lacténtium perfecísti laudem propter inimicos tuos. Ps. ib., 2 Dómine, Dóminus noster: quam admirábile est nomen tuum in univérsa terra! V. Gloria Patri &c.
Da boca dos meninos e das crianças de peito fazeis sair louvores em vossa honra, para confusão dos vossos inimigos. Sl. ib., 2 Ó Senhor, nosso Deus, como o vosso nome é admirável em todo o universo! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, cujus hodicrna die præcónium Innocéntes Mártyres non loquéndo, sed moriéndo conféssi sunt: ómnia in nobis vitiórum mala mortífica; ut fidem tuam, quam lingua nostra lóquitur, étiam móribus vita fateátur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, cuja glória os Inocentes Mártires confessaram neste dia, não com suas palavras, mas com sua morte, mortificai no nosso íntimo as paixões e os vícios, a fim de que a vossa fé, que a nossa boca confessa, seja Confirmada com os nossos costumes. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ap. 14, 1-5

Léctio libri Apocalýpsis beáti Joánnis Apóstoli.
Lição do Livro Apocalipse do B. Ap.º João.
In diébus illis: Vidi supra montem Sion Agnum stantem, et cum eo centum quadragínta quatuor mília, habéntes nomen ejus, et nomen Patris ejus scriptum in fróntibus suis. Et audívi vocem de cœlo, tamquam vocem aquárum multárum, et tamquam vocem tonítrui magni: et vocem, quam audívi, sicut citharœrórum citharizántium in cítharis suis. Et cantábant quasi cánticum novum ante sedem, et ante quátuor animália, et senióres: et nemo póterat dícere cánticum, nisi illa centum quadragínta quátuor mília, qui empti sunt de terra. Hi sunt, qui cum muliéribus non sunt coinquináti: vírgines enim sunt. Hi sequúntur Agnum, quocúmque íerit. Hi empti sunt ex homínibus primítiæ Deo, et Agno: et in ore eórum non est invéntum mendácium: sine mácula enim sunt ante thronum Dei.
Naqueles dias, vi o Cordeiro de pé sobre a montanha de Sião e com ele cento e quarenta e quatro mil pessoas, que tinham o seu nome e o nome de seu Pai escritos na fronte, e ouvi uma voz do céu, semelhante ao murmúrio de muitas águas e ao ruído de um grande trovão. Essa voz era como que o som de muitas harpas dedilhadas por um coro de músicos! E cantavam um cântico novo diante do trono de Deus, em presença dos quatro animais e dos anciãos, não podendo ninguém mais cantar este cântico senão os cento e quarenta e quatro mil que haviam sido resgatados da terra. Estes são os que se não mancharam com mulheres, pois são virgens; estes são os que acompanham o Cordeiro a qualquer lugar onde Ele vá; estes são os que foram resgatados entre os homens, para serem oferecidos como primícias a Deus e ao Cordeiro, não tendo eles nunca procedido falsamente, pois foram julgados sem mancha diante do trono de Deus.

Gradual Sl. 123, 7-8

Anima nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium. V. Láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus: adjutórium nostrum in nómine Dómini, qui fecit cœlum et terram.
A nossa alma escapou-se, como um pássaro do laço do caçador. O laço quebrou-se, e ficámos livres. V. A nossa esperança está no nome do Senhor, que criou o céu e a terra.

Trato Sl. 78, 3 & 10

Effudérunt sánguinem Sanctórum, velut aquam, in circuitu Jerúsalem. V. Et non erat, qui sepelíret. V. Víndica, Dómine, sánguinem Sanctórum tuórum, qui effúsus est super terram.
Derramaram o sangue dos Santos, como água, em redor de Jerusalém. V. E não houve ninguém que os sepultasse. V. Vingai, Senhor, o sangue dos vossos Santos que correu pela terra.
Ao Domingo suprime-se o Trato e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 112, 1 Laudáte, púeri, Dóminum, laudáte nomen Dómini. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 112, 1 Ó meninos, louvai o Senhor; louvai o seu santo nome. Aleluia.

Evangelho Mt. 2, 13-18

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Angelus Dómini appáruit in somnis Joseph, dicens: Surge, et áccipe Púerum et Matrem ejus, et fuge in Ægýptum, et esto ibi, usque dum dicam tibi. Futúrum est enim, ut Heródes quærat Púerum ad perdéndum eum. Qui consúrgens accépit Púerum et Matrem ejus nocte, et secéssit in Ægýptum: et erat ibi usque ad óbitum Heródis: ut adimplerétur quod dictum est a Dómino per Prophétam dicéntem: Ex Ægýpto vocávi Fílium meum. Tunc Heródes videns, quóniam illúsus esset a Magis, irátus est valde, et mittens occídit omnes púeros, qui erant in Béthlehem et in ómnibus fínibus ejus, a bimátu et infra, secúndum tempus, quod exquisíerat a Magis. Tunc adimplétum est, quod dictum est per Jeremíam Prophetam dicéntem: Vox in Rama audíta est, plorátus et ululátus multus: Rachel plorans fílios suos, et nóluit consolári, quia non sunt.
Naquele tempo, um Anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, dizendo-lhe: «Ergue-te, toma o Menino e a sua Mãe e foge para o Egipto, onde ficarás até que novamente te avise; pois Herodes procura o Menino para O matar». Então José, ainda de noite, levantou-se e tomou o Menino, assim como sua Mãe, conduzindo-os para o Egipto, onde permaneceram até à morte de Herodes. E assim se cumpriu o que o Senhor anunciara pelo Profeta: «Chamei o meu Filho do Egipto». Entretanto, Herodes, vendo que os Magos o tinham iludido, encolerizou-se e mandou matar todos os meninos, que havia em Belém e nos arredores, desde a idade de dois anos para baixo, segundo o tempo que ele inquirira diligentemente dos Magos. Deste modo se cumpriu o que dissera o profeta Jeremias: «Uma voz se ouviu em Rama: muitos soluços e lamentações. É Raquel que chora os seus filhos; e ela não quer ser consolada, porque já não existem!».

Ofertório Sl. 123, 7

Anima nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium: láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus.
A nossa alma escapou-se, como um pássaro do laço do caçador. O laço quebrou-se, e ficámos livres.

Secreta

Sanctórum tuórum, Dómine, nobis pia non desit orátio: quæ et múnera nostra concíliet, et tuam nobis indulgéntiam semper obtíneat. Per Dóminum &c.
Não nos falte, Senhor, a pia oração dos vossos Santos e que ela Vos torne agradáveis as nossas ofertas e sempre nos alcance a vossa indulgência. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 2, 18

Vox in Rama audíta est, plorátus, et ululátus: Rachel plorans fílios suos, et nóluit consolári, quia non sunt.
Uma voz se ouviu em Rama: muitos soluços e lamentações. É Raquel que chora os seus filhos; e ela não quer ser consolada, porque já não existem!

Postcomúnio

Votíva, Dómine, dona percépimus: quæ Sanctórum nobis précibus, et præséntis, quǽsumus, vitæ páriter et ætérnæ tríbue conférre subsídium. Per Dóminum &c.
Havendo nós participado dos dons que Vos oferecemos, dignai-Vos permitir que as orações dos vossos Santos nos sirvam de auxílio para a vida presente e para a futura. Por nosso Senhor &c.

S. Tomás de Cantorbéry, B. e M. 29 de Dezembro

Intróito

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beáti Thomæ Mártyris: de cujus passióne gaudent Angeli et colláudant Fílium Dei. Ps. 32, 1 Exsultáte, justi, in Dómino: rectos decet collaudátio. V. Gloria Patri &c.
Regozijemo-nos todos no Senhor, celebrando neste dia a festa em honra do Mártir Tomás, de cujo martírio se alegram os Anjos, que por este motivo louvam o Filho de Deus. Sl. 32, 1 Ó justos, cantai ao Senhor hinos de alegria! É aos corações rectos que incumbe louvar o Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, pro cujus Ecclésia gloriósus Póntifex Thomas gládiis impiórum occúbuit: præsta, quǽsumus; ut omnes, qui ejus implórant auxílium, petitiónis suæ salutárem consequántur efféctum. Per Dóminum &c.
Ó Deus, em defesa de cuja Igreja o glorioso Pontífice Tomás morreu sob o gládio dos ímpios, permiti, Vos pedimos, que todos aqueles que imploram o seu auxílio obtenham o efeito salutar de suas súplicas. Por nosso Senhor &c.

Epístola Heb. 5, 1-6

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Hebrǽos.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Hebreus.
Fratres: Omnis póntifex ex homínibus assúmptus, pro homínibus constitúitur in iis, quæ sunt ad Deum: ut ófferat dona, et sacrifícia pro peccátis: qui condolére possit iis, qui ígnorant et errant: quóniam et ipse circúmdatus est infirmitáte: et proptérea debet, quemádmodum pro pópulo, ita étiam et pro semetípso offérre pro peccátis. Nec quisquam sumit sibi honórem, sed qui vocátur a Deo, tamquam Aaron. Sic et Christus non semetípsum clarificávit, ut Póntifex fíeret: sed qui locútus est ad eum: Fílius meus es tu, ego hódie génui te. Quemádmodum et in álio loco dicit: Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech.
Meus irmãos: Todo o pontífice é escolhido entre os homens e estabelecido para os homens no que respeita às suas relações com Deus, a fim de que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados e se compadeça daqueles que pecam por ignorância e por erro, lembrando-se de que também está cheio de fraquezas e deve oferecer sacrifícios de expiação dos pecados por si e pelo povo. Ninguém assuma por si próprio esta honra, mas espere que seja chamado por Deus, como Aarão; pois Cristo não assumiu por si próprio a glória do pontificado, mas recebeu-a d’Aquele que lhe disse: «Tu és o meu Filho; gerei-te hoje». E também lhe disse em outra ocasião: «Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque».

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce Sacérdos magnus, qui in diébus suis plácuit Deo. V. Ib., 20 Non est invéntus símilis illi, qui conserváret legem Excélsi.
Eis o sumo sacerdote, que nos dias da sua vida agradou a Deus. V. Ib., 20 Não foi encontrado outrem que o igualasse na observância da lei do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Joann. 10, 14 Ego sum pastor bonus: et cognósco oves meas, et cognóscunt me meæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jo. 10, 14 Eu sou o bom Pastor: eu conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me. Aleluia.

Evangelho Jo. 10, 11-16

Sequéntia sancti Evangélii secundum Joannem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus pharisǽis: Ego sum pastor bonus. Bonus pastor ánimam suam dat pro óvibus suis. Mercennárius autem, et qui non est pastor, cujus non sunt oves própriæ, videt lupum veniéntem, et dimíttit oves et fugit: et lupus rapit et dispérgit oves; mercennárius autem fugit, quia mercennárius est et non pértinet ad eum de óvibus. Ego sum pastor bonus: et cognósco meas et cognóscunt me meæ. Sicut novit me Pater, et ego agnósco Patrem, et ánimam meam pono pro óvibus meis. Et álias oves hábeo, quæ non sunt ex hoc ovíli: et illas opórtet me addúcere, et vocem meam áudient, et fiet unum ovíle et unus pastor.
Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Eu sou o bom Pastor. O bom Pastor dá a vida pelas ovelhas. Porém, o mercenário, que não é pastor e a quem as ovelhas não pertencem, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge. E, então, o lobo arrebata as ovelhas e dispersa-as. O mercenário procede assim porque é mercenário e porque não tem cuidado com as ovelhas. Eu sou o bom Pastor: eu conheço as minhas ovelhas, e as minhas ovelhas conhecem-me; assim como meu Pai me conhece e eu conheço meu Pai. Eu dou a minha vida pelas minhas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não pertencem a este aprisco; mas é preciso que eu as atraia e ouçam a minha voz, para que não haja senão um só aprisco e um só Pastor».

Ofertório Sl. 20, 4-5

Posuísti, Dómine, in capite ejus corónam de lápide pretióso: vitam pétiit a te, et tribuísti ei, allelúja.
Impusestes na sua cabeça, Senhor, uma coroa de pedras preciosas; e concedestes-lhe a vida que Vos Implorou. Aleluia.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, dicáta sanctífica: et, intercedénte beáto Thoma Mártyre tuo atque Pontífice, per éadem nos placátus inténde. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, estes dons que Vos oferecemos, e, por intercessão do B. Tomás, vosso Mártir e Pontífice, e por virtude dos mesmos dons, dignai-Vos olhar aplacado para nós. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 10, 14

Ego sum pastor bonus: et cognósco oves meas, et cognóscunt me meæ.
Eu sou o bom Pastor: conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me.

Postcomúnio

Hæc nos commúnio, Dómine, purget a crímine: et, intercedénte beáto Thoma Mártyre tuo atque Pontífice, cœléstis remédii fáciat esse consórtes. Per Dóminum nostrum &c.
Que esta comunhão, Senhor, nos purifique dos nossos crimes, e, intercedendo o B. Tomás, vosso Mártir e Pontífice, nos torne participantes do remédio celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Higino, Papa e Mártir 11 de Janeiro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Hilário, B. Conf. e Dr. 14 de Janeiro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores

S. Félix, Presb. e Márt. 14 de Janeiro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Concéde, quǽsumus, quaténus, quorum sollémnia ágimus, étiam actus imitémur. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó omnipotente Deus, que os exemplos dos vossos Santos nos incitem a uma vida melhor, de que modo que imitemos também as acções daquele cuja solenidade celebramos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, beáti Félicis Mártyris tui dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per Dóminum &c.
Aceitai benignamente, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos em honra dos méritos do B. Félix, vosso Mártir, e permiti que nos alcancem o vosso perpétuo auxílio. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, Dómine, salutáribus repléti mystériis: ut, beáti Félicis Mártyris tui, cujus sollémnia celebrámus, oratiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Havendo sido saciados com os salutares dons, dignai-Vos conceder-nos, Senhor, que sejamos auxiliados pelas orações do vosso B. Mártir Félix, cuja solenidade celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. Paulo, 1.º Eremita, Conf. 15 de Janeiro

Intróito Sl. 91, 13-14

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur: plantátus in domo Dómini: in átriis domus Dei nostri. Ps. ibid., 2 Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
O justo florescerá, como a palmeira, e multiplicar-se-á, como o cedro do Líbano, plantado na casa do Senhor e nos átrios da casa do nosso Deus. Sl. ibid., 2 É bom louvar o Senhor: e cantar hinos em honra do vosso nome, ó Altíssimo! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui nos beáti Pauli Confessóris tui ánnua sollemnitáte lætíficas: concéde propítius; ut, cujus natalítia cólimus, étiam actiónes imitémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a solenidade anual do B. Paulo, vosso Confessor, visto que celebramos o seu nascimento, concedei-nos propício que imitemos também as suas acções. Por nosso Senhor &c.

Epístola Fl. 3, 7-12

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Filipenses.
Fratres: Quæ mihi fuérunt lucra, hæc arbitrátus sum propter Christum defriménta. Verúmtamen exístimo ómnia detriméntum esse propter eminéntem sciéntiam Jesu Christi, Dómini mei: propter quem ómnia detriméntum feci et árbitror ut stércora, ut Christum lucrifáciam et invéniar in illo, non habens meam justítiam, quæ ex lege est, sed illam, quæ ex fide est Christi Jesu: quæ ex Deo est justítia in fide, ad cognoscéndum illum, et virtútem resurrectiónis ejus, et societátem passiónum illíus: configurátus morti ejus: si quo modo occúrram ad resurrectiónem, quæ est ex mórtuis: non quod jam accéperim aut jam perféctus sim: sequor autem, si quo modo comprehéndam, in quo et comprehénsus sum a Christo Jesu.
Meus irmãos: As coisas que considerava ganho tive-as depois como perda, meditando em Cristo. E, na verdade, considero tudo como perda, pelo melhor conhecimento que tenho de Jesus Cristo, meu Senhor, por amor de quem renunciei a todas as coisas, considerando-as como poeira, a fim de que ganhe a Cristo e me encontre com Ele, não com a minha própria justiça (a que vem da Lei), mas com aquela que nasce da fé em Jesus Cristo (a justiça que vem de Deus pela fé), para que o conheça a Ele, assim como ao mystério da sua Ressurreição, e tome parte nos seus sofrimentos, havendo-me confortado com sua morte, a fim de que possa de algum modo conseguir a ressurreição dos mortos. Não que eu a tenha alcançado, isto é, me haja tornado já perfeito; mas prossigo o caminho para ver se alcanço o fim para que fui predestinado por Jesus Cristo.

Gradual Sl. 91, 13 & 14

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. V. ibid., 3 Annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano, na casa do Senhor. V. ibid., 3 Para publicar de manhã a vossa misericórdia; e de noite a vossa verdade.
Allelúja, allelúja. V. Osee 14, 6 Justus germinábit sicut lílium: et florébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Os. 14, 6 O justo germinará, como o lírio, e florescerá eternamente na presença do Senhor. Aleluia.

Evangelho Mt. 11, 25-30

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Respóndens Jesus, dixit: Confíteor tibi, Pater, Dómine cœli et terræ, quia abscondísti hæc a sapiéntibus ei prudéntibus, et revelásti ea párvulis. Ita, Pater: quóniam sic fuit plácitum ante te. Omnia mihi trádita sunt a Patre meo. Et nemo novit Fílium nisi Pater: neque Patrem quis novit nisi Fílius, et cui volúerit Fílius reveláre. Veníte ad me, omnes, qui laborátis et oneráti estis, et ego refíciam vos. Tóllite jugum meum super vos, et díscite a me, quia mitis sum et húmilis corde: et inveniétis réquiem animábus vestris. Jugum enim meum suáve est et onus meum leve.
Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: «Dou-Vos graças, ó Pai, Senhor do céu e da terra, pois ocultastes estas coisas aos sábios e aos prudentes e as revelastes aos pequenos. Sim, ó Pai, dou-Vos graças, porque assim o quisestes. Todas as coisas me foram dadas pelo meu Pai; e ninguém conhece o Filho senão o Pai, nem ninguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o revelar. Vinde a mim, vós, todos, que trabalhais e estais sobrecarregados, o vos confortarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim; pois sou manso e humilde de coração; e achareis o repouso para as vossas almas. Meu jugo é suave e o meu ónus é leve».

Ofertório Sl. 20, 2-3

In virtúte tua, Dómine, lætábitur justus, et super salutáre tuum exsultábit veheménter: desidérium ánimæ ejus tribuísti ei.
Com o vosso poder, ó Senhor, se alegrará o justo, o qual exultará de alegria, vendo-se salvo por Vós. Concedestes-lhe, Senhor, o desejo da sua alma.

Secreta

Laudis tibi, Dómine, hóstias immolámus in tuórum commemoratióne Sanctórum: quibus nos et præséntibus éxui malis confídimus et futúris. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos oferecemos este sacrifício de louvor em memória dos vossos santos, para que por meio deles nos livremos dos males presentes e futuros. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 63, 11

Lætábitur justus in Dómino, et sperábit in eo: et laudabúntur omnes recti corde.
O justo alegrar-se-á no Senhor e n’Ele esperará: e serão louvados todos os que possuem coração recto.

Postcomúnio

Refécti cibo potúque cœlésti, Deus noster, te súpplices exorámus: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus. Per Dóminum &c.
Fortalecidos com o alimento e com a bebida celestiais, Vos suplicamos humildemente, ó nosso Deus, que nos protejam as preces daquele em cuja memória os recebemos. Por nosso Senhor &c.

S. Amaro, Abade 15 de Janeiro

Como na Missa Os justi, página abades

S. Marcelo, Papa e Mártir 16 de Janeiro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices, excepto:

Oração

Preces pópuli tui, quǽsumus, Dómine, cleménter exáudi: ut beáti Marcélli Mártyris tui atque Pontíficis méritis adjuvémur, cujus passióne lætámur. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, dignai-Vos ouvir clementemente as preces do vosso povo, a fim de que sejamos auxiliados pelos méritos do B. Marcelo, vosso Pontífice e Mártir, cujo martírio festejamos. Por nosso Senhor &c.

Os Santos Mártires de Marrocos 16 de Janeiro

Intróito Sl. 33, 20-21

Multæ tribulatiónes justórum, et de his ómnibus liberábit eos Dóminus: Dóminus custódit ómnia ossa eórum, unum ex his non conterétur. ibid., 1 Benedícam Dóminum in omni témpore: semper laus ejus in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Muitas são as tribulações dos justos, mas de todas elas o Senhor os livrará. O Senhor guarda todos seus ossos e nem um só deles será quebrado. ibid., 1 Bendirei o Senhor em todo o tempo; os seus louvores estarão sempre na minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui sanctórum Mártyrum tuórum Bérardi, Petri, Accúrsii, Adjúti, atque Othónis glorióso certámine órdinis Minórum inítia consecrásti: concéde nobis fámulis tuis; ut quorum lætámur triúmphis, eórum virtútes imitémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que consagrastes os princípios da Ordem dos Menores com o glorioso martírio dos vossos Santos Mártires Berardo, Pedro, Acúrsio, Adjuto e Otão, permiti que nós, vossos servos, imitemos as suas virtudes, assim como nos alegramos com seus triunfos. Por nosso Senhor &c.

Oração S. Marcelo

Preces pópuli tui, quæsumus, Dómine, cleménter exáudi: ut beáti Marcéllis Mártyris tui atque Pontíficis méritis adjuvémur, cujus passióne lætámur. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, dignai-Vos ouvir clementemente as preces do vosso povo, a fim de que sejamos auxiliados pelos méritos do B. Marcelo, vosso Mártir e Pontífice, cujo martírio festejamos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página confessoresnaopontifices2

Gradual Sl. 78, 10

Víndica, Dómine, sánguinem Sanctórum tuórum, qui effúsus est. V. Ps. ibid., 2 Posuérunt morticína servórum tuórum, Dómine, escas volatílibus cælis: carnes Sanctórum tuórum béstiis terræ.
Vingai, Senhor, o sangue dos vossos Santos que foi derramado. V. Sl. ibid., 2 Deram para alimento às aves do céu os corpos dos vossos servos, que haviam sido mortos; e deram as carnes dos vossos Santos às feras da terra.
Allelúja, allelúja. V. Hæc est vera fratérnitas, quæ vicit mundi crímina: Christum secúta est, ínclyta tenes regna cæléstia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Eis a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo. Ela seguiu Cristo, possuindo gloriosamente o reino celestial. Aleluia.
Após a Septuagésima, omite-se o Aleluia e o Verso, e diz-se o Trato:

Trato Sl. 125, 5-6

Qui séminant in lácrimis, in gáudio metent. V. Eúntes ibant et flébant, mitténtes sémina sua. V. Veniéntes autem vénient cum exsultatióne, portántes manípulos suos.
Aqueles que semeiam com lágrimas ceifarão com júbilo. V. Iam, caminhavam e lançavam a semente à terra, chorando. V. Porém, quando voltavam, exultavam de alegria, trazendo os seus molhos de trigo.

Evangelho Mt. 10, 16-22

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Jesus discipulis suis: Ecce ego mitto vos sicut oves in médio lupórum. Estóte ergo prudéntes sicut serpéntes, et simplices sicut colúmbæ. Cavéte autem ab homínibus. Tradent enim vos in concíliis, et in synagógis suis flagellábunt vos: et ad præsides, et ad reges ducémini propter me, in testimónium illis et géntibus. Cum autem tradent vos, nolite cogitáre, quómodo aut quid loquámini: dábitur enim vobis in illa hora, quid loquámini. Non enim vos estis qui loquímini, sed Spiritus Patris vestri, qui lóquitur in vobis. Tradet autem frater fratrem in mortem, et pater fílium: et insúrgent fílii in paréntes, et morte eos affícient: et éritis ódio ómnibus autem perseveráverit usque in finem, hic salvus erit.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eis que vos envio, como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes, como as serpentes, e simples, como as pombas. Acautelai-vos dos homens, porque vos entregarão aos tribunais e vos flagerão nas suas sinagogas. Sereis conduzidos por amor de mim à presença dos governadores e dos reis para dardes testemunho de mim, diante deles e dos povos; mas, quando vos entregarem, não penseis de que maneira lhes havereis de falar e que palavras lhes devereis dizer, porque naquela mesma hora vos será transmitido o que houverdes de responder; pois não sois vós que falareis. O Espírito do vosso Pai é que falará em vós. O irmão entregará à morte o seu irmão; o pai entregará o filho; e os filhos se levantarão contra os pais e lhes darão a morte. Sereis odiados por todos por causa do meu nome, mas quem perseverar até ao fim será salvo».

Ofertório Pr. 3, 1-3

Justórum ánimæ in manu Dei sunt, et non tanget ilos torméntum malítiæ: visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace. Allelúja.
As almas dos justos estão nas mãos de Deus e o tormento da malícia as não tocará! Aos olhos dos insensatos pareciam quase a morrer, todavia estão na paz. Aleluia.

Secreta

Pro pretiósa, Dómine, tuórum morte Sanctórum sacrifícium istud offérimus: quo opem tuam nostris tempóribus cleménter impéndas, et grátiam nobis veræ devotiónis exhíbeas. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos, Senhor, este sacrifício em honra da preciosa morte dos vossos Santos, a fim de que em virtude dele nos concedais clementemente em nossos dias o vosso auxílio e a graça da verdadeira piedade. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Marcelo

Súscipe, quæsumus, Dómine, múnera dignánter obláta: et beáti Marcélli Mártyris tui atque Pontíficis, suffragántibus méritis, ad nostræ salútis auxílium provenire concéde. Per Dóminum nostrum &c.
Com as ofertas destes dons, Vos suplicamos, Senhor, iluminai benignamente a vossa Igreja, a fim de que não só o vosso rebanho triunfe em toda a parte, mas também pelo poder do vosso nome os Pastores sejam bem acolhidos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 4

Dico autem vobis amícis meis: ne terreámini ab his, qui vos persequúntur.
Digo-vos, pois, a vós, que sois meus amigos: «Não tenhais medo daqueles que vos perseguem».

Postcomúnio

Cæléstia, Dómine, domina, quæ súmpsimus, vitam nobis tríbuant sempitérnam: quam cum beatórum Mártyrum tuórum Berárdi, Petri, Accúrsii, Adjúti, atque Othónis, gloriósis méritis implorámus. Per Dóminum &c.
Que os dons celestiais que recebemos, Senhor, nos comuniquem a vida eterna, a qual Vos suplicamos pelos gloriosos méritos dos vossos Mártires Berardo, Pedro, Acúrsio, Adjuto e Otão. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. Marcelo

Satiásti, Dómine, famíliam tuam munéribus sacris: ejus, quæsumus, semper interventióne nos réfove, cujus solémnia celebrámus. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos suplicamos, governai com mansidão a vossa Igreja, agora que foi alimentada com a sagrada refeição, a fim de que, dirigida com firme suavidade, alcance o incremento da sua liberdade e persista na integridade da sua doutrina. Por nosso Senhor &c.

S. António, Abade 17 de Janeiro

Como na Missa Os justi, página abades, excepto:

Evangelho Página evangelhoconfessoresnaopontifices1

Missa Votiva da Cadeira de S. Pedro em Roma 18 de Janeiro

Como na Missa da Cadeira de S. Pedro em Roma, a 22 de Fevereiro, página cadeirapedro

Comemoração de Santa Prisca 18 de Janeiro

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beátæ Priscæ Vírginis et Mártyris tuæ natalítia cólimus; et ánnua sollemnitáte lætémur, et tantae fídei proficiámus exémplo. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que, celebrando o nascimento da B. Prisca, vossa Virgem e Mártir, nos alegremos nesta solenidade anual e aproveitemos com os exemplos da sua tão grande fé. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hæc hóstia, quǽsumus, Dómine, quam Sanctórum tuórum natalítia recenséntes offérimus, et víncula nostræ pravitátis absólvat, et tuæ nobis misericórdiæ dona concíliet. Per Dóminum &c.
Que esta hóstia, Senhor, que Vos oferecemos em honra do nascimento dos vossos Santos, nos livre dos vínculos dos nossos pecados e nos obtenha os dons da vossa misericórdia. &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, Dómine, salutáribus repléti mystériis: ut, cujus sollémnia celebrámus, ejus oratiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Saciados com os dons salutares, Vos imploramos, Senhor, sejamos socorridos pelas preces daquela cuja festa celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. Gonçalo de Amarante, Confesso 19 de Janeiro

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Deus, qui beáti Gundisálvi Confessóris tui mentem sancti nóminis tui amóre mirabíliter inflammásti: concéde, quæsumus; ut illius vestígiis inhæréntes, semper te cogitémus, quæque tibi grata sunt, inflammáto stúdio faciámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que maravilhosamente abrasastes no amor ao vosso nome a alma do B. Gonçalo, vosso Confessor, dignai-Vos conceder-nos que, seguindo os seus vestígios, pensemos sempre em Vós e com fervorosa solicitude façamos o que Vos seja agradável. Por nosso Senhor &c.

Oração S. S. Mário e Outros Mártires

Exáudi, Dómine, pópulum tuum cum Sanctórum tuórum patrocínio supplicántem: ut et temporális vitæ nos tríbuas pace gaudére; et ætérnæ reperíre subsídium. Per Dóminum &c.
Ouvi, Senhor, as súplicas que o vosso povo Vos dirige sob o patrocínio dos vossos Santos; e dignai-Vos permitir que gozemos a vossa paz na vida presente e alcancemos o vosso auxílio na vida eterna. &c.

Oração S. Canuto

Deus, qui ad illustrándam Ecclésiam tuam beátum Canútum regem martýrii palma et gloriósis miráculis decoráre dignátus es: concéde propítius; ut, sicut ipse Domínicæ passiónis imitátor fuit, ita nos, per ejus vestígia gradiéntes, ad gáudia sempitérna perveníre mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que para glória da vossa Igreja Vos dignastes honrar o B. Rei Canuto com a palma do martírio e o dom de insignes milagres, concedei-nos propício que, assim como ele imitou a Paixão do Senhor, assim também nós, segundo os seus vestígios, mereçamos alcançar os sempiternos gozos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página pauloeremita

Gradual Sl. 20, 4

Dómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso. V. ibid., 5 Vitam pétiit a te: et tribuísti ei longitúdinem diérum in sæculum sæculi.
Concedestes-lhe, Senhor, bênçãos escolhidas, as mais suaves, e impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. V. ibid., 5 Concedestes-lhe a vida que Vos suplicou e prolongastes-lhe a duração dos seus dias pelos séculos dos séculos.
Allelúja, allelúja. Lætábitur justus in Dómino, et sperábit in eo: et laudabúntur omnes recti corde. Allelúja.
Aleluia, aleluia. O justo alegrar-se-á no Senhor e n’Ele porá suas esperanças; e todos aqueles cujo coração é recto serão glorificados. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso e diz-se:

Trato Sl. 111, 1-3

Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur. V. Glória et divitiæ in domo ejus: et justítia ejus manet in sǽculum sǽculi.
Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que põe todo seu zelo em obedecer-Lhe. V. Sua descendência será poderosa na terra; pois a geração dos justos será abençoada. V. Na sua casa haverá glória e riqueza: e a justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos.

Evangelho Página pauloeremita

Ofertório Sl. 91, 13

Justus ut palma florébit, sicut cedrus, quæ in Líbano est, multiplicábitur.
O justo florescerá, como a palmeira, e multiplicar-se-á, como o cedro do Líbano.

Secreta S. S. Mário e Outros Mártires

Preces, Dómine, tuórum réspice oblationésque fidélium: ut et tibi gratæ sint pro tuórum festivitáte Sanctórum, et nobis cónferant tuæ propitiatiónis auxílium. Per Dóminum &c.
Atendei, Senhor, ás preces e ás oblatas dos vossos fiéis, a fim de que Vos sejam agradáveis nesta festa dos vossos Santos e nos alcancem o auxílio da vossa bondade. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Canuto

Accépta sit in conspéctu tuo, Dómine, nostra devótio: et ejus nobis fiat supplicatióne salutáris, pro cujus sollemnitáte defértur. Per Dóminum &c.
Recebei benigno, Senhor, esta oferta da nossa piedade, e que ela nos alcance a salvação, por intercessão das preces daquele em cuja festa Vo-la apresentamos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 91, 13

Amen dico vobis, quod vos, qui reliquístis ómnia, et secúti estis me, céntuplum accipiétis, et vitam ætérnam possidébitis.
Em verdade vos digo: vós, que abandonastes tudo e me seguistes, recebereis o cêntuplo e possuireis a vida eterna.

PostComúnio S. S. Mário e Outros Mártires

Sanctórum tuórum, Dómine, intercessióne placátus: præsta, quǽsumus; ut, quæ temporáli celebrámus actióne, perpétua salvatióne capiámus. Per Dóminum &c.
Deixai-Vos aplacar, Senhor, pela intercessão dos vossos Santos; e permiti, Vos rogamos, que estes sacrifícios, que aogra celebrámos, nos sirvam de auxílio para a salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. Canuto

Refécti participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedénte beáto Canúto Mártyre tuo, sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Permiti, ó Senhor, nosso Deus, que, assim como nos alegrámos, comemorando nesta vida pelo nosso ministério a memória dos vossos Santos, assim também tenhamos na eternidade a felicidade de os contemplar. Por nosso Senhor &c.

S. S. Fabião e Sebastião, Márts. 20 de Janeiro

Intróito Página muitosmartires1

Oração

Infirmitátem nostram réspice, omnípotens Deus: et, quia pondus própriæ actiónis gravat, beatórum Mártyrum tuórum Fabiáni et Sebastiáni intercéssio gloriósa nos prótegat. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, olhai para a nossa fraqueza, e, visto que estamos oprimidos sob o peso dos nossos pecados, fazei que sejamos protegidos pela gloriosa intercessão dos vossos B. B. Mártires Fabião e Sebastião. Por nosso Senhor &c.

Epístola Heb. 11, 33-39

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Hebrǽos.
Lição da Epístola do B. Ap.º Paulo aos Hebreus.
Fratres: Sancti per fidem vicérunt regna, operáti sunt justítiam, adépti sunt repromissiónes, obturavérunt ora leónum, exstinxérunt ímpetum ignis, effugérunt áciem gládii, convaluérunt de infirmitáte, fortes facti sunt in bello, castra vertérunt exterórum: accepérunt mulíeres de resurrectióne mórtuos suos: álii autem disténti sunt, non suscipiéntes redemptiónem, ut meliórem invenírent resurrectiónem: alii vero ludíbria et vérbera expérti, ínsuper et víncula et cárceres: lapidáti sunt, secti sunt, tentáti sunt, in occisióne gládii mórtui sunt: circuiérunt in melótis, in péllibus caprínis, egéntes, angustiáti, afflicti: quibus dignus non erat mundus: in solitudínibus errantes, in móntibus et spelúncis et in cavérnis terræ. Et hi omnes testimónio fídei probáti, invénti sunt in Christo Jesu, Dómino nostro.
Meus irmãos: Pela Fé os santos conquistaram os reinos, praticaram a justiça, alcançaram a realização das promessas, fecharam a boca dos leões, apagaram as chamas do fogo, escaparam ao fio das espadas, convalesceram de suas enfermidades, foram fortes nas batalhas e puseram em debandada as forças inimigas. Pela Fé as mulheres receberam, já ressuscitados, os seus mortos, outros aceitaram a tortura sem desejarem livrar-se, a fim de alcançarem uma ressurreição melhor; e outros ainda foram escarnecidos e açoitados e até algemados e presos. Pela Fé muitos foram apedrejados, serrados, tentados, passados à espada, decapitados, levaram vida errante, vestidos com peles de ovelhas e de cabras, despojados de tudo, perseguidos e maltratados. Pela Fé houve homens (de quem o mundo não era digno) que andaram errantes nos desertos e nas montanhas e escondidos nas Covas e nas cavernas da terra. Todos foram provados para testemunho da sua Fé em N. S. Jesus Cristo.

Gradual Ex. 15, 11

Gloriósus Deus in Sanctis suis: mirábilis in majestáte, fáciens prodígia. V. ibid., 6 Déxtera tua, Dómine, glorificáta est in virtúte: déxtera manus tua confrégit inimícos.
Deus é glorioso em seus Santos: e admirável na sua majestade, praticando prodígios. V. ibid., 6 Senhor, a vossa mão direita engrandeceu-se pela força: a vossa mão direita esmagou os inimigos.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 144, 10-11 Sancti tui, Dómine, benedícent te: glóriam regni tui dicent. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 144, 10-11 Vossos Santos Vos bendirão, Senhor: e proclamarão a glória do vosso reino. Aleluia.
Depois da Septuagésima, a Aleluia é omitida e é dito o Trato da Missa Intret in, página muitosmartires1

Evangelho Página muitosmartires2

Ofertório Sl. 31, 11

Lætámini in Dómino et exsultáte, justi: et gloriámini, omnes recti corde.
Alegrai-vos no Senhor, ó justos. Todos aqueles que possuem o coração recto serão glorificados.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, beatórum Mártyrum tuórum Fabiáni et Sebastiáni dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per Dóminum &c.
Recebei benigno, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos pelos méritos dos vossos B. B. Mártires Fabião e Sebastião e dignai-Vos permitir que em virtude delas alcancemos o vosso perpétuo socorro. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 6, 18 & 19

Multitúdo languéntium, et qui vexabántur a spirítibus immúndis, veniébant ad eum: quia virtus de illo exíbat, et sanábat omnes.
Numerosos enfermos e possessos de espíritos imundos vinham ter com Ele, pois de si saía uma tal virtude que a todos curava.

Postcomúnio

Refécti participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Fabiáno et Sebastiáno, sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Fortalecidos com a participação deste dom sacratíssimo, Vos suplicamos, Senhor, nosso Deus, que, por intercessão dos vossos B. B. Mártires Fabião e Sebastião, sintamos o efeito do mystério que hoje celebrámos. Por nosso Senhor &c.

Santa Inês, Virgem e Márt. 21 de Janeiro

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1, excepto:

Intróito Sl. 118, 95-96

Me exspectavérunt peccatores, ut pérderent me: testimónia tua, Dómine, intelléxi: omnis consummatiónis vidi finem: latum mandátum tuum nimis. Ps. ibid., 1 Beáti immaculáti in via: qui ámbulant in lege Dómini. V. Gloria Patri &c.
Esperaram-me os pecadores para me perder; mas, Senhor, tinha meditado nos vossos testemunhos. Encontrei limites em tudo quanto existe: só o vosso poder é infinito. Sl. ibid., 1 Bem-aventurados os que são imaculados em seus caminhos e que cumprem a Lei do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnipotens sempitérne Deus, qui infírma mundi éligis, ut fórtia quæque confúndas: concéde propítius; ut, qui beátæ Agnétis Vírginis et Mártyris tuæ sollémnia cólimus, ejus apud te patrocínia sentiámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e eterno, que escolhestes os fracos para confundir os fortes, concedei-nos benigno que, celebrando a solenidade da B. Inês, vossa Virgem e Mártir, gozemos a sua protecção junto do vosso trono. Por nosso Senhor &c.

Gradual Sl. 44, 3

Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum. V. ibid., 5 Propter veritátem et mansuetúdinem et justítiam: et dedúcet te mirabíliter déxtera tua.
A graça espalhou-se nos vossos lábios; por isso Deus vos abençoou para a eternidade. V. ibid., 5 Por amor da verdade, da mansidão e da justiça a vossa mão direita vos levará a praticar maravilhas.
Allelúja, allelúja. V. Matth. 25, 4 & 6 Quinque prudéntes vírgines accepérunt óleum in vasis suis cum lampádibus: média autem nocte clamor factus est: Ecce, sponsus venit: exíte óbviam Christo Dómino. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Mt. 25, 4 & 6 As cinco virgens prudentes tomaram azeite em seus vasos para suas lâmpadas. À meia-noite ouviu-se um clamor dizer: «Eis que chega o esposo: ide ao encontro de Cristo Senhor». Aleluia.

Secreta

Hóstias, Dómine, quas tibi offérimus, propítius súscipe: et, intercedénte beáta Agnéte Vírgine et Mártyre tua, víncula peccatórum nostrórum absólve. Per Dóminum nostrum &c.
Recebei benigno, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos; e, por intercessão da B. Inês, vossa Virgem e Mártir, dignai-Vos quebrar as cadeias dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 25, 4 & 6

Quinque prudéntes vírgines accepérunt óleum in vasis suis cum lampádibus: média autem nocte clamor factus est: Ecce, sponsus venit: exíte óbviam Christo Dómino.
As cinco virgens prudentes tomaram azeite em seus vasos para suas lâmpadas. À meia-noite ouviu-se um clamor dizer: «Eis o esposo que chega: ide ao encontro de Cristo Senhor».

Postcomúnio

Refécti cibo potúque cœlésti. Deus noster, te súpplices exorámus: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus. Per Dóminum &c.
Confortados já com o alimento e a bebida celestiais, ó Deus, Vos suplicamos, fazei que aquela em cuja memória os recebemos nos proteja com suas preces. Por nosso Senhor &c.

S. S. Vicente e Anastácio, Márts. 22 de Janeiro

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Adésto, Dómine, supplicatiónibus nostris: ut, qui ex iniquitáte nostra reos nos esse cognóscimus, beatórum Mártyrum tuórum Vincéntii et Anastásii intercessióne liberémur. Per Dóminum &c.
Senhor, dignai-Vos ouvir as nossas súplicas, a fim de que, reconhecendo-nos réus diante de Vós pelas nossas iniquidades, sejamos livres delas por intercessão dos vossos B. B. Mártires Vicente e Anastácio. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, nostræ devotiónis offérimus: quæ et pro tuórum tibi grata sint honóre Justórum, et nobis salutária, te miseránte, reddántur. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos oferecemos estes dons da nossa devoção; e que em consideração dos vossos Santos eles Vos sejam agradáveis, e pela vossa misericórdia nos sejam salutares. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui cœléstia aliménta percépimus, intercedéntibus beátis Martýribus tuis Vincéntio et Anastásio, per hæc contra ómnia advérsa muniámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que, havendo nós recebido os alimentos celestiais, sejamos fortalecidos contra todas as adversidades por intercessão dos vossos B. B. Mártires Vicente e Anastácio. Por nosso Senhor &c.

S. Vicente, Mártir No Patriarcado de Lisboa e na Diocese do Algarve, 22 de Janeiro

Como Missa In virtúte tua, página martirnaopontifice1, excepto:

Oração

Adésto, Dómine, supplicatiónibus nostris: ut, qui ex iniquitáte nostra reos nos esse cognóscimus, beáti Vincéntii Martyris tui intercessióne liberémur. Per Dóminum &c.
Senhor, dignai-Vos ouvir as nossas súplicas, a fim de que, reconhecendo-nos réus diante de Vós pelas nossas iniquidades, sejamos livres delas por intercessão do vosso B. Mártir Vicente. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Jo. 12, 24-26

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Amen, amen, dico vobis, nisi granum fruménti cadens in terram, mórtuum fúerit, ipsum solum manet: si autem mórtuum fúerit, multum fructum affert. Qui amat ánimam suam, perdet eam: et qui odit ánimam suam in hoc mundo, in vitam ætérnam custódit eam. Si quis mihi mínistrat, me sequátur: et ubi sum ego, illic et miníster meus erit. Si quis mihi ministráverit, honorificábit eum Pater meus.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, permanece estéril; mas, se morrer, dará muito fruto. Aquele que ama a sua vida perdê-la-á; mas aquele que aborrece a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me; e onde eu estiver lá estará também o meu servo. Se alguém me servir, meu Pai o honrará».

Ofertório Sl. 95, 6

Conféssio et pulchritúdo in conspéctu ejus: sánctitas, et magnificéntia in sanctificatióne ejus.
Rodeiam-no a glória e a majestade: e no seu santuário reluzem a santidade e a magnificência.

S. Raimundo de Penhafort 23 de Janeiro

Como na Missa Os justi, página abades, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Raymúndum pœniténtiæ sacraménti insígnem minístrum elegísti, et per maris undas mirabíliter traduxísti: concéde; ut ejus intercessióne dignos pœniténtiæ fructus fácere, et ad ætérnæ salútis portum perveníre valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes escolher o B. Raimundo para o tornar em um insigne ministro do sacramento da penitência e que milagrosamente o fizestes atravessar as águas do mar, concedei-nos que por sua intercessão «façamos frutos dignos de penitência» e possamos chegar ao porto da salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

Santa Emerenciana, V. e Márt. 23 de Janeiro

Como na Missa Me exspectavérunt, página virgensmartires2

S. Timóteo, B. e Márt. 24 de Janeiro

Como na Missa Státuit ei Dóminus, página martirpontificeforapascal, excepto:

Epístola 1 Tm. 6, 11-16

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Sectáre justítiam, pietátem, fidem, caritátem, patiéntiam, mansuetúdinem. Certa bonum certámen fídei, apprehénde vitam ætérnam, in qua vocátus es, et conféssus bonam confessionem coram multis téstibus. Præcípio tibi coram Deo, qui vivíficat ómnia, et Christo Jesu, qui testimónium réddidit sub Póntio Piláto, bonam confessiónem: ut serves mandátum sine mácula, irreprehensíbile usque in advéntum Dómini nostri Jesu Christi, quem suis tempóribus osténdet beátus et solus potens, Rex regum et Dóminus dominántium: qui solus habet immortalitátem, et lucem inhábitat inaccessíbilem: quem nullus hóminum vidit, sed nec vidére potest: cui honor et impérium sempitérnum. Amen.
Caríssimos: Procurai a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a paciência e a mansidão. Combatei o bom combate da fé; esforçai-vos em alcançar a vida eterna, para a qual fostes chamado e para a qual fizestes esta boa profissão de fé diante de muitos testemunhos. Eu vos ordeno diante de Deus, que dá a vida a todas as coisas, e perante Jesus Cristo, que deu testemunho por uma boa profissão de fé, sob Pôncio Pilatos, que oportunamente mostrará o Bem-aventurado e o único Soberano, o Rei dos reis e o Senhor dos senhores, que só possui a imortalidade e goza uma luz inacessível, que ninguém nunca viu, nem ainda pode ver e a quem seja dada a honra e poder eterno. Amen.

Conversão de S. Paulo 25 de Janeiro

Intróito 2 Tm. 1, 12

Scio, cui crédidi, et certus sum, quia potens est depósitum meum serváre in illum diem, justus judex. Ps. 138, 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam et resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Sei em quem acreditar, e estou certo de que tem poder para guardar o meu depósito até àquele dia em que me julgará como justo Juiz. Sl. 138, 1-2 Senhor, Vós me perscrutastes e me conhecestes: conhecestes quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui univérsum mundum beáti Pauli Apóstoli prædicatióne docuísti: da nobis, quǽsumus; ut, qui ejus hódie Conversiónem cólimus, per ejus ad te exémpla gradiámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que instruístes o mundo inteiro com a pregação do B. Apóstolo Paulo, concedei-nos, Vos suplicamos, que, celebrando hoje a sua Conversão, caminhemos para Vós, seguindo os seus exemplos. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de S. Pedro

Oração, Secreta e Postcomúnio Página cadeirapedro

Epístola Act. 9, 1-22

Léctio Actuum Apostolórum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diébus illis: Saulus adhuc spirans minárum et cædis in discípulos Dómini, accéssit ad príncipem sacerdótum, et pétiit ab eo epístolas in Damáscum ad synagógas: ut, si quos invenísset hujus viæ viros ac mulíeres, vinctos perdúceret in Jerúsalem. Et cum iter fáceret, cóntigit, ut appropinquáret Damásco: et súbito circumfúlsit eum lux de cœlo. Et cadens in terram, audívit vocem dicéntem sibi: Saule, Saule, quid me perséqueris? Qui dixit: Quis es, Dómine? Et ille: Ego sum Jesus, quem tu perséqueris: durum est tibi contra stímulum calcitráre. Et tremens ac stupens, dixit: Dómine, quid me vis fácere? Et Dóminus ad eum: Surge et ingrédere civitátem, et ibi dicétur tibi, quid te opórteat fácere. Viri autem illi, qui comitabántur cum eo, stabant stupefácti, audiéntes quidem vocem, néminem autem vidéntes. Surréxit autem Saulus de terra, apertísque óculis nihil vidébat. Ad manus autem illum trahéntes, introduxérunt Damáscum. Et erat ibi tribus diébus non videns, et non manducávit neque bibit. Erat autem quidam discípulus Damásci, nómine Ananías: et dixit ad illum in visu Dóminus: Ananía. At ille ait: Ecce ego, Dómine. Et Dóminus ad eum: Surge et vade in vicum, qui vocátur Rectus: et quære in domo Judæ Saulum nómine Tarsénsem: ecce enim orat. (Et vidit virum, Ananíam nómine, introeúntem et imponéntem sibi manus, ut visum recipiat.) Respóndit autem Ananías: Dómine, audívi a multis de viro hoc, quanta mala fécerit sanctis tuis in Jerúsalem: et hic habet potestátem a princípibus sacerdótum alligándi omnes, qui ínvocant nomen tuum. Dixit autem ad eum Dóminus: Vade, quóniam vas electiónis est mihi iste, ut portet nomen meum coram géntibus et régibus et fíliis Israël. Ego enim osténdam illi, quanta opórteat eum pro nómine meo pati. Et ábiit Ananías et introívit in domum: et impónens ei manus, dixit: Saule frater, Dóminus misit me Jesus, qui appáruit tibi in via, qua veniébas, ut vídeas et impleáris Spíritu Sancto. Ei conféstim cecidérunt ab óculis ejus tamquam squamæ, et visum recépit: et surgens baptizátus est. Et cum accepísset cibum, confortátus est. Fuit autem cum discípulis, qui erant Damásci, per dies áliquot. Et contínuo in synagógis prædicábat Jesum, quóniam hic est Fílius Dei. Stupébant autem omnes, qui audiébant, et dicébant: Nonne hic est, qui expugnábat in Jerúsalem eos, qui invocábant nomen istud: et huc ad hoc venit, ut vinctos illos dúcere ad príncipes sacerdótum? Saulus autem multo magis convalescébat, et confundébat Judǽos, qui habitábant Damásci, affírmans, quóniam hic est Christus.
Naqueles dias, Saulo, respirando ainda ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, foi encontrar o príncipe dos sacerdotes e pediu-lhe Cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, se encontrasse alguém desta crença, homem ou mulher, os trouxesse presos para Jerusalém. Indo já de caminho e próximo de Damasco, subitamente, uma luz, vinda do céu, resplandeceu em torno dele. Então caiu por terra, ouvindo uma voz que lhe dizia: «Saulo, Saulo, porque me persegues?». E ele respondeu: «Quem sois vós, Senhor?». O Senhor disse-lhe: «Sou Jesus, a quem persegues. Duro é para ti recalcitrar contra o aguilhão!». E Saulo, a tremer e atónito, disse: «Senhor, que quereis que faça?». O Senhor respondeu-lhe: «Levanta-te, entra na cidade e aí te será dito o que convém que faças». Ora os homens que o acompanhavam pararam aterrados, pois ouviam o som de uma voz, mas não viam ninguém. Levantando-se Saulo e abrindo os olhos, não via nada. Conduziram-no, então, pela mão e fizeram-no entrar em Damasco, onde esteve três dias sem comer, nem beber, nem ver. Havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias, a quem o Senhor disse em visão: «Ananias!». Ele respondeu: «Eis-me aqui, Senhor». E o Senhor disse-lhe: «Levanta-te, vai à rua chamada Direita e procura em casa de Judas um homem, chamado Saulo, de Tarso, que lá está, rezando, agora». (E Saulo viu que um varão, chamado Ananias, entrava e lhe impunha as mãos, para que tornasse a ver). Respondeu Ananias: «Senhor, tenho ouvido a muitos, quanto mal este homem tem feito aos vossos santos em Jerusalém; e também que tem poder dos príncipes dos sacerdotes para prender a todos que invoquem o vosso nome». Porém o Senhor disse-lhe: «Vai, porque este é o meu vaso escolhido para levar o meu nome diante dos pagãos, dos reis e dos filhos de Israel. Eu lhe mostrarei quanto é preciso que padeça por meu nome». Foi Ananias, entrou na casa e, pondo as mãos sobre ele, disse: «Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, enviou-me para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo». Imediatamente caíram-lhe dos olhos como que escamas, recobrou a vista e, levantando-se, foi baptizado; e, comendo, ficou confortado. Então esteve com os discípulos, que havia em Damasco, por alguns dias. E pregava a Jesus nas sinagogas, dizendo que Este era o Filho de Deus. E todos que o ouviam ficavam atónitos e diziam: «Não é este que em Jerusalém combatia os que invocavam este nome e veio aqui com o intento de levá-los aos príncipes dos sacerdotes?». Mas Saulo muito mais se esforçava e confundia os judeus, que habitavam em Damasco, pregando a Jesus e demonstrando que Este era o Cristo.

Gradual Gl. 2, 8 & 9

Qui operátus est Petro in apostolátum, operátus est ei mihi inter gentes: et cognovérunt grátiam Dei, quæ data est mihi. V. Grátia Dei in me vácua non fuit: sed grátia ejus semper in me manet.
Aquele que eficazmente trabalhou com Pedro para o tornar Apóstolo também fez de mim o Apóstolo dos gentios: e Conheceram a graça de Deus, que me foi dada. V. A graça de Deus em mim não foi estéril, mas permanece sempre em mim.
Allelúja, allelúja. V. Magnus sanctus Paulus, vas electiónis, vere digne est glorificándus, qui et méruit thronum duodécimum possídere. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O grande S. Paulo, este vaso de eleição, é verdadeiramente digno de glória, pois mereceu ocupar o duodécimo trono. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso e diz-se:

Trato

Tu es vas electiónis, sancte Paule Apóstole: vere digne es glorificándus. V. Prædicátor veritátis et doctor géntium in fide et veritáte. V. Per te omnes gentes cognovérunt grátiam Dei. V. Intercéde pro nobis ad Deum, qui te elégit.
Sois um vaso de eleição, ó Apóstolo S. Paulo; e é com justa razão que vos glorificamos. V. Sois o pregador da verdade e o Doutor das nações, ensinando-lhes a fé e a verdade. V. Pelo vosso apostolado todas as nações conheceram a graça de Deus. V. Intercedei, pois, por nós junto de Deus, que vos escolheu.

Evangelho Mt. 19, 27-29

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Petrus ad Jesum: Ecce, nos relíquimus ómnia, et secúti sumus te: quid ergo erit nobis? Jesus autem dixit illis: Amen, dico vobis, quod vos, qui secúti estis me, in regeneratióne, cum séderit Fílius hóminis in sede majestátis suæ, sedébitis et vos super sedes duódecim, judicántes duódecim tribus Israël. Et omnis, qui relíquerit domum, vel fratres, aut soróres, aut patrem, aut matrem, aut uxórem, aut fílios, aut agros, propter nomen meum, céntuplum accípiet, et vitam ætérnam possidébit.
Naquele tempo, disse Pedro a Jesus: «Eis que deixámos tudo e Vos seguimos. Que recompensa teremos por isso?». Jesus disse-lhes: «Em verdade vos digo: vós, que me seguistes, quando, no tempo da regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. Todo aquele que deixar a sua casa, ou os seus irmãos, ou os seus campos, ou o seu pai, ou a sua mãe, ou a sua mulher por causa do meu nome, receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna».

Ofertório Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum.
Largamente, ó meu Deus, tendes honrado os vossos amigos: e extraordinariamente tendes favorecido o seu poder.

Secreta

Apóstoli tui Pauli précibus, Dómine, plebis tuæ dona sanctífica: ut, quæ tibi tuo grata sunt institúto, gratióra fiant patrocínio supplicántis. Per Dóminum &c.
Senhor, pelas orações do vosso Apóstolo Paulo, santificai as ofertas do vosso povo, para que, sendo-vos elas já em si agradáveis, porque foram por Vós instituídas, mais agradáveis ainda Vos sejam, pelas súplicas do intercessor. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28 & 29

Amen, dico vobis: quod vos, qui reliquístis ómnia et secúti estis me, céntuplum accipiétis, et vitam ætérnam possidébitis.
Em verdade vos digo: Vós, que tudo abandonastes e me seguistes, recebereis o cêntuplo e alcançareis a vida eterna.

Postcomúnio

Sanctificáti, Dómine, salutári mystério: quǽsumus; ut nobis ejus non desit orátio, cujus nos donásti patrocínio gubernári. Per Dóminum nostrum &c.
Já santificados, Senhor, com este salutar mystério, Vos imploramos que nunca nos falte a intercessão daquele a cujo amparo fomos confiados. Por nosso Senhor &c.

S. Policarpo, B. e Márt. 26 de Janeiro

Como Missa Sacerdótes tui, página confessorespontifices2, excepto:

Epístola 1 Jo. 3, 10-16

Léctio Epístolæ beáti Joánnis Apóstoli.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º S. João.
Caríssimi: Omnis qui non est justus, non est ex Deo, et qui non díligit fratrem suum: quóniam hæc est annuntiátio, quam audístis ab inítio, ut diligátis altérutrum. Non sicut Cain, qui ex malígno erat, et occídit fratrem suum. Et propter quid occídit eum? Quóniam ópera ejus malígna erant: fratris autem ejus justa. Nolíte mirári fratres, si odit vos mundus. Nos scimus quóniam transláti sumus de morte ad vitam, quóniam dilígimus fratres. Qui non díligit, manet in morte: omnis qui odit fratrem suum, homicída est. Et scitis, quóniam omnis homicída non habet vitam ætérnam in semetípso manéntem. In hoc cognóvimus caritátem Dei, quóniam ille ánimam suam pro nobis pósuit: et nos debémus pro frátribus ánimas pónere.
Caríssimos: Aquele que não é justo e não ama seu irmão não é de Deus. Porque esta é a recomendação que ouvistes desde o princípio: «Que vos ameis uns aos outros». Não seja, porém, como Caim, que era maligno o qual matou o seu irmão. E porque o matou ele? Porque as suas obras eram más, enquanto que as do seu irmão eram justas. Não vos admireis, irmãos, se o mundo vos odeia; porquanto sabemos que passamos da morte à vida, porque amamos os nossos irmãos. Aquele que não ama permanece na morte. Aquele que odeia o seu irmão é um homicida. E vós sabeis que o homicida não tem a vida eterna, permanecendo em si. Nisto conhecemos o amor de Deus: porquanto Ele deu sua vida por nós; e nós devemos também dar a nossa vida por nossos irmãos.

Evangelho Página martirnaopontifice2

Postcomúnio

Refécti participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedénte beáto Polycárpo Mártyre tuo atque Pontífice, sentiámus efféctum. Per Dóminum nostrum &c.
Fortalecidos com a participação deste dom sacratíssimo, Vos suplicamos, Senhor, nosso Deus, que, por intercessão do B. Policarpo, vosso Mártir e Pontífice, sintamos o efeito do mystério que celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. João Crisóstomo, B. C. e Doutor 27 de Janeiro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Ecclésiam tuam, quǽsumus, Dómine, grátia cœléstis amplíficet: quam beáti Joánnis Chrysóstomi Confessóris tui atque Pontíficis illustráre voluísti gloriósis méritis et doctrínis. Per Dóminum nostrum &c.
Vos suplicamos, Senhor, que a graça celestial aumente a vossa Igreja, a qual quisestes ilustrar com os gloriosos méritos e ensinos do B. João Crisóstomo, vosso Confessor e Pontífice. Por nosso Senhor &c.

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce sacérdos magnus, qui in diébus suis plácuit Deo. V. ibid., 20 Non est inventus símilis illi, qui conserváret legem Excélsi.
Eis o grande sacerdote que nos dias da sua vida agradou a Deus. V. ibid., 20 Ninguém o igualou na observância das leis do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Jac. 1, 12 Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Tg. 1, 12 Bem-aventurado o varão que sofre com paciência a tentação, porque, quando acabar a provação, alcançará a coroa da vida. Aleluia.

S. Pedro Nolasco, Conf. 28 de Janeiro

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Deus, qui in tuæ caritátis exémplum ad fidélium redemptiónem sanctum Petrum Ecclésiam tuam nova prole fœcundáre divínitus docuísti: ipsíus nobis intercessióne concéde; a peccáti servitúte solútis, in cœlésti pátria perpétua libertáte gaudére: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que em prova da vossa caridade quisestes inspirar sobrenaturalmente S. Pedro a fundar na vossa Igreja uma nova família, destinada à redenção dos fiéis cativos, concedei-nos por sua intercessão que, livres nós do cativeiro do pecado, gozemos perpétua liberdade na pátria celestial. Ó Vós, que, sendo Deus, viveis &c.

Oração Comemoração Santa Inês

Deus, qui nos ánnua beátæ Agnetis Vírginis et Martyris tuæ sollemnitáte lætíficas: da, quǽsumus; ut, quam venerámur officio, étiam piæ conversatiónis sequámur exémplo. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a solenidade anual da B. Inês, vossa Virgem e Mártir, concedei-nos a graça, Vos suplicamos, de imitar os exemplos daquela cuja festa celebramos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Laudis tibi, Dómine, hóstias immolámus in tuórum commemoratióne Sanctórum quibus nos et præséntibus éxui malis confídimus et futúris. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos este sacrifício de louvor em memória dos vossos Santos, para que por meio deles nos livremos dos males presentes e futuros. Por nosso Senhor &c.

Secreta Comemoração Santa Inês

Super has, quǽsumus, Dómine, hóstias benedíctio copiósa descéndat: quæ et sanctificatiónem nobis cleménter operétur, et de Mártyrum nos sollemnitáte lætíficet. Per Dóminum &c.
Que estas hóstias, Senhor, que Vos oferecemos façam descer sobre nós uma bênção abundante, a qual produza em nós por vossa clemência nossa santificação e nos alegre com a solenidade dos vossos Mártires. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Refécti cibo potúque cœlésti, Deus noster, te súpplices exorámus: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus Per Dóminum &c.
Fortalecidos com o alimento e com a bebida celestiais, Vos suplicamos humildemente, ó nosso Deus, que nos protejam as preces daquele em cuja memória os recebermos. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio Comemoração Santa Inês

Súmpsimus, Dómine, celebritátis ánnuæ votiva sacraménta: præsta, quǽsumus; ut et temporális vitæ nobis remédia prǽbeant et ætérnæ. Per Dóminum &c.
Senhor, havendo recebido os sacramentos que Vos são oferecidos nesta festa anual, concedei-nos, Vos suplicamos, que eles nos alcancem os remédios para a vida presente e para a eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Francisco de Sales, B. C. e Doutor 29 de Janeiro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui ad animárum salútem beátum Francíscum Confessórem tuum atque Pontíficem ómnibus ómnium factum esse voluísti: concéde propítius; ut, caritátis tuæ dulcédine perfúsi, ejus dirigéntibus mónitis ac suffragántibus méritis, ætérna gáudia consequámur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que para a salvação das almas quisestes que o B. Francisco, vosso Confessor e Pontífice, se fizesse tudo para todos, concedei-nos benigno que, cheios da doçura do vosso amor, guiados pelos seus conselhos e protegidos pelos seus merecimentos, alcancemos as alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

Santa Martinha, V. e Márt. 30 de Janeiro

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1

S. João Bosco, Conf. 31 de Janeiro

Intróito 3 Rs. 4, 29

Dedit illi Deus sapiéntiam, et prudéntiam multam nimis, et latitúdinem cordis, quasi arénam quæ est in líttore maris. Ps. 112, 1 Laudáte, pueri, Dóminum, laudáte nomen Dómini. V. Gloria Patri &c.
Deus deu-lhe a sabedoria, assim como uma admirável prudência e uma imensa magnanimidade, como a areia que há à beira-mar. Sl. 112, 1 Louvai o Senhor, ó meninos, louvai o nome do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui sanctum Joánnem Confessórem tuum adolescentium patrem et magístrum excitásti, ac per eum, auxiliatríce Vírgine María, novas in Ecclésia tua famílias floréscere voluísti: concéde, quǽsumus; ut eódem caritátis igne succénsi, ánimas quǽrere, Ubíque soli servíre valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que suscitastes a S. João, vosso Confessor, para pai e mestre dos adolescentes, e por ele com o auxílio da Virgem Maria quisestes florescessem na vossa Igreja novas famílias: concedei, Vos pedimos, que, abrasados no mesmo fogo de caridade, possamos ganhar almas e só Vós servir. Por nosso Senhor &c.

Epístola Fl. 4, 4-9

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Filipenses.
Fratres: Gaudéte in Dómino semper: íterum dico, gaudéte. Modéstia vestra nota sit ómnibus homínibus: Dóminus prope est. Nihil sollíciti sitis; sed in omni oratióne et obsecratióne, cum gratiárum actióne, petitiónes vestræ innotéscant apud Deum. Et pax Dei quæ exsúperat omnem sensum, custódiat corda vestra et intelligéntias vestras, in Christo Jesu. De cétero, fratres, quæcúmque sunt vera, quæcúmque púdica, quæcúmque justa, quæcúmque sancta, quæcúmque amabília, quæcúmque bonæ famæ, si qua virtus, si qua laus disciplínæ, hæc cogitáte. Quæ et didicístis, et accepístis, et audístis, et vidístis in me, hæc agite: et Deus pacis erit vobíscum.
Meus irmãos: Regozijai-vos incessantemente no Senhor. Eu vo-lo repito: regozijai-vos. Que todos os homens vejam a vossa alegria. Não vos inquieteis com coisa alguma; mas mostrai a Deus pelas vossas orações e súplicas todas vossas necessidades. Que a paz de Deus, que ultrapassa toda nossa inteligência, guarde os vossos corações e inteligências, em Jesus Cristo. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que ó verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o ,que é justo, tudo o que é santo, tudo o que é amável, tudo o que tem bom nome, qualquer virtude, qualquer coisa digna de louvor da disciplina, seja isto o objecto dos vossos pensamentos. O que aprendestes, recebestes, ouvistes e vistes em mim, praticai-o. E o Deus de paz será convosco.

Gradual Sl. 36, 3-5

Spera in Dómino, et fac bonitátem, et inhábita terram, et pascéris in divítiis ejus. V. Delectáre in Dómino, et dabit tibi petitiónes cordis tui; revéla Dómino viam tuam et spera in eo, et ipse fáciet.
Espera no Senhor e pratica obras boas: então habitarás na terra e te sustentarás com suas riquezas. V. Alegra-te no Senhor e conceder-te-á o que teu coração deseja. Expõe ao Senhor a tua situação e tem esperança: Ele te atenderá.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 73, 21 Pauper et inops laudábunt nomen tuum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 73, 21 O pobre e o desvalido louvarão o vosso Nome. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso, e diz-se o:

Trato Sl. 60, 4-6

Factus es spes mea, Dómine: turris fortitúdinis a fácie inimíci. V. Inhabitábo in tabernáculo tuo in sǽcula: prótegar in velaménto alárum tuárum. V. Quóniam tu, Deus, exaudísti oratiónem meam: dedísti hereditátem timéntibus nomen tuum.
Fizestes-Vos a minha esperança: uma torre sólida contra o inimigo. V. Habitarei eternamente no vosso tabernáculo: abrigar-me-ei à sombra das vossas asas. V. Pois Vós, meu Deus, ouvistes a minha oração e destes a herança aos que temem o vosso nome.
Durante o Tempo Pascal o Gradual é omitido e diz-se a seguinte Aleluia:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 73, 21 Pauper et inops laudábunt nomen tuum. Allelúja. V. Ps. 35, 9 Inebriabúntur ab ubertáte domus tuæ: et torrénte voluptátis tuæ potábis eos. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 73, 21 O pobre e o desvalido louvarão o vosso Nome. Aleluia. V. Sl. 35, 9 Embriagar-se-ão com a abundância da vossa casa, e Vós os fareis beber na torrente das vossas delícias. Aleluia.

Evangelho Mt. 18, 1-5

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Jesum dicéntes: Quis, putas, major est in regno cælórum? Et ad vocans Jesus párvulum, státuit eum in médio eórum, et dixit: Amen dico vobis, nisi convérsi fueritis, et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cœlórum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est major in regno cœlórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit.
Naquele tempo, aproximaram-se de Jesus os discípulos, dizendo-lhe: «Qual pensais Vós que é o maior no reino dos céus?». E Jesus, havendo chamado um pequeno, colocou-o no meio deles e disse: «Em verdade vos digo: se vos não converteis e não vos tornais como os pequenos, não entrareis no reino dos céus. Todo aquele, pois, que se fizer pequeno, como este menino, esse é o maior no reino dos céus; e quem receber em meu nome um pequeno, como este, recebe-me a mim mesmo».

Ofertório Sl. 33, 12

Veníte, fílii, audíte me: timórem Dómini docébo vos.
Vinde, filhos; ouvi-me. Ensinar-vos-ei o temor do Senhor.

Secreta

Súscipe, Dómine, oblatiónem mundam salutáris Hóstiæ, et præsta: ut, te in ómnibus et super ómnia diligéntes, in glóriæ tuæ laudem vívere mereámur. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, a oblação pura da Hóstia salutar, e fazei que, amando-Vos em tudo e sobretudo, mereçamos viver para louvar a vossa glória. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Rm. 4, 18

Contra spem in spem crédidit, ut fíeret pater multárum géntium, secúndum quod dictum est ei.
Contra toda a esperança, acreditou na esperança de que seria pai de muitas gentes, como o que lhe foi dito.

Postcomúnio

Córporis et Sánguinis tui, Dómine, mystério satiátis, concéde, quǽsumus; ut, intercedénte sancto Joánne Confessóre tuo, in gratiárum semper actióne maneámus: Qui vivis &c.
Saciados, Senhor, com o mystério do vosso Corpo e Sangue, concedei, como pedimos, que, intercedendo por nós S. João, Confessor, permaneçamos sempre em acção de graças. Vós, que &c.

S. Inácio, B. e Márt. 1 de Fevereiro

Intróito Gl. 6, 14

Mihi autem absit gloriári, nisi in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: per quem mihi mundus crucifíxus est, et ego mundo. Ps. 131, 1 Meménto, Dómine, David: et omnis mansuetúdinis ejus. V. Gloria Patri &c.
Longe esteja de mim gloriar-me nalguma coisa senão na Cruz de N. S. Jesus Cristo, pela qual o mundo foi crucificado para mim e eu para o mundo. Sl. 131, 1 Lembrai-Vos de David, Senhor, assim como da sua mansidão. V. Glória ao Pai &c.

Epístola Rm. 8, 35-39

Léctio Epistolæ beáti Pauli Apóstoli ad Romános.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Romanos.
Fratres: Quis nos separábit a cantáte Christi: tribulátio, an angustia, an fames, an núditas, an perículum, an persecútio, an gládius? (sicut scriptum est: Quia propter te mortificámur tota die: æstimáti sumus sicut oves occisiónis). Sed in his ómnibus superámus propter eum, qui diléxit nos. Certus sum enim, quia neque mors, neque vita, neque ángeli, neque principátus, neque virtútes, neque instántia, neque futúra, neque fortitúdo, neque altitúdo, neque profúndum, neque creatúra alia poterit nos separáre a cantáte Dei, quæ est in Christo Jesu, Dómino nostro.
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, a angústia, a fome, a nudez, os perigos, a perseguição, a espada? Segundo o que está escrito: «Por ti somos entregues à morte todos os dias; somos reputados como ovelhas conduzidas à morte». Mas de todas estas coisas saímos vencedores por Aquele que nos amou. Estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os príncipes, nem as virtudes, nem as coisas presentes, nem as futuras, nem a força, nem a altura, nem a profundidade, nem nenhuma outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em nosso Senhor Jesus Cristo.

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce sacérdos magnus, qui m diébus suis plácuit Deo. V. Ibid , 20 Non est invéntus símilis illi, qui conserváret legem Excélsi.
Eis o grande sacerdote que durante a vida agradou a Deus. V. Ibid , 20 Não houve quem, como ele, guardasse a observância da Lei do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Gal 2, 19-20 Christo confíxus sum Cruci: vivo ego, jam non ego, vivit vero in me Christus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Gl 2, 19-20 Estou crucificado com Cristo. Vivo, mas já não sou eu que vivo: é Cristo que vive em mim. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso, e diz-se:

Trato Sl. 20, 3-4

Desirérium ánimæ ejus tribuísti ei: et voluntáte labiórum ejus non fraudásti eum. V. Quoniam prævenísti eum in benedictiónibus dulcedinis. V. Posuísti in cápite ejus coronam de lápide pretióso.
Satisfizestes os desejos do seu coração e o não iludistes nas preces proferidas por seus lábios. V. Vós, Senhor, o enchestes com bênçãos faustosas. V. Colocastes na sua cabeça o diadema de ouro.

Ofertório Sl. 8, 6-7

Glória et honóre coronásti eum: et constituísti eum super ópera mánuum tuárum, Domine.
Vós o coroastes, Senhor, com glória e honras: Vós lhe concedestes domínio sobre as obras das vossas mãos.

Comúnio Palavras de S. Inácio

Fruméntum Christi sum: déntibus bestiárum molar, ut panis mundus invéniar.
Sou o trigo de Cristo, que hei-de ser moído nos dentes das feras para me tornar em pão puríssimo.

Purificação da B. V. Maria 2 de Fevereiro

Bênção das Velas

Orémus.
Oremos.
Domine sancte, Pater omnípotens, ætérne Deus, qui ómnia ex níhilo creásti, et jussu tuo per ópera apum hunc liquorem ad perfectionem cérei veníre fecísti: et qui hodiérna die petitiónem justi Simeónis implésti: te humíliter deprecámur; ut has candélas ad usus hóminum et sanitátem córporum et animárum, sive in terra sive in aquis, per invocatiónem tui sanctíssimi nóminis et per intercessiónem beátæ Maríæ semper Vírginis, cujus hódie festa devóte celebrántur, et per preces ómnium Sanctórum tuórum, bene dícere et sancti ficáre dignéris: et hujus plebis tuæ, quæ illas honorífice in mánibus desíderat portare teque cantando laudare, exáudias voces de cœlo sancto tuo et de sede majestátis tuæ: et propítius sis ómnibus clamántibus ad te, quos redemísti pretióso Sánguine Fílii tui: Qui tecum &c.
Senhor santo, Pai omnipotente, Deus eterno, que criastes todas as coisas do nada e por ordem de quem as abelhas compõem a substância para se formarem estas velas, e que neste dia atendestes à petição do justo Simeão: humildemente Vos rogamos, pela invocação do vosso santo nome, pela intercessão da B. Maria, sempre Virgem, cuja festividade hoje celebramos piedosamente, e pelas preces de todos vossos Santos, que Vos digneis benzer e santificar estas velas para uso dos homens e para a saúde dos corpos e das almas, quer na terra, quer no mar. Ouvi, lá do vosso celestial santuário e do trono da vossa majestade, os votos do vosso povo, aqui presente, que deseja levar reverentemente em suas mãos estas velas e louvar-Vos com seus cânticos; enfim, sede propício para com todos que por Vós clamam, os quais resgatastes pelo precioso Sangue do vosso Filho: Que, sendo Deus, convosco vive e &c.
R. Amen.
R. Amen.
Orémus.
Oremos.
Omnípotens sempitérne Deus, qui hodiérna die Unigénitum tuum ulnis sancti Simeónis in templo sancto tuo suscipiéndum præsentásti: tuam súpplices deprecámur cleméntiam; ut has candélas, quas nos fámuli tui, in tui nóminis magnificéntiam suscipiéntes, gestáre cúpimus luce accénsas, bene dícere et sancti ficáre atque lúmine supérnæ benedictiónis accéndere dignéris: quaténus eas tibi Dómino, Deo nostro, offeréndo digni, et sancto igne dulcíssimæ caritátis tuæ succénsi, in templo sancto glóriæ tuæ repræsentári mereámur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Deus omnipotente e eterno, que hoje apresentastes o vosso Filho Unigénito no vosso templo para que fosse recebido nos braços de S. Simeão, incessantemente suplicamos à vossa clemência se digne benzer , santificar e acender com a luz da vossa bênção estas velas que nós, vossos servos, desejamos levar acesas, depois de as havermos recebido para honra do vosso santo Nome, a fim de que, oferecendo-as a Vós, que sois nosso Deus e Senhor, nos tornemos dignos e sejamos abrasados no fogo sagrado da vossa suavíssima caridade, e depois mereçamos ser apresentados no templo sagrado da vossa glória. Pelo mesmo &c.
R. Amen.
R. Amen.
Orémus.
Oremos.
Dómine Jesu Christe, lux vera, quæ illúminas omnem hóminem veniéntem in hunc mundum: effúnde bene dictiónem tuam super hos céreos, et sancti fica eos lúmine grátiæ tuæ, et concéde propítius; ut, sicut hæc luminária igne visíbili accénsa noctúrnas depéllunt ténebras; ita corda nostra invisíbili igne, id est, Sancti Spíritus splendóre illustráta, ómnium vitiórum cæcitáte cáreant: ut, purgáto mentis óculo, ea cérnere póssimus, quæ tibi sunt plácita et nostræ salúti utília; quaténus post hujus sǽculi caliginósa discrímina ad lucem indeficiéntem perveníre mereámur. Per te, Christe Jesu, Salvátor mundi, qui in Trinitáte perfécta vivis et regnas Deus, per ómnia sǽcula sæculórum.
Senhor Jesus Cristo, luz verdadeira que ilumina todo o homem que vem a este mundo, lançai a vossa bênção sobre estas velas e santificai-as com a luz da vossa graça; permiti benigno que, assim como estes círios, brilhando com luz visível, afastam as trevas da noite, assim também os nossos corações, iluminados com o fogo invisível, isto é, ilustrados com o esplendor do Espírito Santo sejam livres da cegueira de todos os vícios, a fim de que, purificados os olhos da nossa alma, possamos conhecer o que Vos é agradável e útil à nossa salvação; e, assim, após as perigosas trevas deste mundo, mereçamos alcançar a posse da luz eterna. Por Vós, ó Jesus Cristo, Salvador do mundo, que, sendo Deus, na Trindade perfeita, viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.
R. Amen.
R. Amen.
Orémus.
Oremos.
Omnípotens sempitérne Deus, qui per Móysen fámulum tuum puríssimum ólei liquórem ad luminária ante conspéctum tuum júgiter concinnánda præparári jussísti: bene dictiónis tuæ grátiam super hos céreos benígnus infúnde; quaténus sic adminístrent lumen extérius, ut, te donánte, lumen Spíritus tui nostris non desit méntibus intérius. Per Dóminum &c.
Deus omnipotente e eterno, que mandastes preparar por Moisés, vosso servo, óleo puríssimo para as lâmpadas, que incessantemente deviam arder na Vasa presença, infundi benigno a graça da vossa bênção nestas velas, de sorte que, dando-nos elas a luz exterior, não falte interiormente às nossas almas pela vossa graça a luz do vosso Espírito Santo. Por nosso Senhor &c.
R. Amen.
R. Amen.
Orémus.
Oremos.
Dómine Jesu Christe, qui hodiérna die, in nostræ carnis substántia inter hómines appárens, a paréntibus in templo es præsentátus: quem Símeon venerábilis senex, lúmine Spíritus tui irradiátus, agnóvit, suscépit et benedíxit: præsta propítius; ut, ejúsdem Spíritus Sancti grátia illumináti atque edócti, te veráciter agnoscámus et fidéliter diligámus: Qui cum Deo Patre in unitáte ejúsdem Spíritus Sancti vivis et regnas Deus, per ómnia sǽtula sæculórum.
Senhor Jesus Cristo, que, aparecendo hoje entre os homens na substância da nossa carne, fostes por vossos Pais apresentado no templo, e a quem o venerável Simeão, ilustrado pela luz do vosso Espírito, aceitou em suas mãos, reconheceu e abençoou, concedei-nos propício que, iluminados e ilustrados pela graça do Espírito Santo, verdadeiramente Vos reconheçamos e fielmente Vos amemos. Ó Vós, que com Deus Pai viveis e reinais &c.
Durante a distribuição das velas canta-se:

Antífona Lc. 2, 32

Lumen ad revelatiónem géntium et glóriam plebis tuæ Israël.
A luz que iluminará as nações e a glória de Israel, vosso povo.

Cântico ibid., 29-31

Nunc dimíttis servum tuum, Dómine, secúndum verbum tuum in pace.
Agora, Senhor, deixai ir em paz o vosso servo, segundo a vossa palavra.
Antiph Lumen &c.
Antífona A luz &c.
Quia vidérunt óculi mei salutáre tuum.
Pois os meus olhos já viram a vossa salvação.
Antiph Lumen &c.
Antífona A luz &c.
Quod parásti ante fáciem ómnium populorum.
Que preparastes diante dos olhos de todos os povos.
Antiph Lumen &c.
Antífona A luz &c.
Glória Patri, et Fílio, et Spíritui Sancto.
Glória ao Pai, e ao Filho e ao Espírito Santo.
Antiph Lumen &c.
Antífona A luz &c.
Sicut erat in pricípio, et nunc, et semper, et in sǽcula sæculórum.
Assim como era no princípio, agora e sempre, e por todos os séculos dos séculos.
Antiph Lumen &c.
Antífona A luz &c.
Depois canta-se:

Antífona Sl. 43, 26

Exsúrge, Dómine, ádjuva nos: et líbera nos propter nomen tuum. Ps. ibid., 2 Deus, áuribus nostris audívimus: patres nostri annuntiavérunt nobis. V. Glória Patri &c.
Erguei-Vos, Senhor, auxiliai-nos e salvai-nos, pela honra do vosso nome. Ó Deus, ouvimos com nossos ouvidos, nossos pais contaram-nos as vossas maravilhas. V. Glória ao Pai &c.
Exsúrge, Dómine &c.
Erguei-Vos, Senhor &c.
Se o dia 2 de Fevereiro for depois da Septuagésima, e não ao Domingo, diz-se:

Oração

V. Flectámus génua.
V. Ajoelhemos!
R. Leváte.
R. Levantai-vos!
Orémus.
Oremos.
Exáudi, quǽsumus, Dómine, plebem tuam: et, quæ extrinsécus ánnua tríbuis devotióne venerári, intérius asséqui grátiæ tuæ luce concéde. Per Christum, Dóminum nostrum.
Dignai-vos ouvir o vosso povo, Senhor, e fazei que pela luz da vossa graça realizemos nas nossas almas o mystério que nos permitis celebrar com esta homenagem anual da nossa piedade. Por Cristo, nosso Senhor.
R. Amen.
R. Amen.

Missa da Purificação da B. V. Maria

Intróito Sl. 47, 10-11

Suscépimus, Deus, misericórdiam tuam in médio templi tui: secúndum nomen tuum, Deus, ita et laus tua in fines terræ: justítia plena est déxtera tua. Ps. ibid., 2 Magnus Dóminus, et laudábilis nimis: in civitáte Dei nostri, in monte sancto ejus. V. Gloria Patri &c.
Recebemos, ó Deus, a vossa misericórdia no meio do vosso templo. Assim como o vosso nome, assim os vossos louvores, ó Deus, ressoam até às extremidades da terra: a vossa dextra está cheia de justiça. Sl. ibid., 2 O Senhor é grande e digno de todos os louvores, na cidade do nosso Deus, na sua montanha sagrada. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, majestátem tuam súpplices exorámus: ut, sicut unigénitus Fílius tuus hodiérna die cum nostræ carnis substántia in templo est præsentátus; ita nos fácias purificátis tibi méntibus præsentári. Per eúndem Dóminum &c.
Deus omnipotente e eterno, humildemente suplicamos à vossa majestade que, assim como o vosso Filho Unigénito foi neste dia apresentado no templo na substância da nossa carne, assim também sejamos apresentados diante de Vós com nossas almas limpas. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Ml. 3, 1-4

Léctio Malachíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Malaquias.
Hæc dicit Dóminus Deus: Ecce, ego mitto Angelum meum, et præparábit viam ante fáciem meam. Et statim véniet ad templum suum Dominátor, quem vos quǽritis, et Angelus testaménti, quem vos vultis. Ecce, venit, dicit Dóminus exercítuum: et quis póterit cogitáre diem advéntus ejus, et quis stabit ad vidéndum eum? Ipse enim quasi ignis conflans et quasi herba fullónum: et sedébit conflans et emúndans argéntum, et purgábit fílios Levi et colábit eos quasi aurum et quasi argéntum: et erunt Dómino offeréntes sacrifícia in justítia. Et placébit Dómino sacrifícium Juda et Jerúsalem, sicut dies sýtuli et sicut anni antíqui: dicit Dóminus omnípotens.
O Senhor Deus disse: «Eis que envio o meu Anjo, que preparará o caminho diante da minha face. E logo virá ao seu templo o Dominador, que procurais, e o Anjo da Aliança, que desejais. Eis que Ele vem, diz o Senhor dos Exércitos. Mas quem poderá adivinhar o dia da sua vinda? Quem estará lá para O ver? Pois Ele será como o fogo, que funde os metais, ou como a erva, de que se servem os lavandeiros. Assentar-se-á como um homem que funde e limpa a prata; purificará os filhos de Levi e os tornará limpos, como o ouro ou a prata, e oferecerão ao Senhor sacrifícios de justiça. E o sacrifício de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos séculos passados e nos anos antigos: isto diz o omnipotente Senhor».

Gradual Sl. 47, 10-11 & 9

Suscépimus, Deus, misericórdiam tuam in médio templi tui: secúndum nomen tuum, Deus, ita et laus tua in fines terræ. V. Sicut audívimus, ita et vídimus m civitáte Dei nostri, in monte sancto ejus.
Recebemos, ó Deus, a vossa misericórdia no meio do vosso templo. Assim como o vosso nome, ó Deus, assim os vossos louvores ressoam até às extremidades da terra. Aquilo que havia sido anunciado, vimo-lo na cidade do nosso Deus, na sua montanha sagrada.
Allelúja, allelúja. V. Senex Púerum portábat: Puer autem senem regébat. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O ancião segurava o Menino, mas o Menino conduzia o ancião. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso e diz-se:

Trato Lc. 2, 29-32

Nunc dimíttis servum tuum, Dómine, secúndum verbum tuum in pace. V. Quia vidérunt óculi mei salutáre tuum. V. Quod parásti ante fáciem ómnium populórum. V. Lumen ad revelatiónem géntium et glóriam plebis tuæ Israël.
Agora deixareis, Senhor, ir em paz o vosso servo. V. Pois os meus olhos já viram a vossa salvação: V. Que preparastes diante dos olhos de todos os povos. V. A luz que iluminará as nações e a glória de Israel, vosso povo.

Evangelho Lc. 2, 22-32

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Postquam impleti sunt dies purgatiónis Maríæ, secúndum legem Moysi, tulérunt Jesum in Jerúsalem, ut sísterent eum Dómino, sicut scriptum est in lege Dómini: Quia omne masculínum adapériens vulvam sanctum Dómino vocábitur. Et ut darent hóstiam, secúndum quod dictum est in lege Dómini, par túrturum aut duos pullos columbárum. Et ecce, homo erat in Jerúsalem, cui nomen Símeon, et homo iste justus et timorátus, exspéctans consolatiónem Israël, et Spíritus Sanctus erat in eo. Et respónsum accéperat a Spíritu Sancto, non visúrum se mortem, nisi prius vidéret Christum Dómini. Et venit in spíritu in templum. Et cum indúcerent púerum Jesum parentes ejus, ut fácerent secúndum consuetúdinem legis pro eo: et ipse accépit eum in ulnas suas, et benedíxit Deum, et dixit: Nunc dimíttis servum tuum, Dómine, secúndum verbum tuum in pace: Quia vidérunt óculi mei salutáre tuum: Quod parásti ante fáciem ómnium populórum: Lumen ad revelatiónem géntium et glóriam plebis tuæ Israël.
Naquele tempo, quando acabaram os dias da purificação de Maria, levaram Jesus a Jerusalém, segundo a lei de Moisés, para O apresentar ao Senhor, como na lei do Senhor está escrito: «Todo o masculino, quando nascer, será consagrado ao Senhor», e para darem a oferta, segundo o que está escrito na lei do Senhor: «Um par de rolas ou dois pombinhos». Ora havia em Jerusalém um homem, chamado Simeão, que era justo, temente a Deus e esperava a consolação de Israel; e no qual habitava o Espírito Santo, que lhe inspirara que não haveria de morrer sem que visse o Ungido do Senhor. Veio, então, ao templo, conduzido pelo Espírito; e, como os Pais conduzissem o Menino Jesus para que n’Ele se cumprisse o que a lei ordenava, tomou Simeão o Menino nos braços e louvou a Deus, dizendo: «Agora, Senhor, deixai ir em paz o vosso servo, segundo a vossa palavra, pois os meus olhos já viram o vosso Salvador, que preparastes ante a face de todos os povos: a luz para iluminar as nações e a glória de Israel, vosso povo».

Ofertório Sl. 44, 3

Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum, et in sǽculum sǽculi.
A graça espalhou-se nos vossos lábios; por isso abençoou-vos Deus para sempre.

Secreta

Exáudi, Dómine, preces nostras: et, ut digna sint múnera, quæ óculis tuæ majestátis offérimus, subsídium nobis tuæ pietátis impénde. Per Dóminum &c.
Ouvi nossas preces, Senhor; e, a fim de que as ofertas que apresentamos diante dos olhos da vossa majestade, sejam dignas, concedei-nos o auxílio da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 2, 26

Respónsum accépit Símeon a Spíritu Sancto, non visúrum se mortem, nisi vidéret Christum Dómini.
Simeão recebera do Espírito Santo a revelação de que não morreria sem ver o Ungido do Senhor.

Postcomúnio

Quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut sacrosáncta mystéria, quæ pro reparatiónis nostræ munímine contulísti, intercedénte beáta María semper Vírgine, et præsens nobis remédium esse fácias et futúrum. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Senhor, nosso Deus, Vos suplicamos, permiti por intercessão da B. Maria, sempre Virgem, que os sacrossantos mystérios que nos concedestes, como salvaguarda da nossa regeneração, nos sirvam de remédio para o presente e para o futuro. Por nosso Senhor &c.

S. Brás, B. e Márt. 3 de Fevereiro

Como na Missa Sacerdótes Dei, página martirpontifice

S. João de Brito, Mártir 4 de Fevereiro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Deus qui ad fidem cathólicam apud Indos propagándam beátam Joánnem Mártyrem tuum invícta constántia roborásti: ipsíus méritis et intercessióne concéde; ut, qui triúmphi ejus memóriam recólimus, étiam fídei exémpla imitémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para a propagação da fé católica entre os Índios fortalecestes o B. João, vosso Mártir, com uma constância invencível, fazei, pelos seus merecimentos e intercessão; que, celebrando nós a memória dos seus triunfos, imitemos também os exemplos da sua fé. Por nosso Senhor &c.

Oração S. André Corsino

Deus, qui in Ecclésia tua nova semper instáuras exémpla virtútum: da pópulo tuo beáti Andréæ Confessóris tui atque Pontíficis ita sequi vestígia; ut assequátur et prǽmia. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que na vossa Igreja apresentais constantemente novos exemplos de virtudes, concedei ao vosso povo que de tal modo siga os vestígios do B. André, vosso Confessor e Pontífice, que possa alcançar o mesmo prémio. Por nosso Senhor &c.

Epístola 2 Cor. 11, 19-33; 12, 1-9

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Patres: Libénter suffértis insipiéntens: cum sitis ipsi sapiéntes. Sustinétis enim, si quis vos in servitútem rédigit, si quis dévorat, si quis áccipit, si quis extóllitur, si quis in fáciem vos cædit. Secúndum ignobilitátem dico, quasi nos infírmi fuérimus in hac parte. In quo quis audet, (in insipiéntia dico) áudeo et ego: Hebrǽi sunt, et ego: Israelítæ sunt, et ego: Semen Abrahæ sunt, et ego: Minístri Christi sunt, (ut minus sápiens dico) plus ego: in labóribus plúrimis, in carcéribus abundántius, in plagis supra modum, in mórtibus frequénter. A Judǽis quínquies quadragénas, una minus, accépi. Ter virgis cæsus sum, semel lapidátus sum, ter naufrágium feci, nocte et die in profúndo maris fui: in itinéribus sæpe, perículis flúminum, perículis latrónum, perículis ex génere, perículis ex géntibus, perículis in civitáte, perículis in solitúdine, perículis in mari, perículis in falsis frátribus: in labóre et ærúmna, in vigíliis multis, in fame et siti, in jejúniis multis, in frigóre et nuditáte: præter illa, quæ extrínsecus sunt, instántia mea cotidiána, sollicitúdo ómnium Ecclesiárum.
Meus irmãos: Como homens sensatos que sois, generosamente suportais os insensatos. E suportais, também, se vos sujeitam à escravidão, se vos devoram, se vos roubam, se vos tratam com arrogância, ou se vos esbofeteiam. Digo-o com vergonha, como se neste ponto houvéssemos sido fracos! Contudo, quem quer que ouse vangloriar-se (falo como se fora insensato), também eu me vanglorio. Eles são hebreus? Também eu. São israelitas? Também eu. São descendentes de Abraão? Também eu. São ministros de Cristo? Muito mais (falo insensatamente) sou eu do que eles: pelos meus muitos trabalhos, mais do que os deles; pelas minhas frequentes prisões, mais do que as deles; pelas pancadas sem conta que sofri, mais do que as deles; e até, frequentemente, tendo quase visto a morte. Dos judeus recebi chicotadas, em cinco quarenta vezes menos uma; três vezes fui açoitado com varas; uma vez fui apedrejado; três vezes naufraguei: passei um dia e uma noite no fundo do mar! Em minhas contínuas viagens encontrei sempre perigos: perigos nas águas, perigos nos ladrões, perigos nos meus compatriotas, perigos nos pagãos, perigos nas cidades, perigos nos desertos, perigos no mar, perigos nos irmãos falsos, nos trabalhos, nas fadigas, nas numerosas vigílias, na fome, na sede, nos muitos jejuns, no frio e na nudez! E, além destes males, que são exteriores, preocupa-me também quotidianamente a solicitude de todas as cristandades.

Gradual Sl. 111, 1-2

Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur.
Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que põe todo seu zelo em obedecer-Lhe. V. Sua descendência será poderosa na terra; pois a geração dos justos será abençoada.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 20, 4 Posuísti, Dómine, super caput ejus corónam de lápide pretióso. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 20, 4 Senhor, impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. Aleluia.

Secreta

Súscipe, Dómine, múnera, dignánter obláta; et beáti Mártyris tui Joánnis suffragántibus méritis concéde: ut passióni et morti Unigéniti Fílii tui configuráti, resurrectiónis quoque et glóriæ consórtes éffici merámur. Qui tecum vivit &c.
Recebei, Senhor, os dons que humildemente Vos oferecemos; e, tendo em atenção os méritos do B. Mártir João e havendo-nos conformado com a paixão e morte do vosso Filho Unigénito, permiti que mereçamos também comparticipar da sua ressurreição e glória. Ele, que sendo Deus &c.

Secreta S. André Corsino

Sancti tui, quǽsumus, Dómine, nos úbique lætíficent: ut, dum eórum mérita recólimus, patrocínia sentiámus. Per Dóminum &c.
Que os vossos Santos, Senhor, Vos suplicamos, nos alegrem em toda a parte, a fim de que, honrando os seus méritos, sintamos o efeito do seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Redemptiónis humánæ pígnore sacro per hæc mystéria refécti te, Dómine, súpplices exorámus: ut, qui peccatórum nostrórum póndere prémimur, beáto Joánne Mártyre tuo intercedénte, véniam consequámur et pacem. Per Dóminum &c.
Havendo sido alimentados nestes sagrados mystérios com o sacrossanto penhor da redenção humana, humildemente Vos imploramos, por intercessão do B. João, vosso Mártir, que sejamos livres do peso dos nossos pecados e alcancemos o perdão e a paz. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. André Corsino

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, de percéptis munéribus grátias exhibéntes, intercedénte beáto Andréa Confessóre tuo atque Pontífice, benefícia potióra sumámus. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos permitir, ó Deus omnipotente, que, dando-Vos nós graças pelo benefícios recebidos, alcancemos por intercessão do B. André, vosso Confessor e Pontífice, ainda outros maiores. Por nosso Senhor &c.

S. André Corsino, B. e Conf. 4 de Fevereiro

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui in Ecclésia tua nova semper instáuras exémpla virtútum: da pópulo tuo beáti Andréæ Confessóris tui atque Pontíficis ita sequi vestígia; ut assequátur et prǽmia. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que na vossa Igreja apresentais constantemente novos exemplos de virtudes, concedei ao vosso povo que de tal modo siga os vestígios do B. André, vosso Confessor e Pontífice, que possa alcançar o mesmo prémio. Por nosso Senhor &c.

Santa Águeda, V. e Márt. 5 de Fevereiro

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1, excepto:

Intróito

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beátæ Agathæ Vírginis et Martyris: de cujus passióne gaudent Angeli et colláudant Fílium Dei. Ps. 44, 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Alegremo-nos todos no Senhor, celebrando neste dia a festividade em honra da B. Águeda, Virgem e Mártir, de cujo martírio se regozijam os Anjos, que louvam o Filho de Deus. Sl. 44, 2 Meu coração exprimiu uma excelente palavra: «Consagro ao Rei as minhas obras!». V. Glória ao Pai &c.

Epístola 1 Cor. 1, 26-31

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Vidéte vocatiónem vestram: quia non multi sapiéntes secúndum carnem, non multi poténtes, non multi nóbiles: sed quæ stulta sunt mundi elégit Deus, ut confúndat sapiéntes: et infírma mundi elégit Deus, ut confúndat fórtia: et ignobília mundi et contemptibília elégit Deus, et ea quæ non sunt, ut ea quæ sunt destrúeret: ut non gloriétur omnis caro in conspéctu ejus. Ex ipso autem vos estis in Christo Jesu, qui factus est nobis sapiéntia a Deo, et justítia, et sanctificátio, et redémptio: ut, quemádmodum scriptum est: Qui gloriátur, in Dómino gloriétur.
Examinai a vossa vocação, porque não há, segundo a carne, nem muitos sábios, nem muitos poderosos, nem muitos nobres; mas Deus escolheu aquele que o mundo julga insensato, para confundir os sábios; e aquele que o mundo considera fraco, para confundir os fortes; e aquele que o mundo considera vil e desprezível e o que não vale nada, para destruir o que tem valor, a fim de que nenhuma criatura humana se glorie diante d’Ele. É por Ele que estais em Jesus Cristo, que nos foi dado por Deus para ser nossa sabedoria, justiça, santificação e redenção, para que se cumpra o que está escrito: «O que se gloria, glorie-se no Senhor».

Gradual Sl. 45, 6 & 5

Adjuvábit eam Deus vultu suo: Deus in médio ejus, non commovébitur. V. Flúminis impetus lætíficat civitátem Dei: sanctificávit tabernáculum suum Altíssimus.
O Senhor a auxiliará com seu olhar: Deus está no meio dela e a não deixará vacilar. V. Um rio com suas águas alegra a cidade de Deus. O Altíssimo santificou o seu tabernáculo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 118, 46 Loquébar de testimóniis tuis in conspéctu regum, et non confundébar. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 118, 46 Perante os reis, publicarei os vossos testemunhos e não me envergonharei. Aleluia.
Após a Septuagésima, omite-se o Aleluia e o Verso, e diz-se o:

Trato Sl. 125, 5-6

Qui séminant in lácrimis, in gáudio metent. V. Eúntes ibant et fiébant, mitténtes semina sua. V. Veniéntes autem vénient cum exsultatióne, portántes manípulos suos.
Aqueles que semearam com lágrimas colherão com alegria. V. Iam, caminhavam e lançavam a semente à terra, chorando. V. Mas regressaram com alegria, transportando os seus molhos de trigo.

Evangelho Mt. 19, 3-12

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Accessérunt ad Jesum pharisǽi, tentántes eum et dicéntes: Si licet hómini dimíttere uxórem suam quacúmque ex causa? Qui respóndens, ait eis: Non legístis, quia, qui fecit hóminem ab inítio, másculum et féminam fecit eos? et dixit: Propter hoc dimíttet homo patrem, et matrem, et adhærébit uxóri suæ, et erunt duo in carne una. Itaque jam non sunt duo, sed una caro. Quod ergo Deus conjúnxit, homo non séparet. Dicunt illi: Quid ergo Móyses mandávit dare libéllum repúdii, et dimíttere? Ait illis: Quóniam Móyses ad durítiam cordis vestri permísit vobis dimíttere uxóres vestras: ab inítio autem non fuit sic. Dico autem vobis, quia, quicúmque dimíserit uxórem suam, nisi ob fornicatiónem, et áliam dúxerit, mœchátur: et qui dimíssam duxerit, mœchátur. Dicunt ei discípuli ejus: Si ita est causa hóminis cum uxore, non expedit nubere. Qui dixit illis: Non omnes cápiunt verbum istud, sed quibus datum est. Sunt enim eunúchi, qui de matris útero sic nati sunt; et sunt eunúchi, qui facti sunt ab homínibus; et sunt eunúchi, qui seípsos castravérunt propter regnum cœlórum. Qui potest cápere, cápiat.
Naquele tempo, aproximaram-se os fariseus de Jesus para O tentar e disseram-Lhe: «É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer causa?». Respondendo Jesus, disse-lhes: «Não lestes: «Aquele que criou o homem no Princípio do mundo criou um homem e uma mulher, e disse que por causa disto o homem deixará seu pai e sua mãe, e se unirá com sua mulher; e serão dois em uma só carne?». Assim, não serão mais dois, mas uma só carne. Que o homem, pois, não separe o que Deus uniu». Eles disseram-Lhe: «Porque mandou, então, Moisés dar carta de repúdio e deixá-la?». Ele respondeu: «Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés permitiu que repudiásseis vossas mulheres; mas no princípio não foi assim. E Eu vos digo: todo aquele que deixar sua mulher, a não ser por adultério, e casar com outra, comete adultério; e aquele que casar com uma mulher repudiada, também comete adultério». Disseram-Lhe, então, os discípulos: «Se tal é a situação do homem diante da mulher, melhor é não se casar». E Ele disse-lhes: «Nem todos são capazes de compreender estas palavras, mas só aqueles a quem isso é dado; pois há eunucos que já assim vieram do seio de sua mãe; há outros que foram feitos pelos homens; e há ainda outros que se fizeram a si mesmo, por causa do reino dos céus. Quem pode compreender isto, compreenda».

Comúnio

Qui me dignátus est ab omni plaga curáre et mamíllam meam meo péctori restitúere, ipsum ínvoco Deum vivum.
Invoco como Deus vivo Aquele que se dignou curar as minhas chagas e restituir o meu seio ao meu peito!

S. Tito, B. e Conf. 6 de Fevereiro

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Titum Confessórem tuum atque Pontíficem apostólicis virtútibus decorásti: ejus méritis et intercessióne concéde; ut, juste et pie vivéntes in hoc sǽculo, ad cœléstem pátriam perveníre mereámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ornastes o B. Tito, vosso Confessor e Pontífice, com as virtudes apostólicas, concedei-nos, pelos seus méritos e intercessão, que vivendo neste mundo justa e piamente, mereçamos alcançar a pátria celestial. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Lc. 10, 1-9

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Designávit Dóminus et álios septuagínta duos: et misit illos binos ante fáciem suam in omnem civitátem et locum, quo erat ipse ventúrus. Et dicebat illis: Messis quidem multa, operárii autem pauci. Rogáte ergo Dóminum messis, ut mittat operários in messem suam. Ite: ecce, ego mitto vos sicut agnos inter lupos. Nolíte portáre sǽculum neque peram neque calceaménta; et néminem per viam salutavéritis. In quamcúmque domum intravéritis, primum dícite: Pax huic dómui: et si ibi fúerit fílius pacis, requiéscet super illum pax vestra: sin autem, ad vos revertátur. In eádem autem domo manéte, edéntes et bibéntes quæ apud illos sunt: dignus est enim operárius mercéde sua. Nolíte transíre de domo in domum. Et in quamcúmque civitátem intravéritis, et suscéperint vos, manducáte quæ apponúntur vobis: et curáte infírmos, qui in illa sunt, et dícite illis: Appropinquávit in vos regnum Dei.
Naquele tempo, escolheu o Senhor ainda setenta e dois discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante d’Ele, a todas as cidades e lugares onde devia ir, dizendo-lhes: «A messe é abundante, mas os operários são poucos; pedi, pois ao Senhor da messe que mande mais operários para a messe. Ide; eis que vos envio como cordeiros para o meio dos lobos; não leveis bolsa, nem saco, nem saudeis ninguém pelo caminho. Em qualquer casa em que entrardes, dizei em primeiro lugar: «A paz esteja nesta casa»! Se aí houver um filho da paz, a vossa paz repousará nele; e, se não um houver, voltará para vós. Permanecei na mesma casa e comei e bebei do que houver nessa casa, pois o operário merece salário. Não transiteis de casa para casa. Em qualquer casa em que entrardes e vos receberem comei do que vos derem, curai os enfermos que aí houver, e dizei-lhes: «Eis que se aproxima o reino de Deus».

Santa Dorotéia, V. e Márt. 6 de Fevereiro

Como na Missa Me exspectavérunt, página virgensmartires2

S. Romualdo, Abade 7 de Fevereiro

Como na Missa Os justi, página abades

S. João da Mata, Conf. 8 de Fevereiro

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui per sanctum Joánnem órdinem sanctíssimæ Trinitatis, ad rediméndum de potestáte Saracenórum captívos, cœlitus institúere dignátus es: præsta, quǽsumus; ut, ejus suffragántibus méritis, a captivitáte córporis et ánimæ, te adjuvánte, liberémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que por S. João Vos dignastes estabelecer miraculosamente a Ordem da Santíssima Trindade para remir os cativos detidos pelos Sarracenos fazei, Vos suplicamos, que, pelo sufrágio dos seus méritos, sejamos livres do cativeiro corporal e espiritual. Por nosso Senhor &c.

S. Cirilo de Alexandria, B. Conf. e Dr. 9 de Fevereiro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Cyríllum Confessórem tuum atque Pontíficem divínæ maternitátis beatíssimæ Vírginis Maríæ assertórem invíctum effecísti: concéde, ipso intercedénte; ut, qui vere eam Genetrícem Dei crédimus, matérna ejúsdem protectióne salvémur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que tornastes o B. Cirilo, vosso Confessor e Pontífice, defensor invencível da divina maternidade da S. S. Virgem Maria, a nós, que acreditamos que ela é verdadeiramente Mãe de Deus, concedei por sua intercessão que sejamos salvos pela sua maternal protecção. Pelo &c.

Secreta

Múnera nostra, omnípotens Deus, benígnus réspice: et, intercedénte beáto Cyríllo, præsta; ut unigénitum tuum Jesum Christum, Dóminum nostrum in tua tecum glória coætérnum, in córdibus nostris digne suscípere mereámur: Qui tecum &c.
Deus omnipotente, olhai benigno para os nossos dons; e por intercessão do B. Cirilo, concedei-nos que possamos receber dignamente nos nossos corações a N. S. Jesus Cristo, vosso Filho Unigénito, que é coeterno convosco na glória. Ele, que, sendo Deus &c.

Postcomúnio

Divínis, Dómine, refécti mystériis, te súpplices deprecámur: ut, exémplis et méritis beáti Cyrílli Pontíficis adjúti, sanctíssimæ Genetríci Unigéniti tui digne famulári valeámus: Qui tecum vivit &c.
Fortalecidos, Senhor, com os divinos mystérios, Vos imploramos instantemente que, auxiliados com os exemplos e méritos do B. Pontífice Cirilo, possamos servir dignamente a S. S. Mãe do vosso Filho Unigénito. Ele, que &c.

Santa Apolónia, V. e Márt. 9 de Fevereiro

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1

Santa Escolástica, V. 10 de Fevereiro

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Deus, qui ánimam beátæ Vírginis tuæ Scholásticæ ad ostendéndam innocéntiæ viam in colúmbæ spécie cœlum penetráre fecísti: da nobis ejus méritis et précibus ita innocénter vívere; ut ad ætérna mereámur gáudia perveníre. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para mostrar a vida inocente da vossa B. Virgem Escolástica fizestes entrar no céu a sua alma sob a figura de uma pomba, concedei-nos pelos seus méritos e preces que vivamos com tanta inocência que mereçamos alcançar os gozos eternos. Por nosso Senhor &c.

Aparição da B. V. Maria Imaculada 11 de Fevereiro

Intróito Ap. 21, 2

Vidi civitátem sanctam, Jerúsalem novam, descendéntem de cœlo a Deo, parátam sicut sponsam ornátam viro suo. Ps. 44,2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, vinda de Deus, adornada como uma esposa que está preparada para receber o seu esposo. Sl. 44,2 Meu coração exprimiu uma palavra excelente: «Consagro as minhas obras ao Rei». V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per immaculátam Vírginis Conceptiónem dignum Filio tuo habitáculum præparásti: súpplices a te quǽsumus; ut, ejúsdem Vírginis Apparitiónem celebrántes, salútem mentis et córporis consequámur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que pela Imaculada Conceição da Virgem preparastes para vosso Filho uma morada digna d’Ele, fazei, Vos suplicamos, que, celebrando a Aparição desta mesma Virgem, alcancemos a salvação da alma e do corpo. Pelo mesmo nosso Senhor Jesus Cristo &c.

Epístola Ap. 11, 19; 12, 1 & 10

Léctio libri Apocalýpsis beáti Joánnis Apóstoli.
Lição do Apocalipse do B. Ap.º João.
Apértum est templum Dei in cœlo: et visa est arca testaménti ejus in templo ejus, et facta sunt fúlgura et voces et terræmótus et grando magna. Et signum magnum appáruit in cœlo: Múlier amícta sole, et luna sub pédibus ejus, et in cápite ejus coróna stellárum duódecim. Et audívi vocem magnam in cœlo dicéntem: Nunc facta est salus et virtus, et regnum Dei nostri et potéstas Christi ejus.
O templo de Deus foi aberto no céu, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo. E então houve relâmpagos, vozes, tremor de terra e forte granizo. E apareceu no céu um grande sinal: Uma mulher, revestida com o sol, a lua sob os seus pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça. E ouvi no céu uma voz forte clamar: «Agora, foi operada a salvação. A soberania e o domínio estão em Deus e o poder no seu Cristo».

Gradual Ct. 2, 12

Flores apparuérunt in terra nostra, tempus putatiónis advénit, vox túrturis audíta est in terra nostra. V. ibid., 10 & l4 Surge, amíca mea, speciósa mea, et veni: colúmba mea in foramínibus petræ, in cavérna macériæ.
As flores apareceram na terra! Veio o tempo em que podemos cantar. Os arrulhos da rola ouvem-se já pelos campos! V. ibid., 10 & l4 Erguei-vos, pois, ó minha amada, que toda sois formosa, e vinde! Ó minha pomba, que viveis nas fendas dos rochedos e nas cavernas escarpadas!
Allelúja, allelúja. V. Osténde mihi fáciem tuam, sonet vox tua in áuribus meis: vox enim tua dulcis, et fácies tua decóra. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Mostrai-me o vosso rosto: fazei que a vossa voz ressoe aos meus ouvidos; pois a vossa voz é doce e o vosso rosto é cheio de beleza. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso e diz-se o:

Trato Jdt 15, 10

Tu glória Jerúsalem, tu lætítia Israël, tu honorificéntia pópuli nostri. V. Cant. 4, 7 Tota pulchra es, María: et mácula originális non est in te. V. Felix es, sacra Virgo María, et omni laude digníssima, quæ serpéntis caput virgíneo pede contrivísti.
Sois a glória de Jerusalém, a alegria de Israel, a honra do nosso povo. V. Cant. 4, 7 Toda sois formosa, ó Maria; e a mancha original não existe em Vós. V. Sois bem-aventurada, Santa Virgem Maria, e digníssima de todo o louvor, pois com vosso pé virginal esmagastes a cabeça da serpente.

Evangelho Lc. 1, 26-31

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilǽæ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Joseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Et ingréssus Angelus ad eam dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne ejus: et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne tímeas, María, invenísti enim grátiam apud Deum: ecce, concípies in útero et páries fílium, et vocábis nomen ejus Jesum.
Naquele tempo, foi mandado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem, desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de David; e o nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo onde ela estava, disse: «Eu te saúdo, cheia de graça: o Senhor é contigo: bendita és tu entre todas as mulheres». Ouvindo ela isto, perturbou-se, e pensava na significação desta saudação. Então, disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porquanto alcançaste graça diante do Senhor: eis que conceberás no teu seio e darás à luz um Filho, e o seu nome será Jesus».

Ofertório Lc. 1, 28

Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus.
Ave, ó cheia de graça; o Senhor é convosco; bendita sois entre as mulheres.

Secreta

Hóstia laudis, quam tibi, Dómine, per mérita gloriósæ et immaculátæ Vírginis offérimus, sit tibi in odórem suavitátis, et nobis optátam cónferat córporis et ánimæ sanitátem. Per Dóminum &c.
Que a hóstia de louvor, que Vos oferecemos, Senhor, seja de agradável odor pata Vós, pelos méritos da gloriosa e Imaculada Virgem, e nos alcance a desejada saúde do corpo e da alma. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 64, 10

Visitásti terram et inebriásti eam, multiplicásti locupletáre eam.
Visitastes a terra e inebriaste-la; encheste-la com muitas riquezas.

Postcomúnio

Quos cœlésti, Dómine, aliménto satiásti, súblevet aextera Genetrícis tuæ immaculátæ: ut ad ætérnam pátriam, ipsa adjuvánte, perveníre mereámur: Qui vivis &c.
Saciados com o alimento celestial, permiti-nos, Senhor, que a mão da vossa Mãe Imaculada nos sustente, para que com a graça da sua protecção mereçamos chegar até à pátria eterna. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Os Fundadores da Ordem dos Servitas 12 Fevereiro

Intróito Sb. 10, 20-21

Justi decantavérunt, Dómine, nomen sanctum tuum, et victrícem manum tuam laudavérunt páriter: quóniam sapiéntia apéruit os mutum et linguas infántium fecit disértas. Ps. 8, 2 Dómine, Dóminus noster, quam admirábile est nomen tuum in univérsa terra! V. Gloria Patri &c.
Os justos cantaram o vosso santo nome, Senhor, e louvaram em concerto a vossa mão vitoriosa: pois a sabedoria abriu a boca dos mudos e tornou eloquente a língua das criancinhas. Sl. 8, 2 Ó Senhor, nosso Deus, como o vosso nome é glorioso em toda a terra! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Dómine Jesu Christe, qui, ad recoléndam memóriam dolórum sanctíssimæ Genetrícis tuæ, per septem beátos Patres nova Servorum ejus família Ecclésiam tuam fœcundásti: concéde propítius; ita nos eórum consociári flétibus, ut perfruámur et gáudiis: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo, que para honrar a memória das Dores da vossa S. S. Mãe enriquecestes a vossa Igreja, por intermédio dos sete Bem-aventurados Padres, com a nova família dos Servitas, concedei-nos benigno que nos associemos de tal modo às suas lágrimas que possamos também compartilhar das suas alegrias. Ó Vós, que viveis e &c.

Epístola Ecl. 44, 1-15

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Laudémus viros gloriósos et paréntes nostros in generatióne sua. Multam glóriam fecit Dóminus magnificéntia sua a sǽculo. Dominántes in potestátibus suis, hómines magni virtúte et prudéntia sua prǽditi, nuntiántes in prophétis dignitátem prophetárum, et imperántes in præsénti pópulo, et virtúte prudéntiæ pópulis sanctíssima verba. In perítia sua requiréntes modos músicos, et narrántes cármina scripturárum. Hómines dívites in virtúte, pulchritúdinis stúdium habéntes: pacificántes in dómibus suis. Omnes isti in generatiónibus gentis suæ glóriam adépti sunt, et in diébus suis habéntur in láudibus. Qui de illis nati sunt, reliquérunt nomen narrándi laudes eórum. Et sunt, quorum non est memória: periérunt, quasi qui non fúerint: et nati sunt, quasi non nati, et fílii ipsórum cum ipsis. Sed illi viri misericórdiæ sunt, quorum pietátes non defuérunt: cum sémine eórum pérmanent bona, heréditas sancta nepótes eórum, et in testaméntis stetit semen eórum: et fílii eórum propter illos usque in ætérnum manent: semen eórum et glória eórum non derelinquétur. Córpora ipsórum in pace sepúlta sunt, et nomen eórum vivit in generatiónem et generatiónem. Sapiéntiam ipsórum narrent pópuli, et laudem eórum núntiet Ecclésia.
Louvemos os homens ilustres, os pais da nossa geração. O Senhor operou por eles desde a origem dos séculos gloriosas maravilhas e manifestou a sua magnificência. Eles dominaram nos seus estados; foram homens notáveis em poder e dotados de prudência; foram conselheiros, cheios de sabedoria, anunciando a vontade divina nas suas profecias; mandaram no povo do seu tempo; deram aos povos, pela solidez da sua inteligência, as máximas mais santas; inventaram com perícia a arte das melodias; escreveram discursos poéticos; foram ricos em virtudes; ardentes no que era belo; e governaram em paz as suas casas. Todos estes homens foram honrados pelos seus contemporâneos; todos eles foram ilustres no seu tempo. Seus descendentes deixaram nome que recorda os seus louvores. Ao contrário, houve outros cuja recordação se perdeu; pereceram, como se nunca houvessem nascido, compartilhando da sua sorte seus filhos. É que aqueles foram homens misericordiosos, cujas virtudes não foram olvidadas. A felicidade transmitiu-se à sua descendência e a sua herança foi assegurada aos netos, mantendo-se sua descendência fiel à aliança com Deus, assim como também os seus filhos. Assim, a sua geração permanecerá eternamente e a sua glória nunca desaparecerá. Seus corpos foram sepultados em paz e o seu nome viverá de geração em geração. Que os povos, pois, publiquem a sua sabedoria e que a Igreja cante os seus louvores!

Gradual Is. 65, 23

Electi mei non laborábunt frustra, neque germinábunt in conturbatióne: quia semen benedictórum Dómini est, et nepótes eórum cum eis. V. Eccli. 44, 14 Córpora ipsorum in pace sepúlta sunt, et nomen eórum vivit in generatiónem et generatiónem.
Os meus escolhidos se não fatigarão mais em vão, nem fecundarão filhos que lhes causem pena; pois eles e os seus descendentes formarão uma raça abençoada pelo Senhor. V. Ecl. 44, 14 Seus corpos foram sepultados em paz e o seu nome vive de geração em geração.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 15 Sapiéntiam ipsorum narrent pópuli, et laudem eórum núntiet Ecclésia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 15 Publiquem os povos a sua sabedoria e cante a Igreja os seus louvores. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso, e diz-se o Trato da Missa Salus autem, página muitosmartires3.

Evangelho Página abades

Ofertório Is. 56, 7

Addúcam eos in montem sanctum meum, et lætificábo eos in domo oratiónis meæ: holocáusta eórum et víctimæ eórum placébunt mihi super altáre meum.
Conduzi-los-ei à montanha sagrada e alegrá-los-ei na minha casa de oração. Seus holocaustos e os seus sacrifícios ser-me-ão agradáveis no meu altar.

Secreta

Accipe, quǽsumus, Dómine, hóstias quas tibi offérimus: et præsta; ut, intercedéntibus Sanctis tuis, libera tibi mente serviámus, et perdoléntis Vírginis Genetrícis Fílii tui amóre inflammémur. Per eúndem Dóminum &c.
Aceitai, Senhor, Vos rogamos, as hóstias que Vos oferecemos; e concedei-nos por intercessão dos vossos Santos que Vos sirvamos com inteira liberdade de espírito e sejamos abrasados em amor pela Mãe Dolorosa do vosso Divino Filho. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 15, 16

Ego vos elégi de mundo, ut eátis et fructum afferátis: et fructus vester máneat.
Eu vos escolhi no mundo para irdes e alcançardes fruto; e para que esse vosso fruto permaneça.

Postcomúnio

Cœléstibus refécti mystériis te, Dómine, deprecámur: ut, quorum festa percólimus imitántes exémpla; juxta Crucem Jesu cum María Matre ejus fidéliter astémus, et ejúsdem redemptiónis fructum percípere mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Fortalecidos com os celestiais mystérios, Senhor, Vos imploramos, fazei que, imitando o exemplo daqueles cuja festa celebramos, sejamos fiéis em permanecer ao pé da Cruz de Jesus com Maria, sua Mãe, e assim mereçamos receber o fruto da Redenção. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Cinco Chagas de N. S. Jesus Cristo 13 de Fevereiro

Como Missa Votiva da Paixão, na página paixao ,excepto:

Oração

Deus, qui unigéniti Fílii tui passióne, et per quinque Vúlnera ejus sánguinis effusióne, humánam natúram peccáto pérditam reparásti: tríbue nobis, quæsumus; ut qui ab eo suscépta Vúlnera venerámur in terris, ejúsdem pretiosíssimi sánguinis fructum cónsequi mereámur in cælis. Per eúmdem Dóminum &c.
Ó Deus, que pela Paixão do vosso Filho Unigénito e pela efusão do sangue das suas Cinco Sagradas Chagas reparastes a natureza humana, perdida pelo pecado, concedei-nos, Vos imploramos, que, venerando na terra as suas Cinco Chagas, mereçamos alcançar no céu o fruto do mesmo preciosíssimo Sangue. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Secreta

Majestáti tuæ, quæsumus, Dómine, accépta sint dona, in quibus ipso Unigéniti tui Vúlnera tibi offérimus, nostræ prétia libertátis. Per eúmdem Dóminum &c.
Que a vossa majestade, Senhor, Vos imploramos, aceite as ofertas que Vos apresentamos, nas quais estão as próprias Cinco Chagas do vosso Unigénito, que são o preço da nossa liberdade. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Refécti vitálibus alimóniis, quæsumus, Dómine Deus noster: ut qui Vúlnera Dómini nostri Jesu Christi hódie devóte cólimus; hæc in nostris córdibus impréssa, móribus et vita teneámus. Per eúmdem Dóminum &c.
Agora, que fomos refeitos com os alimentos da vida, Vos suplicamos, ó Senhor, nosso Deus, que, venerando hoje devotamente as Chagas de N. S. Jesus Cristo, mostremos na nossa vida e costumes que as temos impressas nos nossos corações. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

S. Valentim, Presbítero e Mártir 14 de Fevereiro

Como Missa In virtúte tua, página martirnaopontifice1, excepto:

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beáti Valentíni Mártyris tui natalítia cólimus, a cunctis malis imminéntibus, ejus intercessióne, liberémur. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos suplicamos, ó Deus omnipotente, que, celebrando o natal do B. Valentim, vosso Mártir, sejamos livres por sua intercessão de todos os males que nos ameaçam. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Súscipe, quǽsumus, Dómine, múnera dignánter obláta: et, beáti Valentini Mártyris tui suffragántibus méritis, ad nostræ salútis auxílium proveníre concéde. Per Dóminum &c.
Recebei, Vos suplicamos, Senhor, os dons que devidamente Vos oferecemos; e pelos méritos e sufrágios do B. Valentim, vosso Mártir, concedei-nos que nos sirvam de auxílio para a salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sit nobis, Dómine, reparátio mentis et córporis cœléste mystérium: ut, cujus exséquimur actiónem, intercedénte beáto Valentíno Mártyre tuo, sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Que estes celestiais mystérios, Senhor, restaurem a nossa alma e o nosso corpo, a fim de que, por intercessão do B. Valentim, vosso Mártir, sintamos os efeitos do sacrifício que celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. S. Faustino e Jovita, Mártires 15 de Fevereiro

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Secreta e Postcomúnio Página muitosmartires1

Trasladação de S. António de Lisboa 15 de Fevereiro

Como na Missa de Santo António de Lisboa, a 13 de Junho, página antoniolisboa, excepto:

Oração

Sancti Confessórisóris tui Antónii tribue nos, Dómine, intercessióne adjuvári: ut cujus Translatiónem ánnua celebitáte recólimus; ejus apud te précibus et méritis, post hujus vitæ exsílium, ad consórtium transférri merámur Beatórum. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, Senhor, que sejamos auxiliados pela intercessão do vosso Santo Confessor António, a fim de que, celebrando anualmente a sua Trasladação, por suas preces e méritos junto de Vós, mereçamos ser levados, após o exílio desta vida, ao consórcio dos bem-aventurados. Por nosso Senhor &c.

S. Simeão, B. e Mártir 18 de Fevereiro

Como na Missa Státuit ei Dóminus, página martirpontificeforapascal

S. Teotónio, Conf. 18 de Fevereiro

Intróito Sl. 131, 7 & 121, 2

Introíbimus in tabernáculum ejus: adorábimus in loco, ubi stetérunt pedes ejus. Stantes erant pedes nostri in átriis tuis, Jerusalém. Ps. 121, 1 Lætátus sum in his, quæ dicta sunt mihi: in domum Dómini íbimus. V. Gloria Patri &c.
Entraremos no seu tabernáculo e adoraremos no lugar onde Ele pôs os seus pés. Tínhamos os nossos pés colocados nos teus átrios, ó Jerusalém. Sl. 121, 1 Senti muita alegria com o que me foi dito: Iremos à casa do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beáti Theotónii et exémplis canónicam disciplínam reparásti: concéde propítius; ut ejus exémplo et intercessióne, arctiórem christiánæ perfectiónis viam ingréssi, facílius vitam ætérnam consequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que com os salutares conselhos e exemplos do B. Teotónio reformastes a disciplina canónica, concedei-nos propício que, com seu exemplo e intercessão, seguindo nós o apertado caminho da perfeição cristã, mais facilmente alcancemos a vida eterna. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página abades

Gradual Sl. 118, 46

Loquébar de testimóniis tuis in conspéctu regum: et non confundébar. V. Ps. 19, 10 Dómine, salvum fac regem et exáudi nos in die, qua invocavérimus te.
Falava dos vossos testemunhos na presença dos reis e não era confundido. V. Sl. 19, 10 Senhor, salvai o rei e ouvi-nos no dia em que Vos invocarmos.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 115, 18-19 Vota mea Dómino redam in átriis domus Dómini, in médio tui Jerusalém. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 115, 18-19 Apresentarei os meus votos ao Senhor, nos átrios da casa do Senhor e junto de Vós, ó Jerusalém. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o seguinte, e diz-se o:

Trato

Cumprirei os votos que fiz ao Senhor na presença de todo seu povo: aos olhos do Senhor é preciosa a morte dos seus Santos. V. Porquanto considerei que fundastes os céus, a lua e as estrelas. Gloriosas coisas têm sido narradas a respeito de vós, ó cidade de Deus.

Evangelho Página abades

Ofertório Gl. 6-14

Mihi autem absit gloriári, nisi in Cruce Dómini nostri Jesu Christi.
Longe esteja de mim gloriar-me nalguma coisa senão na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo.

Secreta

Sanctæ Crucis, Dómine, mystéria recoléntes, concéde, ut sacrifícium incruéntum débita veneratióne offerámus: et interveniénte sancto Theotónnio Confessóre tuo, salutáris fructus consequámur efféctum. Per Dóminum &c.
Renovando nós, Senhor, os mystérios da Santa Cruz, concedei-nos que ofereçamos o sacrifício incruento com a devida veneração; e que por intercessão de S. Teotónio, vosso Confessor, alcancemos fruto salutar. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Rm. 12, 1-2

Obsecro vos, frates, per misericórdiam Dei, ut exhibeátis córpora vestra hóstiam vivéntem, sanctam, Deo placéntem, rationábile obséquium vestrum: et nolíte conformári huic sæculo, sed reformámini.
Rogo-vos, irmãos, que apresenteis vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, pois esta vossa doação é racional. E que vos não conformeis com este mundo, mas antes vos reformeis.

Postcomúnio

Per sancta, Dómine, quæ súmpsimus, sanctus Theotónius intercédat, ne huic sæculo conformémur; sed reformáti, ad perfectiónem semper aspirémus. Per Dóminum &c.
Pelos sacrossantos sacramentos que recebemos, Senhor, interceda por nós S. Teotónio, para que nos não conformemos com este mundo, mas, já reformados, aspiremos à perfeição. Por nosso Senhor &c.

Cadeira de S. Pedro em Roma 22 de Fevereiro

Intróito Ecl. 45, 30

Státuit ei Dóminus testaméntum pacis, et príncipem fecit eum: ut sit illi sacerdótii dígnitas in ætérnum. Ps. 131, 1 Meménto, Dómine, David: et omnis mansuetúdinis ejus. V. Gloria Patri &c.
O Senhor fez com ele uma aliança de paz e proclamou-o príncipe, para que a dignidade sacerdotal lhe pertencesse eternamente. Sl. 131, 1 Lembrai-Vos de David, ó Senhor, e da sua grande solicitude. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beáto Petro Apóstolo tuo, collátis clávibus regni cœléstis, ligándi atque solvéndi pontifícium tradidísti: concéde; ut, intercessiónis ejus auxílio, a peccatórum nostrórum néxibus liberémur: Qui vivis &c.
Ó Deus, que, entregando ao B. Pedro, vosso Apóstolo, as chaves do reino celestial, lhe destes a autoridade pontifícia de «ligar e de desligar», concedei-nos, por intercessão do seu auxílio, que sejamos livres das cadeias dos nossos pecados. Ó Vós, que &c.

Oração S. Paulo

Deus, qui multitúdinem géntium beáti Pauli Apóstoli prædicatióne docuísti: da nobis, quǽsumus; ut, cujus commemoratiónem cólimus, ejus apud te patrocínia sentiámus. (Per Dóminum &c.)
Ó Deus, que ensinastes a multidão dos povos por meio da pregação do B. Ap.º Paulo, concedei-nos, Vos pedimos, que, honrando a sua memória, gozemos o seu patrocínio junto de Vós. Por nosso Senhor &c.)

Oração Santa Prisca

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beátæ Priscæ Vírginis et Mártyris tuæ natalítia cólimus; et ánnua sollemnitáte lætémur, et tantae fídei proficiámus exémplo. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que, celebrando o nascimento da B. Prisca, vossa Virgem e Mártir, nos alegremos nesta solenidade anual e aproveitemos com os exemplos da sua tão grande fé. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Pe. 1, 1-7

Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Pedro.
Petrus, Apóstolus Jesu Christi, eléctis ádvenis dispersiónis Ponti, Galátiæ, Cappadóciæ, Asiæ et Bithýniæ secúndum præsciéntiam Dei Patris, in sanctificatiónem Spíritus, in obœdiéntiam, et aspersiónem sánguinis Jesu Christi: grátia vobis et pax multiplicátus Benedíctus Deus et Pater Dómini nostri Jesu Christi, qui secúndum misericórdiam suam magnam regenerávit nos in spem vivam, per resurrectiónem Jesu Christi ex mórtuis, in hereditátem incorruptíbilem et incontaminátam et immarcescíbilem, conservátam in cœlis in vobis, qui in virtúte Dei custodímini per fidem in salútem, parátam revelári in témpore novíssimo. In quo exsultábitis, módicum nunc si opórtet contristári in váriis tentatiónibus: ut probátio vestræ fídei multo pretiósior auro (quod per ignem probatur) inveniátur in laudem et glóriam et honórem, in revelatióne Jesu Christi, Dómini nostri.
Pedro, Apóstolo de Jesus Cristo, aos fiéis estrangeiros, que estão dispersos no Ponto, na Galácia, na Capadócia, na Ásia e na Bitínia, eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, para receberem a santificação do Espírito Santo, obedecerem e serem aspergidos com o sangue de Jesus Cristo: Que a graça e a paz de Deus cresçam cada vez mais em vós! Bendito seja Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua infinita misericórdia, nos regenerou para nos dar uma viva esperança, pela Ressurreição de Jesus Cristo dos mortos, a fim de nos conduzir à herança incorruptível, incontaminada e imarcescível, reservada nos céus para vós, que com o poder de Deus sois guardados na fé, para a salvação, que será revelada no fim dos tempos. Então exultareis em transportes de alegria, ainda que, por agora, deveis estar um pouco contristados com algumas tentações, a fim de que a vossa fé, assim provada, se torne muito mais preciosa do que o ouro (que também é provado pelo fogo) e seja encontrada digna de louvor, de glória e de honra, na vida gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.

Gradual Sl. 106, 32, 31

Exáltent eum in Ecclésia plebis: et in cáthedra seniórum laudent eum. V. Confiteántur Dómino misericórdiæ ejus; et mirabília ejus fíliis hóminum.
Exaltai-O na assembleia do povo e louvai-O no conselho dos anciãos. V. Glorificai o Senhor pela sua misericórdia e pelas suas maravilhas, operadas em favor dos filhos dos homens.
Allelúja, allelúja. V. Matth. 16, 18 Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Mt. 16, 18 Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. Aleluia.
Após a Septuagésima omite-se o Aleluia e o Verso e diz-se:

Trato Mt. 16, 18-19

Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam. V. Et portæ ínferi non prævalébunt advérsus eam: et tibi dabo claves regni cœlórum. V. Quodcúmque ligáveris super terram, erit ligátum et in cœlis. V. Et quodcúmque sólveris super terram, erit solútum et in cœlis.
Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. V. E as portas do inferno não prevalecerão contra ela: E dar-te-ei as chaves do reino dos céus. V. Tudo o que ligares sobre a terra será ligado nos céus. V. E tudo o que desligares sobre a terra será desligado nos céus.

Evangelho Mt. 16, 13-19

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Venit Jesus in partes Cæsaréæ Philíppi, et interrogábat discípulos suos, dicens: Quem dicunt hómines esse Fílium hóminis? At illi dixérunt: Alii Joánnem Baptístam, alii autem Elíam, alii vero Jeremíam aut unum ex prophétis. Dicit illis Jesus: Vos autem quem me esse dícitis? Respóndens Simon Petrus, dixit: Tu es Christus, Fílius Dei vivi. Respóndens autem Jesus, dixit ei: Beátus es, Simon Bar Jona: quia caro et sanguis non revelávit tibi, sed Pater meus, qui in cœlis est. Et ego dico tibi, quia tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam, et portæ ínferi non prævalébunt advérsus eam. Et tibi dabo claves regni cœlórum. Et quodcúmque ligáveris super terram, erit ligátum et in cœlis: et quodcúmque sólveris super terram, erit solútum et in cœlis.
Naquele tempo, veio Jesus para os lados de Cesareia, de Filipe, e interrogou os discípulos, dizendo: «Quem dizem os homens que é o Filho do homem?». Eles responderam: «Uns dizem que é João Baptista; outros que é Elias; outros que é Jeremias ou algum dos Profetas». Disse-lhes Jesus: «Vós, porém, quem dizeis que Eu sou?». Então, Simão-Pedro, tomando a palavra, disse: «Vós sois o Cristo, Filho de Deus vivo!». Respondendo Jesus, disse-lhe: «Bem-aventurado és tu, Simão, filho de João, pois não foi a carne nem o sangue que te revelaram isso, mas meu Pai, que está nos céus. Pois Eu te digo que tu és Pedro e que sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus; e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus».

Ofertório Mt. 16, 18-19

Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam: et portæ inferi non prævalébunt advérsus eam: et tibi dabo claves regni cœlórum.
Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. E as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino dos céus.

Secreta

Ecclésiæ tuæ, quǽsumus, Dómine, preces et hóstias beáti Petri Apóstoli comméndet orátio: ut, quod pro illíus glória celebrámus, nobis prosit ad véniam. Per Dóminum &c.
Vos pedimos, Senhor, que o sufrágio do B. Apóstolo Pedro Vos torne agradáveis as preces e as hóstias da vossa Igreja, para que aquilo que celebramos em sua glória nos alcance o vosso perdão. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Paulo

Apóstoli tui Pauli précibus, Dómine, plebis tuæ dona sanctífica: ut, quæ tibi tuo grata sunt institúto, gratióra fiant patrocínio supplicántis. (Per Dóminum &c.)
Santificai, Senhor, as ofertas do vosso povo pelas preces do vosso Ap.º Paulo, a fim de que, sendo-vos já agradáveis (porque por Vós foram instituídas), mais agradáveis ainda se tornem pelo patrocínio do suplicante. Por nosso Senhor &c.)

Secreta Santa Prisca

Hæc hóstia, quǽsumus, Dómine, quam Sanctórum tuórum natalítia recenséntes offérimus, et víncula nostræ pravitátis absólvat, et tuæ nobis misericórdiæ dona concíliet. Per Dóminum &c.
Que esta hóstia, Senhor, que Vos oferecemos em honra do nascimento dos vossos Santos, nos livre dos vínculos dos nossos pecados e nos obtenha os dons da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 16, 18

Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam.
Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja.

Postcomúnio

Lætíficet nos, Dómine, munus oblátum: ut, sicut in Apóstolo tuo Petro te mirábilem prædicámus; sic per illum tuæ sumámus indulgéntiæ largitátem. Per Dóminum nostrum &c.
Alegre-nos, Senhor, este sacrifício que Vos oferecemos, a fim de que, assim como Vos proclamamos admirável no vosso Apóstolo Pedro, assim também por ele recebamos uma abundante efusão da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. Paulo

Sanctificáti, Dómine, salutári mystério: quǽsumus; ut nobis ejus non desit orátio, cujus nos donásti patrocínio gubernari. (Per Dóminum nostrum &c.)
Havendo nós sido santificados com este salutar mystério, Vos suplicamos, Senhor, que não cesse de interceder Por nós aquele a cujo amparo nos confiastes. Por nosso Senhor &c.)

PostComúnio Santa Prisca

Quǽsumus, Dómine, salutáribus repléti mystériis: ut, cujus sollémnia celebrámus, ejus oratiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Saciados com os dons salutares Vos imploramos, Senhor, sejamos socorridos pelas preces daquela cuja festa celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. Pedro Damião, B., C. e Doutor 23 de Fevereiro

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Concéde nos, quǽsumus, omnípotens Deus: beáti Petri Confessóris tui atque Pontíficis mónita et exémpla sectári; ut per terréstrium rerum contémptum ætérna gáudia consequámur. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, que imitemos as lições e os exemplos do B. Pedro, vosso Confessor e Pontífice, a fim de que pelo desprezo dos bens terrenos alcancemos as alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

S. Matias, Apóstolo 24 ou 25 de Fevereiro

Intróito Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum. Ps. ibid., 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam et resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Vejo, ó Deus, que honrastes largamente os vossos amigos: e que seu poder se fortaleceu extraordinariamente. Sl. ibid., 1-2 Senhor, perscrutastes o meu íntimo e ficastes conhecendo-me: ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátum Matthíam Apostolórum tuórum collégio sociásti: tríbue, quǽsumus; ut, ejus interventióne, tuæ circa nos pietátis semper víscera sentiámus. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que agregastes o B. Matias ao colégio apostólico, concedei-nos, Vos imploramos, que por sua intercessão sintamos sempre os efeitos dos abysmos da vossa misericórdia para connosco. Por nosso Senhor &c.

Epístola Act 1, 15-26

Léctio Actuum Apostolórum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diébus illis exsúrgens Petrus in médio fratrum, dixit (erat autem turba hóminum simul, fere centum vigínti): Viri fratres, opórtet impléri Scriptúram, quam prædíxit Spíritus Sanctus per os David de Juda, qui fuit dux eórum, qui comprehendérunt Jesum: qui connumerátus erat in nobis, et sortítus est sortem ministérii hujus. Et hic quidem possédit agrum de mercéde iniquitátis, et suspénsus crépuit médius: et diffúsa sunt ómnia víscera ejus. Et notum factum est ómnibus habitántibus Jerúsalem, ita ut appellarétur ager ille, lingua eórum, Hacéldama, hoc est ager sánguinis. Scriptum est enim in libro Psalmórum: Fiat commorátio eórum desérta, et non sit, qui inhábitet in ea: et episcopátum ejus accípiat alter. Opórtet ergo ex his viris, qui nobíscum sunt congregáti in omni témpore, quo intrávit et exívit inter nos Dóminus Jesus, incípiens a baptísmate Joánnis usque in diem, qua assúmptus est a nobis, testem resurrectiónis ejus nobíscum fíeri unum ex istis. Et statuérunt duos, Joseph qui vocabátur Bársabas, qui cognominátus est Justus, et Matthíam. Et orántes dixérunt: Tu, Dómine, qui corda nosti ómnium, osténde, quem elégeris ex his duóbus unum, accípere locum ministérii hujus et apostolátus, de quo prævaricátus est Judas, ut abíret in locum suum. Et dedérunt sortes eis, et cécidit sors super Matthíam, et annumerátus est cum úndecim Apóstolis.
Naqueles dias, levantando-se Pedro no meio dos discípulos (era a turba quase cento e vinte pessoas) disse: «Varões e irmãos, é preciso que se cumpra a Escritura, segundo o que o Espírito Santo predisse pela boca de David a respeito de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam Jesus, o qual era um dos nossos e havia recebido participação no nosso mystério. Este homem, depois de haver comprado um campo com o preço do seu crime, suspendeu-se pelo pescoço e rebentou no meio do corpo, espalhando-se pelo chão. Este acontecimento foi conhecido de todos os habitantes de Jerusalém, de modo que aquele campo ficou sendo chamado em sua própria língua «Hacéldama», isto é, «campo de sangue». Ora está escrito no livro dos Salmos: «Que sua morada fique deserta e não haja quem resida nela, e que outro receba o seu episcopado». É, pois, necessário que entre os homens, que estiveram reunidos connosco durante o tempo em que o Senhor Jesus viveu entre nós desde o baptismo de João até ao dia em que subiu aos céus, um deles seja escolhido como testemunho da sua Ressurreição». E apresentaram-se dois: José, chamado Barsabás, cognominado o justo, e Matias. Então, orando, disseram: «Vós, Senhor, que conheceis o coração de todos, mostrai-nos qual destes dois escolhestes para ocupar o lugar neste ministério e apostolado, de que Judas se afastou». E lançaram-lhes sortes, caindo a sorte em Matias, que foi associado aos Onze Apóstolos.

Gradual Sl. 138, 17-18

Nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principatus eórum. V. Dinumerábo eos, et super arénam multiplicabúntur.
Honrais largamente os vossos amigos, ó Deus: e o seu poder tem-se fortalecido extraordinariamente. V. Hei-de contá-los, e ultrapassarão os grãos de areia.

Trato Sl. 20, 3-4

Desidérim ánimæ ejus tribuísti ei: et voluntáte labiórum ejus non fraudásti eum. V. Quóniam prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis. V. Posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso.
Concedestes-lhe o desejo da sua alma: lhe não negastes o que seus lábios Vos pediram. V. Premunistes-lo com bênção de doçura. V. Impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas.

Evangelho Mt. 11, 25-30

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Respóndens Jesus, dixit: Confíteor tibi, Pater, Dómine cœli et terræ, quia abscondísti hæc a sapiéntibus et prudentibus, et revelásti ea parvulis. Ita, Pater: quóniam sic fuit plácitum ante te. Omnia mihi trádita sunt a Patre meo. Et nemo novit Fílium nisi Pater: neque Patrem quis novit nisi Fílius, et cui volúerit Fílius reveláre. Veníte ad me, omnes, qui laborátis et oneráti estis, et ego refíciam vos. Tóllite jugum meum super vos, et díscite a me, quia mitis sum et húmilis corde: et inveniétis réquiem animábus vestris. Jugum enim meum suáve est et onus meum leve.
Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: «Dou-Vos graças, ó Pai, Senhor do céu e da terra, pois que ocultastes estas coisas aos sábios e aos prudentes e as revelastes aos pequenos. Sim, ó Pai, dou-Vos graças, porque assim o quisestes. Todas as coisas me foram dadas pelo meu Pai; e ninguém conhece o Filho senão o Pai, assim como ninguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quer revelar. Vinde a mim, vós todos, que trabalhais e estais sobrecarregados, e vos confortarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim; pois sou manso e humilde de coração; e achareis o repouso para as vossas almas. Meu jugo é suave e o meu ónus é leve.

Ofertório Sl. 44, 17-18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine, in omni progénie et generatióne.
Vós os instituístes príncipes em toda a terra. Ó Senhor, eles perpetuarão de geração em geração a glória do vosso nome.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, quas nómini tuo sacrándas offérimus, sancti Matthíæ Apóstoli tui prosequátur orátio: per quam nos expiári fácias et deféndi. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, que as hóstias, que Vos oferecemos para serem consagradas em honra do vosso Santo Nome, sejam acompanhadas pela oração do vosso santo Apóstolo Matias, em virtude da qual sejamos purificados e livres do mal. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28

Vos, qui secúti estis me, sedébitis super sedes, judicántes duódecim tribus Israël.
Vós, que me seguistes, assentar-vos-eis em tronos e julgareis as doze tribos de Israel.

Postcomúnio

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut per hæc sancta, quæ súmpsimus, interveniénte beáto Matthía Apóstolo tuo, véniam consequámur et pacem. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos imploramos, ó Deus omnipotente, que os sacrossantos mystérios, de que participámos, nos alcancem por intercessão do B. Matias, vosso Apóstolo, o perdão e a paz. Por nosso Senhor &c.

S. Gabriel de N. S. das Dores, C. 27 ou 28 de Fevereiro

Intróito Ecl. 11, 13

Oculus Dei respéxit illum in bono, et eréxit eum ab humilitáte ipsíus, et exaltávit caput ejus: et miráti sunt in illo multi et honoravérunt Deum. (T.P. Allelúja, allelúja.) Ps. 72, 1 Quam bonus Israël Deus his, qui recto sunt corde! V. Gloria Patri &c.
O olhar de Deus, fitou-o, benigno, ergueu-o da humilhação e exaltou-lhe a fronte. Então, muitos se admiraram e glorificaram Deus. Sl. 72, 1 Como Deus é bom para com Israel e para com aqueles que têm o coração recto! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátum Gabriélem dulcíssimæ Matris tuæ dolóres assídue recólere docuísti, ac per illam sanctitátis et miraculórum glória sublimásti: da nobis, ejus intercessióne et exémplo; ita Genetrícis tuæ consociári flétibus, ut matérna ejúsdem protectióne salvémur: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que ao B. Gabriel ensinastes a recordar incessantemente as Dores de vossa dulcíssima Mãe e por Ela o exaltastes à glória da santidade e dos milagres, concedei-nos por sua intercessão e morte que sejamos de tal modo associados às lágrimas de vossa Mãe que na sua maternal protecção encontremos a salvação. Ó Vós, que &c.

Epístola 1 Jo. 2, 14-17

Léctio Epístolæ beáti Joannis Apóstoli.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º João.
Caríssimi: Scribo vobis, júvenes, quóniam fortes estis, et verbum Dei manet in vobis, et vicístis malígnum. Nolíte dilígere mundum neque ea, quæ in mundo sunt. Si quis díligit mundum, non est cáritas Patris in eo: quóniam omne, quod est in mundo, concupiscéntia carnis est, et concupiscéntia oculórum, et supérbia vitæ: quæ non est ex Patre, sed ex mundo est. Et mundus transit et concupiscéntia ejus. Qui autem facit voluntátem Dei, manet in ætérnum.
Escrevo-vos, ó jovens, porque sois fortes; pois a palavra de Deus permanece em vós e vencestes o espírito maligno. Não ameis o mundo, nem aquilo que há no mundo. Aquele que ama o mundo não possui o amor de Deus, pois tudo quanto há no mundo é concupiscência da carne, dos olhos e soberba da vida. Ora isto não vem do Pai, mas do mundo. O mundo passa, assim como a sua concupiscência; porém, aquele que cumpre a vontade de Deus vive eternamente.

Gradual Sl. 30, 20

Quam magna multitúdo dulcédinis tuæ, Dómine, quam abscondísti timéntibus te! V. Perfecísti eis, qui sperant in te, in conspéctu filiórum hóminum.
Como é grande, Senhor, a vossa bondade, que reservais para aqueles que Vos temem! V. Encheis de graças aqueles que em Vós esperam, na presença dos filhos dos homens.

Trato Sl. 83, 6-7, 11 & 13

Beátus vir, cujus est auxílium abs te: ascensiónes in corde suo dispósuit, in valle lacrimárum, in loco, quem pósuit. V. Elegi abjéctus esse in domo Dei mei: magis quam habitáre in tabernáculis peccatórum. V. Non privábit bonis eos, qui ámbulant in innocéntia: Dómine virtútum, beátus homo, qui sperat in te.
Bem-aventurado o homem de quem sois o auxílio: dispôs o seu coração para ascender incessantemente para Vós neste vale de lágrimas, onde Deus o colocou. V. Antes quis ser desprezível na Casa do Senhor do que habitar nas tendas dos pecadores. V. Não recusará nenhum bem àqueles que vivem na inocência. Ó Senhor dos exércitos, bem-aventurado o homem que espera em Vós.

Evangelho Mc. 10, 13-21

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Marcum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Marcos.
In illo témpore: Offerébant Jesu parvulos, ut tángeret illos. Discópuli autem comminabántur offeréntibus. Quos cum vidéret Jesus, indígne tulit et ait illis: Sinite párvulos veníre ad me, et ne prohibuéritis eos: tálium enim est regnum Dei. Amen, dico vobis: Quisquis non recéperit regnum Dei velut párvulus, non intrábit in illud. Et cotnpléxans eos et impónens manus super illos, benedicébat eos. Et cum egréssus esset in viam, procúrrens quidam genu flexo ante eum, rogábat eum: Magíster bone, quid fáciam, ut vitam ætérnam percípiam? Jesus autem dixit ei: Quid me dicis bonum? Nemo bonus, nisi unus Deus. Præcépta nosti: Ne adúlteres, Ne occídas, Ne furóris, Ne falsum testimónium díxeris, Ne fraudem féceris, Hónora patrem tuum et matrem. At ille respóndens, ait illi: Magíster, hæc ómnia observávi a juventúte mea. Jesus autem intúitus eum, diléxit eum et dixit ei: Unum tibi deest: vade, quæcúmque habes, vende et da paupéribus, et habébis thesáurum in cœlo: et veni, séquere me.
Naquele tempo, apresentaram a Jesus uns meninos para que lhes tocasse; porém, os discípulos ameaçavam aqueles que os conduziam. Vendo Jesus isto, ficou indignado e disse-lhes: «Deixai vir até mim estes pequenos e os não proibais disso, porque de tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo: Todo aquele que não receber o reino de Deus, como um menino, não entrará nele». E, abraçando-os e pondo as mãos sobre eles, abençoava-os. Então, havendo saído, para começar sua jornada, correu um certo jovem ao seu encontro e, ajoelhando diante d’Ele, perguntou-lhe: «Bom Mestre, que deverei fazer para alcançar a vida eterna?». Jesus disse-lhe: «Porque me chamais bom? Ninguém é bom senão só Deus. Tu conheces os mandamentos: não cometas adultério; não mates; não furtes; não digas falso testemunho; não cometas fraudes; honra teu pai e tua mãe». Então, respondendo o jovem, disse-Lhe: «Tudo isso tenho observado desde a minha juventude». E Jesus fitou-o, mostrou-lhe amizade e disse-lhe: «Uma coisa te falta; vai, vende tudo quanto tens, dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me».

Ofertório Sl. 115, 16-17

O Dómine, quia ego servus tuus, et fílius ancíllæ tuæ: dirupísti víncula mea, tibi sacrificábo hóstiam laudis.
Ó Senhor, porque sou o vosso servo e o filho da vossa escrava, quebrastes as minhas cadeias; por isso Vos oferecerei um sacrifício de louvor.

Secreta

Salutárem hóstiam in memóriam sancti Gabriélis tibi, Dómine, offeréntes, fac nos sacrifícium mortis tuæ rite recólere: ac, méritis perdoléntis Vírginis, ejúsdem sacrifícii fructum copióse percípere: Qui vivis &c.
Senhor, àqueles que em memória de S. Gabriel Vos oferecem a hóstia da salvação concedei a graça de recordarem cabalmente o sacrifício da vossa morte e de receberem copiosamente o fruto do mesmo sacrifício. Ó Vós, que viveis e &c.

Comúnio Ap. 3, 20

Ecce, sto ad óstium et pulso: si quis audiérit vocem meam, et aperúerit mihi jánuam, intrábo ad illum, et cenábo cum illo, et ipse mecum.
Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa, cearei com ele e ele será comigo.

Postcomúnio

Quas tibi, Dómine, in festivitáte sancti Gabriélis Confessóris tui, pro collátis donis grátias ágimus: súscipe propítius per manus gloriósæ semper Vírginis Maríæ; ex qua carnem illam assumpsísti, cujus in hoc salutári convívio merúimus gustáre dulcédinem: Qui vivis et regnas &c.
E estas graças, Senhor, que pelos benefícios recebidos Vos rendemos na festividade do vosso Confessor S. Gabriel, aceitai-as propício pelas mãos da gloriosa sempre Virgem Maria, da qual recebestes aquela carne de que merecemos gozar a doçura neste salutar banquete. Ó Vós, que &c.

S. Torquato 27 ou 28 de Fevereiro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Dignai-Vos ouvir clementemente, Senhor, as preces do vosso povo, a fim de que sejamos auxiliados pelos méritos do B. Torquato, vosso Mártir e Pontífice, em cujo martírio nos alegramos. Por nosso Senhor &c.

B. Miguel de Carvalho e Outros, Márts. Na Arquidiocese de Braga, 1 de Março

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2, excepto:

Oração

Senhor, que os vossos B. B. Miguel e seus Companheiros nos confortem com sua preciosa profissão de fé; e que pela sua piedosa intercessão sejamos continuamente favorecidos. Por nosso Senhor &c.

S. Casimiro, Conf. 4 de Março

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui inter regáles delicias et mundi illécebras sanctum Casimírum virtúte constantiæ roborásti: quǽsumus; ut ejus intercessióne fidéles tui terréna despíciant, et ad cœléstia semper aspírent. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que no meio das delícias régias e dos atractivos do mundo fortalecestes S. Casimiro com a virtude da constância, fazei, Vos rogamos, que por sua intercessão os fiéis desprezem os bens terrenos e aspirem sempre aos celestiais. Por nosso Senhor &c.

S. Lúcio I, Papa e Mártir 4 de Março

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. S. Perpétua e Felicidade, Mártires 6 de Março

Como na Missa Me exspectavérunt, página 19muitasvirgensmartires, excepto:

Postcomúnio

Mýsticis, Dómine, repléti sumus votis et gáudiis: præsta, quǽsumus; ut intercessiónibus sanctárum Mártyrum tuárum Perpétuæ et Felicitátis, quæ temporáliter ágimus, spirituáliter consequámur. Per Dóminum &c.
Saciados com as alegrias místicas, que são objecto dos nossos desejos, concedei-nos, Vos suplicamos, Senhor, que por intercessão das vossas Santas Mártires Perpétua e Felicidade alcancemos os eternos efeitos do que praticámos neste mundo. Por nosso Senhor &c.

S. Tomás Aquino, Conf. e Doutor 7 de Março

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui Ecclésiam tuam beáti Thomæ Confessóris tui mira eruditióne claríficas, et sancta operatióne fecúndas: da nobis, quǽsumus; et quæ dócuit, intelléctu conspícere, et quæ egit, imitatióne complére. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que ilustrais a vossa Igreja com a admirável sabedoria do B. Tomás, vosso Confessor, e a fecundais com a santidade das suas acções, concedei-nos, Vos suplicamos, que compreendamos o que ele ensinou e imitemos com as nossas acções o que ele praticou. Por nosso Senhor &c.

Epístola Sb. 7, 7-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Optávi, et datus est mihi sensus: et invocávi, et venit in me spíritus sapiéntiæ: et præpósui illam regnis et sédibus, et divítias nihil esse duxi in comparatióne illíus: nec comparávi illi lápidem pretiósum: quóniam omne aurum in comparatióne illíus arena est exígua, et tamquam lutum æstimábitur argéntum in conspéctu illíus. Super salútem et spéciem diléxi illam, et propósui pro luce habére illam: quóniam inexstinguíbile est lumen illíus. Venérunt autem mihi ómnia bona páriter cum illa, et innumerábilis honéstas per manus illíus, et lætátus sum in ómnibus: quóniam antecedébat me ista sapiéntia, et ignorábam, quóniam horum ómnium mater est. Quam sine fictióne dídici et sine invídia commúnico, et honestátem illíus non abscóndo. Infinítus enim thesáurus est homínibus: quo qui usi sunt, partícipes facti sunt amicítiæ Dei, propter disciplínæ dona commendáti.
Desejei a inteligência, e foi-me dada; invoquei o espírito da sabedoria, e veio a mim. Preferia-a aos reinos e aos tronos; e creio que as riquezas nada são comparadas com ela. Nem mesmo a compararei com as pedras preciosas; pois todo o ouro, comparando-o com ela, é como o grão da areia; e toda a prata, ao pé dela, é desprezível lodo. Amo-a mais do que a saúde e a beleza; e, assim, resolvi tomá-la para minha luz, pois a sabedoria guiava-me, e eu ignorava que ela é a mãe de todos os bens. Conheci a sabedoria sem fingimento e comunico-a sem inveja, não ocultando as suas riquezas. Ela é um tesouro infinito para os homens. Aqueles que a aproveitam tornam-se amigos de Deus e recomendam-se pelos dons da ciência.

S. João de Deus, Confessor 8 de Março

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Joánnem, tuo amóre succénsum, inter flammas innóxium incédere fecísti, et per eum Ecclésiam tuam nova prole fœcundásti: præsta, ipsíus suffragántibus méritis; ut igne caritátis tuæ vitia nostra curéntur, et remédia nobis ætérna provéniant. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que, depois de abrasardes a alma do B. João no vosso amor, o fizestes passar incólume por entre as chamas, e que por meio dele enriquecestes a Igreja com uma nova prole, concedei-nos pelos seus méritos que com o fogo da vossa caridade sejamos curados de nossos vícios e providos dos remédios eternos. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página 17pentecostes

Santa Francisca Romana, Viúva 9 de Março

Como na Missa Cognóvi, Dómine, página nemvirgensnemmartires, excepto:

Oração

Deus, qui beátam Francíscam fámulam tuam, inter cétera grátiæ tuæ dona, familiári Angeli consuetúdine decorásti: concéde, quǽsumus; ut, intercessiónis ejus auxílio, Angelórum consórtium cónsequi mereámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que concedestes à B. Francisca, vossa serva, entre outros dons, a graça da presença familiar de um Anjo, permiti-nos, Vos rogamos, que com o auxílio da sua intercessão mereçamos alcançar a companhia dos Anjos. Por nosso Senhor &c.

Os Quarenta Mártires 10 de Março

Intróito Sl. 33, 18

Clamavérunt justi, et Dóminus exaudívit eos: et ex ómnibus tribulatiónibus eórum liberávit eos. Ps. ibid., 2 Benedícam Dóminum in omni témpore: semper laus ejus in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Os justos clamaram por Deus; então o Senhor ouviu-os e livrou-os de todas as tribulações. Sl. ibid., 2 Bendirei o Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará sempre na minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui gloriósos Mártyres fortes in sua confessióne cognóvimus, pios apud te in nostra intercessióne sentiámus. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos pedimos, ó Deus omnipotente, que, reconhecendo nós a fortaleza com que estes Santos Mártires confessaram a fé, sintamos também em nosso favor a caridade da sua intercessão junto de Vós. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página fabiaosebastiao

Gradual Sl. 132, 1-2

Ecce, quam bonum et quam jucundum, habitáre fratres in unum! V. Sicut unguéntum in cápite, quod descéndit in barbam, barbam Aaron.
Oh! como é bom e suave que os irmãos habitem juntos! V. É como o perfume suave espalhado na cabeça de Aarão, e que corre pela barba: pela barba de Aarão.

Trato Página muitosmartires1

Evangelho Página muitosmartires1

Ofertório Sl. 31, 11

Lætámini in Dómino et exsultáte, justi: et gloriámini, omnes recti corde.
Alegrai-vos no Senhor, ó justos! Exultai de júbilo! Todos aqueles que possuem o coração recto serão glorificados.

Secreta

Preces, Dómine, tuórum réspice oblationésque fidélium: ut et tibi gratæ sint pro tuórum festivitáte Sanctórum, et nobis cónferant tuæ propitiatiónis auxílium. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos olhar benigno, Senhor, para as preces e ofertas dos vossos fiéis; e fazei que na festa dos vossos Santos Vos sejam agradáveis e nos alcancem o socorro da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 12, 50

Quicúmque fécerit voluntátem Patris mei, qui in cœlis est: ipse meus frater et soror et mater est, dicit Dóminus.
Aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, é para mim, meu irmão, minha irmã e minha mãe: diz o Senhor.

Postcomúnio

Sanctórum tuórum, Dómine, intercessióne placátus: præsta, quǽsumus; ut, quæ temporáli celebrámus actióne, perpétua salvatióne capiámus. Per Dóminum &c.
Aplacado, Senhor, com a intercessão dos vossos Santos, permiti, Vos imploramos, que alcancemos a salvação eterna com a celebração desta acção temporal. Por nosso Senhor &c.

S. Gregório 12 de Março

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices, excepto:

Oração

Deus, qui ánimæ fámuli tui Gregórii ætérnæ beatitúdinis prǽmia contulísti: concéde propítius; ut, qui peccatórum nostrórum póndere prémimur, ejus apud te précibus sublevémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que concedestes à alma do vosso servo Gregório a recompensa da bem-aventurança eterna, permiti benigno que pelos seus rogos junto de Vós sejamos aliviados do peso dos nossos pecados, que tanto nos oprimem. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Annue nobis, quǽsumus, Dómine: ut intercessióne beáti Gregórii hæc nobis prosit oblátio, quam immolándo totíus mundi tribuísti relaxári delícta. Per Dóminum &c.
Senhor, concedei-nos, Vos imploramos, que por intercessão do B. Gregório nos seja Proveitosa esta oblação, em virtude de cuja imolação nos alcançastes o perdão dos pecados do mundo inteiro. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Deus, qui beátum Gregórium Pontíficem Sanctórum tuórum méritis coæquásti: concéde propítius; ut, qui commemoratiónis ejus festa percólimus, vitæ quoque imitémur exémpla. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que igualastes o B. Gregório aos merecimentos dos vossos Santos, concedei-nos benigno que, celebrando solenemente a sua festa, possamos também imitar os exemplos da sua vida. Por nosso Senhor &c.

B. B. Sancha e Mafalda, Virgens 13 de Março

Intróito Sl. 44, 9 & 16

Delectavérunt te, Deus, fíliæ regum in honóre tuo: afferéntur vírgines in lætítia et exultatióne: adducéntur in templum Regis Dómini. Ps. ibid., 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Amam-Vos, ó Deus, as filhas dos reis e formam a vossa corte de honra: As virgens serão apresentadas com alegria e em transportes de júbilo e serão conduzidas ao templo do Pai: do Senhor. Sl. ibid., 2 Meu coração exprimiu uma palavra sublime: «Consagro ao Rei as minhas obras». V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátas Virgines Sanciam et Mafáldam, mundáno principátu et sæculi pompa despéctis, a terrénis ad cæléstes Agni núptias evocásti: da nobis fámulis tuis; ut terréna despiciéntes, cæléstium bonórum fácias esse consórtes. Per eúmdem Dóminum &c.
Ó Deus, que chamastes das bodas terrenas para, as núpcias celestiais do Cordeiro Imaculado as B. B. Sancha e Mafalda, que logo desprezaram as honras da realeza humana e outras pompas terrestres, permiti aos vossos servos que, desprezando também os interesses terrenos, possam compartilhar do gozo dos bens celestiais. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Página 19muitasvirgensmartires

Gradual Sl. 148, 12-13

Vírgines laudent nomen Dómini: quia exaltátum est nomen ejus solíus. V. Ps. 23, 6 Hæc est generátio quæréntium Dóminum, quærémtium fáciem Dei Jacbob.
Que as virgens louvem o nome do Senhor: pois só o seu nome foi exaltado. V. Esta pertence à gereção das que procuram a face de Deus de Jacob.

Trato Sl. 44, 7

Sedes tua, Deus, in sæculum sæculi: virga directiónis virga regni tui. Ps. ibid., 13 & 10 Vultum tuum deprecabúntur omnes divites plebis: filiæ regum in honóre tuo. V. Ps. ibid., 16 Afferéntur in lætítia et exsultatióne: adducéntur in templum Regi Dómino.
Ó Deus, vosso trono é eterno: o ceptro da rectidão é o ceptro do vosso reino. Ps. ibid., 13 & 10 Todos os ricos da terra implorarão o vosso olhar: as filhas dos reis formarão a vossa corte. V. Ps. ibid., 16 Virão em transportes de alegria e de júbilo: e serão conduzidas ao templo do Rei e Senhor.

Evangelho Página virgensmartires1

Ofertório

Prudéntes virgines, apostáte vestras lámpades: Ecce Sponsus venit, exite óbviam Christo Dómino.
Ó virgens prudentes, preparai as vossas lâmpadas: eis aí vem o Esposo; ide ao encontro de Cristo Senhor.

Secreta

Immaculátam hóstiam tibi Dómine offérimus deprecántes: ut beatárum Virginum Sánciæ et Mafáldæ interveniénte suffrágio, semper in nobis dilécti Fílii tui passiónis memória persevéret, et fructus. Per eúmdem Dóminum &c.
Senhor, Vos oferecemos a Hóstia Imaculada, suplicando pela intercessão das Virgens Sancha e Mafalda a graça de gozarmos sempre a memória e o fruto da Paixão do vosso amado Filho. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Pr. 4, 1

O quam pulchra est casta generátio cum claritáte: immortális est enim memória illíus, quóniam et apud Deum nota est, et apud hómines.
Oh! como é formosa a geração casta, quando é revestida com o brilho da virtude! Sua memória é imortal; pois ela é louvada diante de Deus e dos homens.

Postcomúnio

Spíritum nobis, Dómine, humilitátis et caritátis tribuat hæc mensa cæléstis: qua reféctæ beátæ Virgines Sáncia et Mafálda, sæculi vanitátibus exútis, ad ætérna regna felíciter pervenérunt. Per Dóminum &c.
Senhor, permiti que recebamos o espírito da humildade e caridade nesta mesa celestial, onde as B. B. Sancha e Mafalda encontraram força para se libertarem das vaidades do mundo e alcançarem a glória eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo &c.

S. Patrício, B. e Conf. 17 de Março

Oração

Deus, qui ad prædicándam géntibus glóriam tuam beátum Patrícium Confessórem atque Pontíficem míttere dignátus es: ejus méritis et intercessióne concéde; ut, quæ nobis agénda prǽcipis, te miseránte adimplére póssimus. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes mandar B. Patrício, Confessor e Bispo, anunciar a vossa glória aos gentios, concedei-nos pelos seus méritos e intercessão que com o socorro da vossa misericórdia possamos cumprir o que nos ordenais. Por nosso Senhor &c.

S. Cirilo de Jerusalém, B. Conf. e Doutor 18 de Março

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Da nobis, quǽsumus, omnípotens Deus, beáto Cyríllo Pontífice intercedénte: te solum verum Deum, et quem misísti Jesum Christum ita cognóscere; ut inter oves, quæ vocem ejus áudiunt, perpétuo connumerári mereámur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, permiti que, por intercessão do B. Pontífice Cirilo, conheçamos que sois o único e verdadeiro Deus e Aquele que enviastes ao mundo, Jesus Cristo, de tal sorte que mereçamos ser contados eternamente entre as ovelhas que escutam a vossa voz. Pelo mesmo &c.

Epístola Ecl. 39, 6-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Justus cor suum tradet ad vigilándum dilúculo ad Dóminum, qui fecit illum, et in conspéctu Altíssimi deprecábitur. Apériet os suum in oratióne, et pro delíctis suis deprecábitur. Si enim Dóminus magnus volúerit, spíritu intellegéntiæ replébit illum: et ipse tamquam imbres mittet elóquia sapiéntiæ suæ, et in oratióne confitébitur Dómino: et ipse díriget consílium ejus et disciplínam, et in abscónditis suis consiliábitur. Ipse palam fáciet disciplínam doctrínæ suæ, et in lege testaménti Dómini gloriábitur. Collaudábunt multi sapiéntiam ejus, et usque in sǽculum non delébitur. Non recédet memória ejus, et nomen ejus requirétur a generatióne in generatiónem. Sapiéntiam ejus enarrábunt gentes, et laudem ejus enuntiábit ecclésia.
O justo aplicará o seu coração e vigiará desde o romper do dia para se unir ao Senhor, que o criou, e oferecer as suas preces ao Altíssimo. Abrirá a sua boca para orar e implorar o perdão dos seus pecados; pois se o soberano Senhor quiser, enchê-lo-á com o espírito de inteligência. Então ele espalhará, como chuva, as palavras da sabedoria e abençoará o Senhor na sua oração. O Senhor inspirará os seus conselhos e instruções, e ele compreenderá os mystérios divinos. Publicará a doutrina que tiver aprendido, e a sua glória será manter-se na lei da aliança com o Senhor. Sua sabedoria receberá louvor de muitos e não cairá no esquecimento. Sua memória se não apagará. Seu nome será honrado de geração em geração. As nações publicarão a sua sabedoria e a Igreja anunciará os seus louvores.

Evangelho Mt. 10, 23-28

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Cum persequéntur vos in civitáte ista, fúgite in áliam. Amen, dico vobis, non consummábitis civitátes Israël, donec véniat Fílius hóminis. Non est discípulus super magístrum nec servus super dóminum suum. Súfficit discípulo, ut sit sicut magíster ejus: et servo, sicut dóminus ejus. Si patremfamílias Beélzebub vocavérunt; quanto magis domésticos ejus? Ne ergo timuéritis eos. Nihil enim est opértum, quod non revelábitur: et occúltum, quod non sciétur. Quod dico vobis in ténebris, dícite in lúmine: et quod in aure audítis, prædicáte super tecta. Et nolíte timére eos, qui occídunt corpus, ánimam autem non possunt occídere: sed pótius timéte eum, qui potest et ánimam et corpus pérdere in gehénnam.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando vos perseguirem em uma cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo: não acabareis de percorrer as cidades de Israel sem que venha o Filho do homem. O discípulo não é superior ao mestre, nem o servo ao senhor. Basta ao discípulo ser como o mestre e ao servo como o senhor. Se chamaram Belzebute ao pai de família, o que não chamarão aos seus domésticos? Portanto, os não receeis; pois não há nada secreto que não seja revelado, nem oculto que não seja conhecido. Aquilo que vos digo nas trevas, dizei-o à luz; e o que vos digo ao ouvido, pregai-o sobre os tectos. E nunca temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes Aquele que pode condenar a alma e o corpo ao inferno».

Secreta

Réspice, Dómine, immaculátam hóstiam, quam tibi offérimus: et præsta; ut, méritis beáti Pontíficis et Confessóris tui Cyrílli, eam mundo corde suscípere studeámus. Per Dóminum &c.
Olhai, Senhor, para a Hóstia Imaculada que Vos oferecemos; e permiti que pelos méritos do B. Cirilo, vosso Confessor e Pontífice, diligenciemos recebê-la com o coração puro. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sacraménta Córporis et Sánguinis tui, quæ súmpsimus, Dómine Jesu Christe: beáti Cyrílli Pontíficis précibus, mentes et corda nostra sanctíficent; ut divínæ consórtes natúræ éffici mereámur: Qui vivis &c.
Ó Senhor Jesus Cristo, fazei que os sacramentos do vosso Corpo e Sangue, que acabámos de receber, santifiquem, pelas preces do B. Cirilo, os nossos espíritos e os nossos corações, a fim de que mereçamos ser participantes da natureza divina. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

S. José, Esposo da B. V. Maria 19 de Março

Intróito

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur: plantátus in domo Dómini: in átriis domus Dei nostri. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. ibid., 2 Bonum est confiteri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
O justo florescerá, como a palmeira, e multiplicar-se-á, como o cedro do Líbano: Ele está plantado na casa do Senhor, nos átrios da casa do nosso Deus. Sl. ibid., 2 É bom louvar o Senhor: e cantar hinos em honra do vosso nome, ó Altíssimo. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Sanctíssimæ Genetrícis tuæ Sponsi, quǽsumus. Dómine, méritis adjuvémur: ut, quod possibílitas nostra non óbtinet, ejus nobis intercessióne donétur: Qui vivis &c.
Senhor, Vos suplicamos, permiti que sejamos auxiliados pelos méritos do Esposo da vossa Santíssima Mãe, a fim de que aquelas graças que não temos possibilidade de obter por causa da nossa fraqueza as alcancemos pela sua intercessão. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Epístola Ecl. 45, 1-6

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Diléctus Deo et homínibus, cujus memória in benedictióne est. Símilem illum fecit in glória sanctórum, et magnificávit eum in timóre inimicórum, et in verbis suis monstra placávit. Glorificávit illum in conspéctu regum, et jussit illi coram pópulo suo, et osténdit illi glóriam suam. In fide et lenitáte ipsíus sanctum fecit illum, et elégit eum ex omni carne. Audívit enim eum et vocem ipsíus, et indúxit illum in nubem. Et dedit illi coram præcépta, et legem vitæ et disciplínæ.
Foi amado de Deus e dos homens; a sua memória é uma bênção. O Senhor deu-lhe uma glória, semelhante à dos Santos; tornou-o temeroso e invencível perante seus inimigos; e com suas palavras aplacou os monstros. O Senhor honrou-o diante dos reis; deu-lhe as suas ordens diante do seu povo; e mostrou-lhe a sua glória. O Senhor santificou-o pela sua fé e mansidão; e escolheu-o entre todos os homens. Deus escutou-o; ouviu a sua voz; e fê-lo entrar na nuvem. Então, deu-lhe face a face os seus preceitos e a lei da vida e da doutrina.

Gradual Sl. 20, 4-5

Dómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso. V. Vitam pétiit a te, et tribuísti ei longitúdinem diérum in sǽculum sǽculi.
Senhor, concedestes-lhe bênçãos escolhidas as mais suaves; e impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. V. Concedestes-lhe a vida, que ele Vos suplicara, e prolongastes-lhe a duração dos seus dias pelos séculos dos séculos.

Trato Sl. 111, 1-3

Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur. V. Glória et divítiæ in domo ejus: et justítia ejus manet in sǽculum sǽculi.
Bem-aventuradourado o varão que teme o Senhor e que emprega todo o zelo em obedecer-Lhe. Sua descendência será poderosa na terra; pois a geração dos justos será abençoada. Na sua casa haverá glória e riqueza: e a sua justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos.
No Tempo da Quaresma, omite-se o Gradual e o Trato e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Eccli. 45, 9 Amávit eum Dóminus, et ornávit eum: stolam glóriæ índuit eum. Allelúja. V. Osee 14, 6 Justus germinábit sicut lílium: et florébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ecl. 45, 9 O Senhor o amou e adornou: e revestiu-o com uma túnica de glória. Aleluia. V. Os. 14, 6 O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano.

Evangelho Mt. 1, 18-21

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
Cum esset desponsáta Mater Jesu María Joseph, ántequam convenírent, invénta est in útero habens de Spíritu Sancto. Joseph autem, vir ejus, cum esset justus et nollet eam tradúcere, vóluit occúlte dimíttere eam. Hæc autem eo cogitánte, ecce, Angelus Dómini appáruit in somnis ei, dicens: Joseph, fili David, noli timére accípere Maríam cónjugem tuam: quod enim in ea natum est, de Spíritu Sancto est. Páriet autem fílium, et vocábis nomen ejus Jesum: ipse enim salvum fáciet pópulum suum a peccátis eórum.
Naquele tempo, estando Maria, Mãe de Jesus, desposada com José, achou este que, sem que os dois houvessem coabitado, havia ela concebido por obra do Espírito Santo. Então José, seu marido, que era justo e não queria difamá-la, resolveu abandoná-la secretamente. E, pensando nisto, apareceu-lhe um Anjo do Senhor em sonhos, dizendo-lhe: «José, filho de David, não temas receber Maria como tua esposa porque Aquele que ela gerou vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu Lhe darás o nome de Jesus, O qual salvará o seu povo, livrando-o dos seus pecados».

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus. (T. P. Allelúja.)
A minha verdade e a minha misericórdia estarão com ele; e o seu poder será exaltado em meu nome. (T. P. Aleluia.)

Secreta

Débitum tibi, Dómine, nostræ réddimus servitútis, supplíciter exorántes: ut, suffrágiis beáti Joseph, Sponsi Genetrícis Fílii tui Jesu Christi, Dómini nostri, in nobis tua múnera tueáris, ob cujus venerándam festivitátem laudis tibi hóstias immolámus. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Vos oferecemos, Senhor, o justo tributo da nossa servidão, e instantemente Vos suplicamos queirais conservar em nós os vossos dons pela intercessão do B. José, Esposo da Mãe de Jesus Cristo, vosso Filho e nosso Senhor, em cuja festa, que celebramos, imolamos nossas hóstias em vossa honra. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 1, 20

Joseph, fili David, noli timére accípere Maríam cónjugem tuam: quod enim in ea natum est, de Spíritu Sancto est. (T. P. Allelúja.)
José, filho de David, não temas receber Maria como tua esposa, porque Aquele que ela gerou vem do Espírito Santo. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Adésto nobis, quǽsumus, miséricors Deus: et, intercedénte pro nobis beáto Joseph Confessóre, tua circa nos propitiátus dona custódi. Per Dóminum &c.
Assisti-nos, ó Deus de misericórdia, Vos suplicamos; e pela intercessão do B. José, Confessor, dignai-Vos propício conservar em nós os vossos dons. Por nosso Senhor &c.

S. Martinho de Dume, B. e Conf. Na Arquidiocese de Braga, 20 de Março

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Ó Deus, que ao vosso povo concedestes o B. Martinho como ministro da salvação eterna, permiti, Vos rogamos, que mereçamos sempre ter como intercessor nos céus aquele que na terra possuímos como Patrono e Mestre de vida. Por nosso Senhor &c.

Epístola

Lição do Livro da Sabedoria.
Desejei a inteligência, e foi-me dada; invoquei o espírito da sabedoria, e veio a mim. Preferi-a aos reinos e aos tronos; e creio que as riquezas nada são comparadas com ela. Nem mesmo a compararei com as pedras preciosas; pois todo o ouro, comparando-o com ela, é como um grão de areia; e toda a prata, ao pé dela, é desprezível lodo. Amo-a mais do que a saúde e a beleza; e, assim, resolvi tomá-la para minha luz, pois o seu brilho não tem ocaso. Todos os bens me vieram dela e recebi das suas mãos inumeráveis riquezas. Regozijei-me em todas as coisas, pois a sabedoria guiava-me, e eu ignorava que ela era a mãe de todos os bens. Conheci a sabedoria sem fingimento e comunico-a sem inveja, não ocultando as suas riquezas. Ela é um tesouro infinito para os homens. Aqueles que a aproveitam tornam-se amigos de Deus e recomendam-se pelos dons da ciência.

Gradual

Encontrei o meu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado; a minha mão, pois, o auxiliará e o meu braço o fortalecerá. O inimigo nunca alcançará vitória contra ele: e o filho da iniquidade o não prejudicará.

Ofertório

Bem-aventurado o varão que o Senhor, quando vier, encontrar vigilante. Em verdade vos digo que o colocará à testa de todos seus bens.

Secreta

Deus omnipotente e sempiterno, fazei que estes dons, que oferecemos à vossa majestade por intercessão do B. Martinho, vosso Confessor e Pontífice, nos sirvam de proveito para a salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Senhor, entregastes-me cinco talentos; eis outros cinco que lucrei. Está bem, servo bom e fiel; visto que foste fiel em pouca coisa, Eu te estabelecerei sobre muitas: entra no gozo do teu senhor.

Postcomúnio

Havendo recebido os sacramentos da nossa salvação, concedei-nos, ó misericordioso Deus, Vos suplicamos, que nos sirvam sempre de auxílio as preces do B. Martinho, em cuja veneração os oferecemos à vossa majestade. Por nosso &c.

S. Bento, Abade 21 de Março

Como na Missa Os justi, página abades

S. Gabriel, Arcanjo 24 de Março

Intróito Sl. 102, 20

Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: poténtes virtúte, qui fácitis verbum ejus, ad audiéndam vocem sermónum ejus. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. ibid., 1 Bénedic, ánima mea, Dómino: et ómnia, quæ intra me sunt, nómini sancto ejus. V. Gloria Patri &c.
Bendizei o Senhor, ó Anjos do Senhor: Sois cheios de poder e virtude: e fazeis o que Ele vos ordena, obedecendo às suas palavras e ordens. (T. P. Aleluia, aleluia). Sl. ibid., 1 Bendizei o Senhor, ó minha alma: que tudo quanto houver em mim bendiga o santo nome do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui inter céteros Angelos, ad annuntiándum incarnatiónis tuæ mystérium, Gabriélem Archángelum elegísti: concéde propítius; ut, qui festum (commemoratiónem) ejus celebrámus in terris, ipsíus patrocínium sentiámus in cœlis: Qui vivis &c.
Ó Deus, que entre os outros Anjos escolhestes o Arcanjo Gabriel para anunciar o mystério da vossa Incarnação, concedei-nos propício que, havendo celebrado a sua festa na terra, experimentemos o seu patrocínio no céu, Ó Vós, que, sendo Deus, viveis e &c.

Epístola Dn. 9, 21-26

Léctio Daniélis Prophétæ.
Lição do Profeta Daniel.
In diébus illis: Ecce, vir Gábriël, quem víderam m visióne a princípio, cito volans tétigit me in témpore sacrifícii vespertíni. Et dócuit me et locútus est mihi dixítque: Dániel, nunc egréssus sum, ut docérem te et intellégeres. Ab exórdio precum tuárum egréssus est sermo: ego autem veni, ut indicárem tibi, quia vir desideriórum es: tu ergo animadvérte sermónem et intéllege visiónem. Septuagínta hebdómades abbreviátæ sunt super pópulum tuum et super urbem sanctam tuam, ut consummétur prævaricátio, et finem accípiat peccatum, et deleátur iníquitas, et adducátur justítia sempitérna, et impleátur visio et prophetia, et ungátur Sanctus sanctórum. Scito ergo et animadvérte: Ab éxitu sermónis, ut íterum ædificétur Jerúsalem, usque ad Christum ducem, hebdómades septem et hebdómades sexagínta duæ erunt: et rursum ædificábitur platéa et muri in angustia temporum. Et post hebdómades sexagínta duas occidétur Christus: et non erit ejus pópulus, qui eum negatúrus est. Et civitátem et sanctuárium dissipábit populus cum duce ventúro: et finis ejus vástitas, et post finem belli statúta desolátio.
Naqueles dias: Eis que o varão Gabriel, que eu havia visto antes, em visão, veio junto de mim, voando rapidamente, na ocasião do sacrifício da tarde. Então, inspirou-me, falou-me e disse-me: «Daniel, eu vim, agora, para iluminar a tua inteligência. Desde o princípio das tuas preces foi proferida uma palavra. Ora, eu venho para que possas compreendê-la, pois és um varão favorecido por Deus. Medita, portanto, nessa palavra e compreende a visão. Setenta semanas estão marcadas para o teu povo e para a tua cidade, a fim de que a prevaricação seja consumada, o pecado cesse e seja destruída a iniquidade; e apareça a justiça eterna, cumpra-se a visão e a profecia e seja ungido o Santo dos Santos. Fica, pois, sabendo e atende bem: Desde que foi publicado o decreto para reedificar Jerusalém até Cristo-Rei, haverá sete semanas e sessenta e duas semanas; e, então, novamente, será reedificada com praças e muralhas, nos tempos angustiosos. Após sessenta e duas semanas, Cristo será morto e o povo que O negar não mais será considerado como seu povo. Um povo virá conduzido pelo seu chefe, que destruirá a cidade e o santuário; o seu fim será a devastação. Após o fim da guerra virá a desolação decretada».

Gradual Sl. 102, 20 & 1

Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: poténtes virtúte, qui fácitis verbum ejus. V. Benedic, ánima mea, Dóminum, et ómnia interióra mea nomen sanctum ejus.
Bendizei o Senhor, vós todos, que sois seus Anjos; ó vós, que sois poderosos e valorosos; e que executais as suas ordens. V. Bendizei o Senhor, ó minha alma: tudo o que há no meu íntimo bendiga o Senhor.

Trato Lc. 1, 28, 42, 31 & 35

Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum. V. Benedícta tu in muliéribus: et benedíctus fructus ventris tui. V. Ecce, concípies et páries Fílium, et vocábis nomen ejus Emmánuel. V. Spíritus Sanctus supervéniet in te, et virtus Altíssimi obumbrábit tibi. V. Ideóque et quod nascétur ex te Sanctum, vocábitur Fílius Dei.
Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. V. Bendita sois vós entre as mulheres: e bendito é o fruto do vosso ventre. V. Eis que conceberás, darás à luz um Filho e o seu nome será Emanuel. V. O Espírito Santo descerá sobre vós e a virtude do Altíssimo far-vos-á conceber. V. E, por isso, o Santo que de vós nascer será chamado Filho de Deus.
No T. Pascal omite-se o Gradual e o Trato e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 103, 4 Qui facit Angelos suos spíritus: et minístros suos flammam ignis. Allelúja. V. Luc. 1, 28 Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 103, 4 Fazeis que os vossos Anjos sejam velozes como os ventos e que os vossos ministros sejam activos como a chama do fogo. Aleluia. V. Lc. 1, 28 Ave, Maria, cheia de graça: O Senhor é convosco: bendita sois vós entre as mulheres. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 26-38

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilǽæ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Joseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Ei ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne ejus: et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne tímeas, María, invenísti enim grátiam apud Deum: ecce, concípies in útero et páries fílium, et vocábis nomen ejus Jesum. Hic erit magnus, et Fílius Altíssimi vocábitur, et dabit illi Dóminus Deus sedem David, patris ejus: et regnábit in domo Jacob in ǽtérnum, et regni ejus non erit finis. Dixit autem María ad Angelum: Quómodo fiet istud, quóniam virum non cognósco? Et respóndens Angelus, dixit ei: Spíritus Sanctus supervéniet in te, et virtus Altíssimi obumbrábit tibi. Ideóque et quod nascétur ex te Sanctum, vocábitur Fílius Dei. Et ecce, Elísabeth, cognáta tua, et ipsa concépit fílium in senectúte sua: et hic mensis sextus est illi, quæ vocátur stérilis: quia non erit impossíbile apud Deum omne verbum. Dixit autem María: Ecce ancílla Dómini, fiat mihi secúndum verbum tuum.
Naquele tempo, foi mandado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem, desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de David; e o nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo onde ela estava, disse: «Eu te saúdo, cheia de graça: o Senhor é contigo: bendita és tu entre todas as mulheres». Ouvindo ela isto, perturbou-se, e pensava na significação desta saudação. Então, disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porquanto alcançaste graça diante do Senhor: eis que conceberás no teu seio, e darás à luz um Filho, e o seu nome será Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo; o Senhor Deus Lhe dará o trono de David, seu pai; reinará eternamente na casa de Jacob; e o seu reino não terá fim». Porém Maria disse ao Anjo: «Como acontecerá isso, se não conheço varão?». O Anjo, respondendo, disse-lhe: «O Espírito Santo descerá sobre ti, e a virtude do Altíssimo te tocará com sua sombra. Por isso o Santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. E eis que Isabel, tua parenta, concebeu um filho na sua velhice: este é o sexto mês daquela que é chamada estéril: porque nada é impossível a Deus». Então disse Maria: «Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra».

Ofertório Ap. 8, 3 & 4

Stetit Angelus juxta aram templi, habens thuríbulum áureum in manu sua, et data sunt ei incénsa multa: et ascéndit fumus aromátum in conspéctu Dei. (T. P. Allelúja.)
Junto ao altar, no templo, estava de pé um Anjo, tendo na mão um turíbulo de ouro: e deitava-lhe muito incenso, subindo o fumo dos perfumes à presença de Deus. (T. P. Aleluia.)

Secreta

Accéptum fiat in conspéctu tuo, Dómine, nostræ servitútis munus, et beáti Archángeli Gabriélis orátio: ut, qui a nobis venerátur in terris, sit apud te pro nobis advocátus in cœlis. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, seja agradável a vossos olhos a oferta da nossa servidão, bem como a oração de B. Gabriel Arcanjo, a fim de que, venerando-o nós na terra, seja nosso advogado junto de Vós no céu. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Benedícite, omnes Angeli Dómini, Dóminum: hymnum dícite et superexaltáte eum in sǽcula. (T. P. Allelúja.)
Anjos todos do Senhor, louvai o Senhor. Cantai hinos em seu louvor e aclamai-O em todos os séculos. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Córporis tui et Sánguinis sumptis mystériis, tuam, Dómine, Deus noster, deprecámur cleméntiam: ut, sicut, Gabriéle nuntiánte, incarnatiónem tuam cognóvimus; ita, ipso adjuvante, incarnationis ejúsdem benefícia consequámur: Qui vivis &c.
Havendo já recebido os mystérios do vosso Corpo e Sangue, Senhor, nosso Deus, imploramos a vossa clemência, para que, assim como pela Anunciação do Arcanjo Gabriel conhecemos a vossa Incarnação, assim também com seu auxílio alcancemos os benefícios da mesma Incarnação. Ó Vós, que &c.

Festa do Santíssimo Sacramento 24 de Março

Em todoas as igrejas de Portugal é permitido, neste dia, celebrar em honra do Santíssimo Sacramento, a Missa, que será do Santíssimo Corpo de Cristo, página santissimocorpocristo, com Glória e Credo.

Anunciação da B. V. Maria 25 de Março

Intróito Sl. 44, 13, 15 & 16

Vultum tuum deprecabúntur omnes dívites plebis: adducántur Regi Vírgines post eam: próximæ ejus adducántur tibi in lætítia et exsultatióne. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. ib., 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Todos os poderosos da terra implorarão os vossos olhares: após ela serão apresentadas virgens ao Rei: as suas companheiras serão apresentadas ao Rei com grande alegria e jubilo. (T. P. Aleluia, aleluia). Sl. ib., 2 Meu coração exprimiu uma palavra excelente: «Consagro ao Rei as minhas obras!». V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui de beátæ Maríæ Vírginis útero Verbum tuum, Angelo nuntiánte, carnem suscípere voluísti: præsta supplícibus tuis; ut, qui vere eam Genetrícem Dei crédimus, ejus apud te intercessiónibus adjuvémur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que, segundo a anunciação do Anjo, quisestes que o vosso Verbo assumisse a carne humana no seio da bem-aventurada Virgem Maria, concedei aos vossos suplicantes que os que crêem que Ela é verdadeira Mãe de Deus sejam amparados na vossa presença com o auxílio das suas preces. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Is. 7, 10-15

Léctio Isaíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Isaías.
In diébus illis: Locútus est Dóminus ad Achaz, dicens: Pete tibi signum a Dómino, Deo tuo, in profúndum inférni, sive in excélsum supra. Et dixit Achaz: Non petam ei non tentábo Dóminum. Et dixit: Audíte ergo, domus David: Numquid parum vobis est, moléstos esse homínibus, quia molésti estis et Deo meo? Propter hoc dabit Dóminus ipse vobis signum. Ecce, Virgo concípiet et páriet fílium, et vocábitur nomen ejus Emmánuel. Butýrum ei mel cómedet, ut sciat reprobáre malum et elígere bonum.
Naqueles dias, falou o Senhor a Acaz e disse-lhe: «Pedi ao Senhor, vosso Deus, um prodígio nas profundezas do inferno ou nas alturas do céu». Acaz respondeu: «Não pedirei tal coisa e não tentarei o Senhor». E Isaías disse: «Escutai, então, casa de David: Porventura vos não basta que fatigueis a paciência dos homens, senão que queirais fatigar a do meu Deus? Eis porque o Senhor vos dará um sinal: Uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o seu nome será Emanuel: Ele comerá manteiga e mel, para que saiba condenar o mal e escolher o bem».

Gradual Sl. 44, 3 et 5

Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum. V. Propter veritátem et mansuetúdinem et justítiam: et dedúcet te mirabíliter déxtera tua.
A graça espalhou-se nos vossos lábios; eis porque Deus vos abençoou para a eternidade. V. Reinareis pela verdade, mansidão e justiça; e a vossa dextra conduzir-vos-á admiravelmente.

Trato ibid., 11 & 12

Audi, fília, et vide, et inclína aurem tuam: quia concupívit Rex speciem tuam. V. ibid., 13 & 10 Vultum tuum deprecabúntur omnes dívites plebis: fíliæ regum in honóre tuo. V. ibid., 15-16 Adducántur Regi Vírgines post eam: próximæ ejus afferéntur tibi. V. Adducántur in lætítia et exsultatióne: adducántur in templum Regis.
Ouvi, minha filha, vede e abri os vossos ouvidos; pois o Rei está extasiado com vossa formosura. V. ibid., 13 & 10 Todos os poderosos da terra implorarão os vossos olhares; as filhas dos reis formarão a vossa corte de honra. V. ibid., 15-16 As virgens serão apresentados ao Rei após ela: as suas companheiras ser-vos-ão apresentadas. Serão conduzidas por entre a alegria e o júbilo e apresentadas no templo do rei.
No T. Pascal omite-se o Gradual e o Trato e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Luc. 1, 28 Ave, María, grátia plena; Dóminus tecum: benedicta tu in muliéribus. Allelúja. V. Num. 17, 8 Virga Jesse flóruit: Virgo Deum et hóminem génuit: pacem Deus réddidit, in se reconcílians ima summis. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Lc. 1, 28 Ave, Maria: o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres. Aleluia. V. Nm. 17, 8 A vara de Jessé floresceu e a Virgem deu à luz o Homem-Deus: restabeleceu Deus a paz, reconciliando na sua pessoa a nossa baixeza com a suprema grandeza. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 26-38

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilǽæ, cui nomen Názareth, ad Vírginem desponsátam viro, cui nomen erat Joseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Ei ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne ejus: et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne tímeas, María, invenísti enim grátiam apud Deum: ecce, concípies in útero et páries fílium, et vocábis nomen ejus Jesum. Hic erit magnus, et Fílius Altíssimi vocábitur, et dabit illi Dóminus Deus sedem David, patris ejus: et regnábit in domo Jacob in ǽtérnum, et regni ejus non erit finis. Dixit autem María ad Angelum: Quómodo fiet istud, quóniam virum non cognósco? Et respóndens Angelus, dixit ei: Spíritus Sanctus supervéniet in te, et virtus Altíssimi obumbrábit tibi. Ideóque et quod nascétur ex te Sanctum, vocábitur Fílius Dei. Et ecce, Elísabeth, cognáta tua, et ipsa concépit fílium in senectúte sua: et hic mensis sextus est illi, quæ vocátur stérilis: quia non erit impossíbile apud Deum omne verbum. Dixit autem María: Ecce ancílla Dómini, fiat mihi secúndum verbum tuum.
Naquele tempo, foi mandado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem, desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de David; e o nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo onde ela estava, disse: «Eu te saúdo, cheia de graça: o Senhor é contigo: bendita és tu entre todas as mulheres». Ouvindo ela isto, perturbou-se, e pensava na significação desta saudação. Então, disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porquanto alcançaste graça diante do Senhor: eis que conceberás no teu seio, e darás à luz um Filho, e o seu nome será Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo; o Senhor Deus Lhe dará o trono de David, seu pai; reinará eternamente na casa de Jacob; e o seu reino não terá fim». Porém Maria disse ao Anjo: «Como acontecerá isso, se não conheço varão?». O Anjo, respondendo, disse-lhe: «O Espírito Santo descerá sobre ti, e a virtude do Altíssimo te tocará com sua sombra. Por isso o Santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. E eis que Isabel, tua parente, concebeu um filho na sua velhice: este é o sexto mês daquela que é chamada estéril; porque nada é impossível a Deus». Então disse Maria: «Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra».

Ofertório Lc. l, 28 & 42

Ave, Maria, grátia plena; Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus, et benedíctus fructus ventris tui. (T. P. Allelúja.)
Ave, Maria, cheia de graça: o Senhor é convosco: bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre. (T. P. Aleluia.)

Secreta

In méntibus nostris, quǽsumus, Dómine, veræ fídei sacraménta confírma: ut, qui concéptum de Vírgine Deum verum et hóminem confitémur; per ejus salutíferæ resurrectiónis poténtiam, ad ætérnam mereámur perveníre lætítiam. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Dignai-Vos confirmar nas nossas almas, Senhor, os mystérios da verdadeira fé, a fim de que nós, que confessamos que Aquele que foi concebido pela Virgem Maria é verdadeiro Deus e Homem, mereçamos alcançar pela virtude da sua salutar ressurreição a felicidade eterna. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Is. 7, 14

Ecce, Virgo concípiet et páriet fílium: et vocábitur nomen ejus Emmánuel. (T. P. Allelúja.)
Eis que a Virgem conceberá, dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Grátiam tuam, quǽsumus, Dómine, méntibus nostris infúnde: ut, qui. Angelo nuntiánte, Christi Fílii tui incarnatiónem cognóvimus; per passiónem ejus et crucem, ad resurrectiónis glóriam perducámur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Infundi, Senhor, Vos suplicamos, a vossa graça em nossas almas, para que nós, que pela anunciação do Anjo conhecemos a Incarnação do vosso Filho, sejamos conduzidos à glória da ressurreição pela sua Paixão e Cruz. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

S. João Damasceno, Conf. e Doutor 27 de Março

Intróito Sl. 72, 24

Tenuísti manum déxteram meam: et in voluntáte tua deduxísti me, et cum glória suscepísti me. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. ib., 1 Quam bonus Israël Deus his, qui recto sunt corde! V. Gloria Patri &c.
Segurastes-me com a mão direita, conduzistes-me segundo a vossa vontade e acolhestes-me com gloria. (T. P. Aleluia, aleluia.) Sl. ib., 1 Oh! como Deus de Israel é bom para com os que possuem coração recto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui, ad cultum sacrarum imáginum asseréndum, beátum Joánnem cœlésti doctrina et admirábili spíritus fortitúdine imbuísti: concéde nobis ejus intercessióne et exémplo; ut, quorum cólimus imagines, virtútes imitémur et patrocínia sentiámus. Per Dóminum &c.
Deus omnipotente e eterno, que para defesa do culto das imagens dos Santos inspirastes ao B. João uma doutrina celestial e lhe concedestes admirável constância para a sustentar, fazei por sua intercessão e exemplo que imitemos as virtudes daqueles cujas imagens honramos, e sintamos os efeitos desse patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Epístola Sb. 10, 10-17

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Justum dedúxit Dóminus per vias rectas, et osténdit illi regnum Dei, et dedit illi sciéntiam sanctórum: honestávit illum in labóribus, et complévit labóres illíus. In fraude circumveniéntium illum áffuit illi, et honéstum fecit illum. Custodívit illum ab inimícis, et a seductóribus tutávit illum, et certámen forte dedit illi, ut vínceret et sciret, quóniam ómnium poténtior est sapiéntia. Hæc vénditum justum non derelíquit, sed a peccatóribus liberávit eum: descendítque cum illo in fóveam, et in vínculis non derelíquit illum, donec afférret illi sceptrum regni, et poténtiam advérsus eos, qui eum deprimébant: et mendáces osténdit, qui maculavérunt illum, et dedit illi claritátem ætérnam. Hæc pópulum justum et semen sine querela liberávit a natiónibus, quæ illum deprimébant. Intrávit in ánimam servi Dei, et stetit contra reges horréndos in porténtis et signis. Et réddidit justis mercédem labórum suórum.
O Senhor conduziu o justo por caminhos direitos, mostrou-lhe o reino de Deus, concedeu-lhe a ciência dos santos, tornou prósperas as suas fadigas e cumulou de frutos os seus labores. Auxiliou-o contra aqueles que queriam defraudá-lo e enriqueceu-o. Protegeu-o contra os seus inimigos, defendeu-o dos seus sedutores e permitiu que sustentasse rijo combate, a fim de que ficasse vencedor e conhecesse que a sabedoria é a mais poderosa de todas as coisas. Esta não faltou ao justo, ainda quando vendido, mas livrou-o dos pecadores; desceu com ele ao fosso e o não abandonou nas cadeias, até lhe conseguir o ceptro real e o poder contra os que o maltratavam; convenceu de mentirosos os que o desonravam, e deu-lhe uma glória eterna. Foi ela quem livrou o povo santo e a raça escolhida das nações que o oprimiam. Ela entrou na alma do servo de Deus e com prodígios e outros sinais fez frente aos reis temíveis. E ela deu aos justos a recompensa dos seus trabalhos.

Gradual Sl. 17, 33 & 35

Deus, qui præcínxit me virtúte: et pósuit immaculátam viam meam. V. Qui docet manus meas ad prœlium: et posuísti, ut arcum ǽreum, bráchia mea.
Foi Deus quem me revestiu com a força e tornou a minha vida sem mancha. V. Foi Deus quem adestrou as minhas mãos para o combate e tornou os meus braços rijos, como um arco de bronze.

Trato ibid., 38, 39 & 50

Pérsequar inimícos meos, et comprehéndam illos. V. Confríngam illos, nec poterunt stare: cadent subtus pedes meos. V. Proptérea confitébor in natiónibus, Dómine, et nómini tuo psalmum dicam.
Perseguirei os meus inimigos até alcançá-los. V. Hei-de vencê-los; não poderão erguer-se; e cairão debaixo de meus pés. V. Por isso, Senhor, hei-de louvar-Vos diante de todos os povos e cantarei hinos em honra do vosso nome.
No Tempo Pascal omite-se o Gradual e o Trato, e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. 1 Reg. 25, 26 & 28 Dóminus salvávit manum tuam tibi: quia prǿlia Dómini tu prœliáris. Allelúja. V. Ps. 143, 1 Benedíctus Dóminus, Deus meus, qui docet manus meas ad prǿlium, et dígitos meos ad bellum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. 1 Rs. 25, 26 & 28 Guardou o Senhor a vossa vida, pois combatestes por Ele. Aleluia. V. Sl. 143, 1 Bendito seja o Senhor, meu Deus, pois adestrou minhas mãos para o combate e meus dedos para a batalha. Aleluia.

Evangelho Lc. 6, 6-11

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Factum est et in álio sábbato, ut intráret Jesus in synagógam et docéret. Et erat ibi homo, et manus ejus déxtera erat árida. Observábant autem scribæ et pharisǽi, si in sábbato curáret: ut invenírent, unde accusárent eum. Ipse vero sciébat cogitatiónes eórum. Et ait hómini, qui habébat manum áridam: Surge et sta in médium. Et surgens stetit. Ait autem ad illos Jesus: Intérrogo vos, si licet sábbatis benefácere, an male: ánimam salvam fácere, an pérdere? Et circumspéctis ómnibus dixit hómini: Exténde manum tuam. Et exténdit: et restitúta est manus ejus. Ipsi autem repléti sunt insipiéntia, et colloquebántur ad ínvicem, quidnam fácerent Jesu.
Naquele empo, em um outro dia de sábado, entrou Jesus na sinagoga e aí ensinava. Estava lá um homem, que tinha a mão direita seca. Ora, os escribas e os fariseus observaram-n’O para ver se Ele fazia curas ao dia de sábado, para terem pretexto para O acusar; mas Jesus, que conhecia os seus pensamentos, disse ao homem que tinha a mão seca: «Levanta-te e põe-te de pé, no meio». Ele, levantando-se, conservava-se de pé. Então Jesus disse-lhes: «Pergunto-vos se é lícito ao dia de sábado praticar o bem ou o mal: salvar a vida de alguém ou deixá-lo morrer? E, circunvolvendo os olhos por aqueles que ali estavam, disse ao homem: «Estende a tua mão!». E ele estendeu a mão, que ficou curada! Então os fariseus, cheios de demência, conferenciaram uns com os outros para combinar o que haviam de fazer a Jesus.

Ofertório Jb. 14, 7

Lignum habet spem: sipræcísum fúerit, rursum viréscit, et rami ejus púllulant.
A árvore tem esperança; pois, se a cortarem, torna a reverdescer e a lançar suas ramagens.

Secreta

Ut, quæ tibi, Dómine, offérimus, dona tuo sint digna conspéctu: beáti Joánnis et Sanctórum, quos ejus ópera expósitos in templis cólimus, pia suffragátio conspíret. Per Dóminum &c.
Senhor, que os piedosos sufrágios do B. João e dos Santos, cujas imagens foram expostas nos templos graças ao seu zelo, sirvam para tornar dignos dos vossos olhares os dons que Vos oferecemos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 36, 17

Bráchia peccatórum conteréntur, confírmat autem justos Dóminus.
Os braços dos maus serão quebrados; mas o Senhor fortificará os braços dos justos.

Postcomúnio

Sumpta nos, quǽsumus, Dómine, dona cœléstibus armis tueántur: et beáti Joánnis patrocínia circúmdent Sanctórum unánimi suffrágio cumuláta; quorum imágines evícit in Ecclésia esse venerándas. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, fazei que os dons recebidos sejam para nós uma armadura celeste, e que o patrocínio do B. João, unido aos sufrágios unânimes dos Santos, cujas imagens fez venerar nos templos, seja a nossa salvaguarda. Por nosso Senhor &c.

S. João Capistrano, Conf. 28 de Março

Intróito Hab. 3, 18-19

Ego autem in Dómino gaudébo: et exsultábo in Deo, Jesu meo: Deus Dóminus fortitúdo mea. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. 80, 2 Exsultáte Deo, adjutóri nostro, jubiláte Deo Jacob. V. Gloria Patri &c.
Alegrar-me-ei no Senhor; rejubilarei em Deus, meu Salvador. O Senhor, meu Deus, é a minha fortaleza. (T. P. Aleluia, aleluia.) Sl. 80, 2 Exultai de alegria, louvando Deus, que é o nosso sustentáculo: aclamai com júbilo Deus de Jacob. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per beátum Joánnem fidéles tuos in virtúte sanctíssimi nóminis Jesu de Crucis inimícis triumpháre fecísti: præsta, quǽsumus; ut, spirituálium hóstium, ejus intercessióne, superátis insídiis, corónam justítiæ a te accípere mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que pelo B. João permitistes que os vossos fiéis, graças à virtude do Santíssimo Nome de Jesus, triunfassem dos inimigos da Cruz, concedei-nos, Vos suplicamos, que, havendo resistido por sua intercessão às tentações dos inimigos, mereçamos receber de vossas mãos a coroa de justiça. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice1

Gradual Sl. 21, 24-25

Qui timétis Dóminum, laudáte eum: univérsum semen Jacob, glorificáte eum. V. Timeat eum omne semen Israël: quóniam non sprevit, neque despéxit deprecatiónem páuperis.
Ó vós, que temeis o Senhor, louvai-O! Vós todos, que sois descendentes de Jacob, glorificai-O! V. Tema-O toda a geração de Israel: pois não desprezou, nem desdenhou a oração do pobre.

Trato Ex. 15, 2 & 3

Fortitúdo mea et laus mea Dóminus, et factus est mihi in salútem: iste Deus meus, et glorificábo eum. V. Dóminus quasi vir pugnátor, omnípotens nomen ejus. V. Judith 16, 3 Dóminus cónterens bella: Dóminus nomen est illi.
O Senhor é a minha fortaleza e o objecto dos meus louvores. Foi Ele, que é o meu Deus, quem me salvou: eu O glorificarei. V. O Senhor mostrou-se um guerreiro invencível: o seu nome é omnipotente. V. Jdt. 16, 3 O Senhor é o vencedor das batalhas. Senhor é o seu nome!
No Tempo Pascal omite-se o Gradual e o Trato, e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 58, 17 Ego autem cantábo fortitúdinem tuam: et exsultábo mane misericórdiam tuam. Allelúja. V. Quia factus es suscéptor meus, et refúgium meum in die tribulatiónis meæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 58, 17 Eu, porém, cantarei a vossa fortaleza e regozijar-me-ei desde manhã com vossa misericórdia. Aleluia. V. Pois fostes o meu protector e o meu refúgio no dia da minha tribulação. Aleluia.

Evangelho Página quintafeirapentecostes

Ofertório Ecl. 46, 6

Invocávit Altíssimum poténtem in oppugnándo inimícos úndique, et audívit illum magnus et sanctus Deus.
Invocou o Omnipotente, o Altíssimo, quando os inimigos o atacaram por todos os lados: e Deus, infinito e santo, escutou-o.

Secreta

Sacrifícium, Dómine, quod immolámus, placátus inténde: ut, intercedénte beáto Joánne Confessóre tuo, ad conteréndas inimicórum insídias nos in tuæ protectiónis securitáte constítuat. Per Dóminum nostrum &c.
Olhai aplacado, Senhor, para esta vítima, que imolamos em vossa honra, a fim de que por intercessão do B. João, vosso Confessor, nos acolha com segurança, e sob a vossa protecção possamos repelir as insídias dos inimigos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sb. 10, 20

Decantavérunt, Dómine, nomen sanctum tuum, et victrícem manum tuam laudavérunt.
Celebraram com seus cânticos o vosso santo nome, ó Senhor, e louvaram a vossa mão vitoriosa.

Postcomúnio

Repléti alimónia cœlésti et spirituáli pópulo recreáti, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, intercedénte beáto Joánne Confessóre tuo, nos ab hoste malígno deféndas, et Ecclésiam tuam perpétua pace custódias. Per Dóminum nostrum &c.
Saciados com o alimento celestial e fortalecidos com a bebida espiritual, Vos pedimos, ó Deus omnipotente, por intercessão do B. João, vosso Confessor, defendei-nos contra o inimigo maligno e conservai a vossa Igreja em contínua paz. Por nosso Senhor &c.

Sete Dores da B. V. Maria 15 de Setembro

Intróito Jo. 19, 25

Stabant juxta Crucem Jesu Mater ejus, et soror Matris ejus, María Cléophæ, et Salóme et María Magdaléne. ibid., 26-27 Múlier, ecce fílius tuus: dixit Jesus; ad discípulum autem: Ecce Mater tua. V. Gloria Patri &c.
Estavam junto à Cruz de Jesus, sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria, mulher de Cléofas, Salomé e Maria Madalena. ibid., 26-27 «Mulher disse Jesus eis o vosso Filho»; e, dirigindo-se ao discípulo, disse: «Eis a tua Mãe». V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, in cujus passióne, secúndum Simeónis prophétiam, dulcíssimam ánimam gloriósæ Vírginis et Matris Maríæ dolóris gladius pertransívit: concéde propítius; ut, qui transfixiónem ejus et passiónem venerándo recólimus, gloriósis méritis et précibus ómnium Sanctórum Cruci fidéliter astántium intercedéntibus, passiónis tuæ efféctum felícem consequámur: Qui vivis &c.
Ó Deus, em cuja Paixão, segundo a profecia de Simeão, uma espada de dor traspassou a terníssima alma da Virgem Maria, vossa Mãe, concedei-nos propício que, celebrando devotamente a memória da sua Transfixão e das suas Dores, alcancemos o feliz efeito da vossa Paixão, pelos gloriosos méritos e preces de todos os Santos, que fielmente permaneceram junto à Cruz. Ó Vós, que &c.

Epístola Jdt. 13, 22 & 23-25

Léctio libri Judith.
Lição do Livro de Judite.
Benedíxit te Dóminus in virtúte sua, quia per te ad níhilum redégit inimícos nostros. Benedícta es tu, fília, a Dómino, Deo excélso, præ ómnibus muliéribus super terram. Benedíctus Dóminus, qui creávit cœlum et terram: quia hódie nomen tuum ita magnificávit, ut non recédat laus tua de ore hóminum, qui mémores fúerint virtútis Dómini in ætérnum, pro quibus non pepercísti ánimæ tuæ propter angústias et tribulatiónem géneris tui, sed subvenísti ruínæ ante conspéctum Dei nostri.
O Senhor vos abençoou com seu poder, aniquilando por vosso intermédio todos nossos inimigos. Bendita sois vós entre as mulheres da terra, ó filha do Senhor, Deus Altíssimo. Bendito seja o Senhor, que criou o céu e a terra; pois de tal modo glorificou o vosso nome que todos os homens vos louvarão, lembrando-se para sempre do nome do Senhor. Não poupastes a vossa vida, sentindo a aflição e as angústias do povo, mas remediastes a sua ruína, perante o nosso Deus.

Gradual

Dolorósa et lacrimábilis es, Virgo María, stans juxta Crucem Dómini Jesu, Fílii tui, Redemptóris. V. Virgo Dei Génetrix, quem totus non capit orbis, hoc crucis fert supplícium, auctor vitæ factus homo.
Cheia de dores e de lágrimas, ó Virgem Maria, estavas junto à Cruz do Senhor Jesus, vosso Filho e Redentor. V. Ó Virgem, Mãe de Deus, Aquele a quem o mundo não pode conter o autor da vida feito homem sofre este suplício da cruz!
Allelúja, allelúja. V. Stabat sancta María, cœli Regína et mundi Dómina, juxta Crucem Dómini nostri Jesu Christi dolorósa.
Aleluia, aleluia. V. Estava doloroso, junto à Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, a Rainha do céu e Soberana do mundo, Santa Maria.

Trato

Stabat sancta María, cœli Regína et mundi Dómina, juxta Crucem Dómini nostri Jesu Christi dolorósa. V. Thren. 1, 12 O vos omnes, qui tránsitis per viam, atténdite et vidéte, si est dolor sicut dolor meus.
Estava, dolorosa, Santa Maria, Rainha do céu e Senhora do mundo, junto à Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo. V. Lm. 1, 12 Ó vós todos, que passais pelo mundo, atendei e vede se há dor semelhante à minha dor!

Sequência

Stabat Mater dolorósa iuxta Crucem lacrimósa, dum pendébat Fílius.
Estava dolorosa e lacrimosa a Mãe junto à Cruz, donde pendia o Filho.
Cuius ánimam geméntem, con­tris­tátam et doléntem per­tran­sívit gládius.
Sua alma, gemendo triste e aflita, foi traspassada por uma espada.
O quam tristis et afflícta fuit illa benedícta, mater Unigéniti!
Oh! Quão triste e aflita ficou aquela Mãe bendita do Filho Unigénito!
Quæ mærébat et dolébat, pia Mater, dum vidébat nati pœnas íncliti.
Ela, piedosa Mãe, gemia e chorava, sentido as penas do divino Filho!
Quis est homo qui non fleret, matrem Christi si vidéret in tanto supplício?
Qual o homem que não chorará, vendo a Mãe de Cristo em tal suplício?
Quis non posset contristári Christi Matrem contemplári doléntem cum Fílio?
Quem poderá contemplar sem tristeza a Mãe de Cristo, afligindo-se com seu Filho?
Pro peccátis suæ gentis vidit Jesum in torméntis, et flagéllis súbditum.
Por causa dos pecados do povo, Ela via Jesus entregue aos sofrimentos e flagelado pelos açoites.
Vidit suum dulcem Natum moriéndo desolátum, dum emísit spíritum.
Via este terno Filho morrer desolado, entregar o espírito!
Éia, Mater, fons amóris me sentíre vim dolóris fac, ut tecum lúgeam.
Ó Mãe, fonte de amor, fazei-me sentir a violência das vossas dores, a fim de que chore convosco.
Fac, ut árdeat cor meum in amándo Christum Deum ut sibi compláceam.
Fazei que meu coração seja ardente em amar Cristo Deus, para que Lhe agrade.
Sancta Mater, istud agas, crucifíxi fige plagas cordi meo válide.
Ó Santa Mãe, gravai profundamente as chagas do Crucificado no meu coração.
Tui Nati vulneráti, tam dignáti pro me pati, pœnas mecum dívide.
Reparti comigo as dores do vosso Filho, que tanto se dignou sofrer por mim.
Fac me tecum píe flere, crucifíxo condolére, donec ego víxero.
Fazei-me chorar convosco e compartilhar perpétua e piedosamente os sofrimentos do Crucificado.
Iuxta Crucem tecum stare, et me tibi sociáre in planctu desídero.
Quero convosco ficar ao pé da Cruz e unir-me a vós nos gemidos.
Virgo vírginum præclara, mihi iam non sis amára, fac me tecum plángere.
Ó Virgem, ilustre entre as virgens, não rejeiteis a minha prece; deixai-me chorar convosco.
Fac, ut portem Christi mortem, passiónis fac consórtem, et plagas recólere.
Fazei que se imprima em mim a morte de Cristo; que compartilhe as suas dores e venere as suas chagas.
Fac me plagis vulnerári, fac me Cruce inebriári, et cruóre Fílii.
Fazei que, ferido com suas feridas, fique inebriado de amor à Cruz e ao sangue do vosso Filho.
Flammis ne urar succénsus, per te, Virgo, sim defénsus in die iudícii.
Que eu não seja consumido pelas chamas devoradoras e seja defendido por vós, ó Virgem, no dia do juízo.
Christe, cum sit hinc exíre, da per Matrem me veníre ad palmam victóriæ.
Ó Cristo, quando eu tiver que deixar o mundo, concedei-me por vossa Mãe que alcance a palma da vitória.
Quando corpus moriétur, fac, ut ánimæ donétur paradísi glória.
Quando o meu corpo morrer, dai à minha alma a glória do Paraíso.
R. Amen.
R. Amen.

Evangelho Página missamaria4

Ofertório Jr. 18, 20

Recordáre, Virgo, Mater Dei, dum stéteris in conspéctu Dómini, ut loquáris pro nobis bona, et ut avértat indignatiónem suam a nobis.
Ó Virgem, Mãe de Deus, quando estiverdes na presença do Senhor, lembrai-Vos de nós; intercedei em nosso favor junto d’Ele e afastai de nós a sua indignação.

Secreta

Offérimus tibi preces et hóstias, Dómine Jesu Christe, humiliter supplicántes: ut, qui Transfixiónem dulcíssimi spíritus beátæ Maríæ, Matris tuæ, précibus recensémus; suo suorúmque sub Cruce Sanctórum consórtium multiplicáto piíssimo intervéntu, méritis mortis tuæ, méritum cum beátis habeámus: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo, Vos oferecemos as nossas preces e oblações e Vos rogamos humildemente que, recordando nas nossas orações a Transfixão da terníssima alma da B. Maria, vossa Mãe, e pelos seus rogos e piíssima intercessão dos Santos, que permaneceram ao pé da Cruz, tenhamos parte com os bem-aventurados nos méritos da vossa morte. Ó Vós, que, sendo Deus, viveis e &c.

Comúnio

Felices sensus beátæ Maríæ Vírginis, qui sine morte meruérunt martýrii palmam sub Cruce Dómini.
Ditosos os sentidos da B. V. Maria, que sem serem feridos pela morte alcançaram a palma do martírio, ao pé da Cruz do Senhor.

Postcomúnio

Sacrifícia, quæ súmpsimus, Dómine Jesu Christe, Transfixiónem Matris tuæ et Vírginis devóte celebrántes: nobis ímpetrent apud cleméntiam tuam omnis boni salutáris efféctum: Qui vivis &c.
Que os sacratíssimos dons com que nos alimentámos, Senhor Jesus Cristo, celebrando piedosamente a Transfixão da vossa Mãe, sempre Virgem, nos obtenham da vossa clemência o efeito de todo o bem salutar. Ó Vós, que, sendo Deus, viveis e &c.

S. Francisco de Paula, Conf. 2 de Abril

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Deus, humílium celsitúdo, qui beátum Francíscum Confessórem Sanctórum tuórum glória sublimásti: tríbue, quǽsumus; ut, ejus méritis et imitatióne, promíssa humílibus prǽmia felíciter consequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, grandeza dos humildes, que coroastes com a glória dos vossos Santos o B. Francisco, Confessor, concedei-nos, pelos seus méritos e pela imitação das suas virtudes, Vos suplicamos, a felicidade de conseguirmos as recompensas prometidas aos humildes. Por nosso Senhor &c.

Epístola Fl. 3, 7-12

Léctio Epistola; beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Filipenses.
Fratres: Quæ mihi fuérunt lucra, hæc arbitrátus sum propter Christum detriménta. Verúmtamen exístimo ómnia detriméntum esse propter eminéntem sciéntiam Jesu Christi, Dómini mei: propter quem ómnia detriméntum feci et arbitror ut stércora, ut Christum lucrifáciam, et invéniar in illo, non habens meam justítiam, quæ ex lege est, sed illam, quæ ex fide est Christi Jesu: quæ ex Deo est justítia in fide, ad cognoscéndum illum, et virtútem resurrectiónis ejus, et societátem passiónum illíus: configurátus morti ejus: si quo modo occúrram ad resurrectiónem, quæ est ex mórtuis: non quod jam accéperim aut jam perféctus sim: sequor autem, si quo modo comprehéndam, inquo et comprehénsus sum a Christo Jesu.
Meus irmãos: As coisas que considerava ganho tive-as depois como perda, meditando em Cristo. E, na verdade, considero tudo como perda, pelo melhor conhecimento que tenho de Jesus Cristo, meu Senhor, por amor de quem renunciei a todas as coisas, considerando-as como poeira, a fim de que ganhe Cristo e me encontre com Ele, não com a minha própria justiça (a que vem da Lei) mas com aquela que nasce da fé em Jesus Cristo (a justiça que vem de Deus pela fé), para que o conheça a Ele, assim como ao mystério da sua Ressurreição e tome parte nos seus sofrimentos, havendo-me conformado com sua morte, a fim de que de algum modo possa conseguir a ressurreição dos mortos. Não que eu tenha alcançado o prémio ou me haja tornado já perfeito; mas prossigo no meu caminho para ver se alcanço o destino para que fui predestinado por Jesus Cristo.

Secreta

Hæc dona devótæ plebis, Dómine, quibus tua cumulámus altária, beáti Francísci méritis tibi grata nobísque salutária, te miseránte, reddántur. Per Dóminum &c.
Que estes dons do vosso povo, que depositamos nos vossos altares, se tornem agradáveis a Vós, Senhor, e salutares para nós por intercessão dos méritos do B. Francisco, e por efeito da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28 & 29

Amen, dico vobis: quod vos, qui reliquístis ómnia et secúti estis me, céntuplum accipiétis, et vitam ætérnam possidébitis. (T.P. Allelúja.)
Em verdade vos digo: «Vós, que abandonastes tudo e me seguistes, recebereis o cêntuplo e possuireis a vida eterna». (T.P. Aleluia.)

Postcomúnio

Sumpta, Dómine, sacraménta cœléstia: beáto Francísco Confessóre tuo intercedénte, precámur; ut et temporális vitæ subsídia nobis cónferant et ætérnæ. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos suplicamos, permiti que os celestiais sacramentos, que acabámos de receber, nos consigam, pela intercessão do B. Francisco, vosso Confessor, auxílios para a vida presente e para a eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Isidoro, B. Conf. e Doutor 4 de Abril

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores

S. Vicente Ferrer, Conf. 5 de Abril

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui Ecclésiam tuam beáti Vincéntii Confessóris tui méritis et prædicatióne illustráre dignátus es: concéde nobis fámulis tuis; ut et ipsíus instruámur exémplis et ab ómnibus ejus patrocínio liberémur advérsis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes ilustrar a vossa Igreja com os méritos e a pregação do B. Vicente, vosso Confessor, concedei a estes vossos servos a graça de serem instruídos com seus exemplos e livres de todas as adversidades pela sua protecção. Por nosso Senhor &c.

S. Leão I, Papa, Conf. e Doutor 11 de Abril

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Vítor, Mártir Na Arquidiocese de Braga e noutros lugares, 12 de Abril

Oração

Ó Deus, que pela pompa do martírio triunfal fizestes entrar glorioso na pátria celestial o B. Vítor, concedei-nos propício que, pugnando nós à sua imitação contra os nossos vícios, consigamos alcançar aquelas vitórias que Vítor nos ensinou. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Santificai, Senhor, os dons que Vos apresentamos, e pela intercessão do B. Vítor, vosso Mártir, permiti que em virtude deles olheis aplacado para nós. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Que o sacramento, que acabámos de receber, nos santifique, Senhor; e pela intercessão dos vossos Santos fazei que sejamos participantes do remédio celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Hermenegildo, Mártir 13 de Abril

Fora do Tempo Pascal como na Missa In virtúte tua, página martirnaopontifice1, excepto a Oração e o Evangelho. Dentro do Tempo Pascal como na Missa Protexísti me, página martir, excepto a Oração e o Evangelho.

Oração

Deus, qui beátum Hermenegíldum Mártyrem tuum cœlésti regno terrénum postpónere docuísti: da, quǽsumus, nobis; ejus exémplo cadúca despícere atque ætérna sectári. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ensinastes o S. Hermenegildo, vosso Mártir, a preferir o reino celestial ao terrestre, concedei-nos a graça, Vos suplicamos, de, seguindo seus exemplos, desprezarmos os bens caducos e amarmos os eternos. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página martirpontificeforapascal

S. Justino, Mártir 14 de Abril

Intróito Sl. 118, 85 & 46

Narravérunt mihi iníqui fabulatiónes, sed non ut lex tua: ego autem loquébar de testimóniis tuis in conspéctu regum, et non confundébar. (T.P. Allelúja, allelúja.) Ps. ibid., 1 Beáti immaculáti in via, qui ámbulant in lege Dómini. V. Gloria Patri &c.
Os maus narraram-me fábulas, mas não se assemelhavam à vossa lei. Porém, publiquei os vossos ensinos na presença dos reis e não fui confundido. (T.P. Aleluia, aleluia.) Sl. ibid., 1 Bem-aventurados aqueles que são imaculados na sua vida: e que caminham segundo a lei do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per stultítiam Crucis eminéntem Jesu Christi sciéntiam beátum Justínum Mártyrem mirabíliter docuísti: ejus nobis intercessióne concéde; ut, errórum circumventióne depúlsa, fídei firmitátem consequámur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que pela «loucura da cruz» instruístes admiravelmente o B. Mártir Justino com a eminente ciência de Jesus Cristo, concedei-nos por sua intercessão que, repelindo todos os erros que nos cercam, consigamos possuir uma fé firme. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Oração S. S. Tibúrcio e Susana, Mártires

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui sanctórum Mártyrum tuórum Tibúrtii, Valeriáni et Máximi sollémnia cólimus; eórum étiam virtútes imitémur. Per Dóminum nostrum &c.
Já que celebramos, ó Deus omnipotente, a festa dos vossos Santos Mártires Tibúrcio, Valeriano e Máximo, concedei-nos, Vos suplicamos, que imitemos também as suas virtudes. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Cor. 1, 18-25 & 30

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Verbum crueis pereúntibus quidem stultítia est: iis autem, qui salvi fiunt, id est nobis, Dei virtus est. Scriptum est enim: Perdam sapiéntiam sapiéntium et prudéntiam prudéntium reprobábo. Ubi sápiens? ubi scriba? ubi conquisítor hujus séculi? Nonne stultam fecit Deus sapiéntiam hujus mundi? Nam quia in Dei sapiéntia non cognóvit mundus per sapiéntiam Deum: placuit Deo per stultítiam prædicatiónis salvos fácere credéntes. Quóniam et Judǽi signa petunt, et Græci sapiéntiam quærunt: nos autem prædicámus Christum crucifíxum: Judǽis quidem scándalum, géntibus autem stultítiam, ipsis autem vocátis Judǽis, atque Græcis. Christum Dei virtútem et Dei sapiéntiam: quia, quod stultum est Dei, sapiéníius est homínibus: et, quod infírmum est Dei, fórtius est homínibus. Ex ipso autem vos estis in Christo Jesu, qui factus est nobis sapiéntia a Deo et justítia ei sanctificátio et redémptio.
Meus irmãos: A doutrina da cruz é loucura para aqueles que se perdem; mas para aqueles que se salvam, isto é, para nós, é virtude de Deus; pois está escrito: «Eu destruirei a sabedoria dos sábios e reprovarei a prudência dos prudentes». Onde está o sábio? Onde está o doutor da lei? Onde está o investigador deste mundo? Porventura não mostrou Deus que a sabedoria deste mundo é loucura? Na verdade, ainda que na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu Deus pela sua sabedoria, contudo aprouve a Deus pela loucura da pregação salvar aqueles que acreditassem n’Ele. Enquanto que os judeus pedem milagres e os gregos procuram a sabedoria, nós pregamos Cristo crucificado, que é, na verdade, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos; mas para os que são chamados, quer judeus, quer gregos, é poder de Deus e sabedoria de Deus; pois o que parece estulto em Deus é mais sábio do que a sabedoria dos homens; e o que parece fraco em Deus é mais forte do que os homens. É por Ele que estais em Jesus Cristo, que por Deus se fez nossa sabedoria, justiça, santificação e redenção.

Gradual 1 Cor. 3, 19 & 20

Allelúja, allelúja. V. 1 Cor. 3, 19 & 20 Sapiéntia hujus mundi stultítia est apud Deum, scriptum est enim: Dóminus novit cogitatiónes sapiéntium, quóniam vanæ sunt. Allelúja. V. Philipp. 3, 8 Verúmtamen exístimo ómnia detriméntum esse propter eminéntem sciéntiam Jesu Christi, Dómini mei. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. 1 Cor. 3, 19 & 20 A sabedoria deste mundo é estultícia diante de Deus; pois está escrito: «O Senhor conhece os pensamentos dos sábios e sabe que eles são vãos». Aleluia. V. Fl. 3, 8 Na verdade reputo tudo como perda em comparação da eminente ciência de Jesus Cristo, meu Senhor. Aleluia.

Evangelho Lc. 12, 2-8

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Nihil opértum csi, quod non revelétur, neque abscónditum, quod non sciátur. Quóniam quæ in ténebris dixístis, in lúmine dicántur: et quod in aurem locúti estis in cubículis, prædicábitur in tectis. Dico autem vobis amícis meis: Ne terreámini ab his, qui occidunt corpus et post hæc non habent ámplius, quid fáciant. Osténdam autem vobis, quem timeátis: timéte eum, qui, postquam occídent, habet potestátem míttere in gehénnam; ita dico vobis, hunc timéte. Nonne quinque pásseres véneunt dipóndio, et unus ex illis non est in oblivióne coram Deo? Sed et capílli capitis vestri omnes numeráti sunt. Nolíte ergo timére: multis passéribus pluris estis vos. Dico autem vobis: Omnis, quicúmque conféssus fúerit me coram homínibus, et Fílius hóminis confitébitur illum coram Angelis Dei.
Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: «Nada há oculto que não chegue a ser descoberto, nem segredo que não venha a ser revelado. Até aquelas coisas que dissestes nas trevas serão publicadas à luz; e o que dissestes ao ouvido, no recôndito dos vossos cubículos, será apregoado sobre os telhados. Digo-vos, porém, a vós, que sois meus amigos: não tenhais receio daqueles que matam o corpo e depois não podem fazer mais nada. Sabeis quem deveis temer? Temei Aquele que, depois de dar a morte, tem ainda o poder de lançar no inferno. Sim; Eu vo-lo digo: temei Este. Porventura se não vendem cinco pássaros por dois quartos? Contudo nem um só deles fica em esquecimento diante de Deus! Até os cabelos da vossa cabeça estão contados! Não tenhais, pois, receio. Vós valeis mais que muitos pássaros. Também vos digo: todo aquele que me confessar diante dos homens, o Filho do homem o reconhecerá igualmente diante dos Anjos de Deus».

Ofertório 1 Cor. 2, 2

Non enim judicávi me scire áliquid inter vos, nisi Jesum Christum, et hunc crucifíxum. (T.P. Allelúja.)
Eu julgo que não devo conhecer outra coisa entre vós senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado. (T.P. Aleluia.)

Secreta

Múnera nostra, Dómine Deus, benígnus súscipe: quorum mirábile mystérium sanctus Martyr Justínus advérsum impiórum calúmnias strénue deféndit. Per Dóminum nostrum &c.
Aceitai benigno, Vos suplicamos, ó Senhor e Deus, as nossas ofertas neste adorável mystério que o Santo Mártir Justino defendeu ardentemente contra as calúnias dos ímpios. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Tibúrcio, Mártires

Hæc hóstia, quǽsumus, Dómine, quam sanctórum Mártyrum tuórum natalítia recenséntes offérimus: et víncula nostræ pravitátis absolvat, et tuæ nobis misericórdiæ dona concíliet. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicmos, permiti que esta hóstia, que Vos oferecemos celebrando o nascimento dos vossos Santos Mártires, nos livre dos laços da nossa perversidade e nos torne merecedores da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio 2 Tm. 4, 8

Repósita est mihi coróna justítiæ, quam reddet mihi Dóminus in illa die justus judex. (T.P. Allelúja.)
Está reservada para mim a coroa da justiça, a qual o Senhor, que é Juiz justo, me entregará no dia da sua vinda. (T.P. Aleluia.)

Postcomúnio

Cœlésti alimónia refécti, súpplices te, Dómine, deprecámur: ut, beáti Justíni Mártyris tui mónitis, de accéptis donis semper in gratiárum actióne maneámus. Per Dóminum &c.
Sustentados com o alimento celestial, Vos suplicamos, Senhor, que, seguindo as advertências do B. Justino, vosso Mártir, permaneçamos em contínuas acções de graças pelos dons recebidos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio S. Tibúrcio, Mártires

Sacro múnere satiáti, súpplices te, Dómine, deprecámur: ut, quod débitæ servitútis celebrámus offício, salvatiónis tuæ sentiámus augméntum. Per Dóminum &c.
Saciados com vosso sacratíssimo dom, humildemente Vos suplicamos; Senhor, que, rendendo-Vos com a celebração deste ofício as devidas homenagens da nossa servidão, sintamos em nós aumentar os efeitos da vossa redenção. Por nosso Senhor &c.

S. Engrácia, Virgem e Mártir 16 de Abril

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1, excepto:

Oração

Ó Deus omnipotente e sempiterno, que escolheis os fracos do mundo para com eles confundirdes os poderosos, a nós, que celebramos esta solenidade em honra da B. Engrácia, vossa Virgem e Mártir, concedei propício que junto de Vós sintamos o seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

S. Frutuoso, B. 16 de Abril

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Ó Deus, que nos fizestes chegar com júbilo até à festa deste dia, em que veneramos o B. Frutuoso, vosso Confessor e Pontífice, concedei-nos, Vos rogamos, que, assim como o acompanhamos na terra, sendo nosso Pastor, assim também pelas suas preces mereçamos alcançar indulgência nos céus. Por nosso Senhor &c.

Epístola

Lição do Livro da Sabedoria.
O justo aplicará o seu coração e vigiará desde o romper do dia para se unir ao Senhor, que o criou, e oferecer as suas preces ao Altíssimo. Abrirá a sua boca para orar e implorar o perdão dos seus pecados, pois, se o soberano Senhor quiser, enchê-lo-á com o espírito da inteligência. Então ele espalhará, como chuva, as palavras da sua sabedoria e abençoará o Senhor na sua oração. O Senhor inspirará os seus conselhos e instruções, e ele penetrará nos mystérios divinos. Publicará a doutrina que tive: aprendido, e a sua glória será manter-se na lei da aliança com o Senhor. Sua sabedoria receberá louvor de muitos e não cairá no esquecimento. Sua memória se não apagará; o seu nome será honrado de geração em geração. As nações publicarão a sua sabedoria e a Igreja anunciará os seus louvores.
Aleluia, aleluia. O Anjo do Senhor desceu do céu, e, revolvendo a pedra do sepulcro, assentou-se sobre ela. Aleluia. Tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedeque. Aleluia.

Evangelho Página martires

Secreta

Permiti, ó Deus omnipotente e sempiterno, que os dons oferecidos à vossa majestade por intercessão do B. Frutuoso, vosso Confessor e pontífice, nos sirvam de perpétuo socorro. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, dando-Vos graças pelos dons já recebidos, fazei que alcancemos dons ainda maiores por intercessão do B. Frutuoso, vosso Confessor e Pontífice. Por nosso Senhor &c.

S. Aniceto, Papa e Mártir 17 de Abril

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Anselmo, B. Conf. e Doutor 21 de Abril

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores

S. S. Sotero e Caio, P. P. e Mártires 22 de Abril

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Jorge, Patrono de Portugal 23 de Abril

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Deus, qui nos beáti Georgii Martyris tui méritis et intercessióne lætíficas: concéde propítius; ut, qui tua per eum benefícia póscimus, dono tuæ grátiæ consequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com os méritos e intercessão do B. Jorge, vosso Mártir, concedei-nos propício que, suplicando-Vos por sua intercessão os vossos benefícios, os obtenhamos por efeito da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice2

Secreta

Múnera, Dómine, obláta sanctífica: et, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, nos per hæc a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, estas oblatas que Vos são oferecidas; e pela intercessão do B. Jorge, vosso Mártir, purificai-nos, pela sua virtude, das manchas dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Súpplices te rogámus, omnípotens Deus: ut, quos tuis réficis sacraméntis, intercedénte beáto Geórgio Mártyre tuo, tibi étiam plácitis móribus dignánter tríbuas deservíre. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos imploramos, pela intercessão do B. Jorge, vosso Mártir, dignai-Vos conceder àqueles a quem sustentais com vossos sacramentos a graça de Vos servirem, como convém, com conduta de vida que Vos agrade. Por nosso Senhor &c.

S. Fiel de Sigmaringen, Mártir 24 de Abril

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Fidelem, seráphico spíritus ardore succénsum, in veræ fídei propagatióne martýrii palma et gloriósis miráculis decoráre dignátus es: ejus, quǽsumus, méritis et intercessióne, ita nos per grátiam tuam in fide et caritáte confírma; ut in serívtio tuo fidéles usque ad mortem inveníri mereámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que na propagação da fé Vos dignastes ilustrar com a palma do martírio e com gloriosos milagres o B. Fiel, cujo coração ardia de amor seráfico, Vos suplicamos, pela vossa graça e pelos seus méritos e intercessão, que arraigueis na nossa alma de tal modo a fé e a caridade que mereçamos ser fiéis no vosso serviço até à morte. Por nosso Senhor &c.

S. Marcos, Evangelista 25 de Abril

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Marcum Evangelístam tuum evangélicæ prædicatiónis grátia sublimásti: tríbue, quǽsumus; ejus nos semper et eruditióne profícere et oratióne deféndi. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que glorificastes o Beato Marcos, vosso Evangelista, elevando-o à dignidade de pregador do vosso Evangelho, concedei-nos a graça, Vos suplicamos, de aproveitarmos sempre os seus ensinos e de sermos defendidos pela sua oração. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ez. 1, 10-14

Léctio Ezechiélis Prophétæ.
Lição do Profeta Ezequiel.
Similitúdo vultus quátuor animálium: fácies hóminis, et fácies leónis a dextris ipsórum quatuor: fácies autem bovis a sinístris ipsórum quátuor, et fácies áquilæ désuper ipsórum quátuor. Fácies eórum et pennæ eórum exténtæ désuper: duæ pennæ singulórum jungebántur et duæ tegébant córpora eórum: et unumquódque eórum coram fácie sua ambulábat: ubi erat ímpetus spíritus, illuc gradiebántur, nec revertebántur cum ambulárent. Et similitúdo animálium, aspéctus eórum quasi carbónum ignis ardéntium et quasi aspéctus lampadárum. Hæc erat visio discúrrens in médio animálium, splendor ignis, et de igne fulgur egrédiens. Et animália ibant et revertebántur in similitúdinem fúlguris coruscántis.
Eis a semelhança do rosto dos quatro seres animados: Tinham todos os quatro uma face de homem; todos os quatro à direita uma face de leão; todos os quatro à esquerda uma face de touro; e todos os quatro por cima uma face de águia! As faces e as asas mostravam-se estendidas por cima; e estavam unidos uns aos outros por duas asas, cobrindo os corpos com as outras duas. Cada um deles caminhava para a frente do seu rosto, e iam até onde os impelia o espírito, não se voltando enquanto andavam. Estes seres tinham o aspecto de carvões de fogo a arder e de lâmpadas acesas. Viam-se crepitar no meio deles chamas de fogo, saindo do fogo relâmpagos. E eles iam e vinham, semelhante ao fuzilar dos relâmpagos.

Evangelho Página tito

Secreta

Beáti Marci Evangelístæ tui sollemnitáte tibi múnera deferéntes, quǽsumus, Dómine: ut, sicut illum prædicátio evangélica fecit gloriósum: ita nos ejus intercéssio et verbo et ópere tibi reddat accéptos. Per Dóminum &c.
Oferecendo-Vos estes dons na solenidade do B. Marcos, vosso Evangelista, Vos rogamos, Senhor, que, assim como a pregação do Evangelho tornou o seu nome glorioso, assim também a sua intercessão nos torne agradáveis à vossa majestade, tanto pelas nossas palavras, como pelas nossas obras. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Tríbuant nobis, quǽsumus, Dómine, contínuum tua sancta præsídium: quo, beáti Marci evangelístæ tui précibus, nos ab ómnibus semper tueántur advérsis. Per Dóminum &c.
Vos imploramos, Senhor, que os vossos sacrossantos mystérios nos sirvam de contínua protecção, e que pelas preces do B. Marcos, vosso Evangelista, nos defendam de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

S. S. Cleto e Marcelino, P. P. e Mártires 26 de Abril

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Pedro de Rates 26 de Abril

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Ó Deus, que consagrastes este dia com o martírio do B. Pedro, vosso Mártir e Pontífice, concedei à vossa Igreja Bracarense a graça de seguir em todas as coisas os gloriosos vestígios daquele por cujo ministério ela recebeu as primícias da fé. Por nosso Senhor &c.

Evangelho

Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Eu sou o bom Pastor. O bom Pastor dá a vida pelas ovelhas. Porém, o mercenário, que não é pastor e a quem as ovelhas não pertencem, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge. E, então, o lobo arrebata as ovelhas e dispersa-as. O mercenário procede assim porque é mercenário e porque não tem cuidado com as ovelhas. Eu sou o bom Pastor: eu conheço as minhas ovelhas, e as minhas ovelhas conhecem-me; assim como meu Pai me conhece e eu conheço meu Pai. Eu dou a minha vida pelas minhas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não pertencem a este aprisco; mas é preciso que eu as atraia e ouçam a minha voz, para que não haja senão um só aprisco e um só Pastor».

Secreta

Santificai, Senhor, os dons que Vos oferecemos, e pela intercessão do B. Pedro, vosso Mártir e Pontífice, e em virtude desses dons, purificai-nos de todas as manchas dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Que esta solenidade, que celebramos com estes celestiais mystérios em honra do B. Pedro, vosso Mártir e Pontífice, ó Deus omnipotente, nos alcance o perdão da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

S. Pedro Canísio, Conf. e Doutor 27 de Abril

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui ad tuéndam cathólicam iidem beátum Petrum Confessórem tuum virtúte et doctrína roborásti: concéde propítius; ut ejus exémplis et mónitis errántes ad salútem resipíscant, et fidéles in veritátis confessióne persevérent. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que revestistes o B. Pedro, vosso Confessor, com os dons da virtude e da ciência para a defesa da fé católica, concedei-nos propício que seus exemplos e ensinos atraiam ao caminho da salvação aqueles que caíram no erro e façam perseverar os fiéis na confissão da verdade. Por nosso Senhor &c.

S. Paulo da Cruz, Conf. 28 de Abril

Intróito Gl. 2, 19-20

Christo confíxus sum Cruci: vivo autem, jam non ego; vivit vero in me Christus: in fide vivo Filii Dei, qui diléxit me, et trádidit semetípsum pro me, allelúja. allelúja. Ps. 40, 2 Beátus, qui intéllegit super egénum et páuperem: in die mala liberábit eum Dóminus. V. Gloria Patri &c.
Estou pregado na Cruz com Cristo; e vivo, mas já não sou eu que vivo: é Cristo que vive em mim. Vivo na fé do Filho de Deus, que me amou e se entregou voluntariamente por mim, aleluia, aleluia. Sl. 40, 2 Bem-aventurado aquele que é cuidadoso para com o pobre e o indigente, pois o Senhor o livrará no dia infeliz. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Dómine Jesu Christe, qui, ad mystérium Crucis prædicándum, sanctum Paulum singulári caritáte donásti, et per eum novam in Ecclésia famíliam floréscere voluísti: ipsíus nobis intercessióne concéde; ut, passiónem tuam júgiter recoléntes in terris, ejúsdem fructum cónsequi mereámur in cœlis: Qui vivis et regnas &c.
Senhor Jesus Cristo, que destes a S. Paulo uma caridade singular para pregar o mystério da Cruz e que por seu intermédio quisestes que florescesse na Igreja uma nova família, concedei-nos por sua intercessão que, recordando-nos sempre, na terra, da vossa Paixão, mereçamos saborear os seus frutos no céu. Ó Vós, que viveis e &c.

Epístola 1 Cor. 1, 17-25

Lectio Epístolæ beati Pauli Apostoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Non misit me Christus baptizáre, sed evangelizáre: non in sapiéntia verbi, ut non evacuétur Crux Christi. Verbum enim Crucis pereúntibus quidem stultítia est: iis autem, qui salvi fiunt, id est nobis, Dei virtus est. Scriptum est enim: Perdam sapiéntiam sapiéntium et prudéntiam prudéntium reprobábo. Ubi sápiens? ubi scriba? ubi conquisítor hujus sǽculi? Nonne stultam fecit Deus sapiéntiam hujus mundi? Nam quia in Dei sapiéntia non cognóvit mundus per sapiéntiam Deum: plácuit Deo per stultítiam prædicatiónis salvos fácere credéntes. Quóniam et Judǽi signa petunt et Græci sapiéntiam quærunt: nos autem prædicámus Christum crucifíxum: Judǽis quidem scándalum, géntibus autem stultítiam, ipsis autem vocátis Judǽis atque Græcis Christum Dei virtútem et Dei sapiéntiam: quia, quod stultum est Dei, sapiéntius est homínibus: et, quod infírmum est Dei, fórtius est homínibus.
Meus irmãos: Cristo me não mandou baptizar, mas pregar o Evangelho; não, porém, simplesmente segundo a sabedoria das palavras, para não tornar vã a Cruz de Cristo. Com efeito, a doutrina da Cruz é loucura para aqueles que se perdem; mas para aqueles que se salvam, isto é, para nós, é virtude de Deus; pois está escrito: «Eu destruirei a sabedoria dos sábios e reprovarei a prudência dos prudentes». Onde está o sábio? Onde está o doutor da lei? Onde está o investigador deste mundo? Porventura não mostrou Deus que a sabedoria deste mundo é loucura? Na verdade, ainda que na sabedoria de Deus o mundo não conheceu Deus pela sua sabedoria, contudo aprouve a Deus pela loucura da pregação salvar aqueles que acreditassem n’Ele. Enquanto que os judeus pedem milagres e os gregos procuram a sabedoria, nós pregamos Cristo crucificado, que é, na verdade, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos, mas para os que são chamados, quer judeus, quer gregos, é poder de Deus e sabedoria de Deus; pois o que parece estulto em Deus é mais sábio que a sabedoria dos homens; e o que parece fraco em Deus é mais forte que os homens.
Allelúja, allelúja. V. 2 Cor. 5, 15 Pro ómnibus mórtuus est Christus: ut, et qui vivunt, jam non sibi vivant, sed ei, qui pro ipsis mórtuus est, et resurréxit. Allelúja. V. Rom. 8, 17 Si fílii, et herédes: heródes quidem Dei, coherédes autem Christi: si tamen compátimur, ut et conglorificémur. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. 2 Cor. 5, 15 Cristo morreu por todos, a fim de que aqueles que vivem não vivam já para si, mas para Aquele que morreu e ressuscitou por eles. Aleluia. V. Rm. 8, 17 Se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo. Se, pois, sofremos com Ele, com Ele seremos glorificados. Aleluia.

Evangelho Página tito

Ofertório Ef. 5, 2

Ambuláte in dilectióne, sicut et Christus diléxit nos, et trádidit semetípsum pro nobis oblatiónem et hóstiam Deo in odórem suavitátis, allelúja.
Vivei no amor, assim como Cristo nos amou e se entregou voluntariemente por nós, como oblação e vítima oferecida a Deus em suave odor. Aleluia.

Secreta

Cœléstem nobis, Dómine, prǽbeant mystéria hæc passiónis et mortis tuæ fervórem: quo sanctus Paulus, ea offeréndo, corpus suum hóstiam vivéntem, sanctam tibíque placéntem exhíbuit: Qui vivis et regnas &c.
Permiti, Senhor, que estes mystérios da vossa Paixão e morte nos inspirem o fervor celestial com que S. Paulo, celebrando-os, ofereceu o seu corpo como uma hóstia viva, santa e agradável a vossos olhos. Ó Vós, que, sendo Deus &c.

Comúnio 1 Pe. 4, 13

Communicántes Christi passiónibus gaudéte, ut in revelatióne glóriæ ejus gaudeátis exsultántes, allelúja.
Alegrai-vos, participando nos sofrimentos de Cristo, a fim de que, quando for a manifestação da sua glória, vos regozijeis em transportes de alegria, aleluia.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, divínum sacraméntum, imménsæ caritátis tuæ memoriále perpétuum: tríbue, quǽsumus; ut, sancti Pauli méritis et imitatióne, aquam de fóntibus tuis hauriámus in vitam ætérnam saliéntem, et tuam sacratíssimam passiónem córdibus nostris impréssam móribus et vita teneámus: Qui vivis &c.
Recebemos, Senhor, este divino sacramento memorial perpétuo da vossa infinita caridade; e concedei-nos, Vos imploramos, que pelos méritos de S. Paulo e imitando o seu exemplo, bebamos nas fontes da vossa graça a água que brota até à vida eterna; e pela nossa vida e costumes conservemos sempre a vossa santíssima Paixão impressa nos nossos corações. Ó Vós, que viveis e &c.

S. Pedro de Verona, Mártir 29 de Abril

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut beáti Petri Martyris tui fidem cóngrua devotióne sectémur; qui, pro ejúsdem fídei dilatatióne, martýrii palmam méruit obtinére. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, ó Deus, omnipotente, permiti que imitemos com conveniente devoção a fé do B. Pedro, vosso Mártir, que pela manifestação desta mesma fé mereceu alcançar a palma do martírio. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice2

Secreta

Preces, quas tibi, Dómine, offérimus, intercedénte beáto Petro Mártyre tuo, cleménter inténde: et propugnatóres fídei sub tua protectióne custódi. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos, Senhor, pela intercessão do B. Pedro, vosso Mártir, ouvir clementemente as preces que Vos dirigimos, e acolhei sob a vossa protecção os defensores da fé. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Fidéles tuos, Dómine, custódiant sacraménta, quæ súmpsimus: et, intercedénte beáto Petro Mártyre tuo, contra omnes advérsos tueántur incúrsus. Per Dóminum &c.
Que os vossos fiéis, Senhor, sejam amparados com os sacramentos que recebemos, e que pela intercessão do B. Pedro, vosso Mártir, sejam protegidos contra todos os ataques do inimigo. Por nosso Senhor &c.

Santa Catarina de Sena, Virgem 30 de Abril

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beátæ Catharínæ Vírginis tuæ natalítia cólimus; et ánnua sollemnitáte lætámur, et tantæ virtútis proficiámus exémplo. Per Dóminum &c.
Permiti, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que, honrando nós o nascimento no céu da B. Catarina, vossa Virgem, nos alegremos nesta solenidade anual e aproveitemos com o exemplo de tão grande virtude. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Acéndant ad te, Dómine, quas in beátæ Catharínæ sollemnitáte offérimus, preces, et hóstia salutáris, virgíneo fragrans odóre. Per Dóminum &c.
Deixai subir até Vós, Senhor, as preces que Vos oferecemos na solenidade da B. Catarina, e aceitai também esta salutar hóstia, perfumada com seu virginal odor. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Æternitátem nobis, Dómine, cónferat, qua pasti sumus, mensa cœléstis: quæ beátæ Catharinæ Vírginis vitam étiam áluit temporálem. Per Dóminum &c.
Que este celestial banquete em que nos alimentámos, Senhor, nos comunique a vida eterna, como ele alentou também a vida temporal da B. Virgem Catarina. Por nosso Senhor &c.

S. José, Operário 1 de Maio

Intróito Sb. 10, 17

Sapiéntia réddidit justis mercédem labórum suórum, et dedúxit illos in via mirábili, et fuit illis in velaménto diéi, et in luce stellárum per noctem, allelúja, allelúja. Ps. 126, 1 Nisi Dóminus ædificáverit domum, in vanum labórant qui ædíficant eam. V. Gloria Patri &c.
A sabedoria deu aos justos a recompensa nos seus trabalhos, conduziu-os por um caminho de prodígios e foi para eles sombra durante o dia e luz das estrelas durante a noite, aleluia, aleluia. Sl. 126, 1 Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalharão os que a constroem. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Rerum cónditor Deus qui legem labóris humáno géneri statuísti concéde propítius; ut sancti Joseph exémplo et patrocínio, ópera perficiámus quæ praécipis, et praémia consequámur quæ promíttis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, autor do mundo, que ao género humano prescrevestes a lei do trabalho concedei-nos propício que com o exemplo e o patrocínio de São José nos desempenhemos dos trabalhos, que nos ordenastes, e alcancemos os prémios, que nos prometestes. Por nosso Senhor &c.

Epístola Cl. 3, 14-15, 17, 23-24

Lectio Epístolæ beati Pauli Apostoli ad Colossénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Colossenses.
Fratres: Caritátem habéte, quod est vínculum perfectiónis, et pax Christi exúltet in córdibus vestris, in qua et vocáti estis in uno córpore, et grati estóte. Omne quodcúmque fácitis in verbo aut in ópere, ómnia in nómine Dómini Jesu Christi, grátias agéntes Deo et Patri per ipsum. Quodcúmque fácitis ex ánimo operámini sicut Dómino, et non homínibus, sciéntes quod a Dómino accipiétis retributiónem hereditátis. Dómino Christo servíte.
Meus irmãos: Revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição; e que a paz de Cristo, à qual fostes chamados de modo a formar um só corpo, reine nos vossos corações; sede reconhecidos. Tudo quanto fizerdes, seja em palavras, seja em obras, fazei-o em nome do Senhor Jesus Cristo, rendendo por Ele acções de graças a Deus Pai. Tudo o que fizerdes, fazei-o com generosidade de coração, como se o fizésseis para o Senhor e não para os homens, ficando cientes de que recebereis do Senhor a herança celestial. Servi o Senhor Jesus Cristo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 36 De quacúmque tribulatióne clamáverint ad me, exáudiam eos, et ero protéctor eórum semper. Allelúja. V. Fac nos innócuam, Joseph, decúrrere vitam: sitque tuo semper tuta patrocínio. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 36 Em qualquer tribulação em que se encontrem e a mim recorram, ouvi-los-ei, e serei sempre o seu protector. Aleluia. V. Alcançai-nos, ó José, que a nossa vida decorra sã, e que seja sempre livre de perigo pelo auxílio do vosso patrocínio. Aleluia.
Fora do Tempo Pascal diz-se:

Gradual Sl. 127, 1-2

Beátus quicúmque times Dóminum, qui ámbulas in viis eius. V. Labórem mánuum tuárum manducábis et bene tibi erit.
Bem-aventurado tu, quem quer que sejas, que temes o Senhor e andas pelos seus caminhos. V. Comerás o trabalho das tuas mãos, o qual te será salutar.
Allelúja, allelúja. V. Fac nos innócuam, Joseph, decúrrere vitam: sitque tuo semper tuta patrocínio. allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Alcançai-nos, ó José, que a nossa vida decorra sã, e que seja sempre livre de perigo pelo auxílio do vosso patrocínio. Aleluia.
Depois de Septuagésima, omitem-se o Aleluia e o Gradual, e diz-se:

Trato Sl. 111, 1-3

Beátus vir qui timet Dóminum, qui mandátis eius delectátur multum. V. Potens in terra erit semen eius; generatióni rectórum benedicétur. V. Opes et divitiæ erunt in domo eius, et munificéntia eius manébit semper.
Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que se delicia com seus Mandamentos. Será poderosa na terra a sua descendência, pois a linhagem dos justos será abençoada. Em sua casa existirão haveres e riquezas e a sua liberalidade durará sempre.

Evangelho Mt. 13, 54-58

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Véniens Jesus in pátriam suam, docébat eos in synagógis eorum, ita ut miraréntur et dícerent: Unde huic sapiéntia hæc et virtútes? Nonne hic est fabri fílius? Nonne mater ejus dícitur María, et fratres ejus Jacóbus et Joseph et Simon et Judas? Et soróres ejus nonne omnes apud nos sunt? Unde ergo huic ómnia ista? Et scandalizabántur in eo. Jesus autem dixit eis: Non est prophéta sine honóre nisi in pátria sua et in domo sua. Et non fecit ibi virtútes multas propter incredulitátem illórum.
Naquele tempo, vindo Jesus Para a sua pátria, ensinava nas suas sinagogas, de tal modo que diziam, cheios de admiração: «Donde Lhe vem tal sabedoria e tais prodígios? Porventura, não é Ele o Filho do carpinteiro? Sua Mãe se não chama Maria e seus irmãos não são Tiago e José, Simão e Judas? Suas irmãs não estão todas entre nós? Donde, pois, Lhe vem tudo quanto vemos?». escandalizavam-se por sua causa. Então, Jesus disse-lhes: «Somente na sua pátria e na sua casa é desprezado o Profeta». E não fez ali muitos milagres, por causa da sua incredulidade.

Ofertório Sl. 89, 17

Bonítas Dómini Dei nostri sit super nos, et opus mánuum nostrárum secúnda nobis, et opus mánuum nostrárum secúnda. Allelúja.
Que a bondade do Senhor, nosso Deus, seja sobre nós e abençoe o trabalho das nossas mãos; sim, Ele abençoe o trabalho das nossas mãos, aleluia.

Secreta

Quas tibi, Dómine, de opéribus mánuum nostrárum offerímus hóstias, sancti Joseph interpósito suffrágio, pignus fácias nobis unitátis et pacis. Per Dóminum &c.
Estas hóstias, preparadas com o trabalho das nossas mãos, Vo-las oferecemos, Senhor, a fim de que, por intervenção dos sufrágios de São José, as convertais para nós em penhor de união e de paz. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 13, 54 & 55

Unde huic sapiéntia hæc et virtútes? Nonne hic est fabri fílius? Nonne mater ejus dícitur María? Allelúja.
Donde vem tal sabedoria e tais prodígios? Porventura, não é Ele o Filho do carpinteiro? Sua Mãe se não chama Maria? Aleluia.

Postcomúnio

Hæc sancta quæ súmpsimus Dómine: per intercessiónem beáti Joseph; et operatiónem nostram cómpleant, et praémia confírment. Per Dóminum. &c.
Que os Sacramentos agora recebidos, Senhor, completem por intercessão do B. José, o nosso labor e nos assegurem os prémios. Por nosso Senhor &c.

S. Atanásio 2 de Maio

Intróito Ecl. 15, 5

In médio Ecclésiæ apéruit os ejus: et implévit eum Dóminus spíritu sapiéntiæ et intelléctus: stolam glóriæ índuit eum, allelúja, allelúja. Ps. 91, 2 Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
Abriu-lhe o Senhor a boca no meio da Igreja e encheu-o com o espírito da sabedoria e da inteligência: cobriu-o com o manto da glória, aleluia, aleluia. Sl. 91, 2 É bom louvar o Senhor e cantar o vosso nome, ó Altíssimo. V. Glória ao Pai &c.

Oração, Secreta e Postcomúnio Página confessorespontifices2

Epístola 2 Cor. 4, 5-14

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Non nosmetípsos prædicámus, sed Jesum Christum, Dóminum nostrum: nos autem servos vestros per Jesum: quóniam Deus, qui dixit de ténebris lucem splendéscere, ipse illúxit in córdibus nostris ad illuminatiónem sciéntiæ claritátis Dei, in fácie Christi Jesu. Habémus autem thesáurum istum in vasis fictílibus: ut sublímitas sit virtútis Dei, et non ex nobis. In ómnibus tribulatiónem pátimur, sed non angustiámur: aperiántur, sed non destitúimur: persecutiónem pátimur, sed non derelínquimur: dejícimur, sed non perímus: semper mortificatiónem Jesu in córpore nostro circumferéntes, ut et vita Jesu manifestétur in corpóribus nostris. Semper enim nos, qui vívimus, in mortem trádimur propter Jesum: ut et vita Jesu manifestétur in carne nostra mortáli. Ergo mors in nobis operátur, vita autem in vobis. Habéntes autem eúndem spíritum fidei, sicut scriptum est: Crédidi, propter quod locútus sum: et nos crédimus, propter quod et lóquimur: sciéntes, quóniam, qui suscitávit Jesum, et nos cum Jesu suscitábit et constítuet vobíscum.
Meus irmãos: Não nos pregamos a nós próprios, mas a Jesus Cristo, nosso Senhor. Consideramo-nos como vossos servos por Jesus, pois o mesmo Deus, que fez sair a luz das trevas, fez também brilhar a sua luz nos nossos corações, a fim de que pudéssemos iluminar os outros com o conhecimento da glória de Deus, que resplandece na face de Jesus Cristo. Porém, possuímos este tesouro em vasos de barro, para que a sublimidade deste trabalho seja atribuída a Deus e não a nós. Sofremos tribulações em todas as coisas, mas não desanimamos; encontramo-nos em grandes apuros, mas não sucumbimos; somos perseguidos, mas não desesperamos; somos esmagados, mas não perecemos. Trazemos sempre no nosso corpo a morte de Jesus, a fim de que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal; porque nós, que vivemos, somos incessantemente entregues à morte por causa de Jesus, a fim de que a vida de Jesus seja manifestada em nós. Desta maneira a morte opera em nós, e a vida em vós. Mas, visto que temos um mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: «acreditei e por isso falei», nós também acreditamos, por isso mesmo é que falamos, convencidos de que Aquele que ressuscitou Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará convosco.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja. V. Jac. 1, 12 Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 109, 4 Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque! Aleluia. V. Tg. 1, 12 Bem-aventurado o varão que sofre tentação; pois, quando acabar a tentação, receberá a coroa da vida. Aleluia.

Evangelho Página cirilojerusalem

Ofertório Sl. 88, 21-22

Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum, allelúja.
Encontrei o meu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado: e a minha mão o auxiliará e o meu braço o fortalecerá, aleluia.

Comúnio Mt. 10, 27

Quod dico vobis in ténebris, dícite in lúmine, dicit Dóminus: et quod in aure audítis, prædicáte super tecta, allelúja.
Aquilo que vos digo ao ouvido pregai-o sobre os tectos, aleluia.

Invenção da Santa Cruz 3 de Maio

Intróito Gl. 6, 14

Nos autem gloriári opórtet in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: in quo est salus, vita et resurréctio nostra: per quem salváti et liberáti sumus, allelúja, allelúja. Ps. 66, 2 Deus misereátur nostri, et benedícat nobis: illúminet vultum suum super nos, et misereátur nostri. V. Gloria Patri &c.
Convém que nos gloriemos na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pois Ele é a nossa salvação, vida e ressurreição: e por Ele fomos salvos e livres, aleluia, aleluia. Sl. 66, 2 Que o Senhor tenha misericórdia de nós e nos abençoe; que o Senhor nos ilumine com o brilho que resplandece da sua face e se compadeça de nós. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui in præclára salutíferæ Crucis Inventióne passiónis tuæ mirácula suscitásti: concéde; ut, vitális ligni prétio, ætérnæ vitæ suffrágia consequámur: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que na memorável ocasião da Invenção da Cruz, donde nos veio a salvação, repetistes as maravilhas da vossa Paixão, concedei-nos, pela virtude deste Lenho de vida, que alcancemos a graça da vida eterna. Ó Vós, que sendo Deus, viveis e reinais &c.

Epístola Fl. 2, 5-11

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Philippenses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Filipenses.
Fratres: Hoc enim sentíte in vobis, quod et in Christo Jesu: qui, cum in forma Dei esset, non rápinam arbitrátus est esse se æquálem Deo: sed semetípsum exinanívit formam servi accípiens, in similitudinem hóminum factus, et habitu inventus ut homo. Humiliávit semetípsum, factus obǿdiens usque ad mortem, mortem autem crucis. Propter quod et Deus exaltávit illum: et dojiávit illi nomen, quod est super omne nomen: (hic genuflectitur) ut in nomine Jesu omne genu flectátur cœléstium, terréstrium et infernórum: et omnis lingua confiteátur, quia Dóminus Jesus Christus in glória est Dei Patris.
Meus irmãos: Tende os mesmos sentimentos que animaram Jesus Cristo, o qual, embora fosse Deus por natureza (e não era usurpação o julgar-se igual a Deus), contudo humilhou-se a si próprio, reduzindo-se à condição de servo, tornando-se semelhante aos homens e reconhecido como homem pelas aparências. Humilhou-se a si próprio, obedecendo até à morte, e morte na cruz. Por isso Deus O exaltou e deu-Lhe um nome que é superior a todo o nome (devemos genuflectir) para que ao ser proferido o nome de Jesus todos os joelhos se dobrem nos céus, na terra e até nos infernos; e todas as línguas confessem que nosso Senhor Jesus Cristo está na glória de Deus Pai!
Allelúja, allelúja. V. Ps. 95, 10 Dícite in géntibus, quia Dóminus regnávit a ligno. Allelúja. V. Dulce lignum, dulces clavos, dúlcia ferens póndera: quæ sola fuísti digna sustinére Regem cœlórum et Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 95, 10 Anunciai aos povos que o Senhor reinou pela Cruz. Aleluia. V. Ó doce Lenho, ó doces cravos que suportais o peso dum fardo tão doce! Só vós, ó Cruz, fostes digna de ter suspenso o Senhor, Rei dos céus. Aleluia.

Evangelho Jo. 3, 1-15

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Erat homo ex pharisǽis, Nicodémus nómine, princeps Judæórum. Hic venit ad Jesum nocte et dixit ei: Rabbi, scimus, quia a Deo venísti magíster; nemo enim potest hæc signa fácere, quæ tu facis, nisi fúerit Deus cum eo. Respóndit Jesus et dixit ei: Amen, amen, dico tibi, nisi quis renátus fúerit denuo, non potest vidére regnum Dei. Dicit ad eum Nicodémus: Quómodo potest homo nasci, cum sit senex? numquid potest in ventrem matris suæ iteráto introíre et renásci? Respóndit Jesus: Amen, amen, dico tibi, nisi quis renátus fúerit ex aqua et Spíritu Sancto, non potest introíre in regnum Dei. Quod natum est ex carne, caro est: et quod natum est ex spíritu, spíritus est. Non miréris, quia dixi tibi: opórtet vos nasci dénuo. Spíritus, ubi vult, spirat, et vocem ejus audis, sed nescis, unde véniat aut quo vadat: sic est omnis, qui natus est ex spíritu. Respondit Nicodémus et dixit ei: Quómodo possunt hæc fíeri? Respóndit Jesus et dixit ei: Tu es magíster in Israël, et hæc ignóras? Amen, amen, dico tibi, quia, quod scimus, lóquimur, et quod vídimus, testámur, et testimónium nostrum non accípitis. Si terréna dixi vobis et non creditis: quómodo, si díxero vobis cœléstia, credétis? Et nemo ascéndit in cœlum, nisi qui descéndit de cœlo, Fílius hóminis, qui est in cœlo. Et sicut Moyses exaltávit serpéntem in desérto: ita exaltári opórtet Fílium hóminis, ut omnis, qui credit in ipsum, non péreat, sed hábeat vitam ætérnam.
Naquele tempo, havia entre os judeus um homem, chamado Nicodemos, que era um dos príncipes dos judeus. Em uma noite veio ele encontrar Jesus, dizendo-Lhe: «Mestre, sabemos que viestes da parte de Deus, como um Doutor, pois ninguém pode fazer os milagres, que fazeis, se Deus não estiver com ele». Jesus disse-lhe: «Em verdade, em verdade vos digo: Ninguém poderá ver o reino dos céus, se não nascer novamente». Nicodemos perguntou a Jesus: «Como pode um homem nascer, sendo já velho? Pode ele, porventura, entrar segunda vez no seio de sua mãe e renascer?». Jesus respondeu: «Em verdade, em verdade vos digo: Se alguém não renascer na água e no Espírito Santo, não pode entrar no reino de Deus. O que nasceu da carne, é carne; e o que nasceu do espírito, é espírito. Não vos admireis, pois, de que vos houvesse dito: é necessário que nasçais outra vez. O vento sopra onde lhe parece, e ouvis o seu som; mas não sabeis donde vem, nem para onde vai. O mesmo acontece com qualquer que nasce do Espírito». E Nicodemos respondeu: «Como poderá isso acontecer?». Jesus retorquiu: «Sois doutor em Israel e ignorais estas coisas? Em verdade, em verdade vos digo: Dizemos aquilo que sabemos e damos testemunho daquilo que vimos; mas não aceitais o nosso testemunho. Se me não acreditais, quando falo das coisas terrenas, como me acreditareis, falando-vos das coisas do céu? Ninguém subiu ao céu, senão O que desceu do céu: o Filho do homem, que está no céu. Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado, a fim de que quem acreditar n’Ele não pereça, mas alcance a vida eterna».

Ofertório Sl. 117, 16 & 17

Déxtera Dómini fecit virtútem, déxtera Dómini exaltávit me: non móriar, sed vivam et narrábo ópera Dómini, allelúja.
A dextra do Senhor mostrou o seu poder: a dextra do Senhor exaltou-me. Não morrerei, mas viverei e publicarei as obras do Senhor. Aleluia.

Secreta

Sacrifícium, Dómine, quod tibi immolámus, placátus inténde: ut ab omni nos éruat bellórum nequítia, et per vexíllum sanctæ Crucis Fílii tui, ad conteréndas potestátis advérsa? insídias, nos in tuæ protectiónis securitáte constítuat. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Aplacai-Vos, Senhor, e dignai-Vos olhar para esta vítima, que imolamos em vossa honra, a fim de que por ela sejamos preservados de todos os males das guerras e pelo estandarte da Santa Cruz do vosso Filho vençamos as insídias dos nossos poderosos inimigos, ficando em segurança sob a vossa protecção. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio

Per signum Crucis de inimícis nostris líbera nos, Deus noster, allelúja.
Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos, ó nosso Deus, de nossos inimigos. Aleluia.

Postcomúnio

Repléti alimónia cœlésti et spiritáli poculo recreáti, quǽsumus, omnípotens Deus: ut ab hoste malígno deféndas, quos per lignum sanctæ Crucis Fílii tui, arma justítiæ pro salúte mundi, triumpháre jussísti. Per eúndem Dóminum &c.
Saciados com o alimento celestial e confortados com a bebida espiritual, Vos suplicamos, ó Deus omnipotente, defendei da malícia do inimigo aqueles que quisestes que triunfassem pelo sagrado Lenho da Cruz de vosso Filho, que é a arma de justiça que salvou o mundo. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

S. Alexandre, Papa e Mártir 3 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

Santa Mónica, Viúva 4 de Maio

Como na Missa Cognóvi, Dómine, página nemvirgensnemmartires, excepto:

Oração

Deus, mæréntium consolátor et in te sperántium salus, qui beátæ Mónicæ pias lácrimas in conversióne fílii sui Augustíni misericórditer suscepísti: da nobis utriúsque intervéntu; peccáta nostra deploráre, et grátiæ tuæ indulgéntiam inveníre. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que consolais os tristes e salvais os que em Vós esperam, e que Vos dignastes atender misericordiosamente às piedosas lágrimas da B. Mónica para a conversão de seu filho Agostinho, concedei-nos pela intercessão de ambos que choremos os nossos pecados e alcancemos a indulgência da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Tm. 5, 3-10

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Víduas honóra, quæ vere víduæ sunt. Si qua autem vidua fílios aut nepótes habet, discat primum domum suam régere, et mútuam vicem réddere paréntibus: hoc enim accéptum est coram Deo. Quæ autem vere vidua est et desoláta, speret in Deum, et instet obsecratiónibus et oratiónibus nocte ac die. Nam quæ in delíciis est, vivens mórtua est. Et hoc prǽcipe, ut irreprehensíbiles sint. Si quis autem suórum, et máxime domesticórum curam non habet, fidem negávit, et est infidéli detérior. Vidua eligátur non minus sexagínta annórum, quæ fúerit unius viri uxor, in opéribus bonis testimónium habens, si fílios educávit, si hospítio recépit, si sanctórum pedes lavit, si tribulatiónem patiéntibus subministrávit, si omne opus bonum subsecúta est.
Caríssimo: Honrai as viúvas que são verdadeiramente viúvas. Se alguma viúva tem filhos ou netos, ensine-os, primeiramente, a governar a sua casa e a retribuir a seus pais, conforme o que haviam recebido deles; porque tal é a vontade de Deus. Aquela viúva, que é verdadeiramente viúva e vive só, espere em Deus e persevere noite e dia em suas súplicas e preces; porém aquela viúva, que vive nas delícias, não está viva, mas sim morta. Fazei-lhes, pois, saber isto, a fim de que sejam irrepreensíveis. Se alguém se não interessa pelos seus, e principalmente pelos de sua casa, nega a fé e é pior do que um infiel. Que a viúva que for escolhida não tenha menos de sessenta anos, nem haja tido mais do que um marido; e que tenha reputação de ter praticado boas obras; educado os seus filhos; praticado a hospitalidade; lavado os pés aos santos; socorrido os aflitos; e, enfim, praticado toda a espécie de boas obras.

Evangelho Lc. 7, 11-16

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Ibat Jesus in civitátem, quæ vocátur Naïm: et ibant cum eo discípuli ejus et turba copiósa. Cum autem appropinquáret portæ civitátis, ecce, defúnctus efferebátur fílius únicus matris suæ: et hæc vídua erat, et turba civitátis multa cum illa. Quam cum vidísset Dóminus, misericórdia motus super eam, dixit illi: Noli flere. Et accéssit et tétigit lóculum. (Hi autem, qui portábant, stetérunt.) Et ait: Adoléscens, tibi dico, surge. Et resédit, qui erat mórtuus, et cœpit loqui. Et dedit illum matri suæ. Accépit autem omnes timor: et magnificábant Deum, dicéntes: Quia Prophéta magnus surréxit in nobis: et quia Deus visitávit plebem suam.
Naquele tempo, dirigiu-se Jesus para uma cidade chamada Naim, sendo acompanhado pelos discípulos e muito povo. Tendo chegado próximo da porta da cidade, viu que levavam um morto daquela terra, filho único de sua mãe, que era viúva e ia acompanhada por muitas pessoas da cidade. Vendo, então, o Senhor tudo isto, encheu-se de compaixão da mãe e disse-lhe: «Não chores». Depois, aproximando-se do defunto, tocou no esquife (pois aqueles que o levavam haviam parado) e disse: «Jovem, ordeno-te Eu, levanta-te!». E no mesmo instante se ergueu e assentou o que estava morto, começando a falar! Então Jesus entregou-o a sua mãe. E toda a multidão ficou aterrada; e glorificavam Deus, dizendo: «Apareceu entre nós um grande Profeta: Deus visitou o seu povo».

Trasl. das Relíquias de S. Vicente Nalguns lugares, 4 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Que a fé da ressurreição, Senhor, cresça em nós em virtude das maravilhas que operais pelas Relíquias do vosso Santo Mártir Vicente; e fazei que alcancemos a glória imortal, de que estas cinzas, que veneramos, nos servem de penhor. Por nosso Senhor &c.

S. Pio V, Papa e Conf. 5 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices, excepto:

Oração

Deus, qui, ad conteréndos Ecclésiæ tuæ hostes et ad divínum cultum reparándum, beátum Pium Pontíficem Máximum elígere dignátus es: fac nos ipsíus deféndi præsídiis et ita tuis inhærére obséquiis; ut, ómnium hóstium superátis insídiis, perpétua pace lætémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que para esmagar os inimigos da vossa Igreja e reformar o culto divino Vos dignastes escolher o B. Pio para Sumo Pontífice, permiti que sejamos munidos com o socorro da sua protecção; e de tal modo nos liguemos ao vosso serviço que, depois de havermos triunfado das insídias de todos os inimigos, gozemos a alegria da eterna paz. Por nosso Senhor &c.

S. Estanislau, B. e Mártir 7 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Deus, pro cujus honóre gloriósus Póntifex Stanisláus gládiis impiórum occúbuit: præsta, quǽsumus; ut omnes, qui ejus implórant auxílium, petitiónis suæ salutárem consequántur efféctum. Per Dóminum &c.
Ó Deus, em cuja honra o glorioso Pontífice Estanislau sucumbiu sob o gládio dos ímpios, permiti, Vos suplicamos, que todos aqueles que implorarem o seu socorro obtenham efeito salutar em seus pedidos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, dicáta sanctífica: et, intercedénte beáto Stanisláo Mártyre tuo atque Pontífice, per eadem nos placátus inténde. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, estes dons que Vos são oferecido; e por intercessão do B. Estanislau, vosso Mártir e Pontífice, olhai aplacado para nós. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hæc nos commúnio, Dómine, purget a crímine: et, intercedénte beáto Stanisláo Mártyre tuo atque Pontifice, cœléstis remédii fáciat esse consórtes. Per Dóminum nostrum &c.
Que esta comunhão, Senhor, nos purifique de todos nossos crimes, e que por intercessão do B. Estanislau, vosso Mártir e Pontífice, nos torne participantes dos remédios celestiais. Por nosso Senhor &c.

Aparição de Arcanjo S. Miguel 8 de Maio

Intróito Sl. 102, 20

Benedícite Dóminum, omnes Angeli ejus: poténtes virtúte, qui fácitis verbum ejus, ad audiéndam vocem sermónum ejus. Ps. ibid., 1 Benedic, ánima mea. Dómino: et ómnia, quæ intra me sunt, nómini sancto ejus. V. Gloria Patri &c.
Bendizei o Senhor, ó vós, todos os Anjos do Senhor: Sois cheios de poder e virtude: e fazeis o que Ele vos manda, obedecendo às suas palavras e ordens. Sl. ibid., 1 Bendiz o Senhor, ó minha alma: Que tudo quanto houver em mim bendiga o santo Nome do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui, miro órdine, Angelórum ministéria hominúmque dispénsas: concéde propítius; ut, a quibus tibi ministrántibus in cœlo semper assístitur, ab his in terra vita nostra muniátur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que com sublime harmonia dispusestes os ministérios dos Anjos e dos homens, concedei-nos propício que sejamos protegidos durante a vida na terra por aqueles que, servindo-Vos no céu, gozam sempre a vossa companhia. Por nosso Senhor &c.

Epístola Apoc. 1, 1-5

Léctio libri Apocalýpsis beáti Joánnis Apóstoli.
Lição do Livro do Apocalipse do B. Ap.º João.
In diébus illis: Significávit Deus, quæ opórtet fíeri cito, mittens per Angelum suum servo suo Joánni, qui testimónium perhíbuit verbo Dei, et testimónium Jesu Christi, quæcúmque vidit. Beátus, qui legit et audit verba prophetíæ hujus: et servat ea, quæ in ea scripta sunt: tempus enim prope est. Joánnes septem ecclésiis, quæ sunt in Asia. Grátia vobis et pax ab eo, qui est et qui erat et qui ventúrus est: et a septem spirítibus, qui in conspéctu throni ejus sunt: et a Jesu Christo, qui est testis fidélis, primogénitus mortuórum et princeps regum terræ, qui diléxit nos et lavit nos a peccátis nostris in sánguine suo.
Naqueles dias, manifestou Deus o que logo deveria acontecer, enviando o seu Anjo ao seu servo João, o qual deu testemunho pela palavra de Deus e deu testemunho de tudo o que viu em Jesus Cristo. Bem-aventurado o que lê e ouve as palavras desta Profecia e observa o que nela se contém, pois o tempo está próximo. João diz às sete igrejas, que estão na Ásia: «Que a graça e a paz vos sejam dadas por Aquele que é, que era e que há-de vir, pelos sete espíritos, que estão diante do seu trono, e por Jesus Cristo, que é a testemunha fiel, o primogénito dos mortos e o príncipe dos reis da terra, O qual nos amou e nos lavou das manchas dos nossos pecados no seu sangue».
Allelúja, allelúja. V. Sancte Míchael Archángele, defénde nos in prǿlio: ut non pereámus in treméndo judício. Allelúja. V. Concússum est mare et contrémuit terra, ubi Archángelus Míchaël descéndit de cœlo. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. S. Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate, a fim de que não pereçamos no dia do juízo tremendo. Aleluia. V. O mar ficou agitado e a terra tremeu, quando o Arcanjo S. Miguel desceu do céu. Aleluia.

Evangelho Mt. 18, 1-10

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Jesum, dicéntes: Quis, putas, major est in regno cœlórum? Et ádvocans Jesus parvulum, statuit eum in médio eórum et dixit: Amen, dico vobis, nisi convérsi fuéritis et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cælorum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est major in regno cœlórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit. Qui autem scandalizáverit unum de pusíllis istis, qui in me credunt, expédit ei, ut suspendátur mola asinária in collo ejus, et demergátur in profúndum maris. Væ mundo a scándalis! Necésse est enim, ut véniant scándala: verúmtamen væ hómini illi, per quem scándalum venit! Si autem manus tua vel pes tuus scandalízat te, abscíde eum et prójice abs te: bonum tibi est ad vitam íngredi débilem vel cláudum, quam duas manus vel duos pedes habéntem mitti in ignem ætérnum. Et si óculus tuus scandalízat te, érue eum et prójice abs te: bonum tibi est cum uno óculo in vitam intráre, quam duos óculos habéntem mitti in gehénnam ignis. Vidéte, ne contemnátis unum ex his pusíllis: dico enim vobis, quia Angeli eórum in cœlis semper vident fáciem Patris mei, qui in cœlis est.
Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus, dizendo-Lhe: «Quem, pois, pensais Vós que é o maior no reino dos céus?». Jesus, havendo chamado um pequeno, colocou-o no meio deles e disse: «Em verdade vos digo: Se vos não converteis e não vos tornais como os pequenos, não entrareis no reino dos céus; todo aquele que se fizer pequeno, como este menino, esse, é o maior no reino dos céus; e quem receber um destes pequenos em meu nome, recebe-me a mim mesmo; e quem escandalizar um destes pequenos, que crêem em mim, melhor será que se lhe pendure ao pescoço uma mó de moinho e seja lançado ao fundo do mar! Ai do mundo por causa dos escândalos! Contudo é necessário que aconteçam os escândalos; mas ai do homem por quem vier o escândalo. Se a vossa mão ou o vosso pé são ocasião de escândalo, cortai-os e lançai-os para longe; pois melhor é entrar na vida manco ou coxo do que ser lançado no fogo eterno, tendo as duas mãos ou os dois pés. Se o vosso olho é ocasião de escândalo, arrancai-o e lançai-o para longe; pois é melhor entrar na vida só com um olho do que ser lançado no fogo eterno, tendo os dois olhos. Vede que não seja desprezado nenhum destes pequeninos; pois, digo-vos: os seus Anjos nos céus estão sempre na presença de meu Pai, que está nos céus».

Ofertório Ap. 8, 3 & 4

Stetit Angelus juxta aram templi, habens thuríbulum áureum in manu sua, et data sunt ei incénsa multa: et ascéndit fumus aromátum in conspéctu Dei, allelúja.
Junto ao altar, no templo, estava de pé um Anjo, tendo na mão um turíbulo de ouro: e deitaram-lhe muito incenso, subindo o fumo dos perfumes à presença de Deus. Aleluia.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, laudis offérimus, supplíciter deprecántes: ut easdem, angélico pro nobis interveniénte suffrágio, et placátus accípias, et ad salútem nostram proveníre concédas. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos estas hóstias de louvor, Senhor, implorando-Vos humildemente que as aceiteis com indulgência pela intercessão do vosso Santo Anjo, e que elas sejam úteis à nossa salvação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Dn. 3, 58

Benedícite, omnes Angeli Dómini, Dóminum: hymnum dícite et superexaltáte eum in sǽcula.
Anjos do Senhor, bendizei todos o Senhor: cantai hinos em seu louvor e exaltai-O em todos os séculos.

Postcomúnio

Beáti Archángeli tui Michaelis intercessióne suffúlti: súpplices te, Dómine, deprecámur; ut, quod ore prosequimur, contingamus et mente. Per Dóminum &c.
Confiado na intercessão do vosso B. Arcanjo Miguel, Senhor, Vos oferecemos as nossas humildes súplicas, para que a nossa alma alcance o que a nossa boca pede. Por nosso Senhor &c.

S. Gregório Nazianzeno, B. C. e Doutor 9 de Maio

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, com a Epístola da página doutoresepistola2

S. Antonino, B. Conf. 10 de Maio

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Sancti Antonini, Dómine, Confessóris tui atque Pontíficis méritis adjuvémur: ut, sicut te in illo mirábilem prædicámus, ita in nos misericórdem fuísse gloriémur. Per Dóminum &c.
Que os méritos de Santo Antonino, vosso Confessor e Pontífice, nos auxiliem, Senhor, de modo que, assim como Vos louvamos pelas maravilhas que operastes em seu proveito, assim também possamos glorificar as vossas misericórdias para connosco. Por nosso Senhor &c.

Comemoração dos S. S. Mártires Gordiano e Epímaco

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beatórum Mártyrum tuórum Gordiáni et Epimachi sollémnia cólimus, eórum apud te intercessiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, ó Deus omnipotente, permiti que, celebrando nós a festa dos vossos B. B. Mártires Gordiano e Epímaco, alcancemos o auxílio da sua intercessão junto de vós. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, beatórum Martyrum tuórum Gordiáni et Epimáchi dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per Dóminum &c.
Aceitai benigno, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos pelos méritos dos vossos B. B. Mártires Gordiano e Epímaco e fazei que nos sirvam de perpétuo auxílio. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui cœléstia aliménta percépimus, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Gordiáno et Epímacho, per hæc contra ómnia advérsa muniámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, visto que recebemos o alimento celestial, dignai-Vos permitirm pela intercessão dos vossos Santos Mártires, que por este alimento sejamos robustecidos contra todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

S. S. Mártires Gordiano e Epímaco 10 de Maio

Como na Missa Sancti tui, página martires, excepto Oração, Secreta e Postcomúnio como na Comemoração dos S. S. Mártires Gordiano e Epímaco da Missa de S. Antonino, B. Conf., a 10 de Maio, página antonino

S. Filipe e S. Tiago, Apóstolos 11 de Maio

Intróito Esd. 9, 27

Clamavérunt ad te, Dómine, in témpore afflictiónis suæ, et tu de cœlo exaudísti eos, allelúja, allelúja. Ps. 32, 1 Exsultáte, justi, in Dómino: rectos decet collaudátio. V. Gloria Patri &c.
No tempo da aflição clamaram por Vós, Senhor; e Vós, do alto do céu, os ouvistes, aleluia, aleluia. Sl. 32, 1 Alegrai-vos no Senhor, ó justos, pois os que possuem os corações rectos é que devem louvar o Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui nos ánnua Apostolórum tuórum Philíppi et Jacóbi sollemnitáte lætíficas: præsta, quǽsumus: ut, quorum gaudémus méritis, instruámur exémplis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a solenidade anual dos vossos Apóstolos Filipe e Tiago, concedei-nos, Vos suplicamos, que, alegrando-nos com seus méritos, aproveitemos com seus exemplos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Sb. 5, 1-5

Lectio Epístolæ beati Pauli Apostoli ad Corinthios.
Lição do Livro da Sabedoria.
Stabunt justi in magna constántia advérsus eos, qui se angustiavérunt et qui abstulérunt labóres eórum. Vidéntes turbabúntur timore horríbili, et mirabúntur in subitatióne insperátæ salútis, dicéntes intra se, pœniténtiam agéntes, et præ angústia spíritus geméntes: Hi sunt, quos habúimus aliquándo in derísum et in similitúdinem impropérii. Nos insensáti vitam illórum æstimabámus insániam, et finem illórum sine honóre: ecce, quómodo computáti sunt inter fílios Dei, et inter Sanctos sors illórum est.
Então, os justos erguer-se-ão com grande coragem contra aqueles que os oprimiam e a quem arrebatavam o fruto dos seus trabalhos. Vendo-os assim, os maus perturbar-se-ão, cheios de pavor, e ficarão assombrados com a súbita e inesperada salvação dos justos, dizendo de si para si, arrependidos e angustiados: Estes são aqueles a quem outrora quisemos injuriar com nossas zombarias e insultos. Insensatos que nós fomos! Pareceu-nos que sua vida era uma loucura, e a sua morte uma vergonha; mas eis que os vemos elevados à dignidade de filhos de Deus e compartilhando da glória dos santos!
Allelúja, allelúja. V. Ps. 88, 6 Confitebúntur cœli mirabília tua, Dómine: etenim veritátem tuam in ecclésia sanctórum. Allelúja. V. Joann. 14, 9 Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem meum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 88, 6 Os céus cantarão as vossas maravilhas, Senhor, assim como a vossa verdade, na assembleia dos Santos. Aleluia. V. Jo. 14, 9 Há tanto tempo que estou convosco e me não conheceis? Filipe, quem me vê, vê também meu Pai! Aleluia.

Evangelho Jo. 14, 1-13

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Non turbátur cor vestrum. Creditis in Deum, et in me crédite. In domo Patris mei mansiónes multæ sunt. Si quo minus, dixíssem vobis: Quia vado paráre vobis locum. Et si abíero et præparávero vobis locum: íterum vénio et accípiam vos ad meípsum, ut, ubi sum ego, et vos sitis. Et quo ego vado, scitis, et viam scitis. Dicit ei Thomas: Dómine, nescímus, quo vadis: et quómodo póssumus viam scire? Dicit ei Jesus: Ego sum via et véritas et vita; nemo venit ad Patrem nisi per me. Si cognovissétis me, et Patrem meum útique cognovissétis: et ámodo cognoscátis eum, et vidístis eum. Dicit ei Philíppus: Dómine, osténde nobis Patrem, et sufficit nobis. Dicit ei Jesus: Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem. Quómodo tu dicis: Osténde nobis Patrem? Non créditis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Verba, quæ ego loquor vobis, a meípso non loquor. Pater autem in me manens, ipse facit ópera. Non créditis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Alióquin propter ópera ipsa crédite. Amen, amen, dico vobis, qui credit in me, ópera, quæ ego facio, et ipse fáciet, et majóra horum fáciet: quia ego ad Patrem vado. Et quodcúmque petiéritis Patrem in nómine meo, hoc fáciam.
Naquele tempo disse Jesus aos discípulos: «Que o vosso coração se não perturbe. Credes em Deus? Crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se não fora assim, já vo-lo tinha dito, pois vou preparar-vos lá um lugar. E, depois de haver ido e de vos preparar o lugar, voltarei outra vez e tomar-vos-ei comigo, a fim de que, onde estiver, estejais vós, também. Sabeis bem para onde vou; assim como conheceis o caminho». Então disse-Lhe Tomé: «Senhor, ignoramos para onde ides. Como podemos, pois, conhecer o caminho?». Respondeu-lhe Jesus: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao meu Pai senão por mim! Se me conhecêsseis, certamente conheceríeis, também, meu Pai. Porém vós O conhecereis; até já O haveis visto». Disse-Lhe Filipe: «Mostrai-nos o Pai, Senhor, e isso nos basta». Respondeu-lhe Jesus: «Há tanto tempo que estou convosco e me não conheceis? Filipe, quem me vê, vê também meu Pai! Como dizeis, pois, mostrai-nos o Pai? Não acreditais que estou no Pai, e o Pai está em mim? As palavras que vos digo as não digo de mim próprio; porém o Pai, que está em mim, Ele é que pratica as obras. Não acreditais que Eu estou no Pai, e o Pai está em mim? Ao menos acreditai por causa destas obras. Em verdade, em verdade vos digo: aquele que acredita em mim fará as mesmas obras que faço e fará ainda maiores, porque vou para o Pai. Tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei».

Ofertório Sl. 88, 6

Confitebúntur cœli mirabília tua, Dómine: et veritátem tuam in ecclésia sanctórum, allelúja, allelúja.
Senhor, que os céus publiquem as vossas maravilhas; que a vossa verdade seja exaltada na assembleia dos santos. Aleluia.

Secreta

Múnera, Dómine, quæ pro Apostolórum tuórum Philippi et Jacóbi sollemnitáte deférimus, propítius súscipe: et mala ómnia, quæ meréraur, avérte. Per Dóminum &c.
Recebei propício, Senhor, os dons que Vos apresentamos na solenidade dos vossos Apóstolos Filipe e Tiago e afastai de nós todos os males que merecemos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 14, 9 & 10

Tanto témpore vobíscum sum, et non cognovístis me? Philíppe, qui videt me, videt et Patrem meum, allelúja: non credis, quia ego in Patre, et Pater in me est? Allelúja, allelúja.
Há tanto tempo que estou convosco e me não conheceis? Filipe, quem me vê, vê também meu Pai! Aleluia. Não acreditais que estou no Pai, e o Pai está em mim? Aleluia, aleluia.

Postcomúnio

Quǽsumus, Dómine, salutáribus repléti mystériis: ut, quorum sollémnia celebrámus, eórum oratiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Saciados já com estes salutares mystérios, Senhor, Vos suplicamos, permiti que sejamos socorridos com as orações daqueles cuja festa celebramos. Por nosso Senhor &c.

B. Joana, Princesa 12 de Maio

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Deus, qui inter regáles delicias, et mundi illécebras beátam Joánnam Vírginem tuam virtúte constántiæ roborásti: quæsumus; ut, ejus intercessióne fidéles tui terréna despiciant, et ad cæléstia semper aspirent. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que, no meio das delícias da corte e dos atractivos do mundo, fortalecestes com a virtude da constância a vossa B. Joana, permiti, Vos suplicamos, que pela sua intercessão os vossos fiéis desprezem os bens terrenos e aspirem sempre aos celestiais. Por nosso Senhor Jesus Cristo &c.

Oração S. S. Mártires

Semper nos, Dómine, Mártyrum tuórum Nérei, Achillei, Domitíllæ atque Pancrátii fóveat, quǽsumus, beáta sollémnitas: et tuo dignos reddat obséquio. Per Dóminium nostrum. &c.
Fazei, Senhor, Vos suplicamos, que a feliz solenidade dos vossos Mártires Néreo, Aquiles, Domitila e Pancrácio nos reanime e nos torne dignos de Vos servirmos. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. S. Mártires

Sanctórum Martyrum tuórum, quǽsumus. Dómine, Nérei, Achíllei, Domitíllæ atque Pancrátii sit tibi grata conféssio: quæ et múnera nostra comméndet, et tuam nobis indulgéntiam semper implóret. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos receber, Senhor, com ânimo agradável a confissão dos vossos Santos Mártires Néreo, Aquiles, Domitila e Pancrácio; e que ela Vos disponha a aceitardes as nossas ofertas e elas nos tornem sempre merecedores da vossa indulgência. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. S. Mártires

Quǽsumus, Dómine: ut beatórum Mártyrum tuórum Nérei, Achíllei, Domitíllæ atque Pancrátii deprecatiónibus, sacraménta sancta, quæ súmpsimus, ad tuæ nobis profíciant placatiónis augméntum. Per Dóminum &c.
Vos pedimos, Senhor, fazei que pelas preces dos vossos Mártires Néreo, Aquiles, Domitila e Pancrácio os sagrados mystérios, que recebemos, Vos tornem cada vez mais propício para connosco. Por nosso Senhor &c.

S. Roberto Belarmino, B. C. e Doutor 13 de Maio

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui ad errórem insídias repelléndas et apostólicæ Sedis jura propugnánda, beátum Robértum Pontíficem tuuam atque Doctórem mira eruditióne et virtúte decorásti: ejus méritis et intercessióne concéde; ut nos in veritátis amóre crescámus et errántium corda ad Ecclésiæ tuæ rédeant unitátem. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para refutar as insídias dos erros e defender os direitos da Santa Sé Apostólica enriquecestes o B. Roberto, vosso Pontífice e Doutor, com admirável erudição e constância, concedei-nos pelos seus méritos e intercessão que em nós aumente o amor à verdade e regressem à unidade da vossa Igreja os corações dos que permanecem no erro. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página tomasaquino

Ofertório Sl. 72, 28

Mihi autem adhærére Deo bonum est, pónere in Dómino Deo spem meam: ut annúntiem pmnes prædicatiónes tuas in portis fíliæ Sion, allelúja.
Por isso bom é para mim unir-me a Deus e pôr no Senhor Deus a minha esperança, a fim de publicar todos seus louvores às portas da filha de Sião, aleluia.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, in odórem suavitátis offérimus: et præsta; ut, beáti Robérti mónitis et exémplis edócti, per sémitam mandatórum tuórum dilatáto corde currámus. Per Dóminum &c.
A Vós, Senhor, oferecemos estas hóstias em odor de suavidade; e concedei-nos que, edificados com os ensinos e exemplos do B. Roberto, caminhemos generosamente pela via dos vossos preceitos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 5, 14, 16

Vos estis lux mundi: sic lúceat lux vestra coram homínibus, ut vídeant ópera vestra bona, et gloríficent Patrem vestrum qui in cœlis est, allelúja.
Sois a luz do mundo. Assim a vossa luz brilhe diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus, aleluia.

Postcomúnio

Sacraménta, quæ súmpsimus, Dómine Deus noster, in nobis fóveant caritátis ardórem: quo beátus Robértus veheménter accénsus, pro Ecclésia tua se júgiter impendébat. Per Dóminum &c.
Que os sacramentos, que recebemos, Senhor, nosso Deus, em nós infundam o ardor da caridade com o qual o B. Roberto, intensamente abrasado, se esforçava incessantemente em defender a vossa Igreja. Por nosso Senhor &c.

Missa Votiva do Imaculado Coração da B. V. Maria 13 de Maio

Como na Missa do Imaculado Coração da B. V. Maria, a 22 de Agosto, página imaculadocoracaomaria.

S. Gil 14 de Maio

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Humildemente imploramos a vossa misericórdia, ó Deus, a fim de que, assim como em virtude dela permitistes que o B. Gil regressasse ao caminho da justiça e da santidade, assim também nos trasladeis do caminho da escravidão e da morte do pecado para o da liberdade e da vida perfeita. Por nosso Senhor &c.

S. Bonifácio, Mártir 14 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beáti Bonifátii Mártyris tui sollémnia cólimus, ejus apud te intercessiónibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos rogamos, visto que celebramos a festa do vosso B. Mártir Bonifácio, concedei-nos que sejamos auxiliados com sua intercessão. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Munéribus nostris, quǽsumus, Dómine, precibúsque suscéptis: et cœléstibus nos munda mystériis, et cleménter exáudi. Per Dóminum nostrum &c.
Havendo Vós recebido os nossos dons e as nossas orações, dignai-Vos purificar-nos com vossos celestiais mystérios e ouvir-nos clementemente. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Refécti participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedénte beáto Bonifátio Mártyre tuo, sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Confortados com a participação do dom sagrado, Vos suplicamos, ó Senhor, nosso Deus, fazei-nos sentir por intercessão do B. Bonifácio, vosso Mártir, o efeito do mystério que celebramos. Por nosso Senhor &c.

S. João Baptista de la Salle, Conf. 15 de Maio

Oração

Deus, qui, ad christiánam páuperum eruditiónem et ad juvéntam in via veritátis firmándam, sanctum Joánnem Baptístam Confessórem excitásti, et novam per eum in Ecclésia famíliam collegísti: concéde propítius; ut ejus intercessióne et exémplo, stúdio glóriæ tuæ in animárum salúte fervéntes, ejus in cœlis corónæ partícipes fíeri valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para o ensino dos pobres e para a firmeza dos jovens no caminho da verdade fizestes aparecer o Santo Confessor João Baptista, pelo qual fundastes uma nova família na Igreja, concedei-nos propício que, pela sua intercessão e seguindo o seu exemplo, sejamos devorados pelo zelo da glória de Deus para a salvação das almas, a fim de que possamos tornar-nos seus companheiros de glória no céu. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Mt. 18, 1-5

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Jesum, dicéntes: Quis, putas, major est in regno cœlórum? Et ádvocans Jesus párvulum, státuit eum in médio eórum et dixit: Amen, dico vobis, nisi convérsi fuéritis et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cœlórum. Quicumque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est major in regno cœlórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit.
Naquele tempo, aproximaram-se de Jesus os seus discípulos, dizendo-Lhe: «Qual pensais Vós que é o maior no reino dos céus?». E Jesus, havendo chamado um pequeno, colocou-o no meio deles e disse: «Em verdade vos digo: se vos não converteis e vos não tornais como os pequenos, não entrareis no reino dos céus. Todo aquele, pois, que se fizer pequeno, como este menino, esse é o maior no reino dos céus; e quem receber um pequeno, como este, em meu nome, recebe-me a mim mesmo».

S. Mâncio, B. e Mártir Na Arquidiocese de Évora, 15 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Ó omnipotente e eterno Deus, que ao insigne Mártir Mâncio, discípulo do vosso Unigénito Filho, concedestes a força para suportar os tormentos, Vos pedimos que, assim como veneramos o seu suplício, assim mereçamos ser participantes da sua glória. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Evangelho Página tito

S. Ubaldo, B. e Conf. 16 de Maio

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Auxílium Confessóris tui atque Pontíficis, contra omnes diáboli nequítias déxteram super nos tuæ propitiatiónis exténde. Per Dóminum nostrum &c.
Deixai-Vos aplacar, Senhor, Vos suplicamos, e concedei-nos o vosso auxílio; e pela intercessão do B. Ubaldo, vosso Confessor e Pontífice, estendei sobre nós a vossa mão misericordiosa, a fim de que nos defenda de todas as perfídias do demónio. Por nosso Senhor &c.

S. Pascoal Bailão, Conf. 17 de Maio

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Paschálem Confessórem tuum mirífica erga Córporis et Sánguinis tui sacra mystéria dilectióne decorásti: concéde propítius; ut, quam ille ex hoc divino convívio spíritus percépit pinguédinem, eándem et nos percípere mereámur: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que enriquecestes o B. Pascoal, vosso Confessor, com precioso afecto para com os sagrados mystérios do vosso Corpo e Sangue, concedei-nos propício que alcancemos neste divino banquete a mesma abundância de graças que ele alcançou. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

S. Venâncio, Mártir 18 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Deus, qui hunc diem beáfi Venántii Martyris tui triúmpho consecrásti: exáudi preces pópuli tui et præsta: ut, qui ejus mérita venerámur, fídei constántiam imitémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que consagrastes este dia com o triunfo do B. Venâncio, vosso Mártir, ouvi as preces do vosso povo, e permiti que, honrando os seus méritos, imitemos também a constância da sua fé. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hanc oblatiónem, omnípotens Deus, beáti Venántii mérita tibi reddant accéptam: ut, ipsíus subsidiis adjuti, glóriæ ejus consortes efficiámur. Per Dóminum &c.
Que esta oferta, ó Deus omnipotente, Vos seja agradável pelos méritos do B. Venâncio, a fim de que, assistidos com seu auxílio, nos tornemos participantes da sua glória. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, ætérnæ vitæ sacraménta, te humiliter deprecántes: ut, beáto Venántio Mártyre tuo pro nobis deprecánte, véniam nobis concílient et grátiam. Per Dóminum &c.
Senhor, havendo recebido os sacramentos da vida eterna, humildemente Vos suplicamos que as preces do B. Venâncio, vosso Mártir, nos alcancem o perdão e a graça. Por nosso Senhor &c.

S. Pedro Celestino, Papa e Conf. 19 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Petrum Cœlestínum ad summi pontificátus ápicem sublimásti, quique illum humilitáti postpónere docuísti: concéde propítius; ut ejus exémplo cuncta mundi despícere, et ad promíssa humílibus prǽmia perveníre felíciter mereámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que elevastes o B. Pedro Celestino à eminente dignidade de sumo pontífice, ensinando-o ao mesmo tempo a preferir a humildade, concedei-nos propício que, imitando o seu exemplo, aprendamos a desprezar todos os bens deste mundo, para que com felicidade mereçamos alcançar os prémios que prometestes aos humildes. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de Santa Pudenciana

Oração, Secreta e Postcomúnio

S. Bernardino de Sena, Conf. 20 de Maio

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Dómine Jesu, qui beáto Bernardíno Confessóri tuo exímium sancti nóminis tui amórem tribuísti: ejus, quǽsumus, méritis et intercessióne, spíritum nobis tuæ dilectiónis benígnus infúnde: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo, que concedestes ao B. Bernardino, vosso Confessor, um ardente amor ao vosso Santo nome, dignai-Vos infundir em nossas almas pelos seus méritos e intercessão o espírito da vossa caridade. Ó Vós, que viveis e &c.

Evangelho Página abades

Dedicação da Catedral de Évora 22 de Maio

Como na Missa Terríbilis est, página dedicacaoigreja, excepto:

Intróito

Exultemos todos no Senhor, celebrando a festa da Dedicação da Igreja Eborense, de cuja santificação se alegram os Anjos, que louvam o Filho de Deus. Aleluia, aleluia. Amei, Senhor, o esplendor da vossa Casa e o lugar em que habita a vossa glória. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Deus, que quisestes reformar a Igreja Eborense na festividade do B. Mâncio, vosso discípulo e Mártir, Vos suplicamos que auxilieis com os dons celestes o vosso povo, a fim de que, cumprindo sempre a disciplina eclesiástica, alcance a vida eterna. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Evangelho

Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In
Naquele tempo, celebrava-se em Jerusalém a festa da Dedicação. Era no Inverno. E Jesus passeava no templo, no pórtico de Salomão. Rodearam-n’O, então, os judeus e disseram-Lhe: «Até quando nos trareis perplexos? Se sois o Cristo, dizei-nos claramente». Jesus respondeu-lhes: «Eu já vo-lo disse, mas não me acreditais. As obras que faço em nome de meu Pai dão testemunho de mim; porém, vós não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. Minhas ovelhas ouvem a minha voz. Eu conheço-as e elas seguem-me. Dou-lhes a vida eterna e jamais perecerão, porque ninguém as arrebata da minha mão».

B. B. João B. Machado e Outros, Ms. Na Arquidiocese de Braga e noutros lugares, 22 de Maio

Como na Missa Sancti tui, página martires, excepto: Fora do Tempo Pascal como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2, excepto:

Oração

Deixai-Vos aplacar, Senhor, Vos pedimos, e concedei-nos o vosso auxílio; e pela intercessão dos vossos B. B. Mártires João Baptista e seus Companheiros estendei sobre nós a vossa mão misericordiosa. Por nosso Senhor &c.

S. Rita de Cássia, Viúva 22 de Maio

Intróito Sl. 117, 19 & 22

Aperíte mihi portas justítiæ, ingréssus in eas confitébor Dómino: lápidem, quem reprobavérunt ædificántes, hic factus est in caput ánguli. (T.P. Allelúja, Allelúja.) Ps. 117, 1 Confitémini Dómino, quóniam bonus, quóniam in sǽculum misericórdia ejus. V. Gloria Patri &c.
Abri-me as portas da justiça, e, ao entrar por elas, louvarei o Senhor. A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se na pedra angular. (T.P. Aleluia, aleluia.) Sl. 117, 1 Louvai o Senhor, porque Ele é bom; a sua misericórdia permanecerá em todos os séculos dos séculos. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui sanctæ Ritæ tantam grátiam conférre dignátus es, ut inimícos dilígeret et in corde ac fronte caritátis et passiónis tuæ signa portáret: da nobis, quǽsumus, ejus intercessióne et méritis; inimícis nostris sic párcere et passiónis tuæ dolóres contemplári, ut promíssa mítibus ac lugéntibus prǽmia consequámur: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que Vos dignastes conceder a Santa Rita abundante graça para amar os inimigos e trazer no coração e na fronte os sinais da vossa caridade e Paixão, concedei-nos por sua intercessão e méritos que, perdoando nós aos nossos inimigos e contemplando os sofrimentos da vossa Paixão, consigamos alcançar os prémios prometidos aos que são mansos e misericordiosos de coração. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Epístola Pr. 2

Lectio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Ego flos campi, et lílium conválium. Sicut lílium inter spinas, sic amíca mea inter fílias. Sicut malus inter ligna silvárum, sic diléctus meus inter fílios. Sub umbra illíus, quem desideráveram, sedi: et fructus ejus dulcis gútturi meo. Introdúxit me in cellam vináriam, ordinávit in me caritátem. Fulcíte me flóribus, stipáte me malis: quia amóre lángueo. Læva ejus sub cápite meo, et déxtera illíus amplexábitur me. Adjúro vos, fíliæ Jerúsalem, per cápreas, cervósque campórum, ne suscitétis, neque evigiláre faciátis diléctam, quoadúsque ipsa velit. Vox dilécti mei, ecce iste venit sáliens in móntibus, tansíliens colles. Símilis est diléctus meus cápreæ, hinulóque cervórum. En ipse stat post paríetem nostrum, respíciens per fenéstras, prospíciens per cancéllos. Et diléctus meus lóquitur mihi: Surge, própera, amíca mea, colúmba mea, formóisa mea, et veni. Jam enim hiems tránsiit, imber ábiit, et recéssit. Flores apparuérunt in terra nostra: tempus putatiónis advénit: vox túrturis audíta est in terra nostra: ficus prótulit grossos suos: víneæ floréntes dedérunt odórem suum. Surge, amíca mea, speciósa mea, et veni.
Sou a flor do campo e a açucena dos vales. Como a açucena entre os espinhos, assim é a minha amiga entre as donzelas. Como a macieira entre as árvores dos bosques, assim o meu amado entre os bosques. Assentei-me à sombra daquele a quem tanto desejara, sendo o seu fruto doce ao meu paladar. Introduziu-me na dispensa do vinho e ordenou em mim a caridade. Confortai-me com flores e fortalecei-me com frutos, pois desfaleço de amor! Sua mão esquerda está debaixo de minha cabeça e a sua mão direita abraça-me. Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e veados do campo, que não perturbeis nem acordeis a minha amada até que ela o queira. Ouço a voz do meu amado. Eis que ele vem, galgando os montes e transpondo os outeiros! Meu amado é semelhante ao gamo e ao filho das corças. Eis que ele vem por detrás da nossa Parede, olhando pelas janelas e espreitando pelas frestas. E o meu amado diz-me: «Ergue-te, apressa-te e vem, ó minha amiga, ó minha pomba, ó minha beleza! Já o inverno acabou; já as chuvas Cessaram: as flores brotaram nos nossos jardins; já chegou o tempo da poda; ouve-se a rola nos nossos campos; a figueira mostra os primeiros frutos e as vinhas em flor exalam seus aromas! Ergue-te e vem, minha amiga, minha beleza!».
Allelúja, allelúja. V. Eccli. 24, 18 Quasi palma exaltáta sum in Cades, et quasi plantátio rosæ in Jéricho. V. ibid., 20 Sicut cinnamómum et bálsamum aromatízans odórem dedi: quasi myrrha elécta dedi suavitátem odóris. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ecl. 24, 18 Fui exaltada como a palmeira em Cades e como os roseirais das roseiras de Jericó. Aleluia. V. ibid., 20 Espalhei perfumes, como o cinamomo e o bálsamo aromático: e como mirra escolhida exalei suave odor. Aleluia.

Evangelho Página virgensmartires2

Ofertório Gn. 40, 9-10

Vidébam coram me vitem, in qua erant tres propágines, créscere paulátim in gemmas, et post flores uvas maturéscera. (T. P. Allelúja.)
Diante de mim via uma cepa, na qual havia três varas, pouco a pouco a crescer em gomos: e, depois de as flores amadurecerem, as uvas. (T.P. Aleluia.)

Secreta

Corda nostra, quǽsumus, Dómine, Sanctæ Ritæ méritis, supérni dolóris spina confíge: ut, a peccátis ómnibus tua grátia liberáti, sacrificáre tibi hóstiam laudis pura mente valeámus. Per Dóminum &c.
Compungi, Senhor, Vos suplicamos, pelos méritos de Santa Rita, os nossos corações com os espinhos de uma dor sobrenatural, a fim de que pela vossa graça, livres de todo o pecado, possamos sacrificar-Vos com o coração puro a hóstia de louvor. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 20, 4

Prævenísti eam, Dómine, in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso. (T. P. Allelúja.)
Premuniste-la, Senhor, com bênçãos de doçura: Impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. (T.P. Aleluia.)

Postcomúnio

Cæléstibus, Dómine, pasti delíciis, súpplices te rogámus: ut, intercedénte sancta Rita, caritátis et passiónis tuæ in méntibus nostris signa ferámus, et perpétuæ pacis fructu júgiter perfruámur. Per Dóminum &c.
Apascentados, ó Senhor, com as delícias celestiais, suplicantes, Vos pedimos a graça de, por intercessão de Santa Rita, trazermos em nossas mentes os sinais da vossa caridade e Paixão e gozarmos constantemente o fruto da perpétua paz. Por nosso Senhor &c.

S. Basileu, B. e Mártir Na Diocese do Porto, 23 de Maio

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto:

Oração

Dignai-Vos acolher em vossa clemência, Senhor, Vos suplicamos, as preces do vosso povo, a fim de que sejamos auxiliados pelos méritos do B. Basileu, vosso Mártir e Pontífice, que nos conforta com a recordação dos seus sofrimentos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Recebei, Senhor, os dons que devidamente Vos oferecemos; e, tendo Vós em atenção os méritos do B. Basileu, vosso Mártir e Pontífice, permiti que nos sirvam de auxílio para alcançarmos a salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Havendo Vós, Senhor, saciado a vossa família com os sacrossantos dons, confortai-nos constantemente, Vos suplicamos, com a intercessão daquele cuja solenidade celebramos. Por nosso Senhor &c.

B. V. Maria, Auxílio dos Cristãos 24 de Maio

Como na Missa Comum das Festas da B. V. M., página comumfestasmaria1, excepto:

Oração

Omnípotens et miséricors Deus, qui ad defensiónem pópuli christiáni in beatíssima Vírgine María perpétuum auxílium mirabíliter constituísti: concéde propítius; ut, tali præsídio muníti certántes in vita, victóriam de hoste malígno cónsequi valeámus in morte. Per Dóminum &c.
Omnipotente e misericordioso Deus, que para defesa do povo cristão maravilhosamente instituístes a B. V. Maria como sua auxiliadora perpétua, concedei-nos propício que, depois de havermos sido munidos nos combates da vida com uma tão poderosa protecção, mereçamos também alcançar à hora da morte a vitória contra o inimigo maligno. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Pro religiónis christánæ triúmpho hóstias placatiónis tibi, Dómine, immolámus: quæ ut nobis profíciant, opem auxiliátrix Virgo præstet; per quam talis perfécta est victória. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos vítimas de propiciação pelo triunfo da religião cristã, e que elas, Senhor, pela intercessão da Virgem Auxiliadora, pela qual foi assegurada a vitória perfeita, revertam em nosso proveito. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Adésto, Dómine, pópulis, qui participatióne Córporis et Sánguinis tui reficiúntur: ut, sanctíssima tua Genitríce auxiliánte, ab omni malo et perículo liberéntur, et in omni ópere bono custodiántur: Qui vivis et regnas &c.
Acolhei benigno, Senhor, os povos que se alimentam com vosso Corpo e Sangue, a fim de que com o auxílio da vossa Santíssima Mãe sejam livres de todo o mal e de todo o perigo, e perseverem na prática de todas as boas obras. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Trasl. das Rel. de S. Tiago Intercísio Arquidiocese de Braga e noutros lugares, 24 de Maio

Como na Missa da Trasladação das Relíquias de S. Vicente, página trasladacaovicente, alterando-se com o nome deste Santo.

S. Gregório VII, Papa e Conf. 25 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices, excepto:

Oração

Deus, in te sperántium fortitúdo, qui beátum Gregórium Confessórem tuum atque Pontíficem, pro tuénda Ecclésiæ libertáte, virtúte constántiæ roborásti: da nobis, ejus exémplo et intercessióne, ómnia adversántia fórtiter superáre. Per Dóminum &c.
Ó Deus, fortaleza daqueles que esperam em Vós, concedestes ao B. Gregório, vosso Confessor e Pontífice, a virtude da constância para defender a liberdade da Igreja, permiti que, imitando o seu exemplo e pela sua intercessão, vençamos com coragem todas as adversidade. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de S. Urbano, Papa e Mártir Página sumospontifices

Da mesma Missa Si díligis me, sendo a Oração a que está em primeiro lugar e a Secreta e Postcomúnio as que estão em segundo lugar.

S. Filipe de Néri 26 de Maio

Intróito Rm. 5, 5

Cáritas Dei diffúsa est in córdibus nostris per inhabitántem Spíritum ejus in nobis. (T.P. Allelúja, allelúja.) Ps. 102, 1 Benedic, ánima mea, Dómino: et ómnia, quæ intra me sunt, nómini sancto ejus. V. Gloria Patri &c.
O amor de Deus difundiu-se nos nossos corações pelo seu Espírito que habita em nós. (T.P. Aleluia, aleluia.) Sl. 102, 1 Bendizei, ó minha alma, o Senhor: que tudo quanto me pertence bendiga o seu santo nome. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátum Philippum Confessórem tuum Sanctórum tuórum glória sublimásti: concéde propítius; ut, cujus sollemnitáte lætámur, ejus virtútum proficiámus exémplo. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que elevastes o B. Filipe, vosso Confessor, à sublime glória dos vossos Santos, concedei-nos propício que, celebrando com alegria esta festa, alcancemos proveito com o exemplo das suas virtudes. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página tomasaquino

Gradual Sl. 33, 12 & 6

Veníte, fílii, audíte me: timórem Dómini docébo vos. V. Accédite ad eum, et illuminámini: et fácies vestræ non confundéntur.
Vinde, meus filhos, e escutai-me: Ensinar-vos-ei a temer o Senhor. V. Aproximai-Vos d’Ele e ficareis iluminados: então a vossa face não ficará envergonhada.
Allelúja, allelúja. V. Thren. 1, 13 De excélso misit ignem in óssibus meis, et erudívit me. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Lm. 1, 13 Do alto dos céus enviou e fogo sobre os meus ossos e instruiu-me. Aleluia.
Durante o Tempo Pascal omite-se o Gradual e diz-se a seguinte Aleluia:
Allelúja, allelúja. V. Thren. 1, 13 De excélso misit ignem in óssibus meis, et erudívit me. Allelúja. V. Ps. 38, 4 Concáluit cor meum intra me: et in meditatióne mea exardéscet ignis. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Lm. 1, 13 Do alto dos céus enviou e fogo sobre os meus ossos e instruiu-me. Aleluia. V. Sl. 38, 4 Meu coração inflamou-se no meu peito. Enquanto eu meditava, o fogo abrasou-me. Aleluia.

Evangelho Página confessoresnaopontifices1

Ofertório Sl. 18, 32

Viam mandatórum tuórum cucúrri, cum dilatásti cor meum. (T.P. Allelúja.)
Eu corri pelo caminho dos vossos mandamentos, porquanto dilatastes o meu coração. (T.P. Aleluia.)

Secreta

Sacrifíciis præséntibus, quǽsumus, Dómine, inténde placatus: et præsta; ut illo nos igne Spíritus Sanctus inflámmet, quo beáti Phílippi cor mirabíliter penetrávit. Per Dóminum &c.
Olhai aplacado para o presente sacrifício, Senhor, Vos suplicamos, e fazei que o Espírito Santo nos inflame naquele fogo que penetrou maravilhosamente no coração do B. Filipe. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 83, 3

Cor meum et caro mea exsultavérunt in Deum vivum. (T.P. Allelúja.)
O meu coração e a minha carne exultaram em Deus vivo. (T.P. Aleluia.)

Postcomúnio

Cœléstibus, Dómine, pasti delíciis: quǽsumus; ut beáti Philippi Confessóris tui méritis et imitatióne, semper eadem, per quæ veráciter vívimus, appetámus. Per Dóminum nostrum &c.
Alimentados com as celestiais delícias, Senhor, Vos pedimos que, pelos méritos do B. Filipe, vosso Confessor, e imitando os seus exemplos, aspiremos sempre a este alimento, que nos dará a verdadeira vida. Por nosso Senhor &c.

S. Eleutério, Papa e Mártir 26 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Beda, Conf. e Doutor 27 de Maio

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui Ecclésiam tuam beáti Bedæ Confessóris tui atque Doctóris eruditióne claríficas: concéde propítius fámulis tuis; ejus semper ilustrári sapiéntia et méritis adjuvári. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ilustrais a vossa Igreja com a erudição do B. Beda, vosso Confessor e Doutor, concedei propício aos vossos servos que sejam sempre ilustrados pela sua doutrina e socorridos pelos seus méritos. Por nosso Senhor &c.

S. João, Papa e Mártir 27 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Agostinho de Cantorbéry, B. e C. 28 de Maio

Como Missa Sacerdótes tui, página confessorespontifices2, excepto:

Oração

Deus, qui Anglórum gentes, prædicatióne et miráculis beáti Augustíni Confessóris tui atque Pontíficis, veræ fídei luce illustráre dignátus es: concéde; ut, ipso interveniénte, errántium corda ad veritátis tuæ rédeant unitátem, et nos in tua simus voluntáte concórdes. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que pela pregação e milagres do B. Agostinho, vosso Confessor e Pontífice, Vos dignastes ilustrar com a luz da verdadeira fé a nação inglesa, concedei-nos por sua intercessão que os corações dos que andam transviados regressem à unidade da vossa fé, e sejamos concordes com vossa vontade. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Ts. 2, 2-9

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Thessalonicénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Tessalonicenses.
Fratres: Fidúciam habúimus in Deo nostro loqui ad vos Evangélium Dei in multa sollicitúdine. Exhortátio enim nostra non de erróre neque de immundítia neque in dolo, sed sicut probáti sumus a Deo, ut crederétur nobis Evangélium: ita lóquimur, non quasi homínibus placéntes, sed Deo, qui probat corda nostra. Neque enim aliquándo fuimus in sermóne adulatiónis, sicut scitis: neque in occasióne avarítiæ: Deus testis est: nec quæréntes ab homínibus glóriam, neque a vobis neque ab áliis; cum possémus vobis óneri esse ut Christi Apóstoli: sed facti sumus párvuli in médio vestrum, tamquam si nutrix fóveat fílios suos. Ita desiderántes vos, cúpide volebámus trádere vobis non solum Evangélium Dei, sed étiam ánimas nostras: quóniam caríssimi nobis facti estis. Mémores enim estis, fratres, labóris nostri et fatigatiónis: nocte ac die operántes, ne quem vestrum gravarémus, prædicávimus in vobis Evangélium Dei.
Meus irmãos: Tivemos confiança em o nosso Deus de vos pregar o Evangelho com muita solicitude, pois a nossa pregação não foi baseada nem no erro, nem em nenhuma intenção viciosa, nem na impostura, mas porque Deus nos julgou dignos de nos confiar o Evangelho. E, assim, falámos, não para agradar aos homens, mas a Deus, que perscruta os nossos corações. Com efeito, nunca a nossa linguagem (vós o sabeis e Deus é testemunha) serviu para adular, foi inspirada pela avareza, procurou a glória humana, ou a vossa ou a de outrem. Podíamos, como Apóstolos de Cristo, impor-nos a vós, mas tornamo-nos pequenos, como uma mãe que acaricia seus filhos. Assim, no nosso afecto por vós, desejamos ardentemente dar-vos, não somente o Evangelho de Deus, mas até a nossa própria vida, pois tanto vos tornastes caríssimos ao nosso coração! Decerto vos recordais, meus irmãos, do nosso trabalho e fadiga, porquanto trabalhámos dia e noite, a fim de não sermos onerosos a nenhum de vós, a quem pregamos o Evangelho de Deus.

Evangelho Página tito

Secreta

Sacrifícium tibi offérimus. Dómine, in sollemnitáte beáti Augustíni Pontíficis et Confessóris tui, humíliter deprecántes: ut oves, quæ periérunt, ad unum ovile revérsæ, hoc salutári pábulo nutriántur. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos, Senhor, este sacrifício na solenidade do B. Agostinho, vosso Pontífice e Confessor, suplicando-Vos humildemente que as ovelhas perdidas, tendo regressado ao único aprisco, se sustentem com este salutar alimento. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Hóstia salutári refécti: te. Dómine, súpplices exorámus; ut eadem, beáti Augustíni interveniénte suffrágio, in omni loco nómini tuo júgiter immolétur. Per nominum nostrum &c.
Saciados com a hóstia salutar, Senhor, Vos pedimos humildemente que pela intercessão dos sufrágios do B. Agostinho ela seja imolada em honra do vosso nome em todos os lugares e constantemente. Por nosso Senhor &c.

S. Maria Madalena de Pazzi, Virgem 29 de Maio

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Deus, vrginitátis amátor, qui beátam Maríam Magdalénam Vírginem, tuo amóre succénsam, cœléstibus donis decorásti: da; ut, quam festíva celebritáte venerámur, puritáte et caritáte imitémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que amais a virgindade e ornastes com dons celestiais a B. Maria Madalena, vossa Virgem, cujo coração estava abrasado em amor por Vós, concedei-nos que, honrando-a nós com a celebração desta festa, a imitemos também na sua pureza e caridade. Por nosso Senhor &c.

S. Félix, Papa e Mártir 30 de Maio

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

B. Virgem Maria, Rainha 31 de Maio

Intróito

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beátæ Maríæ Vírginis Reginæ: de cujus solemnitáte gaudent Angeli, et colláudant Fílium Dei. (T. P. Allelúja, allelúja.) Ps. 44, 2 Effúndit cor meum verbum bonum: dico ego carmen meum Regi. V. Gloria Patri &c.
Alegremo-nos todos no Senhor, no dia em que celebramos a festa em honra da B. Virgem Maria, rainha: os Anjos regozijam-se com esta festa e louvam unisonamente o Filho de Deus. (T. P. Aleluia, aleluia.) Sl. 44, 2 No meu coração reboa um belo discurso: Ao Rei dedico este meu cântico. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Concéde nobis, quǽsumus, Dómine: ut, qui solemnitátem beátæ Maríæ Vírginis Regínæ nostræ celebrámus; ejus múniti præsídio, pacem in præsénti et glóriam in futuro consequi mereámur. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, Senhor, Vos suplicamos, que, assim como celebramos a festa da B. Virgem Maria, nossa Rainha, assim também, munidos com seu auxílio, mereçamos alcançar a paz no presente e a glória no futuro. Por nosso Senhor Jesus Cristo &c.

Epístola Ecl. 24: 5; 7; 9-11, 30-31

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Ego ex ore Altíssimi prodívi, primogenitá ante ómnem creatúram; ego in altíssimis habitávi, et thronus meus in colúmna nubis. In omni terra steti et in omni pópulo, et in omni gente primátum hábui, et ómnium excelléntium et humílium corda virtúte calcávi. Qui audit me, non confúndetur; et qui operántur in me, non peccábunt; qui elucídant me, vitam ætérnam habébunt.
Saí dos lábios do Altíssimo, fui a primogénita antes de todas as criaturas. Habitei nos lugares mais elevados; o meu trono está erguido nas nuvens, sobre uma coluna. Percorri toda a terra e todos os povos, e em todas as nações tenho a primazia e sujeitei com meu poder os corações de todos, desde os mais nobres até aos mais humildes. Quem me ouvir, não será confundido; quem por Mim for orientado, não pecará; os que me tornarem conhecida, possuirão a vida eterna.
Allelúja, allelúja. V. Beáta es, Virgo María, quæ sub cruce Dómini sustinuísti. Allelúja. V. Nunc cum eo regnas in ætérnum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Bem-aventurada sois, ó Virgem Maria, que ficastes de pé, sob a Cruz do Senhor, aleluia. V. Agora, com Ele reinais eternamente. Aleluia.
Fora do Tempo Pascal, omite-se este Verso e diz-se o:

Gradual Ap. 19, 16

Ipse habet in vestiménto et in femóre suo scriptum: Rex regum, et Dóminus dominántium. V. Ps. 44, 10 Regina adstat ad déxteram ejus, ornáta auro ex Ophir.
Ele tem escrito no manto e no seu femur, Rei dos reis e Senhor de todos os senhores. V. Sl. 44, 10 A Rainha está à sua direita, recamada de ouro de Ofir.
Allelúja, allelúja. V. Salve, Regína misericórdiæ: tu nos ab hoste prótege, et mortis hora súscipe. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Salve, Rainha de Misericórdia, protegei-nos contra o inimigo e recebei-nos na hora da morte. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 26-33

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Missus est Angelus Gábriel a Deo in civitátem Galilææ, cui nomen Nazareth, ad Vírginem desponsátam viro cui nomen Joseph, de domo David, et nomen Vírginis María. Et ingréssus Angelus ad eam, dixit: Ave, grátia plena: Dóminus tecum: benedícta tu in muliéribus. Quæ cum audísset, turbáta est in sermóne ejus; et cogitábat, qualis esset ista salutátio. Et ait Angelus ei: Ne timeas, María: invenísti enim grátiam apud Deum: ecce concípies in utero, et paries fílium, et vocábis nomen ejus Jesum. Hic erit magnus, et Fílius Altíssimi vocábitur, et dabit illi Dóminus Deus sedem David patris ejus: et regnábit in domo Jacob in ætérnum, et regni ejus non erit finis.
Naquele tempo, foi mandado por Deus o Anjo Gabriel a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem, desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de David; e o nome da Virgem era Maria. Entrando o Anjo, onde ela estava, disse: «Eu te saúdo, cheia de graça: o Senhor é contigo: bendita és tu entre todas as mulheres». Ouvindo ela isto, perturbou-se; e pensava na significação desta saudação. Então, disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porquanto alcançaste graça diante do Senhor: eis que conceberás no teu seio, e darás à luz um Filho; e o seu Nome será Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo; o Senhor Deus lhe dará o trono de David, seu pai; reinará eternamente na casa de Jacob; e o seu reino não terá fim.

Ofertório

Regáli ex progénie María exórta refúlget: cujus précibus nos adjuvári, mente et spíritu devotíssime póscimus. (T.P. Allelúja.)
Oriunda de linhagem real, refulge Maria; auxiliem-nos suas preces, como piedosíssimamente suplicamos com inteligência e entusiasmo. (T. P. Aleluia).

Secreta

Accipe, quǽsumus, Dómine, múnera lætántis Ecclésiæ, et beátæ Vírginis Maríæ Regínæ suffragántibus méritis, ad nostræ salútis auxílium proveníre concéde. Per Dóminum &c.
Aceitai, Senhor, Vos suplicamos, os dons da Igreja em júbilo, e, pelos preclaros votos da B. Virgem Maria, Rainha, concedei-nos que eles sejam proveitoso auxílio para a nossa salvação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Regína mundi digníssima, María Virgo perpétua, intercéde pro nostra pace et salúte, quæ genuísti Christum Dóminum, Salvatórem ómnium. (T.P. Allelúja.)
Ó digníssima Rainha do mundo, perpétua Virgem Maria, que gerastes Cristo, Senhor, Salvador de todos, intercedei pela nossa paz e salvação. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Celebrátis solémniis, Dómine, quæ pro sanctæ Maríæ, Regínæ nostræ, festivitáte perégimus: ejus, quǽsumus, nobis intercessióne fiant salutária; in cujus honóre sunt exsultánter impléta. Per Dóminum &c.
Celebradas estas solenidades, Senhor, em homenagem a Santa Maria, nossa Rainha, permiti, Vos suplicamos, que pela sua intercessão nos sejam salutares, visto que com exultação em sua honra foram realizadas. Por nosso Senhor &c.

S. Ângela Merícia, Virgem 1 de Junho

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Deus, qui novum per beátam Angelam sacrárum Virginum collégium in Ecclésia tua floréscere voluísti: da nobis, ejus intercessióne, angélicis móribus vívere; ut, terrénis ómnibus abdicátis, gáudiis pérfrui mereámur ætérnis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que pela B. Ângela quisestes que florescesse na vossa Igreja uma nova associação de piedosas virgens, concedei-nos a graça, pela sua intercessão, de vivermos angélicamente na terra, a fim de que, renunciando a todas as coisas terrenas, mereçamos gozar as alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstia, Dómine, quam tibi beátæ Angelæ memóriam recoléntes offérimus, et nostræ pravitatis véniam implóret, et grátiæ tuæ nobis dona concíliet. Per Dóminum &c.
Que a hóstia, Senhor, que Vos oferecemos em honra da memória da B. Ângela, nos obtenha misericórdia por causa dos nossos desvarios e nos alcance os dons da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Cœlésti alimónia refécti, súpplices te, Dómine, deprecámur: ut, beátæ Angelæ précibus et exémplo ab omni labe mundáti, et córpore tibi placeámus et mente. Per Dóminum nostrum &c.
Havendo sido confortados com este alimento celestial, humildemente Vos imploramos, Senhor, que, pelas preces da B. Ângela e seguindo o seu exemplo, sejamos purificados de todas as manchas e Vos sejamos agradáveis no corpo e na alma. Por nosso Senhor &c.

S. S. Marcelino e Outros, Mártires 2 de Junho

Intróito Página quarentamartires

Oração

Deus, qui nos ánnua beatórum Mártyrum tuórum Marcellíni, Petri atque Erásmi sollemnitáte lætíficas: præsta, quǽsumus; ut, quorum gaudémus méritis, accendámur exémplis. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a festa anual dos vosso Santos Mártires Marcelino, Pedro e Erasmo, concedei-nos, Vos suplicamos, que sejamos inflamados pelos exemplos daqueles cujos méritos nos alegram. Por nosso Senhor &c.

Epístola Rm. 8, 18-23

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Romános.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Romanos.
Fratres: Exístimo, quod non sunt condignæ passiónes hujus ttémporis ad futúram glóriam, quæ revelábitur in nobis. Nam exspectátio creatúra revelatiónem filiórum Dei exspéctat. Vanitáti enim creatúra subjécta est non volens, sed propter eum, qui subjécit eam in spe: quia et ipsa creatúra liberábitur a servitúte corruptiónis, in libertátem glóriæ filiórum Dei. Scimus enim, quod omnis creatúra ingemíscit et párturit usque adhuc. Non solum autem illa, sed et nos ipsi primítias spíritus habéntes: et ipsi intra nos gémimus adoptiónem filiórum Dei exspectántes, redemptiónem córporis nostri: in Christo Jesu, Dómino nostro.
Meus irmãos: Os sofrimentos da vida presente não têm proporção alguma com a glória que um dia deveremos possuir. Assim, as criaturas esperam com vivo desejo a manifestação dos filhos de Deus; pois estão sujeitos à vaidade (não voluntariamente, mas por vontade daquele que as sujeitou) com a esperança de que serão livres da servidão da corrupção, para participarem da liberdade e da glória dos filhos de Deus. Porquanto sabemos que presentemente todas as criaturas gemem e estão com as dores da maternidade; e não só elas, mas nós, também, apesar de possuirmos as primícias do Espírito. Sim; também gememos dentro de nós, esperando a adopção dos filhos de Deus, a redenção do nosso corpo, em Jesus Cristo.

Gradual Sl. 33, 18-19

Clamavérunt justi, et Dóminus exaudívit eos: et ex ómnibus tribulatiónibus eórum liberávit eos. V. Juxta est Dóminus his, qui tribuláto sunt corde: et húmiles spíritu salvabit.
Os justos clamaram e o Senhor ouviu-os, livrando-os de todas as tribulações. V. O Senhor está próximo daqueles cujo coração está aflito; e salvará os que possuem espírito humilde.
Allelúja, allelúja. V. Joann. 15, 16 Ego vos elégi de mundo, ut eátis, et fructum afferátis; et fructus vester máneat. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jo. 15, 16 Eu vos escolhi no meio do mundo, para que possais ir e alcanceis fruto; e para que esse fruto permaneça. Aleluia.

Evangelho Página muitosmartires1

Ofertório Sl. 31, 11

Lætámini in Dómino et exsultáte, justi: et gloriámini, omnes recti corde.
Ó justos, alegrai-vos no Senhor e exultai: ó vós, que tendes o coração recto, glorificai-vos no Senhor. (T. P. Aleluia.)

Secreta

Hæc hóstia, quǽsumus, Dómine, quam sanctórum Martyrum tuórum natalítia recenséntes offérimus: et víncula nostræ pravitátis absólvat, et tuæ nobis misericórdiæ dona concíliet. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, Vos suplicamos, que esta hóstia, que Vos oferecemos em honra do nascimento no céu dos vossos Santos Mártires, nos livre dos laços dos nossos pecados e nos obtenha os dons da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sb. 3, 1, 2 & 3

Justórum ánimæ in manu Dei sunt, et non tanget illos torméntum malítiæ visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace.
As almas dos justos estão na mão de Deus, e o tormento da malícia as não atingirá: aos olhos dos insensatos pareciam mortos, porém estão em paz. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Sacro múnere satiáti, súpplices te, Dómine, deprecámur: ut, quod débitæ servitútis celebrámus offício, salvatiónis tuæ sentiámus augméntum. Per Dóminum &c.
Saciados com o sacrossanto dom, humildemente Vos imploramos, ó Senhor, que pela celebração deste sacrifício, que é um tributo da nossa dependência, sintamos aumentar em nós os efeitos da vossa redenção. Por nosso Senhor &c.
No T. Pascal será a Missa Sancti tui, página martires, com as Orações e Epístola da Missa Precedente; e, em vez do Gradual, diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Joann. 15, 16 Ego vos elégi de mundo, ut eátis, et fructum afferátis; et fructus vester máneat. Allelúja. V. Ps. 115, 15 Pretiósa in conspéctu Dómini mors Sanctórum ejus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jo. 15, 16 Escolhi-vos no meio do mundo, para que possais ir e alcanceis fruto: e o vosso fruto permaneça. Aleluia. V. Sl. 115, 15 Preciosa na presença do Senhor é a morte dos seus Santos. Aleluia.

S. Ovídio, B. e Mártir Na Arquidiocese de Braga e noutras Dioceses, 3 de Junho

Como na Missa Protexísti me, página martir, excepto: Fora do Tempo Pascal como Missa Sacerdótes tui, página confessorespontifices2, excepto:

Oração

Ó Deus, que maravilhosamente ilustrastes a vossa Igreja com a pregação apostólica do B. Ovídio, vosso Mártir e Pontífice, concedei-nos propício que intercedam por nós os sufrágios daquele de quem recebemos o incremento da religião. Por nosso Senhor &c.

S. S. Carlos Lwanga e Outros, Márts. Em Angola, 3 de Junho

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Ó Deus, que nos permitistes a graça de celebrarmos o nascimento no céu dos vossos Santos Mártires Carlos, Matias e seus Companheiros, concedei-nos ainda a graça de gozarmos na sua companhia a bem-aventurança eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Francisco Caracíolo, Conf. 4 de Junho

Intróito Sl. 21, 15; 68, 10

Factum est cor meum tamquam cera liquéscens in médio ventris mei: quóniam zelus domus tuæ comédit me. (T.P. Allelúja, allelúja.) Ps. 72, 1 Quam bonus Israël Deus: his, qui recto sunt corde! V. Gloria Patri &c.
O meu coração é como a cera: funde-se no meio do meu peito, pois o zelo da vossa Casa devora-me. (T. P. Aleluia, aleluia.) Sl. 72, 1 Como Deus é bom para com Israel! e para com aqueles que possuem coração recto! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátum Francíscum, novi órdinis institutórem, orándi stúdio et pœniténtiæ amóre decorásti: da fámulis tuis in ejus imitatióne ita profícere; ut, semper orántes et corpus in servitútem redigéntes, ad cœléstem glóriam perveníre mereántur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ilustrastes o B. Francisco, destinando-o para fundador de uma nova ordem e dotando-o com o zelo da oração e amor à penitência, concedei aos vossos servos a graça de aproveitarem de tal modo com seus exemplos que, rezando sempre e reduzindo os corpos à servidão, mereçam alcançar a glória celestial. Por nosso Senhor &c.

Epístola Sb. 4, 7-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Justus, si morte præoccupátus fúerit, in refrigério erit. Senéctus enim venerábilis est non diutúrna, neque annórum número computáta: cani autem sunt sensus hóminis, et ætas senectútis vita immaculáta. Placens Deo Jactus est diléctus, et vivens inter peccatóres translátus est. Raptus est, ne malítia mutáret intelléctum ejus, aut ne fíctio decíperet ánimam illíus. Fascinátio enim nugacitátis obscúrat bona, et inconstántia concupiscéntia? transvértit sensum sine malítia. Consummátus in brevi explévit témpora multa, plácita enim erat Deo ánima illíus: propter hoc properávit edúcere illum de médio iniquitátum.
Ainda que o justo morra prematuramente, alcançará repouso. O que torna a velhice venerável não é a vida longa nem o número dos anos, mas a prudência do homem; pois as cãs do homem não são os seus sentimentos. Sua vida imaculada, sim, é uma verdadeira velhice. Tendo-se (o justo) tornado agradável a Deus, foi por Ele amado; e Deus o tirou do meio dos pecadores com quem vivia. Deus elevou-o, receando que a malícia corrompesse o seu espírito ou a ilusão seduzisse a sua alma; pois a fascinação da frivolidade obscurece o bem, e a inconstância transtorna o espírito ainda que não possua malícia. Ainda que tenha vivido pouco, preencheu a carreira com larga vida, pois a sua alma era agradável a Deus; pelo que Deus se apressou em o tirar do meio da iniquidade.

Gradual Sl. 41, 2

Quemádmodum desíderat cervus ad fontes aquárum: ita desíderat ánima mea ad te, Deus. V. Ps. ibid., 3 Sitívit ánima mea ad Deum fortem vivum.
Assim como o veado suspira pelas fontes das águas, assim a minha alma suspira por Vós, ó Deus. V. Sl. ibid., 3 Minha alma tem sede de Deus forte e vivo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 72, 26 Defécit caro mea et cor meum: Deus cordis mei, et pars mea Deus in ætérnum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 72, 26 Minha carne e o meu coração desfalecem! Ó Deus, sois o Deus do meu coração e a minha herança na eternidade. Aleluia.
No T. Pascal omite-se o Gradual, e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 64, 5 Beátus, quem elegísti et assumpsísti: inhabitábit in átriis tuis. Allelúja. V. Ps. 111, 9 Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 64, 5 Bem-aventurado aquele que escolhestes e elevastes, para que habitasse nos vossos átrios. Aleluia. V. Sl. 111, 9 Distribuiu e deu esmola aos pobres e a sua justiça permanecerá em todos os séculos. Aleluia.

Evangelho Página confessoresnaopontifices1

Ofertório Sl. 91, 13

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. (T.P. Allelúja.)
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano. (T. P. Aleluia.)

Secreta

Da nobis, clementíssime Jesu: ut præclára beáti Francísci mérita recoléntes, eódem nos, ac ille, caritátis igne succénsi, digne in circúitu sacræ hujus mensæ tuæ esse valeámus: Qui vivis &c.
Clementíssimo Jesus, honrando os preclaros méritos do B. Francisco e sendo abrasados, como ele, no fogo da caridade, concedei-nos que possamos tomar lugar dignamente junto da vossa sacrossanta mesa. Ó Vós, que viveis e &c.

Comúnio Sl. 30, 20

Quam magna multitúdo dulcédinis tuæ, Dómine, quam abscondísti timéntibus te! (T.P. Allelúja.)
Como é grande, Senhor, a felicidade que reservais para aqueles que Vos temem! (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Sacrosáncta sacrifícii, quǽsumus, Dómine, quod hódie in sollemnitáte beáti Francísci tuæ obtúlimus majestáti, grata semper in méntibus nostris memória persevéret et fructus. Per Dóminum nostrum &c.
Permiti, Senhor, Vos suplicamos, que o nosso espírito conserve sempre, cheio de reconhecimento, a recordação e os frutos do sacrossanto sacrifício que hoje oferecemos à vossa majestade em honra do B. Francisco. Por nosso Senhor &c.

S. Bonifácio, B. e Mártir 5 de Junho

Intróito Is. 65, 19 & 23

Exsultábo in Jerúsalem et gaudébo in pópulo meo: et non audiétur in eo ultra vos fletus et vox clamóris. Elécti mei non laborábunt frustra neque generábunt in conturbatióne: quia semen benedictórum Dómini est, et nepótes eórum cum eis. (T.P. Allelúja, allelúja.) Ps. 43, 2 Deus, áuribus nostris audívimus: patres nostri narravérunt opus, quod operátus es in diébus eórum. V. Gloria Patri &c.
Exultarei tem Jerusalém e alegrar-me-ei com meu povo: e nunca mais se ouvirá a voz das lágrimas, nem do clamor. Meus eleitos não trabalharão baldadamente, nem frutificarão na perturbação, pois constituem a geração bendita do Senhor: e os seus netos serão abençoados com eles. (T. P. Aleluia, aleluia.) Sl. 43, 2 Ó Deus, ouvimos com os nossos ouvidos; os nossos pais contaram-nos o que fizestes nos seus dias. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui multitúdinem populórum, beáti Bonifátii Mártyris tui atque Pontíficis zelo, ad agnitiónem tui nóminis vocáre dignátus es: concéde propítius; ut, cujus sollémnia cólimus, étiam patrocínia sentiámus. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes chamar uma multidão de povos ao conhecimento do vosso nome pelo zelo do B. Bonifácio, vosso Mártir e Pontífice, concedei-nos propício que alcancemos o Patrocínio daquele cuja festa celebramos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página servitas

Gradual 1 Pe. 4, 13-14

Communicántes Christi passiónibus gaudéte, ut in revelatióne glóriæ ejus gaudeátis exsultántes. V. Si exprobrámini in nómine Christi, beáti éritis: quóniam, quod est honóris, glóriæ et virtútis Dei, et qui est ejus Spíritus, super vos requiéscet.
Havendo tomado parte nos sofrimentos de Cristo, regozijai-vos, a fim de que, quando a sua glória seja manifestada, sejais cumulados de alegria. V. Se sois ultrajados por causa do nome de Cristo, sereis bem-aventurados; pois a honra, a glória e a virtude de Deus e o seu Espírito repousarão sobre vós.
Allelúja, allelúja. V. Is. 66, 12 Declinábo super eum quasi flúvium pacis, et quasi torréntem inundántem glóriam. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Is. 66, 12 Farei correr sobre ele como que um rio de paz, e como que uma torrente a trasbordar de glória. Aleluia.
No T. Pascal omite-se o Gradual, e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Is. 66, 10 & 14 Lætámini cum Jerúsalem, et exsultáte in ea, omnes, qui dilígitis Dóminum. Allelúja. V. Vidébitis, et gaudébit cor vestrum: cognoscétur manus Dómini servis ejus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Is. 66, 10 & 14 Alegrai-vos e exultai com Jerusalém, ó vós, que amais o Senhor. Aleluia. V. Vereis e alegrar-se-á o vosso coração. A mão do Senhor manifestar-se-á nos seus servos. Aleluia.

Evangelho Mt. 5, 1-12

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Videns Jesus turbas, ascéndit in montem, et cum sedísset, accessérunt ad eum discípuli ejus, et apériens os suum, docébat eos, dicens: Beáti páuperes spíritu: quóniam ipsórum est regnum cœlórum. Beáti mites: quóniam ipsi possidébunt terram. Beáti, qui lugent: quóniam ipsi consolabúntur. Beáti, qui esúriunt et sítiunt justítiam: quóniam ipsi saturabúntur. Beáti misericórdes: quóniam ipsi misericórdiam consequántur. Beáti mundo corde: quóniam ipsi Deum vidébunt. Beáti pacífici: quóniam fílii Dei vocabúntur. Beáti, qui persecutiónem patiúntur propter justítiam: quóniam ipsórum est regnum cœlórum. Beáti estis, cum maledíxerint vobis et persecúti vos fúerint, et díxerint omne malum advérsum vos, mentiéntes, propter me: gaudete et exsultáte, quóniam merces vestra copiósa est in cœlis.
Naquele tempo, vendo Jesus as turbas do povo que O seguiam, subiu para uma montanha. Então assentou-se, aproximando-se d’Ele os discípulos. Depois, tomando a palavra, pregou assim aos seus discípulos: «Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque serão tratados com misericórdia. Bem-aventurados os que possuem o coração puro, porque verão Deus. Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque lhes pertencerá o reino dos céus. Bem-aventurados, vós, quando os homens vos amaldiçoarem, perseguirem e caluniarem Dor minha causa: regozijai-vos, então, e exultai de alegria, pois uma copiosa recompensa vos está preparada nos céus».

Ofertório Sl. 15, 7 & 8

Benedícam Dóminum, qui tríbuit mihi intelléctum: providébam Deum in conspéctu meo semper, quóniam a dextris est mihi ne commóvear. (T.P. Allelúja.)
Bendirei o Senhor, que me deu a inteligência. Tenho os meus olhos voltados constantemente para Deus; e, visto que Ele está à minha dextra, não serei abalado. (T. P. Aleluia.)

Secreta

Super has hóstias. Dómine, quæsumus, benedíctio copiósa descéndat: quæ et sanctificatiónem nostram misericórditer operátur; et de sancti Bonifátii Mártyris tui atque Pontíficis fáciat sollemnitáte gaudére. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos rogamos, fazei descer sobre estas hóstias abundantes bênçãos, a fim de que pela vossa misericórdia operem a nossa santificação e nos alegrem na solenidade de S. Bonifácio, vosso Mártir e Pontífice. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Ap. 3, 21

Qui vícerit, dabo ei sedére mecum in throno meo: sicut et ego vici et sedi cum Patre meo in throno ejus. (T.P. Allelúja.)
Aquele que houver vencido tomará lugar comigo no meu trono, assim como Eu, que também venci, estou assentado com meu Pai no seu trono. (T. P. Aleluia.)

Postcomúnio

Sanctificati, Dómine, salutári mysterio: quæsumus; ut nobis sancti Bonifátii Martyris tui atque Pontíficis pia non desit orátio, cujus nos donásti patrocínio gubernari. Per Dóminum &c.
Senhor, santificados com estes salutares mystérios, Vos suplicamos, não permitais que nos faltem as piedosas orações daquele que nos concedestes como nosso protector e guia. Por nosso Senhor &c.

S. Norberto, B e Conf. 6 de Junho

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Norbértum Confessórem tuum atque Pontíficem verbi tui præcónem exímium effecísti, et per eum Ecclésiam tuam nova prole fœcundásti: præsta, quǽsumus; ut, ejúsdem suffragántibus méritis, quod ore simul et ópere dócuit, te adjuvánte, exercére valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que dispusestes que o B. Norberto, vosso Confessor e Pontífice, fosse exímio pregador da vossa palavra, e que por ele destes à vossa Igreja uma nova família, concedei-nos, Vos imploramos, que, auxiliados com seus méritos, possamos com vossa assistência pôr em prática tudo quanto ensinou com suas palavras e acções. Por nosso Senhor &c.

S. João Nepomuceno, Mártir 7 de Junho

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Ó Deus, que pelo sigílio sacramental, inviolávelmente mantido pelo B. João, coroastes a vossa Igreja com a glória de um novo martírio, concedei-nos pela sua intercessão e exemplo que vigiemos cuidadosamente a nossa língua, de modo que antes queiramos sofrer todos os males neste mundo do que perder a nossa alma. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Possamos nós, Senhor, pela virtude destes sacrossantos mystérios, ser abrasados no fogo da caridade, no qual ardia o ínclito Mártir João, quando os celebrava. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Que esta mesa celestial nos comunique, Senhor, o Espírito de fortaleza, que constantemente amparou e guiou até à vitória o B. João, vosso Mártir, cuja firmeza ao vosso sacramento foi violentamente experimentada. Por nosso Senhor &c.

S. S. Primo e Feliciano, Mártires 9 de Junho

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2, excepto:

Oração

Fac nos, quǽsumus. Dómine, sanctórum Martyrum tuórum Primi et Feliciáni semper festa sectári: quorum suffrágiis protectiónis tuæ dona sentiámus. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, Vos rogamos, que celebremos sempre fielmente a festa dos vossos Santos Mártires Primo e Feliciano, a fim de que pela sua intercessão sintamos os benefícios da vossa protecção. Por nosso Senhor &c.

Gradual Sl. 88, 6 & 2

Confitebúntur cœli mirabília tua, Dómine: etenim veritátem tuam in ecclésia sanctórum. V. Misericórdias tuas, Dómine, in ætérnum cantábo: in generatióne et progénie.
Que os céus publiquem as vossas maravilhas, Senhor! Que se publique também na assembleia dos santos a vossa fidelidade. V. Cantarei eternamente as vossas misericórdias, Senhor! Sim, de geração em geração eu as cantarei!
Allelúja, allelúja. V. Hæc est vera fratérnitas, quæ vicit mundi crímina: Christum secúta est, ínclita tenens regna cœléstia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Esta é a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo. Ela seguiu Cristo, possuindo gloriosamente o reino celestial. Aleluia.

Evangelho Página pauloeremita

Ofertório Sl. 67, 36

Mirábilis Deus in Sanctis suis: Deus Israël, ipse dabit virtútem et fortitúdinem plebi suæ: benedíctus Deus, allelúja.
Deus é admirável em seus santos. É o Deus de Israel quem dá força e coragem ao seu povo. Bendito seja Deus, aleluia.

Secreta

Fiat tibi, quǽsumus, Dómine, hóstia sacránda placábilis, pretiósi celebritáte martýrii: quæ et peccáta nostra puríficet, et tuórum tibi vota concíliet famulórum. Per Dóminum &c.
Senhor, que esta hóstia, que vai ser consagrada na celebração deste precioso mystério, Vos aplaque; e, Vos suplicamos, que ela apague os nossos pecados e Vos torne agradáveis os votos dos vossos servos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 15, 16

Ego vos elegi de mundo, ut eátis et fructum afferátis: et fructus vester máneat.
Eu vos escolhi no mundo, para que possais ir e alcanceis fruto; e que esse fruto permaneça.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut sanctórum Mártyrum tuórum Primi et Feliciáni cœléstibus mystériis celebráta sollémnitas, indulgéntiam nobis tuæ propitiatiónis acquírat. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, permiti que estes celestiais mystérios, com os quais celebramos a solenidade dos vossos Santos Mártires Primo e Feliciano, nos alcancem o perdão da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

S. Margarida, Rainha, Viúva 10 de Junho

Como na Missa Cognóvi, Dómine, página nemvirgensnemmartires, excepto:

Oração

Deus, qui beátam Margarítam regínam exímia in páuperes caritáte inirábilem effecísti: da; ut, ejus intercessióne et exémplo, tua in córdibus nostris cáritas júgiter augeátur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que tornastes admirável a B. Margarida, rainha, concedendo-lhe uma caridade extraordinária para com os pobres, permiti que, pelo seu exemplo e intercessão, a vossa caridade cresça continuamente nos nossos corações. Por nosso Senhor &c.

S. Barnabé, Apóstolo 11 de Junho

Intróito Página andreapostolo

Oração

Deus, qui nos beáti Bárnabæ Apóstoli tui méritis et intercessióne lætíficas: concéde propítius; ut, qui tua per eum benefícia póscimus, dono tuæ grátiæ consequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com os méritos e intercessão do B. Barnabé, vosso Apóstolo, concedei-nos propício que, suplicando os vossos benefícios pela sua intercessão, os obtenhamos por efeito da vossa graça. Por nosso Senhor &c.

Epístola Act. 11, 21-26; 13, 1-3

Léctio Actuum Apostolórum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diébus illis: Multus numerus credentium Antiochíæ convérsus est ad Dóminum. Pervénit autem sermo ad aures ecclésiæ, quæ erat Jerosólymis, super istis: et misérunt Bárnabam usque ad Antiochíam. Qui cum pervenísset et vidísset grátiam Dei, gavísus est: et hortabátur omnes in propósito cordis permanére in Dómino: quia erat vir bonus, et plenus Spiritu Sancto et fide. Et appósita est multa turba Dómino. Proféctus est autem Bárnabas Tarsum, ut quǽreret Saulum: quem cum invenísset, perdúxit Antiochíam. Et annum totum conversáti sunt ibi in ecclésia: et docuérunt turbam multam, ita ut cognominaréntur primum Antiochíæ discípuli Christiáni. Erant autem in ecclésia, quæ erat Antiochíæ, prophétæ et doctóres, in quibus Bárnabas, et Simon qui vocabátur Niger, et Lúcius Cyrenénsis, et Mánahen qui erat Heródis Tetrárchæ collactáneus, et Saulus. Ministrántibus autem illis Dómino et jejunántibus, dixit illis Spíritus Sanctus: Segregáte mihi Saulum et Bárnabam in opus, ad quod assúmpsi eos. Tunc jejunántes et orantes imponentésque eis manus, dimisérunt illos.
Naqueles dias, um grande número de pessoas acreditaram e converteram-se ao Senhor em Antioquia; e, havendo esta notícia chegado à igreja de Jerusalém, mandaram Barnabé a Antioquia, o qual, tendo lá chegado e visto a graça de Deus, alegrou-se, exortando-os a perseverarem no Senhor com o coração firme, pois ele era um homem bom e cheio de Espírito Santo e de fé. Desta maneira muitas pessoas se uniram ao Senhor. Barnabé foi em seguida a Tarso em procura de Saulo, e, tendo-o encontrado, levou-o para Antioquia, onde permaneceram um ano inteiro nesta igreja, instruindo muitas pessoas. Foi em Antioquia o lugar onde os discípulos receberam pela primeira vez o nome de cristãos. Havia, então, na igreja de Antioquia, profetas e doutores, entre os quais Barnabé, Simão, chamado o negro, Lúcio de Cirene, Manaém, irmão colaço de Herodes Tetrarca, e Saulo. Ora, enquanto ofereciam ao Senhor os mystérios e jejuavam, o Espírito Santo disse-lhes: «Separai Saulo e Barnabé para a obra a que os destinei». E, então, tendo jejuado e orado, impuseram-lhes as mãos e enviaram-nos.

Gradual Sl. 18, 5 & 2

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terræ verba eórum. V. Cœli enárrant glóriam Dei: et ópera mánuum ejus annúntiat firmaméntum.
O som da sua voz espalhou-se por toda a terra: as suas palavras soaram até aos confins do mundo. V. Os céus apregoam a glória do Senhor e o firmamento manifesta as obras das suas mãos.
Allelúja, allelúja. V. Joann. 15, 16 Ego vos elégi de mundo, ut eátis et fructum afferátis: et fructus vester maneat. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jo. 15, 16 Eu vos escolhi para que possais ir e alcançar fruto; e para que esse vosso fruto permaneça. Aleluia.

Evangelho Página comemoracaopaulo

Ofertório Sl. 44, 17-18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine, in omni progénie et generatióne.
Vós os constituireis príncipes em toda a terra: e perpetuarão o vosso nome, Senhor, de geração em geração.

Secreta

Múnera, Dómine, obláta sanctífica, et, intercedénte beáto Bárnaba Apostolo tuo, nos per hæc a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, estes dons que Vos são oferecidos, e, por intercessão do B. Barnabé, vosso Apóstolo, fazei que nos purifiquem das manchas dos nossos pecados. Por nosso Senhor Jesus Cristo &c.

Comúnio Mt. 19, 28

Vos, qui secúti estis me, sedébitis super sedes, judicántes duódecim tribus Israël.
Vós, que me seguistes, vos assentareis sobre tronos e julgareis as dozes tribos de Israel.

Postcomúnio

Súpplices te rogámus, omnípotens Deus: ut, quos tuis réficis sacraméntis, intercedénte beáto Bárnaba Apóstolo tuo, tibi étiam plácitis móribus dignánter tríbuas deservíre. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos rogamos humildemente que pela intercessão do B. Barnabé, vosso Apóstolo, concedais àqueles que alimentais com vossos sacramentos a graça de Vos servirem dignamente com acções que Vos sejam agradáveis. Por nosso Senhor &c.

S. João de S. Facundo, Conf. 12 de Junho

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, auctor pacis et amátor caritátis, qui beátum Joánnem Confessórem tuum mirífica dissidéntes componéndi grátia decorásti: ejus méritis et intercessióne concéde; ut, in tua caritáte firmáti, nullis a te tentatiónibus separémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, autor da paz e amante da caridade, que dotastes o B. João, vosso Confessor, com a admirável graça de compor as discórdias, concedei-nos por seus méritos e intercessão que estejamos de tal modo consolidados na vossa caridade que nenhuma tentação nos possa separar de Vós. Por nosso Senhor &c.

Comemoração dos S. S. Mártires Basilides e Outros

Oração

Sanctórum Mártyrum tuórum Basílidis, Gyrini, Naboris atque Nazárii, quǽsumus, Dómine, natalítia nobis votíva respléndeant: et, quod illis cóntulit excelléntia sempitérna, frúctibus nostræ devotiónis accréscat. Per Dóminum nostrum &c.
Que o nascimento dos vossos Santos Mártires Basilides, Cirino, Nabor e Nazário, Vos suplicamos, Senhor, seja celebrado com esplendor Pelos votos que Vos oferecemos, e que a felicidade eterna, que eles gozam, reverta em nosso proveito, aumentando os frutos da nossa devoção. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Pro sanctórum tuórum Basílidis, Cyrini, Nabóris atque Nazárii sánguine venerándo, hóstias tibi. Dómine, sollémniter immolámus, tua mirabília pertractántes: per quem talis est perfécta victória. Per Dóminum &c.
Senhor, celebramos os vossos venerandos mystérios, oferecendo-Vos solenemente esta hóstia em honra do sangue dos vossos Santos Mártires Basilides, Cirino, Nabor e Nazário pelo qual eles alcançaram uma brilhante vitória. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Semper, Dómine, sanctórum Martyrum tuórum Basílidis, Cyríni, Nabóris atque Nazárii sollémnia celebrántes: præsta, quǽsumus; ut eórum patrocínia júgiter sentiámus. Per Dóminum &c.
Visto que nós, Senhor, celebramos sempre a solenidade dos vossos Santos Mártires Basilides, Cirino, Nabor e Nazário, concedei-nos, Vos rogamos, que alcancemos incessantemente o seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Santo António de Lisboa 13 de Junho

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Ecclésiam tuam, Deus, beáti Antónii Confessóris tui atque Doctóris solémnitas votiva lætíficet: ut spirituálibus semper muniátur auxíliis et gáudiis pérfrui mereátur ætérnis. Per Dóminum &c.
Que a festa anual do B. António, vosso Confessor e Doutor, alegre a vossa Igreja, Senhor, a fim de que, fortalecida sempre com os auxílios espirituais, mereça desfrutar os gozos eternos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Præsens oblátio fiat, Dómine, pópulo tuo salutáris: pro quo dignátus es Patri tuo te vivéntem hóstiam immoláre: Qui cum eódem Deo Patre et Spíritu Sancto vivis et regnas &c.
Fazei, Senhor, que a presente oblação seja salutar ao vosso povo, pelo qual Vos dignastes imolar-Vos ao vosso Pai, como hóstia viva. Ó Vós, que, sendo Deus &c.

Postcomúnio

Divínis, Dómine, munéribus satiáti: quǽsumus; ut, beáti Antónii Confessóris tui atque Doctóris méritis et intercessióne, salutáris sacrifícii sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Saciados com os divinos dons, Vos suplicamos, Senhor, que pela intercessão e méritos do B. António, vosso Confessor e Doutor, sintamos o efeito deste salutar sacrifício. Por nosso Senhor &c.

S. Basílio Magno, B. Conf. e Doutor 14 de Junho

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração, Ofertório, Secreta e Postcomúnio Página confessorespontifices2

Evangelho Lc. 14, 26-35

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Dixit Jesus turbis: Si quis venit ad me, et non odit patrem suum, et matrem, et uxórem, et fílios, et fratres, et soróres, adhuc autem et ánimam suam, non potest meus esse discípulus. Et qui non bájulat crucem suam, et venit post me, non potest meus esse discípulus. Quis enim ex vobis volens turrim ædificáre, non prius sedens cómputat sumptus, qui necessárii sunt, si hábeat ad perficiéndum; ne, posteáquam posúerit fundaméntum, et non potúerit perfícere, omnes, qui vident, incípiant illúdere ei, dicéntes: Quia hic homo cœpit ædificáre, et non pótuit consummáre? Aut quis rex iturus commíttere bellum advérsus álium regem, non sedens prius cógitat, si possit cum decem mílibus occúrrere ei, qui cum vigínti mílibus venit ad se? Alióquin, adhuc illo longe agénte, legatiónem mittens, rogat ea, quæ pacis sunt. Sic ergo omnis ex vobis, qui non renúntiat ómnibus, quæ póssidet, non potest meus esse discípulus. Bonum est sal. Si autem sal evanúerit, in quo condiétur? Neque in terram neque in sterquilínium útile est, sed foras mittétur. Qui habet aures audiéndi, áudiat.
Naquele tempo, disse Jesus às turbas: «Se alguém vem a mim e não despreza seu pai, sua mãe, sua mulher e filhos, seus irmãos e irmãs e até mesmo a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E todo aquele que não leva a sua cruz não pode ser meu discípulo. Com efeito, qual é de vós que, querendo edificar uma torre, não calcula primeiramente com cuidado os gastos necessários, para ver se possui meios para a acabar? Pois poderá acontecer que, depois de haver lançado os alicerces e não podendo acabar a torre, comecem a zombar dele aqueles que o vêem, dizendo: «Este homem começou a edificar e não pôde acabar!». Ou qual é o rei que, preparando-se para pelejar com outro rei, não considera primeiramente se com um exército de dez mil homens poderá fazer frente ao inimigo, que avança contra ele com vinte mil homens? Se vê que não pode combater, estando ainda o outro longe, manda-lhe uma embaixada a pedir-lhe a paz. Assim, pois, todo aquele de vós que não renunciar a tudo quanto possui não pode ser meu discípulo. O sal é bom; mas, se perder a força, com que se há-de salgar? Ele não será útil nem para a terra, nem para o lugar imundo: porém, será lançado fora».

S. S. Vito, Modesto e Crescência, Mártires 15 de Junho

Intróito Sl. 33, 20-21

Multæ tribulationes justórum, et de his ómnibus liberávit eos Dóminus: Dóminus custodit ómnia ossa eórum: unum ex his non conterétur. Ps. ib., 2 Benedícam Dóminum in omni témpore: semper laus ejus in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Muitas são as tribulações dos justos, mas de todas elas o Senhor os livrará: o Senhor guarda todos seus ossos e nem um só deles será quebrado. Sl. ib., 2 Bendirei o Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará sempre na minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Da Ecclésiæ tuæ, quǽsumus, Dómine, sanctis Martýribus tuis Vito, Modésto atque Crescéntia intercedéntibus, supérbe non sápere, sed tibi plácita humilitáte profícere: ut, prava despíciens, quæcúmque recta sunt, libera exérceat caritáte. Per Dóminum &c.
Senhor, dignai-Vos conceder aos vossos fiéis, pela intercessão dos vossos Santos Mártires Vito, Modesto e Crescência, que não caiam em sentimentos de orgulho, mas pratiquem a humildade, que Vos é tão agradável, a fim de que, desprezando todo o mal, exerçam livremente a caridade em tudo quanto é bom. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página muitosmartires1

Gradual Sl. 149, 5 & 1

Exsultábunt Sancti in glória: lætabúntur in cubílibus suis. V. Cantáte Dómino cánticum novum: laus ejus in ecclésia sanctórum.
Os Santos exultarão de alegria na sua glória: e rejubilarão nos lugares do seu repouso. V. Cantai ao Senhor um cântico novo: que a assembleia dos fiéis cante sempre os seus louvores.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 144, 10-11 Sancti tui, Dómine, benedícent te: glóriam regni tui dicent. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 144, 10-11 Que os vossos Santos Vos bendigam: que publiquem a glória do vosso reino. Aleluia.

Evangelho Lc. 10, 16-20

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Qui vos audit, me audit: et qui vos spernit, me spernit. Qui autem me spernit, spernit eum, qui misit me. Revérsi sunt autem septuagínta duo cum gáudio, dicéntes: Dómine, étiam dæmónia subjiciúntur nobis in nómine tuo. Et ait illis: Vidébam sátanam sicut fulgur de cœlo cadéntem. Ecce, dedi vobis potestátem calcandi supra serpéntes et scorpiónes, et super omnem virtútem inimíci: et nihil vobis nocébit. Verúmtamen in hoc nolíte gaudére, quia spíritus vobis subjiciúntur: gaudéte autem, quod nómina vestra scripta sunt in cœlis.
Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: «Quem vos ouve, ouve-me a mim; e quem vos despreza, despreza-me a mim. Quem me despreza, despreza Aquele que me enviou». Ora os setenta e dois voltaram, depois, cheios de alegria, dizendo: «Senhor, pelo vosso nome até os demónios se submeteram a nós!». E Ele disse: «Eu via Satanás cair do céu, como um relâmpago. Eis que vos dei poder para calcar as serpentes, os escorpiões e ainda todo o poder do inimigo; e nada vos fará dano. Todavia não deveis alegrar-vos, porque os espíritos estão sujeitos a vós; mas porque os vossos nomes estão escritos nos céus».

Ofertório Página muitosmartires1

Secreta

Sicut glóriam divínæ poténtiæ múnera pro Sanctis obláta testántur: sic nobis efféctum, Dómine, tuæ salvatiónis impéndant. Per Dóminum nostrum &c.
Assim como os dons oferecidos em honra dos vossos Santos testemunham gloriosamente o poder divino, assim também, Senhor, permiti que eles nos alcancem a salvação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sb. 3, 1-2 & 3

Justórum ánimæ in manu Dei sunt, et non tanget illos torméntum malítiæ: visi sunt óculis insipiéntium mori: illi autem sunt in pace.
As almas dos justos estão nas mãos de Deus e o tormento da malícia lhes não causará dano. Aos olhos dos insensatos pareciam mortos, mas estão na paz.

Postcomúnio

Repléti, Dómine, benedictióne sollémni: quǽsumus; ut, per intercessiónem sanctórum Mártyrum tuórum Viti, Modésti et Crescéntiæ, medicína sacraménti et corpóribus nostris prosit et méntibus. Per Dóminum &c.
Saciados com vossa bênção nesta solenidade, dignai-Vos conceder-nos, Senhor, pela intercessão dos vossos Santos Mártires Vito, Modesto e Crescência, que este vosso sacramento seja medicina proveitosa para as nossas almas e corpos. Por nosso Senhor &c.

B. Teresa, Viúva 17 de Junho

Intróito Sl. 44, 15-16

Adducéntur Regi Vírgines post eam, próximæ ejus afferéntur in lætitia et exsultatióne: adducéntur in templum Regis Dómini. Ps. ibid., 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
As virgens serão apresentadas ao Rei após ela: as suas companheiras serão conduzidas em transportes de alegria e de júbilo: serão apresentadas ao Senhor no templo do Rei. Sl. ibid., 2 Meu coração proferiu uma excelente palavra: «Consagro ao Rei as minhas obras». V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui ad Ecclésiam tuam novis semper exémplis imbuéndam, beátam Terésiam, mundáno principátu despécto, ad humilitátis tuæ sectánda vestigia toto corde transire fecísti: concéde; ut ipsíus méritis et exémplo discámus peritúras mundi calcáre delícias, et in ampléxu tuæ crucis ómnia nobis adversántia superáre: Qui vivis et regnas &c.
Ó Deus, que, para instruir a vossa Igreja com exemplos sempre novos, fizestes que a B. Teresa, desprezando a realeza deste mundo, seguisse com todo seu coração os exemplos da vossa humildade, concedei-nos que pelos seus méritos e exemplos desprezemos as glórias e delícias deste mundo e, abraçados à vossa Paixão, vençamos todas as adversidades. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Epístola Ct. 2, 8-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Vox dilécti mei: ecce, iste venit sáliens in móntibus, transíliens colles; símilis est diléctus meus cápreæ hinnulóque cervórum. En, ipse stat post paríetem nostrum, respíciens per fenéstras, prospíciens per cancéllos. En, diléctus meus lóquitur mihi: Surge, própera, amíca mea, colúmba mea, formósa mea, et veni. Jam enim hiems tránsiit, imber ábiit et recéssit. Flores apparuérunt in terra nostra, tempus putatiónis advénit: vox túrturis audíta est in terra nostra: ficus prótulit grossos suos: víneæ floréntes dedérunt odórem suum. Surge, amíca mea, speciósa mea, et veni: colúmba mea in foramínibus petra, in cavérna macériæ, osténde mihi fáciem tuam, sonet vox tua in áuribus meis: vox enim tua dulcis et fácies tua decóra.
Aquela é a voz do meu amado: eis que ele vem, galgando montes e transpondo outeiros! Meu amado é semelhante ao gamo e ao filho das corças. Eis que ele vem por detrás da nossa parede, olhando pelas janelas e espreitando pelas frestas. E o meu amado fala-me e diz: «Ergue-te, apressa-te e vem, ó minha amiga, ó minha pomba, ó minha única beleza! Pois já o Inverno acabou; já as chuvas cessaram e se retiraram. As flores brotaram nos nossos jardins; chegou o tempo da poda; ouve-se a voz da rola nos nossos campos; a figueira começa a mostrar os primeiros frutos e as vinhas em flor exalam aromas! Ergue-te e vem, minha amiga, minha única beleza! Ó minha pomba escondida nas fendas das rochas e nas cavernas dos muros em ruínas, mostra-me a tua face e soe tua voz nos meus ouvidos. A tua voz é doce e a tua face graciosa!».

Gradual Sl. 115, 16-17

Dirupísti víncula mea: tibi sacrificábo hóstiam laudis, et nomen Dómini invocábo. V. Ps. ibid., 18-19 Vota mea Dómino reddam in conspéctu omnis pópuli ejus, in átriis domus Dómini.
Quebrastes as minhas cadeias, ó meu Deus! Eu Vos oferecerei, pois, um sacrifício d e louvor e invocarei o nome do Senhor. V. Sl. ibid., 18-19 Oferecerei os meus votos ao Senhor na presença de todo seu povo e nos átrios da casa do Senhor.
Allelúja, allelúja. Cant. 2, 3 Sub umbra illíus, quem desideráveram, sedi: et fructus ejus dulcis gúturi mea. Allelúja.
Aleluia, aleluia. Ct. 2, 3 Sentei-me à sombra daquele que eu desejara e o seu fruto é muito saboroso ao meu paladar. Aleluia.

Evangelho Página virgensmartires2

Ofertório

Vultum tuum deprecabúntur omnes dívites plebis: filiæ regum in honóre tuo.
Todos os poderosos do povo implorarão o seu rosto: as filhas dos reis honrar-vos-ão.

Secreta

Súscipe, Dómine, sacrifícium, cujus te voluísti dignánter immolatióne placári: et præsta, ut beátæ Terésiæ intercessióne nobis profíciat ad salútem. Per Dominum &c.
Recebei, Senhor, este sacrifício com a imolação do qual quisestes ser dignamente aplacado; e concedei-nos que pela intercessão da B. Teresa seja proveitoso à nossa salvação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Ct. 6, 8

Vidérunt eam fíliæ, et beatíssimam prædicavérunt; reginæ, et laudavérunt eam.
As filhas (de Sião) viram-na e proclamaram-na bem-aventurada: e as rainhas louvaram-na.

Postcomúnio

Ascéndant ad te, Dómine, preces nostræ, Beatæ Terésiæ suffragántibus méritis: ut cæléstibus dápibus temporáliter recreáti, ætérni convívii dulcédine perfruámur. Per Dóminum &c.
Subam até Vós, Senhor, as nossas preces, e pelos sufrágios e méritos da B. Teresa permiti que, assim como neste mundo nos alegramos com a posse das riquezas celestiais, assim também gozemos a doçura do convívio eterno. Por nosso Senhor &c.

S. Efrém, Diácono, Conf. e Doutor 18 de Junho

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Deus, qui Ecclésiam tuam beáti Ephræm Confessóris tui et Doctoris mira eruditióne et præcláris vitæ méritis illustráre voluísti: te súpplices exorámus; ut, ipso intercedénte, eam advérsus erróris et pravitátis insídias perénni tua virtúte deféndas. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que quisestes ilustrar a vossa Igreja com a brilhante erudição e com os méritos da preclara vida do B. Efrém, vosso Confessor e Doutor, humildemente Vos suplicamos que pela sua intercessão a defendais com vosso perpétuo poder das insídias do erro e da perversidade. Por nosso Senhor &c.

Oração S. S. Marcos e Marceliano

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui sanctórum Mártyrum tuórum Marci et Marcelliáni natalítia cólimus; a cunctis malis imminéntibus eórum intercessiónibus liberémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus Omnipotente, celebrando nós o nascimento dos vossos Santos Mártires Marcos e Marceliano, permiti, Vos suplicamos, que por sua intercessão sejamos livres de todos os males que nos ameaçam. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. S. Mártires

Múnera tibi, Dómine, dicáta sanctífica: et, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Marco et Marcelliáno, per eadem nos placátus inténde. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, estes dons que Vos são oferecidos, a fim de que pela intercessão dos vossos Santos Mártires Marcos e Marceliano Vos digneis aplacar-Vos e olhardes aplacado para nós. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. S. Mártires

Salutáris tui, Dómine, múnere satiáti, súpplices exorámus: ut, cujus lætámur gustu, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Marco et Marcelliáno, renovémur efféctu. Per Dóminum &c.
Saciados com este dom salutar, humildemente Vos suplicamos que, havendo recebido com alegria este sacramento, sejamos, por intercessão dos vossos Santos Mártires Marcos e Marceliano, restaurados pelo seu eficaz efeito. Por nosso Senhor &c.

S. Juliana de Falconéri, Virgem 19 de Junho

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Deus, qui beátam Juliánam Vírginem tuam extrémo morbo laborántem, pretióso Fílii tui Córpore mirabíliter recreáre dignátus es: concéde, quǽsumus; ut, ejus intercedéntibus méritis, nos quoque eódem in mortis agóne refécti ac roboráti, ad cœléstem pátriam perducámur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que com o preciosíssimo Corpo de vosso Filho Vos dignastes sustentar miraculosamente a B. Juliana, vossa Virgem, quando ela sofreu a última doença, concedei-nos, pelos seus méritos e intercessão, Vos suplicamos, que também na nossa agonia mortal sejamos alimentados e fortificados com este mesmo Corpo e conduzidos à pátria celestial. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Oração S. S. Gervásio e Protásio

Deus, qui nos ánnua sanctórum Martyrum tuórum Gervásii et Protásii sollemnitáte lætíficas: concéde propítius; ut, quorum gaudémus méritis, accendámur exémplis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a solenidade anual dos vossos Santos Mártires Gervásio e Protásio, concedei-nos propício que sejamos inflamados pelos exemplos daqueles cujos méritos nos enchem de alegria celestial. Pelo nosso Senhor &c.

Secreta S. S. Mártires

Oblátis, quǽsumus, Dómine, placáre munéribus: et, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis, a cunctis nos defénde perículis. Per Dóminum nostrum &c.
Deixai-Vos aplacar com os dons que Vos oferecemos, Senhor, e por intercessão dos vossos Santos Mártires defendei-nos de todos os perigos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio S. S. Mártires

Hæc nos commúnio, Dómine, purget a crímine: et, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Gervásio et Protásio, cœléstis remédii fáciat esse consórtes. Per Dóminum nostrum &c.
Que esta comunhão nos purifique dos nossos crimes, Senhor, e que por intercessão dos vossos Santos Mártires Gervásio e Protásio nos faça participantes do remédio celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Silvério, Papa e Mártir 20 de Junho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

B. Francisco Pacheco e Outros, Márts. Nalgumas Dioceses, 20 de Junho

Intróito

O Senhor dirigirá ao seu povo palavras de paz: e igualmente assim falará aos seus fiéis e àqueles que se converterem a Ele. Abençoastes, Senhor, a vossa terra e fizestes cessar o cativeiro de Jacob. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Deus, que nos alegrais com o aniversário solene do martírio do B. Francisco e seus Companheiros, concedei-nos propício que aqueles cujos méritos nos enchem de alegria, nos inflamem também com seus exemplos. Por nosso Senhor &c.

Epístola

Lição da Ep.ª do B. Ap.º Pedro.
Caríssimos: Alegrai-vos, se tomais parte nos sofrimentos de Cristo; pois exultareis de alegria na manifestação da sua glória. Sereis felizes, se fordes ultrajados por causa do nome de Cristo; pois o espírito de honra, de glória e de virtude de Deus, que é o seu Espírito, repousará sobre vós. Porém, nenhum de vós sofra como homicida, como ladrão, como malfeitor ou como cobiçador dos bens alheios. Todavia, se é como cristão que padece, não se envergonhe, e antes glorifique Deus neste nome. É chegado o tempo de principiar o juízo pela casa de Deus. Ora, se começa por vós, qual será o fim daqueles que não crêem no Evangelho de Deus? Se só o justo será salvo, que acontecerá ao ímpio e ao pecador? Assim, pois, aqueles que sofrem segundo a vontade de Deus encomendam as suas almas ao seu fiel Criador, praticando obras boas.

Gradual

Deus é glorificado nos seus Santos: Deus é admirável na sua majestade: Deus pratica muitos prodígios. Vossa dextra esmagou os vossos inimigos.
Aleluia, aleluia. Esta é a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo: ela segue Cristo e possuirá gloriosamente o reino celestial. Aleluia.

Evangelho Página muitosmartires2

Ofertório

Ó justos, alegrai-vos no Senhor e exultai de júbilo: todos aqueles que possuem o coração recto serão glorificados.

Secreta

Deixai-Vos aplacar, Senhor, com a oferta que Vos apresentamos, e pela intercessão dos vossos B. B. Mártires defendei-nos de todos os perigos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Senhor, deram como alimento às aves do céu os corpos dos vossos servos, que haviam sido mortos, e deram as carnes dos vossos Santos às feras da terra. Pelo poder do vosso braço conservai os filhos daqueles que foram mortos.

Postcomúnio

Que esta comunhão, Senhor, nos purifique das nossas faltas; e pela intercessão dos B. B. Mártires Francisco e seus Companheiros fazei que nos torne participantes do remédio celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Luís Gonzaga, Conf. 21 de Junho

Intróito Sl. 8, 6

Minuísti eum paulo minus ab Angelis: glória et honóre coronásti eum. Ps. 148, 2 Laudáte Dóminum, omnes Angeli ejus: laudáte eum, omnes virtútes ejus. V. Gloria Patri &c.
Vós o criastes um pouco abaixo dos Anjos: Vós o coroastes com honra e glória. Sl. 148, 2 Que todos os Anjos do Senhor louvem o Senhor; que todos os exércitos do Senhor louvem o Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Cœléstium donórum distribútor, Deus, qui in angélico júvene Aloísio miram vitæ innocéntiam pari cum pœniténtia sociásti: ejus méritis et précibus concéde; ut, innocéntem non secúti, pœniténtem imitémur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, distribuidor dos dons celestiais, que reunistes no angélico jovem Luís uma brilhante inocência de vida com uma não menos admirável penitência, concedei-nos pelos seus méritos e preces que o imitemos na penitência, já que o não acompanhamos na inocência. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página confessoresnaopontifices1

Gradual Sl. 70, 5-6

Dómine, spes mea: in te confirmátus sum ex útero: de ventre matris meæ tu es protéctor meus. V. Ps. 40, 13 Me autem propter innocéntiam suscepísti: et confirmásti me in conspéctu tuo in ætérnum.
Desde a minha juventude, Senhor, sois a minha esperança; desde o meu nascimento fiquei ligado a Vós; e desde o seio de minha mãe sois o meu protector. V. Sl. 40, 13 Acolhestes-me por causa da minha inocência: e quisestes que ficasse sempre na vossa presença.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 64, 5 Beátus, quem elegísti et assumpsísti: inhabitábit in átriis tuis. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 64, 5 Bem-aventurado aquele que escolhestes e chamastes para junto de Vós, pois habitará nos átrios do Senhor. Aleluia.

Evangelho Mt. 22, 28-40

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Respóndens Jesus, ait sadducǽis: Errátis, nesciéntes Scriptúras neque virtútem Dei. In resurrectióne enim neque nubent neque nubéntur: sed erunt sicut Angeli Dei in cœlo. De resurrectióne autem mortuórum non legístis, quod dictum est a Deo dicénte vobis: Ego sum Deus Abraham et Deus Isaac et Deus Jacob? Non est Deus mortuórum, sed vivéntium. Et audiéntes turbæ, mirabántur in doctrína ejus. Pharisǽi autem audiéntes, quod siléntium imposuísset sadducǽis, convenérunt in unum: et interrogávit eum unus ex eis legis doctor, tentans eum: Magíster, quod est mandátum magnum in lege? Ait illi Jesus: Díliges Dóminum, Deum tuum, ex toto corde tuo, et in tota ánima tua, et in tota mente tua. Hoc est máximum et primum mandátum. Secúndum autem símile est huic: Díliges próximum tuum, sicut teípsum. In his duóbus mandátis univérsa lex pendet et Prophétæ.
Naquele tempo, respondendo Jesus aos saduceus, disse-lhes: «Estais no erro e não compreendeis nem as Escrituras, nem o poder de Deus; pois após a ressurreição os homens se não ligarão a mulheres, nem as mulheres tomarão maridos; mas serão como os Anjos de Deus no céu. Acerca da ressurreição dos mortos, não lestes o que está escrito quando Deus vos disse: «Eu son o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e de Jacob? Deus não é dos mortos, mas dos vivos». E as turbas, que o escutavam, estavam admiradas da sua doutrina. Porém os fariseus, ouvindo dizer que Ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho; e um deles, que era doutor da Lei, fez-lhe esta interrogação para O tentar: «Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?». Jesus disse-lhe: «Amarás o Senhor, teu Deus, com todo teu coração, com toda tua alma e com todo teu entendimento. Este é o maior e o primeiro mandamento. Porém, há um segundo, igual a este, qual é: amarás o teu próximo como a ti mesmo. Nestes dois mandamentos se encerram toda a Lei e os Profetas».

Ofertório Sl. 23, 3-4

Quis ascéndet in montem Dómini, aut quis stabit in loco sancto ejus? Innocens mánibus, et mundo corde.
Quem ascenderá à montanha do Senhor? Quem permanecerá no seu lugar sagrado? Aqueles cujas mãos são inocentes e cujo coração é puro.

Secreta

Cœlésti convívio fac nos, Dómine, nuptiáli veste indútos accúmbere: quam beáti Aloísii pia præparátio et juges lácrimæ inæstimabílibus ornábant margarítis. Per Dóminum &c.
Para que sejamos admitidos ao celestial banquete, concedei-nos, Senhor, que sejamos revestidos com a veste nupcial que o B. Luís, com suas fervorosas disposições e lágrimas contínuas, ornava de pérolas preciosas. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 77, 24-25

Panem cœli dedit eis: panem Angelórum manducávit homo.
Deu-lhe o pão do céu: o homem comeu o pão dos Anjos.

Postcomúnio

Angelórum esca nutrítos, angélicis étiam, Dómine, da móribus vívere: et ejus, quem hódie cólimus, exémplo in gratiárum semper actióne manére. Per Dóminum nostrum &c.
Havendo nós sido alimentados com o Pão dos Anjos, concedei-nos, Senhor, que vivamos também como os Anjos, e, imitando o exemplo daquele que festejamos hoje, vivamos apresentando-Vos sempre a nossa acção de graças. Por nosso Senhor &c.

S. Paulino, B. e Conf. 22 de Junho

Intróito Página confessorespontifices2

Oração

Deus, qui ómnia pro te in hoc sǽculo relinquéntibus, céntuplum in futúro et vitam ætérnam promisísti: concéde propítius; ut, sancti Pontíficis Paulíni vestígiis inhæréntes, valeámus terréna despícere et sola cœléstia desideráre: Qui vivis &c.
Ó Deus, que àqueles que tudo abandonaram neste mundo para Vos seguirem prometestes o cêntuplo e a vida eterna, concedei-nos propício que, seguindo os exemplos do santo Pontífice Paulino, desprezemos sempre as coisas terrenas e aspiremos somente às celestiais. Ó Vós, que viveis &c.

Epístola 2 Cor. 8, 9-15

Lectio Epístolæ beati Pauli Apostoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Scitis grátiam Dómini nostri Jesu Christi, quóniam propter vos egénus factus est, cum esset dives, ut illíus inópia vos dívites essétis. Et consílium in hoc do: hoc enim vobis útile est, qui non solum fácere, sed et velle coepistis ab anno prióre: nunc vero et facto perfícite: ut, quemádmodum promptus est ánimus voluntátis, ita sit et perficiéndi ex eo quod habétis. Si enim volúntas prompta est, secúndum id quod habet, accépta est, non secúndum id quod non habet. Non enim ut áliis sit remíssio, vobis autem tribulátio, sed ex æqualitáte. In præsénti témpore vestra abundántia illórum inópiam súppleat: ut et illórum abundántia vestræ inópiæ sit suppleméntum, ut fiat æquálitas, sicut scriptum est: Qui multum, non abundávit: et qui módicum, non minorávit.
Meus irmãos: Conheceis a bondade de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre, por causa de vos tornar ricos pela sua pobreza. A este respeito dou-vos um conselho, que vos é tanto mais útil quanto começastes, não somente agora a praticar esta virtude, mas já o fazeis desde o último ano. Agora, pois, completai a vossa obra, a fim de que, tal como tem estado pronta a vossa vontade para querer, tal esteja também para cumprir o que quereis, segundo os meios que possuís; pois, quando a vontade está pronta, segundo o que possui, ela é agradável a Deus, mas não segundo o que se não possui. Não digo isto para que eles sintam alívio, e fiqueis atribulados; mas para que haja igualdade. Nas circunstâncias presentes a vossa abundância supra as necessidades dos outros, de sorte que haja igualdade, assim como está escrito: «Àquele que recolheu muito lhe não sobejou; e àquele que recolheu pouco lhe não faltou».

Gradual Ecl. 44, 16

Ecce sacérdos magnus, qui in diébus suis plácuit Deo. V. ibid., 20 Non est invéntus símilis illi, qui conserváret legem Excélsi.
Eis o grande sacerdote que nos dias da sua vida agradou a Deus. V. ibid., 20 Ninguém o igualou na observância das leis do Altíssimo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 109, 4 Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque.

Evangelho Página confessoresnaopontifices2

Ofertório Sl. 88, 21-22

Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum.
Encontrei o seu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado. Minha mão o socorrerá e o meu braço o fortalecerá.

Secreta

Da nobis, Dómine, perféctæ caritátis sacrifícium, exémplo sancti Pontíficis Paulíni, cum altáris oblatióne conjúngere: et beneficéntiæ stúdio sempitérnam misericórdiam promeréri. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Senhor, que, imitando o exemplo do Santo Pontífice Paulino, juntemos à oferta do altar o sacrifício da caridade perfeita; e permiti que, aplicando-nos ao exercício da beneficência, mereçamos alcançar o perdão. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 42

Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram.
Eis o servo fiel e prudente que o Senhor estabeleceu acima da sua família para distribuir, oportunamente, a cada um a sua medida de trigo.

Postcomúnio

Tríbue nobis per hæc sancta, Dómine, illum pietátis et humilitátis afféctum, quem ex hoc divíno fonte hausit sanctus Póntifex tuus Paulínus: et, ipsíus intercessióne, in omnes, qui te deprecántur, grátiæ tuæ divítias benígnus effúnde. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, Senhor, em virtude destes sacramentos aqueles sentimentos de piedade e de humildade que o vosso Santo Pontífice Paulino auria nesta fonte divina; e pela sua intercessão infundi benigno as riquezas da vossa graça naqueles que Vo-las suplicam. Por nosso Senhor &c.

Vigília de S. João Baptista 23 de Junho

Intróito Lc. 1,13, 15 & 14

Ne tímeas, Zacharía, exaudíta est orátio tua: et Elísabeth uxor tua páriet tibi fílium, et vocábis nomen ejus Joánnem: et erit magnus coram Dómino: et Spíritu Sancto replébitur adhuc ex útero matris suæ: et multi in nativitáte ejus gaudébunt. Ps. 20, 2 Dómine, in virtúte tua lætábitur rex: et super salutáre tuum exsultábit veheménter. V. Gloria Patri &c.
Não temas, Zacarias, pois a tua oração foi ouvida: Isabel, tua esposa, dará à luz um filho, a quem darás o nome de João. Ele será grande diante de Deus e cheio do Espírito Santo desde o seio de sua mãe. Muitos se regozijarão com seu nascimento. Sl. 20, 2 Senhor, alegrar-se-á o Rei com seu poder: e exultará com viva alegria, esperando a vossa salvação. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Præsta, quǽsumus, omnipotens Deus: ut familia tua per viam salútis incedat; et, beáti Joánnis Præcursóris hortaménta sectándo ad eum, quem prædíxit, secura perveniat, Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum: Qui tecum vivit et regnat &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, permiti que a vossa família caminhe sempre pela via da salvação, a fim de que, sendo fiel aos ensinos do B. João, o Precursor, consiga encontrar Aquele que ele anunciou: nosso Senhor Jesus Cristo, que convosco vive e reina &c.

Epístola Jr. 1, 4-10

Léctio Jeremíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Jeremias.
In diébus illis: Factum est verbum Dómini ad me, dicens: Priúsquam te formárem in útero, novi te: et ántequam exíres de vulva, sanctificári te, et prophétam in géntibus dedi te. Et dixi: A a a, Dómine Deus: ecce, néscio loqui, quia puer ego sum. Et dixit Dóminus ad me: Noli dícere: Puer sum; quóniam ad ómnia, quæ mittam te, ibis: et univérsa, quæcúmque mandávero tibi, lóqueris. Ne tímeas a fácie eórum: quia tecum ego sum, ut éruam te, dicit Dóminus. Et misit Dóminus manum suam, et tétigit os meum: et dixit Dóminus ad me: Ecce, dedi verba mea in ore tuo; ecce, constítui te hódie super gentes et super regna, ut evéllas, et déstruas et dispérdas et díssipes et ædífices et plantes: dicit Dóminus omnípotens.
Naquele dias, foi-me dirigida a palavra do Senhor, dizendo-me: «Antes de te formar no seio de tua mãe, já te conhecia; e antes de saíres dele, já te santificara e consagrara Profeta entre os povos». E eu disse: «Ah! ah! ah! Senhor Deus, não sei falar, pois sou menino!». Então o Senhor disse: «Não digas «sou menino»; pois tu irás junto de todos aqueles a quem te mandar, e dirás tudo quanto te ordenar. Não temas, pois, quando estiveres na presença deles, porque estarei contigo para te livrar», diz o Senhor. Depois o Senhor estendeu a sua mão e tocou com ela na minha boca. E o Senhor disse-me: «Eis que pus as minhas palavras na tua boca; e te estabeleci hoje sobre os povos e os reinos, para arrancares e destruíres, para plantares e edificares», diz o Senhor omnipotente.

Gradual Jo. 1, 6-7

Fuit homo missus a Deo, cui nomen erat Joánnes. V. Hic venit, ut testimónium perhibéret de lúmine, paráre Dómino plebem perféctam.
Foi enviado por Deus um homem que se chamava João. V. Ele veio para dar testemunho da luz e preparar um povo perfeito para o Senhor.

Evangelho Lc. 1, 5-17

Initium sancti Evangélii secúndum Lucam.
Início do santo Evangelho segundo S. Lucas.
Fuit in diébus Heródis, regis Judǽæ, sacérdos quidam nómine Zacharías, de vice Abía, et uxor illíus de filiábus Aaron, et nomen ejus Elísabeth. Erant autem justi ambo ante Deum, incedéntes in ómnibus mandátis et justificatiónibus Dómini sine queréla, et non erat illis fílius, eo quod esset Elísabeth stérilis, et ambo processíssent in diébus suis. Factum est autem, cum sacerdótio fungerátur in órdine vicis suæ ante Deum, secúndum consuetúdinem sacerdótii, sorte éxiit, ut incénsum póneret, ingréssus in templum Dómini: et omnis multitúdo pópuli erat orans foris hora incénsi. Appáruit autem illi Angelus Dómini, stans a dextris altáris incénsi. Et Zacharias turbátus est, videns, et timor írruit super eum. Ait autem ad illum Angelus: Ne tímeas, Zacharía, quóniam exaudíta est deprecátio tua: et uxor tua Elísabeth páriet tibi fílium, et vocábis nomen ejus Joánnem: et erit gáudium tibi et exsultátio, et multi in nativitáte ejus gaudébunt: erit enim magnus coram Dómino: et vinum, et síceram non bibet, et Spíritu Sancto replébitur adhuc ex útero matris suæ: et multos filiórum Israël convértet ad Dóminum, Deum ipsórum: et ipse præcédet ante illum in spíritu et virtúte Elíæ: ut convértat corda patrum in fílios, et incrédulos ad prudéntiam justórum, paráre Dómino plebem perféctam.
No tempo em que Herodes reinava na Judeia, havia um sacerdote chamado Zacarias, da classe de Abias. Sua mulher era filha de Aarão e chamava-se Isabel. Ambos eram justos diante de Deus, cumprindo irrepreensivelmente todos os mandamentos e preceitos do Senhor. Não tinham filhos (pois Isabel era estéril); e ambos já estavam em idade avançada. Ora aconteceu que, enquanto Zacarias desempenhava as funções do seu ministério diante de Deus, na altura da sua classe, segundo o costume entre os sacerdotes, foi escolhido pela sorte para entrar no santuário do Senhor e oferecer aí o incenso. E quando era a hora própria do incenso, toda a multidão do povo estava fora em oração. Então, um Anjo do Senhor apareceu-lhe, estando de pé e à direita do altar do incenso. Logo que Zacarias o viu, ficou perturbado e cheio de temor. Mas o Anjo disse-lhe: «Não temas, Zacarias; pois a tua oração foi ouvida: tua mulher dará à luz um filho, ao qual chamarás João, e será para ti motivo de júbilo e de alegria, regozijando-se muitos com seu nascimento, pois será grande diante do Senhor; não beberá vinho, nem cidra e será cheio do Espírito Santo desde o seio de sua mãe. Ele converterá ao Senhor, seu Deus, muitos filhos de Israel e caminhará adiante d’Ele com o espírito e o poder de Elias para chamar os corações dos pais aos filhos e os rebeldes à prudência dos justos, e assim preparar para o Senhor um povo perfeito».

Ofertório Página 1vigiliaapostolos

Secreta

Múnera, Dómine, obláta sanctífica: et, intercedénte beáto Joánne Baptista, nos per hæc a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor os dons que Vos são oferecidos e pela intercessão do B. João Baptista fazei que nos purifiquem das manchas dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 20, 6

Magna est glória ejus in salutári tuo: glóriam et magnum decórem ímpones super eum, Dómine.
Grande é, Senhor, a sua glória, graças à vossa protecção. Vós o rodeastes de glória e de magnificência.

Postcomúnio

Beáti Joánnis Baptístæ nos, Dómine, præclára comitétur orátio: et, quem ventúrum esse prædíxit, poscat nobis fore placátum, Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum: Qui tecum vivit et regnat &c.
Fazei, Senhor, que a insigne Oração do B. João Baptista acompanhe a nossa e que implore em nosso favor a misericórdia d’Aquele que ele profetizou: nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que convosco vive e reina &c.

Nascimento de S. João Baptista 24 de Junho

Intróito Is. 49, 1 & 2

De ventre matris meæ vocávit me Dóminus in nómine meo: et pósuit os meum ut gládium acútum: sub teguménto manus suæ protéxit me, et pósuit me quasi sagíttam eléctam. Ps. 91, 2 Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
O Senhor chamou-me pelo meu nome quando eu ainda estava no seio da minha mãe: e Ele tornou a minha boca semelhante a uma espada aguçada, protegeu-me com a sombra da sua mão, dispondo-me como uma flecha escolhida. Sl. 91, 2 É bom louvar o Senhor; e cantar o vosso nome, ó Altíssimo. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui præséntem diem honorábilem nobis in beáti Joánnis nativitáte fecísti: da pópulis tuis spirituálium grátiam gaudiórum; et ómnium fidélium mentes dirige in viam salútis ætérnæ. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que tornastes este dia memorável com o nascimento do B. João Baptista, concedei ao vosso povo a graça dos gozos espirituais; e guiai os corações de todos vossos fiéis pelo caminho da salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

Epístola Is. 49, 1-3, 5, 6 & 7

Léctio Isaíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Isaías.
Audíte, ínsulæ, et atténdite, pópuli, de longe: Dóminus ab útero vocavit me, de ventre matris meæ recordátus est nóminis mei. Et pósuit os meum quasi gládium acútum: in umbra manus suæ protéxit me, et pósuit me sicut sagíttam eléctam: in pháretra sua abscóndit me. Et dixit mihi: Servus meus es tu, Israël, quia in te gloriábor. Et nunc dicit Dóminus, formans me ex útero servum sibi: Ecce, dedi te in lucem géntium, ut sis salus mea usque ad extrémum terræ. Reges vidébunt, et consúrgent príncipes, et adorábunt propter Dominum et sanctum Israël, qui elégit te.
Escutai, ó ilhas, e vós, ó povos longínquos, ouvi: «O Senhor chamou-me quando eu ainda estava no seio de minha mãe e recordou-se do meu nome quando ainda estava nas entranhas dela. E Ele tornou a minha boca semelhante a uma espada aguçada, protegendo-me com a sombra da sua mão, dispondo-me como uma flecha escolhida e recolhendo-me na sua bainha». E disse-me: «Ó Israel, és o meu servo; em ti serei glorificado!». Agora o Senhor, que me formou, já desde o seio de minha mãe para ser o seu servo, disse-me: «Eis que te escolhi para seres a luz dos povos e a salvação que envio até aos confins da terra. Os reis te verão; os príncipes se erguerão e te adorarão por causa do Senhor e do santo de Israel que te escolheu».

Gradual Jr. 1, 5 & 9

Priusquam te formárem in útero, novi te: et ántequam exíres de ventre, santificávi te. V. Misit Dóminus manum suam, et tétigit os meum, et dixit mihi.
Antes de te formar no seio de tua mãe, já te conhecia: e antes de saíres dele, já te santificara. V. O Senhor estendeu a sua mão, tocou com ela na minha boca e disse-me:
Allelúja, allelúja. V. Luc. 1, 76 Tu, puer, Prophéta Altíssimi vocáberis: præíbis ante Dóminum paráre vias ejus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Lc. 1, 76 Tu, ó menino, serás chamado Profeta do Altíssimo; pois caminharás adiante do Senhor para preparar as suas vias. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 57-68

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
Elísabeth implétum est tempus pariéndi, et péperit fílium. Et audiérunt vicíni et cognáti ejus, quia magnificávit Dóminus misericórdiam suam cum illa, et congratulabántur ei. Et factum est in die octávo, venérunt circumcídere púerum, et vocábant eum nómine patris sui Zacharíam. Et respóndens mater ejus, dixit: Nequáquam, sed vocábitur Joánnes. Et dixérunt ad illam: Quia nemo est in cognatióne tua, qui vocátur hoc nómine. Innuébant autem patri ejus, quem vellet vocári eum. Et póstulans pugillárem, scripsit, dicens: Joánnes est nomen ejus. Et miráti sunt univérsi. Apértum est autem illico os ejus et lingua ejus, et loquebátur benedícens Deum. Et factus est timor super omnes vicínos eórum: et super ómnia montána Judǽæ divulgabántur ómnia verba hæc: et posuérunt omnes, qui audíerant in corde suo, dicéntes: Quis, putas, puer iste erit? Etenim manus Dómini erat cum illo. Et Zacharías, pater ejus, repletus est Spíritu Sancto, et prophetávit, dicens: Benedíctus Dóminus, Deus Israël, quia visitávit et fecit redemptiónem plebis suæ.
Havendo chegado o tempo em que Isabel devia dar à luz, deu ela à luz o seu filho. E os vizinhos e parentes compreenderam que o Senhor manifestara nela sua misericórdia, felicitando-a por essa graça. E aconteceu que no oitavo dia vieram para ser circuncidado o menino, chamando-lhe Zacarias, do nome de seu pai. Mas a mãe, tomando a palavra, disse: «Não; chamar-se-á João!». E responderam-lhe: «Não há ninguém na tua família com este nome!». E perguntaram por sinais ao pai do menino como queria que lhe chamassem. Então este, pedindo a tabela, escreveu: «João é o seu nome!». E todos ficaram admirados. No mesmo instante a sua boca abriu-se e a sua língua desatou-se, falando e bendizendo o Senhor. Logo se espalhou o temor pelos vizinhos, divulgando-se a notícia destas maravilhas por todo o país das montanhas da Judeia. E aqueles que ouviam isto guardavam-no no coração, dizendo: «Quem pensais que será este menino? Eis que a mão do Senhor está com ele». E Zacarias, seu pai, ficou cheio do Espírito Santo e profetizou, dizendo: «Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, que visitou e resgatou o seu povo».

Ofertório Sl. 91, 13

Justus ut palma florébit: sicut cedrus, quæ in Líbano est, multiplicábitur.
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano.

Secreta

Tua, Dómine, munéribus altária cumulámus: illíus nativitátem honóre débito celebrántes, qui Salvatórem mundi et cécinit ad futúrum et adésse monstravit, Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum: Qui tecum vivit &c.
Enchemos os vossos altares com ofertas, Senhor, a fim de celebrarmos com as honras que merece o nascimento daquele que profetizou a vinda do Salvador do mundo e que manifestou ao povo a presença de nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho: Que vive e reina &c.

Comúnio Lc. 1, 76

Tu, puer, Propheta Altíssimi vocaberis: præíbis enim ante fáciem Dómini paráre vias ejus.
Tu, ó menino, serás chamado Profeta do Altíssimo; pois caminharás adiante do Senhor para preparar as suas vias.

Postcomúnio

Sumat Ecclésia tua, Deus, beáti Joánnis Baptístæ generatióne lætítiam: per quem suæ regeneratiónis cognóvit auctórem, Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum: Qui tecum vivit &c.
Que a vossa Igreja, Senhor, goze a alegria do nascimento do B. João Baptista, que nos tornou conhecido o autor da sua regeneração: nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho: Que vive e reina &c.

S. Guilherme, Abade 25 de Junho

Como na Missa Os justi, página abades, excepto:

Oração

Deus, qui infirmitáti nostræ ad teréndam salútis viam in Sanctis tuis exémplum et præsídium collocásti: da nobis, ita beáti Guliélmi Abbátis mérita venerári; ut ejúsdem excipiámus suffrágia et vestígia prosequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que para facilitar à nossa fraqueza o caminho da salvação no auxiliais com o exemplo e com a assistência dos vossos Santos, concedei-nos a graça de imitar os méritos do B. Abade Guilherme de modo que mereçamos o socorro das suas preces e sigamos os seus passos. Por nosso Senhor &c.

S. S. João e Paulo, Mártires 26 de Junho

Intróito Página vitomodestocrescencia

Oração

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut nos gemináta lætítia hodiérnæ festivitátis excípiat, quæ de beatórum Joánnis et Pauli glorificatióne procédit; quos eadem fides et pássio vere fecit esse germános. Per Dóminum &c.
Ó Senhor omnipotente, Vos rogamos, permiti que participemos da alegria desta dupla festa, neste dia em que são glorificados os B. B. João e Paulo, que a mesma fé e o mesmo martírio tornaram verdadeiramente irmãos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ecl. 44, 10-15

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Hi viri misericórdiæ sunt, quorum pietátes non defuérunt: cum semine eórum pérmanent bona, heréditas sancta nepótes eórum, et in testaméntis stetit semen eórum: et fílii eórum propter illos usque in ætérnum manent: semen eórum et glória eórum non derelinquétur. Córpora ipsórum in pace sepúlta sunt, et nomen eórum vivit in generatiónem et generatiónem. Sapiéntiam ipsórum narrent pópuli, et laudem eórum núntiet Ecclésia.
São homens de misericórdia e as obras da sua piedade não faltaram. Os bens, que deixaram à posteridade, permanecerão sempre. Seus descendentes constituirão uma herança sagrada; a sua raça manterá a aliança com Deus; e em virtude dela os seus filhos subsistirão eternamente, nunca mas acabando a sua geração, assim como a sua glória. Seus corpos foram sepultados em paz e o seu nome vive em todas as gerações. Que os povos, pois, publiquem a sua sabedoria e que a Igreja cante os seus louvores.

Gradual Sl. 132, 1-2

Ecce, quam bonum et quam jucúndum, habitáre fratres in unum! V. Sicut unguéntum in cápite, quod descéndit in barbam, barbam Aaron.
Ah! como é bom e consolador que os irmãos habitem juntamente. V. É como o perfume espalhado na cabeça, que desceu sobre a barba de Aarão.
Allelúja, allelúja. V. Hæc est vera fratérnitas, quæ vicit mundi crímina: Christum secúta est, ínclita tenens regna cœléstia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Esta é a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo: ela seguiu Cristo e por isso possuirá gloriosamente o reino do céu. Aleluia.

Evangelho Página muitosmartires3

Ofertório Sl. 5, 12-13

Gloriabúntur in te omnes, qui díligunt nomen tuum, quóniam tu, Dómine, benedíces justo: Dómine, ut scuto bonæ voluntátis tuæ coronásti nos.
Todos aqueles que amam o vosso nome, Senhor, serão glorificados convosco, pois abençoais o justo. Vós o protegereis, Senhor, com vossa boa vontade, como se fora um escudo.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, sanctórum Martyrum tuórum Joánnis et Pauli dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per Dóminum nostrum &c.
Aceitai benigno, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos pelos méritos dos vossos Santos Mártires João e Paulo e dignai-Vos, em virtude delas, fazer descer sobre nós o vosso perpétuo socorro. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sb. 3, 4, 5 & 6

Est si coram homínibus torménta passi sunt, Deus tentavit eos: tamquam aurum in fornáce probávit eos, et quasi holocáusta accépit eos.
Se sofreram tormentos diante dos homens, foi porque Deus os provou. Deus provou-os, como ao ouro, na fornalha, e recebeu-os, como hóstia de holocausto.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, sanctórum Martyrum tuórum Joánnis et Pauli sollémnia celebrántes, sacraménta cœléstia: præsta, quǽsumus; ut, quod temporáliter gérimus, ætérnis gáudiis consequámur. Per Dóminum &c.
Recebemos, Senhor, os vossos celestiais sacramentos, celebrando a festa dos vossos Santos Mártires João e Paulo; e concedei-nos, Vos suplicamos, que alcancemos nos gozos eternos o que agora celebrámos. Por nosso Senhor &c.

S. Pelágio Nalgumas Dioceses, 26 de Junho

Intróito

Fizestes-Vos, Senhor, o meu auxiliar e o meu protector: e livrastes-me da perdição: livrastes-me das mãos daqueles que procuravam tirar-me a vida, assim como do rei iníquo e das línguas injustas. Entoai em honra do Senhor um cântico novo, pois Ele operou maravilhas. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Deus, que pela magnitude da vossa inefável piedade permitistes que o B. Pelágio, sendo de pouca idade, se mostrasse grande na fé e virtude, Concedei-nos, Vos suplicamos, que, assim como Veneramos a sua glória, assim também imitemos a sua inocência. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice1

Gradual

Sois a minha esperança, Senhor, desde a minha juventude: por Vós fui fortalecido ainda antes de nascer: desde o seio de minha mãe que sois o meu protector. Aceitastes-me por causa da minha inocência e fortalecestes-me para sempre na vossa presença.
Aleluia, aleluia. Sou, fui e serei cristão (diz Pelágio ao rei) eis porque não temo a morte. Aleluia.

Evangelho Página martirnaopontifice2

Ofertório

Sua vida consumou-se em breve; contudo encheu seus anos com muitas coisas, pois sua alma era agradável a Deus. Eis porque Ele se apressou a tirá-lo do meio das iniquidades.

Secreta

Vos oferecemos, Senhor, a hóstia imaculada, rogando-Vos insistentemente que em virtude das preces e da intercessão do B. Pelágio, vosso Mártir, alcancemos o que humildemente Vos pedimos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Aquele que vencer envergará os vestidos brancos: e Eu confessarei o seu nome na presença de meu Pai e dos seus Anjos, aleluia.

Postcomúnio

Saciados com o banquete do alimento espiritual e animados com a sacratíssima bebida, Vos suplicamos, Senhor, nosso Deus, que, assim como nos alegramos com a coroa triunfal do B. Pelágio, vosso Mártir, assim também continuamente gozemos o seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Vigília de S. S. Pedro e Paulo, Aps. 28 de Junho

Intróito Jo. 21, 18-19

Dicit Dóminus Petro: Cum esses júnior, cingébas te et ambulábas, ubi volébas: cum autem senúeris, exténdes manus tuas, et álius te cinget et ducet, quo tu non vis: hoc autem dixit, signíficans, qua morte clarificatúrus esset Deum. Ps. 18, 1 Cœli enárrant glóriam Dei: et ópera mánuum ejus annúntiat firmaméntum. V. Gloria Patri &c.
O Senhor disse a Pedro: «Quando tu eras mais novo, cingias-te a ti mesmo e ias onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as tuas mãos, um outro te cingirá e te conduzirá onde não queiras». Isto foi-lhe dito para lhe indicar com que morte deveria glorificar Deus. Sl. 18, 1 Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut nullis nos permíttas perturbatiónibus cóncuti; quos in apostólicæ confessiónis petra solidásti. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, havendo nós sido estabelecidos sobre a pedra sólida da fé dos Apóstolos, dignai-Vos permitir que nenhuma perturbação abale a nossa fé. Por nosso Senhor &c.

Epístola Act. 3, 1-10

Léctio Actuum Apostolórum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diébus illis: Petrus et Joánnes ascendébant in templum ad horam oratiónis nonam. Et quidam vir, qui erat claudus ex útero matris suæ, bajulabátur: quem ponébant cotídie ad portam templi, quæ dícitur Speciósa, ut péteret eleemósynam ab introeúntibus in templum. Is cum vidísset Petrum et Joánnem incipiéntes introíre in templum, rogábat, ut eleemósynam acciperet. Intuens autem in eum Petrus cum Joánne, dixit: Réspice in nos. At ille intendébat in eos, sperans se áliquid acceptúrum ab eis. Petrus autem dixit: Argéntum et aurum non est mihi; quod autem habeo, hoc tibi do: In nómine Jesu Christi Nazaréni surge, et ámbula. Et apprehénsa manu ejus déxtera, allevávit eum, et protínus consolidátæ sunt bases ejus et plantæ. Et exsíliens stetit, et ambulábat: et intrávit cum illis in templum, ámbulans et exsíliens et laudans Deum. Et vidit omnis populus eum ambulántem et laudántem Deum. Cognoscébant autem illum, quod ipse erat, qui ad eleemósynam sedébat ad Speciósam portam templi: et impléti sunt stupore et écstasi in eo, quod contígerat illi.
Como Pedro e João subissem ao templo para a hora nona da oração, encontraram um homem, que era coxo desde o seio de sua mãe, a quem colocavam todos os dias à porta do templo, chamada «Especiosa», para pedir esmola àqueles que entravam. Ora, havendo este homem visto Pedro e João, que iam a entrar no templo, pediu-lhes esmola. Então Pedro fixou os olhos nele, ao mesmo tempo que João, e disse-lhe: «Olha para nós». Ele fitou-os atentamente, esperando que lhe dessem alguma coisa. Mas Pedro disse-lhe: «Eu não tenho ouro, nem prata; mas dou-te aquilo que tenho. Em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e caminha!». E, segurando-o pela mão direita, ergueu-o. Logo as suas pernas e os seus pés se firmaram, e o coxo, saltando pelos seus pés, se pôs de pé e começou a andar, entrando com eles no templo e caminhando, saltando e louvando Deus. E todo o povo o via caminhar e louvar Deus; e, reconhecendo que aquele era o mesmo que estava assentado à porta «Especiosa» do templo a mendigar, ficou cheio de admiração e de espanto pelo que havia acontecido.

Gradual Sl. 18, 5 & 2

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terræ verba eórum. V. Cœli enárrant glóriam Dei: et ópera mánuum ejus annúntiat firmaméntum.
O eco da sua voz espalhou-se por toda a terra: e as suas palavras soaram até aos confins da terra. V. Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.

Evangelho Jo. 21, 15-10

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus Simóni Petro: Simon Joánnis, díligis me plus his? Dicit ei: Etiam, Dómine, tu scis, quia amo te. Dicit ei: Pasce agnos meos. Dicit ei íterum: Simon Joánnis, díligis me? Ait illi: Etiam, Dómine, tu scis, quia amo te. Dicit ei: Pasce agnos meos. Dicit ei tértio: Simon Joánnis, amas me? Contristátus est Petrus, quia dixit ei tértio, Amas me? et dixit ei: Dómine, tu ómnia nosti: tu scis, quia amo te. Dixit ei: Pasce oves meas. Amen, amen, dico tibi: cum esses júnior, cingébas te et ambulábas, ubi volébas: cum autem senúeris, exténdes manus tuas, et álius te cinget et ducet, quo tu non vis. Hoc autem dixit, signíficans, qua morte clarificatúrus esset Deum.
Naquele tempo, Jesus disse a Simão-Pedro: «Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?». Ele respondeu: «Sim, Senhor, sabeis que Vos amo». E Jesus disse-lhe: «Apascenta os meus cordeiros». Novamente Jesus lhe perguntou: «Simão, filho de João, tu amas-me?». Pedro respondeu-Lhe: «Sim, Senhor, sabeis que Vos amo». Jesus disse-lhe: «Apascenta os meus cordeiros». Ainda Jesus lhe perguntou terceira vez: «Simão, filho de João, tu amas-me?». Contristou-se Pedro de que Ele lhe tivesse perguntado terceira vez se o amava, e disse-Lhe: «Senhor, conheceis tudo, e portanto sabeis que Vos amo». E Jesus disse-lhe: «Apascenta as minhas ovelhas. Em verdade, em verdade vos digo: quando eras mais novo, cingias-te a ti mesmo e ias onde querias; mas, quando fores velho, estenderás as mãos, um outro te cingirá e te conduzirá onde tu não queiras». Ora isto dizia Ele para indicar com que morte glorificaria Deus.

Ofertório Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum.
Vejo, ó meu Deus, que honrais de um modo singular os vossos amigos: o seu poder firmou-se extraordinariamente.

Secreta

Munus pópuli tui, quǽsumus, Dómine, apostólica intercessióne sanctífica: nosque a peccatórum nostrórum máculis emúnda. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, santificai pela intercessão dos vossos Apóstolos a oblata do vosso povo e purificai-nos das manchas dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 21, 15 & 17

Simon Joánnis, díligis me plus his? Dómine, tu ómnia nosti: tu scis, Dómine, quia amo te.
Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes? Senhor, conheceis tudo, e, portanto, sabeis que Vos amo.

Postcomúnio

Quos cœlésti, Dómine, álii ménto satiásti: apostólicis intercessiónibus ab omni adversitáte custódi. Per Dóminum nostrum &c.
Dignai-Vos, Senhor, pela intercessão dos vossos Apóstolos preservar de todas as adversidades aqueles que saciastes com o alimento celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Pedro e S. Paulo 29 de Junho

Intróito Act. 12, 11

Nunc scio vere, quia misit Dóminus Angelum suum: et erípuit me de manu Heródis et de omni exspectatióne plebis Judæórum. Ps. 138, 1-2 Dómine; probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam et resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Agora reconheço, verdadeiramente, que o Senhor enviou o seu Anjo: e me livrou das mãos de Herodes e daquilo que esperava o povo judaico! Sl. 138, 1-2 Experimentastes-me, Senhor, e ficastes-me conhecendo: ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui hodiérnam diem Apostolórum tuórum Petri et Pauli martýrio consecrásti: da Ecclésiæ tuæ, eórum in ómnibus sequi præcéptum; per quos religiónis sumpsit exórdium. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que consagrastes este dia com o martírio dos vossos Apóstolos Pedro e Paulo, concedei à vossa Igreja a graça de seguir em tudo as lições daqueles pelos quais a religião teve princípio. Por nosso Senhor &c.

Epístola Act. 12, 1-11

Léctio Actuum Apostolórum.
Lição dos Actos dos Apóstolos.
In diébus illis: Misit Heródes rex manus, ut afflígeret quosdam de ecclésia. Occidit autem Jacóbum fratrem Joánnis gládio. Videns autem, quia placeret Judǽis, appósuit, ut apprehénderet et Petrum. Erant autem dies azymórum. Quem cum apprehendísset, misit in cárcerem, tradens quatuor quaterniónibus mílitum custodiéndum, volens post Pascha prodúcere eum pópulo. Et Petrus quidem servabátur in cárcere. Orátio autem fiébat sine intermissióne ab ecclésia ad Deum pro eo. Cum autem productúrus eum esset Heródes, in ipsa nocte erat Petrus dórmiens inter duos mílites, vinctus caténis duábus: et custódes ante óstium custodiébant cárcerem. Et ecce, Angelus Dómini ástitit: et lumen refúlsit in habitáculo: percussóque látere Petri, excitávit eum, dicens: Surge velóciter. Et cecidérunt caténæ de mánibus ejus. Dixit autem Angelus ad eum: Præcíngere, et cálcea te cáligas tuas. Et fecit sic. Et dixit illi: Circúmda tibi vestiméntum tuum, et séquere me. Et éxiens sequebátur eum, et nesciébat quia verum est, quod fiébat per Angelum: existimábat autem se visum vidére. Transeúntes autem primam et secundam custódiam, venérunt ad portam férream, quæ ducit ad civitátem: quæ ultro apérta est eis. Et exeúntes processérunt vicum unum: et contínuo discéssit Angelus ab eo. Et Petrus ad se revérsus, dixit: Nunc scio vere, quia misit Dóminus Angelum suum, et erípuit me de manu Heródis et de omni exspectatióne plebis Judæórum.
Naqueles dias, mandou o rei Herodes que perseguissem alguns membros pertencentes à Igreja. Então, mandou matar à espada Tiago, irmão de João; e, vendo que isto agradava aos judeus, mandou também prender Pedro. Isto aconteceu no dia dos Ázimos. Havendo, pois, Pedro sido preso, mandou-o para o cárcere, encarregando a sua guarda a quatro esquadras de quatro soldados cada uma; e querendo que, depois da Páscoa, comparecesse diante de todo o povo. Enquanto Pedro estava guardado no cárcere, a Igreja dirigia incessantes preces a Deus em seu favor. Ora, durante a noite precedente ao dia que Herodes designara para o suplício, dormia Pedro entre dois soldados, estando ligado com duas correntes e guardando os soldados a porta da prisão. E eis que um Anjo do Senhor apareceu e uma luz brilhou na prisão, o qual, tocando no lado de Pedro, acordou-o, dizendo: «Ergue-te depressa». Logo as cadeias caíram das suas mãos. Então disse-lhe o Anjo: «Toma o teu cinto e calça-te». Ele assim fez. E o Anjo continuou: «Enverga a tua capa e segue-me». Pedro saiu e seguiu-o, não sabendo se aquilo que o Anjo fazia era realidade, mas pensando que era uma visão. Logo que passaram o primeiro e o segundo posto dos guardas, chegaram à porta de ferro que conduz à cidade, a qual se abriu por si diante deles. Tendo-a passado, entraram em uma rua, em cuja extremidade o Anjo deixou Pedro. Então este, voltando a si, disse: «Agora reconheço, verdadeiramente, que o Senhor enviou o seu Anjo e me livrou de Herodes e daquilo que esperava o povo judaico!».

Gradual Sl. 44, 17-18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui. Dómine. V. Pro pátribus tuis nati sunt tibi fílii: proptérea pópuli confítebúntur tibi.
Constitui-los-eis príncipes em toda a terra: e perpetuarão, ó Senhor, a recordação do vosso nome. V. Para substituir vossos pais, dar-vos-á filhos: e, assim, os povos Vos louvarão em todos os séculos dos séculos.
Allelúja, allelúja. V. Matth. 18,18 Tu es Petrus, et super hanc petram ædificábo Ecclésiam meam. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Mt. 18,18 Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. Aleluia.

Evangelho Página cadeirapedro

Ofertório Sl. 44, 17-18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine, in omni progénie et generatióne.
Constitui-los-eis príncipes em toda a terra: e perpetuarão, ó Senhor, a recordação do vosso nome, em todos os séculos dos séculos.

Secreta

Hóstias, Dómine, quas nómini tuo sacrándas offérimus, apostólica prosequátur orátio: per quam nos expiári tríbuas et deféndi. Per Dóminum &c.
Senhor, que a oração dos vossos Apóstolos acompanhe as hóstias que vamos consagrar em honra do vosso nome, e permiti que nos sirvam de expiação das nossas faltas e de nossa defesa. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 16, 18

Tu es Petrus, ei super hanc petram aedificabo Ecclésiam meam.
Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja.

Postcomúnio

Quos cœlésti, Dómine, alimento satiásti: apostólicis intercessiónibus ab omni adversitáte custódi. Per Dóminum nostrum &c.
Dignai-Vos, Senhor, pela intercessão dos vossos Apóstolos, preservar de todas as adversidades aqueles que saciastes com o alimento celestial. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de S. Paulo 30 de Junho

Intróito Página conversaopaulo

Oração

Deus, qui multitúdinem géntium beáti Pauli Apóstoli prædicatióne docuísti: da nobis, quǽsumus; ut, cujus natalítia (commemoratiónem) cólimus, ejus apud te patrocínia sentiámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que instruístes a multidão dos povos com a pregação do B. Apóstolo Paulo, concedei-nos, Vos suplicamos, que, celebrando o seu natalício junto de Vós, sintamos também junto de Vós o seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de S. Pedro Página cadeirapedro

Epístola Gl. 1, 11-20

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Gálatas.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Gálatas.
Fratres: Notum vobis facio Evangélium, quod evangelizátum est a me, quia non est secúndum hóminem: neque enim ego ab hómine accépi illud neque dídici, sed per revelatiónem Jesu Christi. Audístis enim conversatiónem meam aliquándo in Judaísmo: quóniam supra modum persequébar Ecclésiam Dei, et expugnábam illam, et proficiébam in Judaísmo supra multos coætáneos meos in génere meo, abundántius æmulátor exsístens paternárum mearum traditiónum. Cum autem plácuit ei, qui me segregávit ex útero matris meæ, et vocávit per grátiam suam, ut reveláret Fílium suum in me, ut evangelizárem illum in géntibus: contínuo non acquiévi carni et sánguini, neque veni Jerosólymam ad antecessóres meos Apóstolos: sed ábii in Arábiam: et íterum revérsus sum Damáscum: déinde post annos tres veni Jerosólymam vidére Petrum, et mansi apud eum diébus quíndecim: álium autem Apostolórum vidi néminem, nisi Jacóbum fratrem Dómini. Quæ autem scribo vobis, ecce coram Deo, quia non méntior.
Meus irmãos: «Eu vos declaro que o Evangelho que vos tenho pregado não tem nada de humano, pois não foi de algum homem que o recebi ou aprendi, mas por revelação de Jesus Cristo. Sabeis, com efeito, como eu vivia outrora no judaísmo; como persegui com furor a Igreja de Deus; e como a devastei, distinguindo-me no judaísmo mais do que muitos meus contemporâneos, no seio da minha nação, mostrando um zelo excessivo pelas tradições dos meus pais. Mas, quando aprouve Àquele que me escolheu no seio de minha mãe, e me chamou pela sua graça para me revelar seu Filho, a fim de que O anunciasse entre as nações logo, sem antes tomar conselho com a carne ou com o sangue e sem voltar a Jerusalém junto daqueles que antes de mim eram Apóstolos, parti para a Arábia e voltei ainda a Damasco. Em seguida, decorridos três anos, fui a Jerusalém para ver Pedro, ali permanecendo com ele durante quinze dias. Eu não vi nenhum Outro Apóstolo, excepto Tiago, o irmão do Senhor. Tomo a Deus como testemunha de que não minto em tudo quanto vos escrevo».

Gradual Gl. 2, 8-9

Qui operátus est Petro in apostolátum, operátus est et mihi inter gentes: et cognovérunt grátiam Dei, quæ data est mihi. V. 1 Cor. 15, 10 Grátia Dei in me vácua non fuit: sed grátia ejus semper in me manet.
Aquele que instituiu Pedro Apóstolo para o apostolado dos circuncisos, instituiu-me também a mim Apóstolo dos gentios: V. 1 Cor. 15, 10 E eles conheceram a graça de Deus que me foi dada. A graça de Deus não ficou estéril em mim.
Allelúja, allelúja. V. Sancte Paule Apóstole, prædicátor veritátis et doctor géntium, intercéde pro nobis. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. S. Paulo, pregador da verdade e doutor dos povos, intercedei por nós. Aleluia.

Evangelho Mt. 10, 16-22

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Ecce, ego mitto vos sicut oves in médio lupórum. Estóte ergo prudéntes sicut serpentes, et símplices sicut colúmbæ. Cavéte autem ab homínibus. Tradent enim vos in concíliis, et in synagógis suis flagellábunt vos: et ad prǽsides et ad reges ducémini propter me in testimónium illis et géntibus. Cum autem tradent vos, nolíte cogitáre, quómodo aut quid loquámini: dábitur enim vobis in illa hora, quid loquámini. Non enim vos estis, qui loquímini, sed Spíritus Patris vestri, qui lóquitur in vobis. Tradet autem frater fratrem in mortem, et pater fílium: et insúrgent fílii in paréntes, et morte eos affícient: et éritis odio ómnibus propter nomen meum: qui autem perseveráverit usque in finem, hic salvus erit.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eis que vos envio, como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes, como as serpentes, e simples, como as pombas. Acautelai-vos, portanto, com os homens; porque vos entregarão aos tribunais e vos flagelarão nas suas sinagogas. Sereis conduzidos por amor de mim à presença dos governadores e dos reis para dardes testemunho de mim, diante deles e dos povos. Quando vos entregarem, não penseis de que maneira lhes haveis de falar e que palavras lhes devereis dizer, porque naquela mesma hora vos será transmitido o que houverdes de responder; pois não sois vós que falareis: o Espírito do vosso Pai é que falará em vós. E o irmão entregará à morte o irmão; o pai entregará o filho; e os filhos se levantarão contra os pais e lhes darão a morte. Sereis odiados por todos por causa do meu nome, mas quem perseverar até ao fim será salvo».

Ofertório Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum.
Vejo, ó meu Deus, que honrais de um modo singular os vossos amigos: o seu poder firmou-se extraordinariamente.

Secreta

Apóstoli tui Pauli précibus, Dómine, plebis tuæ dona sanctífica: ut, quæ tibi tuo grata sunt institúto, gratióra fiant patrocínio supplicántis. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, pelas preces do vosso Apóstolo Paulo as ofertas do vosso povo, a fim de que, sendo-Vos elas já agradáveis, porque as instituístes, mais agradáveis Vos sejam ainda pelo patrocínio do suplicante. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28 & 29

Amen, dico vobis: quod vos, qui reliquístis ómnia et secúti estis me, céntuplum accipiétis et vitam ætérnam possidébitis.
Em verdade vos digo: Vós, que abandonastes tudo e me seguistes, recebereis o cêntuplo e possuireis a vida eterna.

Postcomúnio

Percéptis, Dómine, sacraméntis: beáto Paulo Apóstolo tuo interveniénte, deprecámur; ut, quæ pro illíus celebráta sunt glória, nobis profíciant ad medélam. Per Dóminum &c.
Havendo recebido estes sacramentos, Senhor, Vos pedimos, permiti pela intercessão do B. Paulo, vosso Apóstolo, que este sacrifício, que foi oferecido em vossa honra, nos sirva de remédio. Por nosso Senhor &c.

Preciosíssimo Sangue de N. S. J. C. 1 de Julho

Intróito Apoc. 5, 9-10

Redemísti nos,Dómine, in sánguine tuo, ex omni tribu et lingua et pópulo et natióne: et fecísti nos Deo nostro regnum. Ps. 88, 2 Misericórdias Dómini in ætérnum cantábo: in generatiónem et generatiónem annuntiábo veritátem tuam in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Com o vosso Sangue, Senhor, nos resgatastes de todas as tribos, de todas as línguas, de todos os povos e de todas as nações; e fizestes de nós um reino para o nosso Deus. Sl. 88, 2 Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor; de geração em geração a minha boca publicará a vossa verdade. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui unigénitum Fílium tuum mundi Redemptórem constituísti, ac ejus Sánguine placári voluísti: concéde, quǽsumus, salútis nostræ prétium sollémni cultu ita venerári, atque a præséntis vitæ malis ejus virtúte deféndi in terris; ut fructu perpétuo lætémur in cœlis. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e eterno, que instituístes o vosso Filho Unigénito Redentor do mundo e quisestes ser aplacado com seu Sangue, concedei-nos a graça, Vos suplicamos, de honrarmos com culto solene este preço da nossa salvação e de, pela sua virtude, sermos preservados dos males da vida presente de modo a gozarmos eternamente os seus frutos nos céus. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Página domingopaicao

Gradual 1 Jo. 5, 6 & 7-8

Hic est, qui venit per aquam et sánguinem, Jesus Christus: non in aqua solum, sed in aqua et sánguine. V. Tres sunt, qui testimónium dant in cœlo: Pater, Verbum et Spíritus Sanctus; et hi tres unum sunt. Et tres sunt, qui testimónium dant in terra: Spíritus, aqua et sanguis: et hi tres unum sunt.
Este é Jesus Cristo, que veio pela água e pelo sangue: não pela água, somente, mas pela água e pelo sangue. V. Três são os que dão testemunho no céu: o Pai, o Verbo e o Espírito Santo, e estes três são um só. E três são os que dão testemunho na terra: o espírito, a água e o sangue, e estes três são um só!
Allelúja, allelúja. V. ibid., 9 Si testimónium hóminum accípimus, testimónium Dei majus est. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 9 Se recebemos o testemunho dos homens, maior é o testemunho de Deus. Aleluia.

Evangelho Jo. 19, 30-35

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Cum accepísset Jesus acétum, dixit: Consummátum est. Et inclináto cápite trádidit spíritum. Judǽi ergo (quóniam Parascéve erat), ut non remanérent in cruce córpora sábbato (erat enim magnus dies ille sábbati), rogavérunt Pilátum, ut frangeréntur eórum crura et tolleréntur. Venérunt ergo mílites: et primi quidem fregérunt crura et altérius, qui crucifíxus est cum eo. Ad Jesum autem cum venissent, ut vidérunt eum jam mórtuum, non fregérunt ejus crura, sed unus mílitum láncea latus ejus apéruit, et contínuo exívit sanguis et aqua. Et qui vidit, testimónium perhíbuit; et verum est testimónium ejus.
Naquele tempo, havendo Jesus bebido o vinagre, disse: «Tudo está consumado!». E, inclinando a cabeça, entregou o Espírito. Porém os judeus (como aquele dia era o da Preparação), para que os corpos não ficassem na cruz no sábado (pois aquele Sábado era dia solene), rogaram a Pilatos licença para lhes quebrarem as pernas e os tirarem. Vieram, então, os soldados e quebraram as pernas ao primeiro e depois ao outro que haviam sido crucificados com Ele. Quando, porém, chegaram a Jesus, vendo que já estava morto, Lhe não quebraram as pernas, mas um dos soldados abriu-Lhe o lado com uma lança, saindo dali imediatamente sangue e água. E aquele que viu isto dá testemunho, sendo verdadeiro o seu testemunho.

Ofertório 1 Cor. 10, 16

Calix benedictiónis, cui benedícimus, nonne communicátio sánguinis Christi est? et panis, quem frángimus, nonne participátio córporis Dómini est?
O cálice de bênção, que nós benzemos, não é, porventura, a comunhão do Sangue de Cristo? E o pão, que nós partimos, não é a participação do Corpo do Senhor?

Secreta

Per hæc divína mystéria, ad novi, quǽsumus, Testaménti mediatórem Jesum accedámus: et super altária tua, Dómine virtútum, aspersiónem sánguinis mélius loquéntem, quam Abel, innovémus. Per eúndem Dóminum &c.
Dignai-Vos permitir, Senhor, que por estes divinos mystérios nos aproximemos de Jesus o mediador do Novo Testamento e que renovemos a efusão do seu Sangue sobre os vossos altares, ó Senhor dos exércitos, o qual é mais eloquente do que o sangue de Abel. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Heb. 9, 28

Christus semel oblítus est ad multórum exhauriénda peccáta: secúndo sine peccáto apparébit exspectántibus se in salútem.
Cristo ofereceu-se uma vez para apagar os pecados de muitos; em uma segunda vez Ele aparecerá não já para expiar os pecados, mas para salvar aqueles que O esperam.

Postcomúnio

Ad sacram, Dómine, mensam admíssi, háusimus aquas in gáudio de fóntibus Salvatóris: sanguis ejus fiat nobis, quǽsumus, fons aquæ in vitam ætérnam saliéntis: Qui tecum vivit &c.
Havendo sido admitidos à sagrada mesa, Senhor, bebemos com alegria as águas nas fontes do Salvador; e, Vos suplicamos, permiti que seu Sangue se torne para nós numa fonte de água viva, brotando até à vida eterna. Ele, que, sendo Deus, vive e reina &c.

Visitação da B. V. Maria 2 de Julho

Intróito Sedulius

Salve, sancta Parens, eníxa puérpera Regem: qui cælum terrámque regit in sǽcula sæculórum. Ps. 44, 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Salve, ó Santa Virgem Maria, em cujo seio foi gerado o Rei que governa o céu e a terra, em todos os séculos dos séculos. Sl. 44, 2 Meu coração exprimiu uma excelente palavra: Consagro ao Rei as minhas obras! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Fámulis tuis, quǽsumus, Dómine, cœléstis grátiæ munus impertíre: ut, quibus beátæ Vírginis partus éxstitit salútis exórdium; Visitatiónis ejus votiva sollémnitas, pacis tríbuat increméntum. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, concedei aos vossos servos o dom da graça celestial; e, como o parto da B. Virgem foi o início da salvação, permiti que a piedosa solenidade da Visitação lhes proporcione aumento de paz. Por nosso Senhor &c.

Segunda Oração S. S. Mártires

Deus, qui nos sanctórum Mártyrum tuórum Proéssi et Martiniáni gloriósis confessiónibus circúmdas et prótegis: da nobis et eórum imitatióne profícere, et intercessióne gaudére. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que pelas gloriosas profissões de fé dos vossos Santos Mártires Processo e Martiniano nos defendeis e protegeis, concedei-nos a graça de aproveitarmos com seus exemplos e de nos alegrarmos com sua intercessão. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ct. 2, 8-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Ecce, iste venit sáliens in móntibus, transíliens colles; símilis est diléctus meus cápreæ hinnulóque cervórum. En, ipse stat post paríetem nostrum, respíciens per fenéstras, prospíciens per cancéllos. En, diléctus meus lóquitur mihi: Surge, própera, amíca mea, colúmba mea, formósa mea, et veni. Jam enim hiems tránsiit, imber ábiit et recéssit. Flores apparuérunt in terra nostra, tempus putatiónis advénit: vox túrturis audíta est in terra nostra: ficus prótulit grossos suos: víneæ floréntes dedérunt odórem suum. Surge, amíca mea, speciósa mea, et veni: colúmba mea in foramínibus petra, in cavérna macériæ, osténde mihi fáciem tuam, sonet vox tua in áuribus meis: vox enim tua dulcis et fácies tua decóra.
Eis que ele vem, galgando montes e transpondo outeiros! Meu amado é semelhante ao gamo e ao filho das corças. Eis que ele vem por detrás da nossa parede, olhando pelas janelas e espreitando pelas frestas. E o meu amado fala-me e diz: «Ergue-te, apressa-te e vem, ó minha amiga, ó minha pomba, ó minha única beleza! Pois já o Inverno acabou; já as chuvas cessaram e se retiraram. As flores brotaram nos nossos jardins; chegou o tempo da poda; ouve-se a voz da rola nos nossos campos; a figueira começa a mostrar os primeiros frutos e as vinhas em flor exalam aromas! Ergue-te e vem, minha amiga, minha única beleza! Ó minha pomba escondida nas fendas das rochas e nas cavernas dos muros em ruínas, mostra-me a tua face e soe tua voz nos meus ouvidos. A tua voz é doce e a tua face graciosa!».

Gradual

Benedícta et venerábilis es, Virgo María: quæ sine tactu pudóris invénta es Mater Salvatóris. V. Virgo, Dei Génetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.
Bendita e venerável sois, ó Virgem Maria, que fostes Mãe do Salvador sem a vossa pureza sofrer a mais leve mancha. V. Ó Virgem, Mãe de Deus, Aquele a quem todo o universo é incapaz de conter, esteve encerrado no vosso seio, quando se fez homem.
Allelúja, allelúja. V. Felix es, sacra Virgo María, et omni laude digníssima: quia ex te ortus est sol justítiæ, Christus, Deus noster. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Bem-aventurada sois, ó santa Virgem Maria: e digna de todos os louvores, pois de vós nasceu o sol da justiça, Cristo, nosso Deus. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 39-47

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Exsúrgens María ábiit in montána cum festinatióne in civitátem Juda: et intrávit in domum Zacharíæ et salutávit Elísabeth. Et factum est, ut audivit salutatiónem Maríæ Elísabeth, exsultávit infans in útero ejus: et repléta est Spíritu Sancto Elísabeth, et exclamávit voce magna et dixit: Benedícta tu inter mulíeres, et benedíctus fructus ventris tui. Et unde hoc mihi, ut véniat Mater Dómini mei ad me? Ecce enim, ut facta est vox salutatiónis tuæ in áuribus meis, exsultávit in gáudio infans in útero meo. Et beáta, quæ credidísti, quóniam perficiéntur ea, quæ dicta sunt tibi a Dómino. Et ait María: Magníficat ánima mea Dóminum: et exsultávit spíritus meus in Deo, salutári meo.
Naquele tempo, levantando-se Maria, foi apressadamente às montanhas de uma cidade de Judá. Aí entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Logo que Isabel ouviu a saudação de Maria, saltou a criança no seu seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo, exclamando em voz alta: «Bendita sois vós entre todas as mulheres; e bendito é o fruto do vosso ventre. Donde me vem a mim que a Mãe do meu Senhor venha até mim? Pois, desde que a voz da vossa saudação chegou a meus ouvidos, o meu filho exultou de alegria no meu seio! Bem-aventurada sois, porque acreditastes que se hão-de cumprir as coisas que vos foram ditas da parte do Senhor». Maria disse então: «Minha alma glorifica o Senhor: e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador».

Ofertório

Beáta es, Virgo María, quæ ómnium portásti Creatórem: genuísti, qui te fecit, et in ætérnum pérmanes Virgo.
Bem-aventurada sois, ó Virgem Maria, pois trouxestes no vosso seio o Criador de todas as coisas. Gerastes Aquele que vos criou: e permaneceis eternamente Virgem.

Secreta

Unigéniti tui, Dómine, nobis succúrrat humánitas: ut, qui, natus de Vírgine, Matris integritátem non mínuit, sed sacrávit; in Visitatiónis ejus sollémniis, nostris nos piáculis éxuens, oblatiónem nostram tibi fáciat accéptam Jesus Christus, Dóminus noster: Qui tecum vivit &c.
Que a humanidade do vosso Filho Unigénito, Senhor, nos socorra; e, assim como Ele, nascendo de uma Virgem, não alterou a pureza de sua mãe mas antes a consagrou, assim também, neste dia solene da sua Visitação, desonerando-nos nosso Senhor Jesus Cristo das nossas faltas, Vos torne agradável à nossa oferta. Ele, que, sendo Deus &c.

Segunda Secreta S. S. Mártires

Súscipe, Dómine, preces et múnera: quæ ut tuo sint digna conspéctu. Sanctórum tuórum précibus adjuvémur. Per Dóminum &c.
Aceitai, Senhor, as nossas preces e oblatas; e para que elas se tornem dignas de Vos serem apresentadas, fazei que nos auxiliem as preces dos vossos Santos. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Beáta víscera Maríæ Vírginis, quæ portavérunt ætérni Patris Fílium.
Bem-aventuradas as entranhas da Virgem Maria, onde esteve encerrado o Filho do Pai Eterno.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, celebritátis ánnuæ votiva sacraménta: præsta, quǽsumus; ut et temporális vitæ nobis remédia prǽbeant et ætérnæ. Per Dóminum &c.
Recebemos, Senhor, os mystérios que Vos são apresentados nesta festa anual; e dignai-Vos permitir, Vos suplicamos, que nos sirvam de remédio durante o tempo presente e na eternidade. Por nosso Senhor &c.

Segundo Postcomúnio S. S. Mártires

Córporis sacri et pretiósi Sánguinis repléti libámine, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, quod pia devotióne gérimus, certa redemptióne capiámus. Per eúndem Dóminum &c.
Cumulados de bens pelo sacrifício do sagrado Corpo e do Sangue precioso do Salvador, Vos suplicamos, ó Senhor, nosso Deus, fazei que os mystérios, que com piedade recebemos, nos assegurem os frutos da redenção. Por nosso Senhor &c.

S. Ireneu, B. e Mártir 28 de Junho

Intróito Ml. 2, 6

Lex veritátis fuit in ore ejus, et iníquitas non est invénta in lábiis ejus: in pace et in æquitáte ambulávit mecum, et multos avértit ab iniquitáte. Ps. 77, 1 Atténdite, pópule meus, legem meam: inclináte aurem vestram in verba oris mei. V. Gloria Patri &c.
A lei da verdade esteve na sua boca, e a iniquidade nunca existiu nos seus lábios: caminhou comigo na paz e na equidade e afastou muitos da iniquidade. Sl. 77, 1 Ouvi, ó meu povo, a minha lei: inclinai vossos ouvidos para as palavras da minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beáto Irenǽo Mártyri tuo atque Pontifici tribuísti, ut et veritate doctrínæ expugnáret hǽreses, et pacem Ecclésiæ felíciter confirmáret: da, quǽsumus, plebi tuæ in sancta religióne constántiam; et pacem tuam nostris concéde tempóribus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que concedestes ao B. Ireneu, vosso Mártir e Pontífice, que combatesse as heresias com a verdade da doutrina e que alcançasse felizmente a paz para a Igreja, permiti, Vos suplicamos, que o vosso povo seja constante na santa religião; e, Senhor, concedei a vossa paz aos nossos tempos. Por nosso Senhor &c.

Epístola 2 Tm. 3, 14-17; 4, 1-5

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Permane in iis, quæ didicísti et crédita sunt tibi: sciens, a quo didíceris; et quia ab infántia sacras; lítteras nosti, quæ te possunt instrúere ad salútem, per fidem, quæ est in Christo Jesu. Omnis Scriptúra divínitus inspiráta útilis est ad docéndum, ad arguéndum, ad corripiéndum, ad erudiéndum in justítia: ut perféctus sit homo Dei, ad omne opus bonum instrúctus. Testíficor coram Deo, et Jesu Christo, qui judicatúrus est vivos et mórtuos, per advéntum ipsíus et regnum ejus: prǽdica verbum, insta opportúne, importúne: árgue, óbsecra, íncrepa in omni patiéntia et doctrína. Erit enim tempus, cum sanam doctrínam non sustinébunt, sed ad sua desidéria coacervábunt sibi magístros, pruriéntes áuribus, et a veritáte quidem audítum avértent, ad fábulas autem converténtur. Tu vero vígila, in ómnibus labóra, opus fac Evangelístæ, ministérium tuum ímpie.
Caríssimo: Permanece firme naquelas coisas que aprendeste, das quais tens a certeza, sabendo de quem as aprendeste. Além de que desde a infância que conheces as sagradas letras que podem instruir-te na salvação pela fé em Jesus Cristo. Toda a Escritura, devidamente inspirada, é útil para ensinar, para argumentar, para corrigir e para educar na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e capaz para toda a obra boa. Eu te conjuro diante de Deus e ele Jesus Cristo, pela sua vinda e pelo seu reino, que deve julgar os vivos e os mortos na sua vinda e no seu reino, que pregues a palavra, instes oportuna e inoportunamente, repreendas, supliques e ameaces com toda a paciência e doutrina; pois virá tempo em que não suportarão a sã doutrina, mas, indo ao sabor dos seus desejos, procurarão para si muitos mestres que lhes preguem o que os ouvidos gostam de ouvir e fechem os ouvidos à verdade, para os abrirem às fábulas. Tu, porém, vigia, trabalha em tudo, faz o trabalho de Evangelista, cumpre o teu ministério.

Gradual Sl. 121, 8

Propter fratres meos et próximos meos loquébar pacem de te. V. Ps. 36, 37 Custódi innocéntiam et vide æquitátem: quóniam sunt relíquiæ hómini pacífico.
Por causa dos meus irmãos e dos meus vizinhos, peço a paz para vós. V. Sl. 36, 37 Guardai a inocência e observai a justiça, pois o homem pacífico terá posteridade.
Allelúja, allelúja. V. Eccli. 6, 35 In multitúdine presbyterórum prudéntium sta, et sapiéntiæ illórum ex corde conjúngere, ut omnem narratiónem Dei possis audíre. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ecl. 6, 35 Permanecei na assembleia dos presbíteros e uni-vos de coração à sua sabedoria, para que possais ouvir tudo quanto digam de Deus. Aleluia.

Evangelho Mt. 10, 28-33

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Nolíte timére eos, qui occídunt corpus, ánimam autem non possunt occídere; sed pótius timéte eum, qui potest et ánimam et corpus pérdere in gehénnam. Nonne duo pásseres asse véneunt: et unus ex illis non cadet super terram sine Patre vestro? Vestri autem capílli cápitis omnes numeráti sunt. Nolíte ergo timére: multis passéribus melióres estis vos. Omnis ergo, qui confitébitur me coram homínibus, confitébor et ego eum coram Patre meo, qui in cœlis est. Qui autem negáverit me coram homínibus, negábo et ego eum coram Patre meo, qui in cœlis est.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Não tenhais medo daqueles que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes Aquele que pode condenar a alma e o corpo ao inferno. Porventura se não vendem dois pássaros por um ceitil? E nenhum deles, contudo, cairá no chão sem o consentimento do vosso Pai. Até os cabelos da vossa cabeça estão contados. Nada receeis; pois valeis mais do que muitos pássaros. Portanto, todo aquele que me confessar perante os homens, Eu também o confessarei na presença de meu Pai, que está nos céus».

Ofertório Ecl. 24, 44

Doctrínam quasi ante lucánum illúmino ómnibus, et enarrábo illam usque ad longínquum.
A doutrina que espalharei em todo o mundo será como a luz matutina que iluminará a todos: e transmiti-la-ei até ao decorrer dos séculos.

Secreta

Deus, qui credéntes in te pópulos nullis sinis cóncuti terróribus: dignáre preces et hóstias dicátæ tibi plebis suscípere; ut pax, a tua pietáte concéssa, christianórum fines ab omni hoste fáciat esse secúros. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que conservais a paz nos povos que acreditam em Vós, dignai-Vos aceitar as preces e as hóstias que os vossos fiéis Vos oferecem, para que a paz, que concedeis benignamente, deixe os países cristãos ao abrigo de todos os ataques do inimigo. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Ecl. 24, 47

Vidéte, quóniam non soli mihi laborávi, sed ómnibus exquiréntibus veritátem.
Vede como não tenho trabalhado só para mim, mas para todos aqueles que procuram a verdade.

Postcomúnio

Deus, auctor pacis et amátor, quem nosse vívere, cui servíre regnáre est: prótege ab ómnibus impugnatiónibus súpplices tuos; ut, qui in defensióne tua confídimus, beáti Irenǽi Mártyris tui atque Pontíficis intercessióne, nullius hostilitátis arma timeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que sois autor e amante da paz, aqueles que Vos conhecem vivem, e aqueles que Vos servem reinam: protegei, pois, contra todas as adversidades os vossos suplicantes, para que, havendo colocado toda a confiança no vosso socorro e na intercessão do B. Ireneu, vosso Mártir e Pontífice, nunca temamos as armas dos nossos inimigos. Por nosso Senhor &c.

Santa Isabel, Rainha de Portugal 8 de Julho

Intróito

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beátæ Elisabeth reginæ: de cujus solemnitáte gaudent Angeli, et colláudant Fílium Dei. Ps. 118, 1 Beáti immaculáti in via: qui ámbulant in lege Dómini. V. Gloria Patri &c.
Alegremo-nos todos no Senhor, no dia em que celebramos a festa em honra da B. Rainha Isabel: os Anjos regozijam-se com esta festa e louvam em harmonias o Filho de Deus. Sl. 118, 1 Bem-aventurados aqueles que procedem sem mácula: e que andam na lei do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Clementíssime Deus, qui beátam Elísabeth regínam, inter céteras egrégias dotes, béllíci furóris sedándi prærogatíva decorásti: da nobis, ejus intercessíóne; post mortális vitæ, quam supplícíter pétimus, pacem, ad ætérna gáudia perveníre. Per Dóminum nostrum &c.
Ó clementíssimo Deus, que entre outros eminentes dotes ornastes a B. Isabel com a prerrogativa de aplacar os furores da guerra, Concedei-nos por sua intercessão que, depois de havermos durante esta vida mortal gozado a paz, como humildemente pedimos, alcancemos também as alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ecl. 26, 19-24

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Grátia super grátiam, múlier sancta et pudoráta. Omnis autem ponderátio non est digna continéntis ánimæ. Sicut sol óriens mundo in altíssimis Dei, sic mulíeris bonæ spécies in ornaméntum domus ejus. Lucérna splendens super candelábrum sanctum, et spécies faciéi super ætátem stábilem. Coluúmnæ áureæ super bases argénteas, et pedes firmi super plantas státibilis mulíeris. Fundaménta ætérna super petram sólidam, et mandáta Dei in corde mulíeris sanctæ.
A mulher santa e casta é uma graça sobre graça: pois nem toda a riqueza é digna da alma casta. Assim como o sol, ao despontar nas alturas de Deus, ilumina o mundo, assim também a beleza da mulher virtuosa é ornamento da sua casa. A beleza do rosto feminino na idade madura é como uma lâmpada que brilha sobre um candelabro santo. Como colunas de ouro assentes sobre bases de prata, assim estão firmes sobre as suas plantas os pés da mulher constante. Os Mandamentos de Deus no coração da mulher santa são como alicerces eternos, assentes sobre a pedra sólida.

Gradual

Verbo Dómini contínuit cælum: lenívit iracúndiam Dómini, et conciliávit cor Patris ad fílium. V. ibid., 15 In vita sua fecit magnália, et in morte mirabília operáta est.
Com a palavra do Senhor conteve o céu, afastou a ira do Senhor e conciliou o coração do pai com o do filho. V. ibid., 15 Durante a sua vida praticou maravilhas e na morte operou milagres.
Allelúja, allelúja. V. Áspice, quæ sólio résides, regína, supérno, nos quondam hic pópulos, Elisabétha, tuos. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ó Rainha Isabel, que residis em excelso trono, olhai benignamente para nós, que outrora fomos na terra vossos súbditos. Aleluia.

Evangelho Página evangelhovirgensmartires2

Ofertório Sl. 44, 13 & 10

Vultum tuum deprecabúntur omnes divítes plebis: fíliæ regum in honóre tuo.
Todos os poderosos da terra implorarão o vosso olhar: as filhas dos reis honrar-vos-ão.

Secreta

Deus, qui in honórem beátæ Elísabeth, regínæ has tibi solémnes hóstias offérri voluísti: da nobis; ut ejus vestígia secúti, et oratióne adjúti, tibi, cui servíre regnáre est, toto corde serviámus in terra, ac tecum regnémus in cælo. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que quisestes que este solene sacrifício Vos fosse oferecido em honra da B. Rainha Isabel, fazei que, seguindo nós seus passos e auxiliados pelas suas preces, Vos sirvamos na terra, lembrando-nos de que «servir-Vos é reinar», e convosco reinemos no céu. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 44, 10

Ástitit regína a déxteris tuis in vestítu deauráto, circúmdata varietáte.
À vossa dextra está a Rainha, vestida com seu manto de ouro e cercada de variedade.

Postcomúnio

Regáli ac sacro convívio, Dómine Jesu Christe, in quo tu es ipse verus cibus et potus, nos, quæsumus, dignos effíciat: et cáritas tua imménsa, et beátæ Elisabeth regínæ intercéssio gloriósa: Qui vivis et regnas &c.
Permiti, ó Senhor Jesus Cristo, Vos suplicamos, que a imensa caridade e a gloriosa protecção da B. Rainha Isabel nos façam dignos do real e sagrado banquete em que Vós próprio sois a Verdadeira comida e bebida. Ó Vós, que, sendo Deus &c.

S. António Maria Zacarias, Conf. 5 de Julho

Intróito 1 Cor. 2, 4

Sermo meus et prædicátio mea non in persuasibílibus humánæ sapiéntiæ verbis, sed in ostensióne spíritus et virtútis. Ps. 110, 1 Confitébor tibi, Dómine, in toto corde meo, in consílio justórum et congregatióne. V. Gloria Patri &c.
A minha conversação e a minha pregação não são apoiadas nos argumentos persuasivos da sabedoria humana, mas na manifestação do espírito e do poder de Deus. Sl. 110, 1 Senhor, eu vos louvarei de todo meu coração no conselho dos justos e na assembleia do povo! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Fac nos, Dómine Deus, supereminéntem Jesu Christi sciéntiam, spíritu Pauli Apóstoli, edíscere: qua beátus Antónius María mirabíliter erudítus, novas in Ecclésia tua clericórum et vírginum famílias congregávit. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus e Senhor, fazei-nos adquirir a eminente ciência de Jesus Cristo, segundo o espírito do Apóstolo Paulo, em cuja ciência o B. António Maria foi admiravelmente instruído, e lhe fez estabelecer na vossa Igreja novas congregações de clérigos e de virgens. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola 1 Tm. 4, 8-16

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Píetas ad ómnia utilis est: promissiónem habens vitæ, quæ nunc est, et futúræ. Fidélis sermo et omni acceptióne dignus. In hoc enim laborámus et maledícimur, quia sperámus in Deum vivum, qui est Salvátor ómnium hóminum, maxime fidélium. Prǽcipe hæc et doce. Nemo adolescentiam tuam contémnat: sed exémplum esto fidélium in verbo, in conversatióne, in caritáte, in fide, in castitáte. Dum vénio, atténde lectióni, exhortatióni et doctrínæ. Noli neglégere grátiam, quæ in te est, quæ data est tibi per prophétiam, cum impositióne mánuum presbytérii. Hæc meditáre, in his esto: ut proféctus tuus maniféstus sit ómnibus. Attende tibi et doctrínæ: insta in illis. Hoc enim fáciens, et teípsum salvum fácies, et eos qui te áudiunt.
Caríssimo: A piedade é útil para tudo, tendo a promessa certa e digna de toda a aceitação. Nós, pois, suportamos tantos trabalhos e ultrajes porque temos esperança em Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. Recomenda estas coisas e ensina-as. Que ninguém menospreze a tua juventude; e que sirvas de exemplo aos fiéis nas palavras, na conduta, na caridade, na fé e na castidade. Enquanto não vou, aplica-te na leitura, na exortação e no ensino. Não desprezes a graça que há em ti, a qual te foi dada, segundo uma revelação profética, pela imposição das mãos, na assembleia dos presbíteros. Medita nestas coisas e ocupa-te nelas inteiramente, a fim de que os teus progressos sejam evidentes a todos. Vigia-te a ti mesmo e à tua doutrina; aplica-te constantemente nisso, porque, procedendo assim, serás salvo, assim como aqueles que te ouvem.

Gradual Fl. 1, 8-9

Testis mihi est Deus, quo modo cúpiam omnes vos in viscéribus Jesu Christi. Et hoc oro, ut cáritas vestra magis ac magis abúndet in sciéntia et in omni sensu. V. ibid., 10 Ut probétis potióra, ut sitis sincéri et sine offénsa in diem Christi.
Deus é testemunha do modo como vos amo a todos nas entranhas de Jesus Cristo. E o que vos peço é que a vossa caridade aumente cada vez mais na vossa inteligência e em todos vossos sentidos. V. ibid., 10 A fim de que possais distinguir o que é melhor e estejais puros e irrepreensíveis no dia de Cristo.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 11 Repléti fructu justítiæ per Jesum Christum, in glóriam et laudem Dei. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 11 Que sejais cheios dos frutos da justiça por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. Aleluia.

Evangelho Mc. 10, 15-21

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Marcum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Marcos.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Quisquis non recéperit regnum Dei velut párvulus, non intrábit in illud. Et compléxans párvulos et impónens manus super illos, benedicébat eos. Et cum egréssus esset in viam, procúrrens quidam, genu flexo ante eum, rogábat eum: Magíster bone, quid fáciam, ut vitam ætérnam percípiam? Jesus autem dixit ei: Quid me dicis bonum? Nemo bonus, nisi unus Deus. Præcépta nosti: Ne adúlteres, ne occídas, ne furéris, ne falsum testimónium díxeris, ne fraudem féceris, honora patrem tuum et matrem. At ille respóndens, ait illi: Magíster, hæc ómnia observávi a juventúte mea. Jesus autem intúitus eum, diléxit eum et dixit ei: Unum tibi deest: vade, quæcúmque habes, vende et da paupéribus, et habébis thesáurum in cælo: et veni, séquere me.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Todo aquele que não receber o reino de Deus, como um menino, não entrará nele». E, abraçando os meninos e pondo as mãos sobre eles, abençoava-os. Então, havendo saído, para começar a sua jornada, correu logo um certo jovem ao seu encontro e, ajoelhando diante d’Ele, perguntou-lhe: «Bom Mestre, que deverei fazer para alcançar a vida eterna?». Jesus disse-lhe: «Porque me chamais bom? Ninguém é bom senão Deus. Tu conheces os mandamentos: não cometas adultério; não mates; não furtes; não digas falso testemunho; não cometas fraudes; honra teu pai e tua mãe?». Então, respondendo ele, disse-lhe: «Tudo isso tenho observado desde a minha juventude». E Jesus fitou-o, mostrou-lhe amizade e disse-lhe: «Uma coisa te falta: vai, vende tudo quanto tens, dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me».

Ofertório Sl. 137, 1-2

In conspéctu Angelórum psallam tibi: adorábo ad templum sanctum tuum, et confitébor nómini tuo.
Cantarei os vossos louvores na presença dos Anjos; ajoelharei no vosso sagrado templo e louvarei o vosso nome.

Secreta

Ad mensam cœléstis convívii fac nos, Dómine, eam mentis et córporis puritátem afférre, qua beátus Antónius María, hanc sacratíssimam hóstiam ófferens, mirífice ornátus enítuit. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, que me acompanhe à mesa do celestial banquete aquela pureza de alma e de corpo que ornava de um modo tão brilhante e maravilhoso o B. António Maria, quando oferecia esta hóstia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Fl. 8, 17

Imitatóres mei estóte, fratres, et observáte eos, qui ita ámbulant, sicut habétis formam nostram.
Meus irmãos, sede meus imitadores e olhai para aqueles que procedem segundo o exemplo que tendes em nós.

Postcomúnio

Cœlésti dape, qua pasti sumus, Dómine Jesu Christe, eo corda nostra caritátis igne flamméscant: quo beátus Antónius María salutáris hóstiæ vexíllum, contra Ecclésiæ tuæ hostes, éxtulit ad victóriam: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo, fazei que, pela virtude do celestial festim, de que nos saciastes, os nossos corações se inflamem naquele fogo da Caridade que deu ao B. António Maria a coragem de levar contra os inimigos da vossa Igreja o estandarte da hóstia da salvação, que o conduziu à vitória. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

S. S. Cirilo e Metódio, Bs. e Cs. 7 de Julho

Como Missa Sacerdótes tui, página confessorespontifices2, excepto:

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui Slavóniæ gentes per beátos Confessóris tuos atque Pontífices Cyríllum et Methódium ad agnitiónem tui nóminis veníre tribuísti: præsta; ut, quorum festivitáte gloriámur, eórum consórtio copulémur. Per Dóminum. &c.
Ó Deus omnipotente e eterno, que Vos dignastes trazer ao conhecimento do vosso nome os povos eslavos pelo ministério dos B. B. Cirilo e Metódio, vossos Confessores e Pontífices, concedei-nos a graça de sermos um dia admitidos na companhia daqueles cuja festa nos gloriamos de celebrar. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página tito

Ofertório Sl. 67, 36

Mirábilis Deus in Sanctis suis: Deus Israel, ipse dabit virtútem et fortitúdinem plebisuæ: benedíctus Deus.
Deus é admirável em seus Santos. Deus de Israel dará ao seu povo a força e a coragem. Bendito seja Deus.

Secreta

Preces nostras, quæsumus, Dómine, et tuórum réspice oblatiónes fidélium: ut tibi gratæ sint in tuórum festivitáte (commemoratione) Sanctórum, et nobis conferant tuæ propitiatiónis auxílium. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos receber benignamente as nossas orações e as oblatas dos fiéis, Senhor, a fim de que estas festas dos vossos Santos Vos sejam agradáveis e nos obtenham o auxílio da vossa propiciação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 10, 27

Quod dico vobis in tenebris, dícite in lúmine, dicit Dóminus: et quod in aure audítis, prædicáte super tecta.
O que vos digo nas trevas dizei-o às claras, diz o Senhor; e o que vos disse ao ouvido pregai-o em cima dos telhados.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui nobis múnera dignáris præbére cœléstia, intercedéntibus sanctis tuis Cyríllo et Methódio, despícere terréna concédas. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, que Vos dignastes cumular-nos com os dons celestiais, Vos suplicamos, concedei-nos por intercessão dos vossos Santos Cirilo e Metódio a graça de desprezarmos as coisas terrenas. Por nosso Senhor &c.

Os 7 Irmãos e S. S. Rufina e Secunda, Márts. 10 Julho

Intróito Sl. 112, 1 & 9

Laudáte, pueri, Dóminum, laudáte nomen Dómini: qui habitáre facit stérilem in domo, matrem filiórum lætántem. Ps. ibid., 2 Sit nomen Dómini benedíctum: ex hoc nunc, ei usque in sǽculum. V. Gloria Patri &c.
Louvai o Senhor, ó meninos; louvai o nome do Senhor; pois Ele fez habitar, cheia de alegria, na sua casa, como mãe de numerosos filhos, aquela que antes era estéril. Sl. ibid., 2 Bendito seja o nome do Senhor, agora e em todos os séculos. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui gloriósos Martyres fortes in sua confessióne cognóvimus, pios apud te in nostra intercessióne sentiámus. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos pedimos, ó Deus omnipotente, que, reconhecendo nós a fortaleza com que estes gloriosos Mártires confessaram a sua fé, sintamos quanto eles junto de Vós são fervorosos, intercedendo por nós. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página nemvirgensnemmartires

Gradual Sl. 123, 7-8

Anima nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium. V. Láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus: adjutórium nostrum in nómine Dómini, qui fecit cœlum et terram.
A nossa alma livrou-se, como um pássaro, do laço dos caçadores. V. O laço quebrou-se e ficamos livres: o nosso auxílio está no nome do Senhor, que criou o céu e a terra.
Allelúja, allelúja. V. Hæc est vera fratérnitas, quæ vicit mundi crímina: Christum secuta est, ínclita tenens regna cœléstia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Eis a verdadeira fraternidade que venceu os perigos do mundo. Ela seguiu Cristo e possuirá com glória o reino celestial. Aleluia.

Evangelho Mt. 12, 46-50

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Loquente Jesu ad turbas, ecce, Mater ejus et fratres stabant foris, quæréntes loqui ei. Dixit autem ei quidam: Ecce, mater tua et fratres tui foris stant, quæréntes te. At ipse respóndens dicénti sibi, ait: Quæ est mater mea et qui sunt fratres mei? Et exténdens manum in discípulos suos, dixit: Ecce mater mea et fratres mei. Quicúmque enim fécerit voluntátem Patris mei, qui in cœlis est: ipse meus frater et soror et mater est.
Naquele tempo, enquanto Jesus falava às turbas, eis que sua mãe e seus irmãos estavam lá fora, procurando falar-Lhe. Disse-Lhe, pois, alguém: «Eis que vossa mãe e vossos irmãos estão lá fora e Vos procuram. Jesus, respondendo àqueles que Lhe falaram, disse: «Quem é a minha mãe e quem são os meus irmãos?». E, estendendo a mão para os seus discípulos, disse: «Eis a minha mãe e os meus irmãos, pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, é meu irmão, minha irmã e minha mãe».

Ofertório Sl. 123, 7

Anima nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium: láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus.
A nossa alma livrou-se, como um pássaro, do laço dos caçadores. O laço quebrou-se e ficámos livres.

Secreta

Sacrifíciis præséntibus, quǽsumus, Dómine, inténde placátus: et, intercedéntibus Sanctis tuis, devotióni nostræ profíciant et salúti. Per Dóminum nostrum &c.
Dignai-Vos olhar propício, Senhor, para o presente sacrifício, e que por intercessão dos vossos Santos ele nos sirva para aumentar a nossa devoção e para alcançar a salvação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 12, 50

Quicumque fecerit voluntátem Patris mei, qui in cælis est: ipse meus frater et soror et mater est, dicit Dóminus.
Todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, é meu irmão, minha irmã e minha mãe, diz o Senhor.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, intercedéntibus Sanctis tuis, illíus salutáris capiámus efféctum; cujus per heec mystéria pignus accépimus. Per Dóminum &c.
Vos suplicamos, ó Deus omnipotente, que, pela intercessão dos vossos Santos, Vos digneis dispensar-nos o efeito da salvação, de que já recebemos o penhor nestes mystérios. Por nosso Senhor &c.

S. Pio l, Papa e Mártir 11 de Julho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. João Gualberto, Abade 12 de Julho

Como na Missa Os justi, página abades, excepto:

Evangelho Mt. 5, 48-48

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Audístis, quia dictum est: Diliges próximum tuum, et ódio habébis inimícum tuum. Ego autem dico vobis: Dilígite inimícos vestros, benefácite his, qui odérunt vos, et oráte pro persequéntibus et calumniántibus vos, ut sitis fílii Patris vestri, qui in cœlis est: qui solem suum oriri facit super bonos et malos, et pluit super justos et injústos. Si enim dilígitis eos, qui vos díligunt, quam mercédem habébitis? nonne et publicáni hoc fáciunt? Et si salutavéritis fratres vestros tantum, quid ámplius tácitis? nonne et éthnici hoc fáciunt? Estóte ergo vos perfécti, sicut et Pater vester cœléstis perféctus est.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Aprendestes o que vos ensinaram: «amareis o vosso próximo e aborreceis o vosso inimigo?». Pois Eu vos digo: amai os vossos inimigos; fazei bem àqueles que vos odeiam; rezai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de que sejais filhos do vosso Pai, que está nos céus, o qual faz nascer o sol para os maus e bons e chover para os justos e injustos. Se amais os que vos amam, que recompensa mereceis? Não procedem do mesmo modo os publicanos? Se saudais somente os vossos irmãos, que fazeis mais do que os outros? Não procedem assim os pagãos? Sede, portanto, perfeitos, como o vosso Pai celestial é perfeito».

Comemoração dos Santos Mártires Nabor e Félix

Oração

Præsta, quǽsumus, Dómine: ut, sicut nos sanctórum Martyrum tuórum Nabóris et Felícis natalítia celebránda non desérunt; ita júgiter suffrágiis comitántur. Per Dóminum &c.
Senhor, assim como nós não cessamos de celebrar o natalício dos vossos Santos Mártires Nabor e Félix, assim também, Vos suplicamos, sejamos sempre socorridos com seus sufrágios. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Múnera plebis tuæ, quǽsumus, Dómine, sanetórum Mártyrum tuórum Nabóris et Felícis fiant grata suffrágiis: et, quorum triúmphis tuo nómini offeruntur, ipsorum digna perficiantur et méritis. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos permitir, Senhor, Vos imploramos, que os dons do vosso povo Vos sejam agradáveis pelos sufrágios dos vossos Santos Nabor e Félix; e, pelos méritos daqueles em cuja honra são oferecidos ao vosso nome, fazei que sejam dignos de Vós. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Natalítiis Sanctórum tuórum, quǽsumus, Dómine: ut, sacraménti múnere vegetáti, bonis, quibus per tuam grátiam nunc fovémur, perfruámur ætérnis. Per Dóminum nostrum &c.
Fortalecidos com a recepção do sacramento que recebemos neste natalício dos vossos Santos, Vos suplicamos, Senhor, permiti que gozemos na eternidade aqueles bens com que a vossa graça nos favoreceu nesta vida. Por nosso Senhor &c.

S. Anacleto, Papa e Mártir 13 de Julho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Boaventura, B. Confessor e Doutor 14 de Julho

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Gradual Sl. 36, 30-31

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium. V. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.
A boca do justo falará com sabedoria e a sua língua proclamará a justiça. V. A lei do seu Deus está no seu coração e os seus pés não tropeçarão.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Jurávit Dóminus, et non pœnitébit eum: Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ps. 109, 4 O Senhor jurou, e não se arrependerá: tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedeque. Aleluia.

Ofertório Sl. 88, 25

Veritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha fidelidade e a minha misericórdia estarão com ele: e o seu poder exaltar-se-á pelo meu nome.

Secreta e Postcomúnio Página confessorespontifices2

B. Inácio de Azevedo e Companheiros 15 de Julho

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Omnipotens ætérne Deus, qui nos in beáto Ignátio et Sóciis ejus, ad prædicándam Brasiliæ géntibus Cathólicam fidem missis, quadraginta Mártyrum palmas sub una tribuis solemnitáte venerári: concéde propitius: ut quorum in cælis glóriam læti suspicimus, eórum invictam in fide constántiam æmulémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e eterno, que permitistes venerássemos em uma só solenidade as quarenta palmas conquistadas pelo B. Inácio e seus Companheiros de martírio, concedei-nos propício que a alegre contemplação da sua glória no céu nos estimule a imitarmos a invencível constância da sua fé. Por nosso Senhor &c.

Oração S. Henrique

Deus, qui hodiérna die beátum Henrícum Confessórem tuum e terréni cúlmine impérii ad regnum ætérnum transtulísti: te súpplices exorámus; ut, sicut illum, grátiæ tuæ ubertáte prævéntum, illécebras sǽculi superáre fecísti, ita nos fácias, ejus imitatióne, mundi hujus blandiménta vitáre, et ad te puris méntibus perveníre. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que neste dia fizestes passar o B. Henrique, Vosso Confessor, de um trono da terra para o reino eterno, Vos suplicamos humildemente que, assim como, enchendo-o com a abundância da Vossa graça, o fizestes triunfar dos atractivos deste mundo, assim também nos façais evitar as seduções deste mundo e chegar até Vós com pureza de espírito. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Recebei, Senhor, o agradabilíssimo sacrifício do Vosso Filho Unigénito; e, pela intercessão do B. Inácio e seus Companheiros, fazei que este mystério, que os fortaleceu para o combate, nos torne fervorosos no Vosso serviço e amor. Pelo &c.

Secreta S. Henrique

Laudis tibi, Dómine, hóstias immolámus in tuórum commemoratióne Sanctórum: quibus nos et præséntibus éxui malis confídimus et futúris. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos este sacrifício de louvor em memória dos Vossos Santos, para que por meio dele nos livremos dos males presentes e futuros. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Fidem in nobis, Dómine, quam de miseréntis grátiæ tuæ múnere suscépimus, áugeant hæc sancta mystéria: nosque ad eam contra spirituália nequitiæ colluctántes profiténdam, beatórum Ignátii et Sociórum ejus exémpla confirment. Per Dóminum nostrum Jesum Christum &c.
Fazei, Senhor, que estes sacrossantos mystérios aumentem em nós a fé, que possuímos como um dom da Vossa misericordiosa graça; e que na luta contra os espíritos do mal sejamos fiéis à profissão desta fé, segundo os exemplos do B. Inácio e seus Companheiros. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio S. Henrique

Refécti cibo potúque cœlésti, Deus noster, te súpplices exorámus: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus. Per Dóminum &c.
Fortalecidos com o alimento e com a bebida celestiais, ó nosso Deus, Vos suplicamos humildemente que nos protejam as preces daquele em cuja memória os recebemos. Por &c.

B. V. Maria do Monte Carmelo 16 de Julho

Intróito Sedulius

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beátæ Maríæ Vírginis: de cujus sollemnitáte gaudent Angeli et colláudant Fílium Dei. Ps. 44, 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Alegremo-nos todos no Senhor, no dia em que celebramos a festa em honra da B. V. Maria: os Anjos regozijam-se com esta festa e louvam unissonamente o Filho de Deus. Sl. 44, 2 Meu coração exprimiu uma excelente palavra: Consagro ao Rei as minhas obras. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beatíssimæ semper Vírginis et Genetrícis tuæ Maríæ singulári título Carméli órdinem decorásti: concéde propítius; ut, cujus hódie Commemoratiónem sollémni celebrámus offício, ejus muníti præsídiis, ad gáudia sempitérna perveníre mereámur: Qui vivis &c.
Ó Deus, que ornastes a Ordem do Carmelo com a insigne honra de usar o nome da B. Maria, sempre Virgem e vossa Mãe, concedei-nos propício que, sendo nós auxiliados pela protecção daquela cuja comemoração celebramos hoje, solenemente, sejamos dignos de alcançar as eternas alegrias. Ó Vós, que &c.

Epístola Ecl. 24, 23-31

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Ego quasi vitis fructificávi suavitátem odóris: et flores mei fructus honóris et honestátis. Ego mater pulchræ dilectiónis et timóris et agnitiónis et sanctæ spei. In me grátia omnis viæ et veritátis: in me omnis spes vitæ et virtútis. Transíte ad me, omnes qui concupíscitis me, et a generatiónibus meis implémini. Spíritus enim meus super mel dulcis, et heréditas mea super mel et favum. Memória mea in generatiónes sæculórum. Qui edunt me, adhuc esúrient: et qui bibunt me, adhuc sítient. Qui audit me, non confundétur: et qui operántur in me, non peccábunt. Qui elúcidant me, vitam ætérnam habébunt.
Eu produzi, como a vinha, flores de suave odor, e as minhas flores são frutos de honra e de honestidade. Eu sou a mãe do amor puro, do temor, da ciência e da esperança santa. Em mim existe toda a graça do caminho e da verdade; em mim existe toda a esperança da vida e da virtude. Vinde a mim, ó vós, que me desejais com ardor, e saciai-vos com meus frutos; pois o meu espírito é mais doce do que o mel e a minha herança excede em doçura o próprio favo de mel! Minha memória permanecerá nas gerações de todos os séculos. Aqueles que me comerem terão ainda fome; e aqueles que me beberem terão ainda sede. Aqueles que me escutam não serão confundidos; aqueles que se orientarem em mim não pecarão; e aqueles que me tornarem conhecida alcançarão a vida eterna.

Gradual

Bendeícta et venerábilis es, Virgo María: quæ sine tactu pudóris invénta es Mater Salvatóris. V. Virgo, Dei Génetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.
Bendita e venerável sois, ó Virgem Maria, que, sem a mais leve mancha de impureza, fostes a Mãe do Salvador. V. Ó Virgem, Mãe de Deus, Aquele que nem todo o universo é capaz de conter, esteve encerrado no vosso seio, fazendo-se homem.
Allelúja, allelúja. V. Per te, Dei Génetrix, nobis est vita pérdita data: quæ de cœlo suscepísti prolem, et mundo genuísti Salvatórem. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Por vós, ó Mãe de Deus, nos foi restituída a vida que havíamos perdido! Vós recebestes do céu a graça de serdes Mãe, gerando o Salvador do mundo. Aleluia.

Evangelho Página comumfestasmaria1

Ofertório Jr. 18, 20

Recordáre, Virgo Mater, in conspéctu Dei, ut loquáris pro nobis bona, et ut avértat indignatiónem suam a nobis.
Recordai-vos, ó Virgem Maria, de interceder por nós junto de Deus e de conseguirdes afastar de nós a sua indignação.

Secreta

Sanctífica, Dómine, quǽsumus, obláta libámina: et, beátæ Dei Genetrícis Maríæ salubérrima intercessióne, nobis salutária fore concéde. Per eúndem Dóminum &c.
Santificai, Senhor, Vos pedimos, as oblatas que Vos são apresentadas, e, pela eficacíssima intercessão da B. V. Maria, fazei que nos sejam salutares. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio

Regina mundi digníssima, María, Virgo perpétua, intercéde pro nostra pace et salúte, quæ genuísti Christum Dóminum, Salvatórem ómnium.
Ó Maria, digníssima Rainha do mundo e sempre Virgem, que gerastes Cristo, Senhor e Salvador de todos, alcançai-nos pela vossa intercessão a paz e a salvação.

Postcomúnio

Adjuvet nos, quǽsumus, Dómine, gloriósæ tuæ Genetrícis sempérque Vírginis Maríæ intercéssio veneránda: ut, quos perpétuis cumulávit benefíciis, a cunctis perículis absolútos, sua fáciat pietáte concórdes: Qui vivis &c.
Que a augusta intercessão de Maria, vossa gloriosa Mãe e sempre Virgem, nos sirva de auxílio, Senhor, Vos rogamos; e que, depois de havermos sido perpetuamente cumulados dos seus benefícios e livres de todos os perigos, a sua bondade nos faça viver em concórdia. Ó Vós, que, sendo Deus &c.

S. Sisenando, Mártir Na Diocese de Beja, 16 de Julho

Como Missa In virtúte tua, página martirnaopontifice1, excepto:

Oração

Ó omnipotente Deus, que ao B. Levita Sisenando destes coragem para abraçar e vencer o próprio martírio, concedei-nos, Vos pedimos, que virilmente abracemos o estreito caminho da salvação. Por nosso Senhor &c.

S. Aleixo, Conf. 17 de Julho

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Epístola 1 Tm. 6, 6-12

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Est quæstus magnus píetas cum sufficiéntia. Nihil enim intúlimus in hunc mundum: haud dúbium, quod nec auférre quid póssumus. Habéntes autem aliménta, et quibus tegámur, his conténti simus. Nam qui volunt dívites fíeri, incídunt in tentatiónem et in láqueum diáboli, et desidéria multa inutília et nocíva: quæ mergunt hómines in intéritum et perditiónem. Radix enim ómnium malórum est cupíditas: quam quidam appeténtes, erravérunt a fide, et inseruérunt se dolóribus multis. Tu autem, o homo Dei, hæc fuge: sectáre vero justítiam, pietátem, fidem, caritátem, patiéntiam, mansuetúdinem. Certa bonum certámen fídei, apprehénde vitam ætérnam.
Caríssimo: É uma grande riqueza possuir a piedade e contentar-se com o suficiente. Na verdade, não trouxemos nada a este mundo e sem dúvida nada poderemos levar dele. Se, portanto, temos de comer e de vestir, estejamos contentes, pois aqueles que querem ser ricos caem nas tentações e nas ciladas do demónio e em muitos outros desejos inúteis e perniciosos, que arrastam o homem para a ruína e perdição. A raiz de todos os males é, na verdade, a cobiça; e, assim, alguns, guiando-se por ela, afastaram-se da fé e enredaram-se em muitas aflições. Porém tu, ó homem de Deus, foge destas coisas e procura a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a paciência e a mansidão. Pugna com valor no bom combate da fé e alcança a vida eterna.

Evangelho Mt. 19, 27-29

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Dixit Petrus ad Jesum: Ecce, nos relíquimus ómnia, et secúti sumus te: quid ergo erit nobis? Jesus autem dixit illis: Amen, dico vobis, quod vos, qui secúti estis me, in regeneratióne, cum séderit Fílius hóminis in sede majestátis suæ, sedébitis et vos super sedes duódecim, judicántes duódecim tribus Israël. Et omnis, qui relíquerit domum, vel fratres, aut soróres, aut patrem, aut matrem, aut uxórem, aut fílios, aut agros, propter nomen meum, céntuplum accípiet, et vitam ætérnam possidebit.
Naquele Naquele tempo, disse Pedro a Jesus: «Eis que deixámos tudo e Vos seguimos. Que recompensa teremos por isso?». Jesus respondeu-lhe: «Em verdade vos digo: vós, que me seguistes, quando, no tempo da regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. Todo aquele que deixar a sua casa, ou os seus irmãos, ou os seus campos, ou o seu pai, ou a sua mãe, ou a sua mulher por causa do meu nome receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna».

S. Camilo de Lélis, Conf. 18 de Julho

Intróito Jo. 15, 13

Majórem hac dilectiónem nemo habet, ut ánimam suam ponat quis pro amícis suis. Ps. 40, 2 Beátus, qui intéllegit super egénum et páuperem: in dic mala liberábit eum Dóminus. V. Gloria Patri &c.
Ninguém pode dar maior prova de amor do que dar a sua vida pelos seus amigos. Sl. 40, 2 Bem-aventurado aquele que atende às necessidades do pobre e do indigente, pois o Senhor o livrará no dia da aflição. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui sanctum Camíllum, ad animárum in extrémo agóne luctántium subsídium, singulári caritátis prærogatíva decorásti: ejus, quǽsumus, méritis, spíritum nobis tuæ dilectiónis infúnde; ut in hora éxitus nostri hostem víncere, et ad cœléstem mereámur corónam perveníre. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que dotastes S. Camilo com a prerrogativa de uma singular caridade para auxiliar as almas nas derradeiras lutas da agonia, infundi-nos pelos seus méritos, Vos suplicamos, o espírito do vosso amor, a fim de que, na hora da nossa morte, mereçamos vencer o inimigo e alcançar a coroa celestial. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página 2domingopentecostes

Gradual Página confessoresnaopontifices2

Evangelho Jo. 15, 12-16

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Hoc est præcéptum meum, ut diligátis ínvicem, sicut diléxi vos. Majorem hac dilectiónem nemo habet, ut ánimam suam ponat quis pro amícis suis. Vos amíci mei estis, si fecéritis quæ ego præcípio vobis. Jam non dicam vos servos: quia servus nescit, quid fáciat dóminus ejus. Vos autem dixi amícos: quia ómnia, quæcúmque audívi a Patre meo, nota feci vobis. Non vos me elegístis: sed ego elegi vos, et pósui vos, ut eátís, et fructum afferátis: et fructus vester maneat: ut, quodcúmque petiéritis Patrem in nómine meo, det vobis.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Este é o meu mandamento: «Que vos ameis uns aos outros, como vos amei». Ninguém pode ter maior amor do que dar a sua vida pelos seus amigos. Vós sereis meus amigos se fizerdes o que vos mando. Já vos não chamarei servos, porque o servo ignora o que faz o seu senhor. Chamo-vos meus amigos, porque tudo quanto ouvi a meu Pai vo-lo tenho feito conhecer. Não fostes vós que me escolhestes a mim, mas Eu é que vos escolhi e vos destinei, para que caminheis e alcanceis fruto. Que este fruto, pois, permaneça, para que meu Pai vos conceda tudo quanto Lhe pedirdes em meu nome».

Ofertório Sl. 20, 2-3

In virtúte tua, Dómine, lætábitur justus, et super salutáre tuum exsultábit veheménter: desidérium ánimæ ejus tribuísti ei.
Com o vosso poder, Senhor, se alegrará o justo, o qual exultará de alegria, vendo-se salvo por Vós. Concedestes-lhe, Senhor, o desejo da sua alma.

Secreta

Hóstia immaculáta, qua illud Dómini nostri Jesu Christi imménsæ caritátis opus renovámus, sit, Deus Pater omnípotens, sancto Gamíllo intercedénte, contra omnes córporis et animae infirmitates salutáre remedium, et in extrémo agóne solátium et tutela. Per eúndem Dóminum &c.
Que a hóstia imaculada pela qual renovamos esta instituição da imensa caridade de nosso Senhor Jesus Cristo seja para nós, pela intercessão de S. Camilo, remédio salutar contra todas as enfermidades da alma e do corpo e na extrema agonia nos sirva de consolação e de protecção. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 25, 36 & 40

Infírmus fui, et visitástis me. Amen, amen, dico vobis: Quámdiu fecístis uni ex his frátribus meis minimis, mihi fecístis.
Estive enfermo e visitastes-me. Em verdade, em verdade vos digo: todas as vezes que fizerdes isto mesmo a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim mesmo o fizestes.

Postcomúnio

Per hæc cœléstia aliménta, quæ, sancti Camílli Confessóris tui sollémnia celebrántes, pia devotióne suscépimus: da, quǽsumus. Dómine; ut, in hora mortis nostræ sacraméntis refécti et culpis ómnibus expiáti, in sinum misericórdiæ tuæ læti súscipi mereámur: Qui vivis &c.
Por estes alimentos celestiais, que recebemos com pia devoção celebrando a festa de S. Camilo, vosso Confessor, concedei-nos, Senhor, Vos suplicamos, que à hora da morte, munidos com os sacramentos e limpos de todas as culpas, mereçamos ser recebidos com alegria no seio da vossa misericórdia. Ó Vós, que, sendo Deus &c.

Comemoração de Santa Sinforoza e seus Filhos

Oração, Secreta e Postcomúnio Página muitosmartires2

S. Vicente de Paulo, Conf. 19 de Julho

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Deus, qui, ad evangelizándum paupéribus et ecclesiástici órdinis decórem promovéndum, beátum Vincéntium apostólica virtúte roborásti: præsta, quǽsumus; ut, cujus pia mérita venerámur, virtútum quoque instruámur exémplis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ornastes o B. Vicente com a coragem e as virtudes apostólicas para a evangelização dos pobres e para promover o decoro da ordem eclesiástica, permiti, Vos imploramos, que, honrando os seus piedosos méritos, sejamos instruídos com o exemplo de suas virtudes. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página tito

S. Jerónimo Emiliano, Conf. 20 de Julho

Intróito Lm. 2, 11

Effúsum est in terra jecur meum super contritióne fíliæ pópuli mei, cum defíceret párvulus et lactens in platéis óppidi. Ps. 112, 1 Laudáte, pueri, Dóminum: laudáte nomen Dómini. V. Gloria Patri &c.
O meu coração ficou ferido ao contemplar as infelicidades da filha do meu povo, quando as criancinhas, e até aquelas que ainda eram amamentadas, caíam desfalecidas nas praças da cidade! Sl. 112, 1 Louvai o Senhor, ó meninos; louvai o nome do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, misericordiárum pater, per mérita et intercessiónem beáti Hieronymi, quem órphanis adjutorem et patrem esse voluísti: concéde; ut spíritum adoptiónis, quo fílii tui nominámur et sumus, fidéliter custodiámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, Pai das misericórdias, pelos méritos e intercessão do B. Jerónimo, que quisestes dar aos órfãos como auxílio e pai, concedei-nos a graça de conservarmos fielmente este espírito de adopção, em virtude do qual somos chamados vossos filhos e realmente o somos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Is. 58, 7-11

Léctio Isaíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Isaías.
Hæc dicit Dóminus: Frange esuriénti panem tuum, et egénos vagósque induc in domum tuam: cum víderis nudum, operi eum, et carnem tuam ne despéxeris. Tunc erúmpet quasi mane lumen tuum, et sánitas tua citius oriétur, et anteíbit fáciem tuam justítia tua, et glória Dómini cólliget te. Tunc invocábis, et Dóminus exáudiet: clamabis, et dicet: Ecce, adsum; si abstúleris de médio tui caténam, et desíeris exténdere dígitum, et loqui quod non prodest. Cum effúderis esuriénti ánimam tuam, et ánimam afflíctam repléveris. Oriétur in tenebris lux tua, et ténebræ tuæ erunt sicut merídies. Et réquiem tibi dabit Dóminus semper, et implébit splendóribus ánimam tuam, et ossa tua liberábit, et eris quasi hortus irríguus, et sicut fons aquárum, cujus non defícient aquæ.
Isto diz o Senhor: «Reparti o vosso pão por aqueles que têm fome e fazei entrar na vossa casa aqueles que não têm asilo. Quando virdes um homem nu, cobri-o e não desprezeis aquele que é da vossa própria carne. Então a vossa luz brilhará, como a aurora; reconquistareis depressa a vossa saúde; a vossa justiça caminhará diante de vós; e a glória do Senhor vos protegerá. Então invocareis o Senhor, que vos ouvirá; chamá-l’O-eis e responderá: «Eis-me aqui». Se tirardes do meio de vós a cadeia com que carregais os vossos irmãos; se deixardes de estender o dedo para eles e de lhes dirigirdes palavras injuriosas; se assistirdes com caridade aos pobres e consolardes as almas aflitas; então a vossa luz despontará nas trevas e as vossas trevas brilharão, como o sol ao meio-dia. E o Senhor vos dará um repouso que não mais terá fim, encherá as vossas almas de esplendor e livrará os vossos ossos da corrupção. Sereis como um jardim sempre regado e como uma fonte cujas águas não secam.

Gradual Pr. 5, 16

Derivéntur fontes tui foras, et in platéis aquas tuas divide. V. Ps. 111, 5-6 Jucúndus homo, qui miserétur et cómmodat: dispónet sermónes suos in judício, quia in ætérnum non commovébitur.
Que as fontes trasbordem e que as águas se espalhem pelas praças públicas.Sl. 111, 5-6 V. Bem-aventurado o homem que usou de misericórdia; que emprestou ao pobre; e que proferiu as suas palavras com justiça, pois ninguém poderá lançá-lo por terra.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 9 Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 9 Com liberalidade distribuiu esmolas pelos pobres, pelo que sua justiça permanecerá em todos os séculos dos séculos. Aleluia.

Evangelho Mt. 19, 13-21

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Obláti sunt Jesu párvuli, ut manus eis impóneret et oráret. Discípuli autem increpábant eos. Jesus vero ait eis: Sínite párvulos, et nolíte eos prohibére ad me veníre: tálium est enim regnum cœlórum. Et cum imposuísset eis manus, ábiit inde. Et ecce, unus accedens, ait illi: Magíster bone, quid boni fáciam, ut hábeam vitam ætérnam? Qui dixit ei: Quid me intérrogas de bono? Unus est bonus, Deus. Si autem vis ad vitam íngredi, serva mandáta. Dicit illi: Quæ? Jesus autem dixit: Non homicídium fácies: Non adulterábis: Non fácies furtum: Non falsum testimónium dices: Hónora patrem tuum et matrem tuam, et díliges próximum tuum sicut te ipsum. Dicit illi adoléscens: Omnia hæc custodívi a juventúte mea: quid adhuc mihi deest? Ait illi Jesus: Si vis perféctus esse, vade, vende, quæ habes, et da paupéribus, et habébis thesáurum in cœlo: et veni, séquere me.
Naquele tempo, apresentaram a Jesus algumas criancinhas, para que Ele sobre elas impusesse as mãos e orasse por elas. Ora os discípulos afastaram-nas. Então Jesus disse-lhes: «Deixai as criancinhas e as não proibais de vir a mim, pois o reino dos céus é daqueles que se lhes assemelham». E, impondo sobre elas as mãos, se afastou. Mas eis que alguém, aproximando-se d’Ele, disse-Lhe: «Bom Mestre, que tenho a fazer de bom para alcançar a vida eterna?». Jesus respondeu-lhe: «Porque me chamais bom? Só um é bom: Deus! Se, pois, queres entrar na vida eterna, guarda os mandamentos». Disse-Lhe ele: «Quais mandamentos?». Jesus continuou: «Não cometerás homicídio, nem adultério; não furtarás; não levantarás falso testemunho; respeitarás teu pai e tua mãe; e amarás o teu próximo, como a ti próprio». O jovem disse-Lhe: «Tenho observado tudo isso desde a minha juventude; que me falta, pois ainda?». Jesus disse-lhe então: «Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que te pertence e dá-o aos pobres. Então alcançarás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me».

Ofertório Tb. 12, 12

Quando orábas cum lácrimis, et sepeliébas mórtuos, et derelinquébas prándium tuum, et mórtuos abscondébas per diem in domo tua, et nocte sepeliébas eos: ego óbtuli oratiónem tuam Dómino.
Quando rezaste com lágrimas e quando enterraste os mortos, deixando para isso a tua refeição, escondendo os mortos durante o dia na tua casa e enterrando-os durante a noite eu apresentei a tua oração ao Senhor.

Secreta

Clementíssime Deus, qui, véteri homine consúmpto, novum secúndum te in beáto Hierónymo creáre dignátus es: da, per mérita ipsíus; ut nos, páriter renováti, hanc placatiónis hóstiam in odórem tibi suavíssimum offerámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus clementíssimo, que sobre as ruínas do «homem velho» Vos dignastes criar um novo homem à vossa imagem na pessoa do B. Jerónimo, concedei-nos pelos seus méritos que, sendo renovados, como ele, Vos apresentemos esta hóstia de propiciação, como um perfume de suave odor. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Tg. 1, 27

Relígio munda et immaculáta apud Deum et Patrem hæc est: Visitáre pupíllos et víduas in tribulatióne eórum, et immaculátum se custodíre ab hoc sǽculo.
A religião pura e imaculada aos olhos de Deus, nosso Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e conservar-se puro na corrupção deste mundo.

Postcomúnio

Angelórum pane refécti te, Dómine, supplíciter deprecámur: ut, qui ánnuam beáti Hierónymi Confessóris tui memóriam celebráre gaudémus; ejúsdem étiam et exémplum imitémur, et amplíssimum in regno tuo prǽmium obtinére valeámus. Per Dóminum nostrum &c.
Saciados com o pão dos Anjos, Vos suplicamos humildemente, Senhor, que, celebrando nós com alegria, anualmente, a memória do B. Jerónimo, vosso Confessor, imitemos também os seus exemplos e mereçamos alcançar as liberalíssimas recompensas do vosso reino. Por nosso Senhor &c.

Santa Margarida, Virgem e Mártir 20 de Julho

Como na Missa Me exspectavérunt, página virgensmartires2

Santa Colomba, Virgem e Mártir Na Diocese de Coimbra, 20 de Julho

Intróito

Quem me dará asas, como as da pomba! Então voarei e descansarei. Eis que me afastei, fugindo, e permaneci na solidão. Esperava Aquele que me salvou. Ouvi, ó Deus, a minha oração; não desprezeis a minha súplica; atendei-me e ouvi-me. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó omnipotente e eterno Deus, olhai propício para a nossa fraqueza; e, assim como concedestes a fortaleza à B. Colomba, vossa Virgem, para suportar o martírio da Cruz, assim também, protegendo-nos com sua intercessão, acolhei-nos à dextra da vossa majestade. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página virgemnaomartir2

Gradual

O meu inimigo arruinou as minhas veredas e afligiu-me até à desolação. Armou o seu arco, apontou-o para mim, como alvo da sua seta, e cravou nos meus rins as setas da sua aljava.
Aleluia, aleluia. Suportei a dor das setas até à morte de cruz, para ser fiel ao meu Senhor Jesus. Aleluia.

Evangelho Página virgensmartires1

Ofertório

Nunca Deus permita que me glorie senão na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por quem o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

Secreta

Senhor, que este sacrifício, que Vos é oferecido pelos auxílios dos méritos da B. Colomba, vossa Virgem e Mártir, nos conserve a vida e nos proteja. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Ergue-te, minha amiga, minha única beleza, e vem. Ó minha pomba, escondida nas fendas das rochas e nas cavernas dos muros em ruínas, mostra-me o teu rosto e faz-me ouvir a tua voz. A tua voz é doce, o teu rosto é belo.

Postcomúnio

Pela participação que tivemos neste mystério, Senhor, confirmai os vossos servos na confissão da verdadeira fé, pela qual a B. Colomba não duvidou sofrer o martírio da Cruz e derramar o sangue. Por nosso Senhor &c.

Santa Praxedes, Virgem 21 de Julho

Intróito Página virgensmartires1

Oração, Secreta e Postcomúnio

Epístola Página virgemnaomartir2

Gradual Sl. 44, 8

Dilexísti justítiam, et odísti iniquitátem. V. Proptérea unxit te Deus, Deus tuus, óleo lætítiæ.
Amastes a justiça e odiastes a iniquidade. V. Pelo que o Senhor, vosso Deus, vos ungiu com o óleo da alegria.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 5 Spécie tua et pulchritúdine tua inténde, próspere procéde et regna. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 5 Caminhai, pois, com beleza e com majestade; ide gozar a glória e reinai. Aleluia.

Evangelho Página virgensmartires2

Ofertório Página virgensmartires2

Comúnio Página virgemnaomartir2

Santo Anjo Custódio de Portugal 21 de Julho

Intróito

Encomendou-te Deus aos seus Anjos, para que eles te guardem em todos teus caminhos; em suas mãos te conduzirão, para que o teu Pé não tropece na pedra. Aquele que se abriga sob a protecção do Altíssimo e habita à sombra de Deus do céu. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Deus omnipotente e sempiterno, que com inefável providência destinais para cada nação um Anjo, que a guarde, concedei-nos, Vos suplicamos, que, pelas súplicas e pelo patrocínio do Anjo Custódio da nossa Nação, sejamos sempre livres de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Epístola

Lição do Livro dos Reis.
Naqueles dias, filho de Amós, mandou dizer a Ezequias: «Isto diz o Senhor, a respeito do rei dos Assírios: Ele não entrará nesta cidade, nem nela usará a sua espada, nem ocupará o seu castelo, nem a sitiará com suas paliçadas. Volverá pelo mesmo caminho que veio e não entrará nesta cidade: assim diz o Senhor. Protegerei esta cidade e salvá-la-ei por amor de mim e por amor do meu servo Daniel», Naquela mesma noite, veio o Anjo do Senhor e feriu no acampamento dos Assírios cento e vinte e cinco mil homens; e, ao romper da manhã, viu-se que todos estavam mortos. Então Senaqueribe, rei dos Assírios, partiu e voltou para os seus domínios.

Gradual

O Anjo do Senhor acampará em redor dos que o temem e salvá-los-á. Clamaram os justos e o Senhor ouviu-os: e livrou-os de todas suas tribulações.
Aleluia, aleluia. Adorai o Senhor, ó vós, todos seus Anjos; porque o Senhor guarda as vidas dos seus servos e salva-os das mãos dos pecadores. Aleluia.
No Tempo Pascal, omite-se o Gradual e diz-se:
Aleluia, aleluia. Diante dos Anjos cantarei Salmos em vosso louvor; adorar-Vos-ei no vosso Templo Sagrado e louvarei o vosso nome. Aleluia. O Anjo do Senhor desceu do céu, e, aproximando-se, revolveu a pedra e assentou-se sobre ela. Aleluia.
Nas Missas Votivas, depois da Septuagésima, omite-se o Aleluia e o Verso seguinte, e diz-se:

Trato

Bendizei o Senhor, ó vós, todos seus Anjos, poderosos em força, que obedeceis às suas palavras. Bendizei o Senhor, todos seus exércitos, seus ministros, que executais a sua vontade. Bendizei o Senhor, todas suas obras, em todos os lugares doseu império; bendizei o Senhor, ó minha alma.

Evangelho

Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
Naquele tempo, o Anjo do senhor apareceu em sonhos a José e disse-lhe: «Levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e foge com eles para o Egipto, permanecendo ali até que te avise, porque Herodes procura o Menino para lhe tirar a vida». E José, então, levantando-se de noite, tomou o Menino e sua Mãe e partiu para o Egipto, onde permaneceu até à morte de Herodes, a fim de se cumprir o que havia sido anunciado pelo Senhor por meio do seu Profeta, quando disse: «Chamarei do Egipto o meu Filho».

Ofertório

Bendizei o Senhor, ó vós, todos seus Anjos, seus ministros, executores das suas ordens e sempre fiéis aos seus chamamentos.

Secreta

Senhor Santo, Pai omnipotente, Deus eterno aceitai estes dons, que Vos oferecemos, suplicando-Vos que, pelos sufrágios do vosso Anjo Custódio, sejamos livres de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Anjos do Senhor, bendizei todos o Senhor: cantai hinos emseu louvor e exaltai-O em todos os séculos.

Postcomúnio

Sejam-nos proveitosos, Senhor, para a salvação do corpo e da alma os Sacramentos, que recebemos, a fim de que, pela defesa da angelical custódia, sejamos livres de todos os perigos e dignos de participar dos dons celestiais. Por nosso Senhor &c.

Santa Maria Madalena 22 de Julho

Intróito Página virgensmartires2

Oração

Beátæ Maríæ Magdalénæ, quǽsumus, Dómine, suffrágiis adjuvémur: cujus précibus exorátus, quatriduánum fratrem Lázarum vivum ab ínferis resuscitásti: Qui vivis &c.
Que nós sejamos socorridos, ó Deus, Vos suplicamos, pela intercessão da B. Maria Madalena, cujas preces de Vós obtiveram a ressurreição de seu irmão Lázaro, que falecera havia quatro dias. Ó Vós, que, viveis e reinais &c.

Epístola Ct. 3, 2-5; 8, 6-7

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Surgam, et circuíbo civitátem: per vicos et pláteas quæram, quem díligit ánima mea: quæsívi illum, et non invéni. Invenérunt me vígiles, qui custódiunt civitátem. Num quem díligit ánima mea, vidístis? Páululum cum pertransíssem eos, invéni, quem díligit ánima mea: ténui eum, nec dimíttam, donec introdúcam illum in domum matris meæ et in cubículum genetrícis meæ. Adjúro vos, fíliæ Jerúsalem, per cápreas cervósque campórum, ne suscitétis neque evigiláre faciátis diléctam, donec ipsa velit. Pone me ut signáculum super cor tuum, ut signáculum super bráchium tuum: quia fortis est ut mors diléctio, dura sicut inférnus æmulátio: lámpades ejus lámpades ignis atque flammárum. Aquæ multæ non potuérunt exstínguere caritátem, nec flúmina óbruent illam: si déderit homo omnem substántiam domus suæ pro dilectióne, quasi nihil despíciet eam.
Erguer-me-ei, percorrerei toda a cidade e procurarei pelas ruas e praças aquele que minha alma ama! Procurei-o e o não encontrei. As sentinelas que vigiam a cidade encontraram-me. Então disse-lhes: «Não vistes aquele que minha alma ama?». E, quando havia já passado além delas, encontrei aquele que minha alma ama! Então detive-o; e o não deixarei mais enquanto o não fizer entrar na casa de minha mãe e no quarto daquela que me gerou. Eu vos conjuro, ó filhas de Jerusalém, pelas cabras dos montes e pelos veados dos campos, que não perturbeis, nem desperteis a minha muito amada, até que ela própria acorde. Colocai como que um sinal sobre o vosso coração; como que um sinal sobre o vosso braço, porque o amor é forte, como a morte, e o zelo do amor é inflexível, como o inferno. Seus ardores são de fogo e de chamas; nem as águas caudalosas puderam extinguir o amor, nem os rios submergi-lo; pois, ainda que o homem haja dado todas as riquezas da sua casa pelo seu amor, desprezá-las-á, como se nada fossem.

Gradual Sl. 44, 8

Dilexísti justítiam, et odísti iniquitátem. V. Proptérea unxit te Deus, Deus tuus, óleo lætítiæ.
Amastes a justiça e odiastes a iniquidade. V. Pelo que o Senhor, vosso Deus, vos ungiu com o óleo da alegria.
Allelúja, allelúja. V. ibid., 3 Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. ibid., 3 A graça espalhou-se nos vossos lábios: eis porque Deus vos abençoou para sempre. Aleluia.

Evangelho Página evangelhopaixaoquinta

Ofertório Sl. 44, 10

Fíliæ regum in honóre tuo, ástitit regína a dextris tuis in vestítu deauráto, circúmdata varietáte.
As filhas dos reis formam a vossa corte de glória: a própria rainha está colocada à vossa direita, envergando um vestido de ouro, recamado da mais rica variedade.

Secreta

Múnera nostra, quǽsumus, Dómine, beátæ Maríæ Magdalénæ gloriósa mérita tibi reddant accépta: cujus oblatiónis obséquium unigénitus Fílius tuus cleménter suscépit impénsum: Qui tecum vivit et regnat &c.
Dignai-Vos aceitar, Senhor, Vos pedimos, as oblatas que Vos apresentamos pelos gloriosos méritos da B. Maria Madalena, da qual o vosso Filho Unigénito recebeu misericordiosamente a sua oferta e os seus serviços. Ele, que convosco vive e reina &c.

Comúnio Sl. 118, 121, 122 & 128

Feci judícium et justítiam, Dómine, non calumniéntur mihi supérbi: ad ómnia mandáta tua dirigébar, omnem viam iniquitátis odio hábui.
Pratiquei a equidade e a justiça; não me entregueis, pois, àqueles que me perseguem. Procurei em tudo dirigir-me segundo os vossos Mandamentos: e odiei todas as vias da iniquidade.

Postcomúnio

Sumpto, quǽsumus, Dómine, único ac salutári remédio, Córpore et Sánguine tuo pretióso: ab ómnibus malis, sanctæ Maríæ Magdalénæ patrocíniis, eruámur: Qui vivis et regnas &c.
Havendo nós recebido o único e salutar remédio, o vosso Corpo e o vosso Sangue preciosíssimo permiti, Senhor, Vos pedimos, que sejamos livres de todos os males pelo patrocínio de Santa Maria Madalena. Ó Vós, que viveis e &c.

S. Lourenço de Brindes, Conf. 22 de Julho

Intróito

Descobrirei as obras de Deus pelas suas palavras. O sol, iluminando o mundo, vê todas as coisas: e a glória do Senhor brilha nas suas obras. Apareça o Senhor e desapareçam os seus inimigos! Que aqueles que O odeiam fujam da sua presença. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui ad árdua quæque pro nóminis tui glória et animárum salúte beáto Lauréntio, Confessóri tuo atque Doctóri, spíritum sapiéntiæ et fortitúdinis contulísti: da nobis in eódem spíritu et agénda cognóscere; et cógnita, ejus intercessióne, perfícere.
Ó Deus, que para glória do vosso nome e salvação das almas ornastes o B. Lourenço, vosso Confessor, com o espírito de conselho e de fortaleza nas obras ainda as mais árduas, concedei-nos pela sua intercessão o mesmo espírito, a fim de conhecermos o que devemos praticar e de praticarmos o que houvermos conhecido. Por nosso Senhor &c.

Epístola

Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
A caridade de Cristo obriga-nos. Se considerarmos que um só morreu por todos, então todos morreremos. Ora Cristo morreu por todos, para que os que vivem, já não vivam para si, mas para Aquele que morreu e ressuscitou por eles. Eis porque não conhecemos ninguém, segundo a carne; e, se conhecemos Jesus Cristo segundo a carne, agora já o não conhecemos assim. Se alguém, pois. é de Cristo, é uma criatura nova; o passado já desapareceu e tudo se tornou novo. Tudo vem de Deus, que nos reconciliou consigo por Cristo e que nos confiou o ministério da reconciliação; porquanto Deus estava verdadeiramente em Cristo quando se reconciliou com o mundo, lhe não imputando mais os seus pecados e revestindo-nos com o poder da reconciliação. Nós cumprimos, pois, o cargo de embaixadores de Cristo, e é Deus quem vos exorta, servindo-se de nós. Nós vos conjuramos, invocando o nome de Cristo, a que vos reconcilieis com Deus, o qual por amor de vós tratou Aquele que não tinha pecado como se o tivesse, a fim de que por Ele nos tornássemos justos na justiça que vem de Deus.

Gradual

O Senhor é a minha fortaleza e a minha glória, pois foi o meu Salvador. Ele é o meu Deus: eu O glorificarei. O Senhor apareceu, como um guerreiro: e chama-se omnipotente.
Aleluia, aleluia. Invocou o Altíssimo e o Omnipotente quando os inimigos o atacaram de todos os lados; e Deus, que é excelso e santo, ouviu-o. Aleluia.

Evangelho Página sextafeirapentecostes

Ofertório

Ele quis que minha boca fosse como uma espada aguda. Protegeu-me com a sombra da sua mão de reserva, como uma flecha escolhida.

Secreta

Fazei, ó Deus, que as lágrimas da salutar penitência nos tornem dignos de nos aproximarmos deste celestial banquete, o qual era tão suave à candura da alma do B. Lourenço. Por nosso Senhor &c.

Comúnio

Os poderosos ficarão admirados quando me virem; e a face dos príncipes manifestará a sua admiração.

Postcomúnio

Possamos nós, Senhor, ficar eternamente saciados com esta alegria da vossa divindade, cujo gozo o B. Lourenço experimentou no sacrossanto mystério do altar. Por nosso Senhor &c.
Nalguns lugares diz-se a Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, com a Oração, Secreta e Postcomúnio precedentes.

S. Apolinário, B. e Mártir 23 de Julho

Intróito Página martirpontifice

Oração

Deus, fidélium remunerátor animárum, qui hunc diem beáti Apollináris Sacerdótis tui martýrio consecrásti: tríbue nobis, quǽsumus, fámulis tuis; ut, cujus venerándam celebrámus festivitátem, précibus ejus indulgéntiam consequámur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, remunerador das almas fiéis, que consagrastes este dia com o martírio do B. Apolinário, vosso Sacerdote, fazei que estes vossos servos alcancem a indulgência das suas faltas, pelas preces daquele cuja venerável festa celebramos. Por &c.

Epístola 1 Pe. 5, 1-11

Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Pedro.
Caríssimi: Senióres, qui in vobis sunt, obsecro, consénior et testis Christi passiónum: qui et ejus, quae in futúro revelánda est, glóriæ communicátor: páscite qui in vobis est gregem Dei, providéntes non coácte, sed spontánee secúndum Deum: neque turpis lucri grátia, sed voluntárie: neque ut dominántes in cleris, sed forma facti gregis ex ánimo. Et cum apparúerit princeps pastórum, percipiétis immarcescíbilem glóriæ corónam. Simíliter adolescéntes, súbditi estóte senióribus. Omnes autem ínvicem humilitátem insinuáte: quia Deus supérbis resístit, humílibus autem dat grátiam. Humiliámini ígitur sub poténti manu Dei, ut vos exáltet in témpore visitatiónis: omnem sollicitúdinem vestram projiciéntes in eum, quóniam ipsi cura est de vobis. Sobrii estóte, et vigiláte: quia adversárius vester diábolus tamquam leo rúgiens círcuit, quærens quem dévoret: cui resístite fortes in fide: scientes eándem passiónem ei, quæ in mundo est, vestræ fraternitáti fíeri. Deus autem omnis grátiæ, qui vocávit nos in ætérnam suam glóriam in Christo Jesu, módicum passos ipse perfíciet, confirmábit solidabítque. Ipsi glória et impérium in sǽcula sæculórum. Amen.
Caríssimos: Aos sacerdotes, que estão entre vós, rogo eu, sacerdote, como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e, além disso, participante da glória, que deve ser manifestada: apascentai o rebanho de Deus, que vos foi confiado, vigiando-o não por força, mas espontaneamente, segundo Deus; não por amor de um lucro vergonhoso, mas com zelo; não como querendo ter domínio despótico naqueles que são a herança do Senhor, mas tornando-vos de todo o coração modelos do rebanho. E, quando aparecer o príncipe dos pastores, recebereis na glória a coroa incorruptível. E vós, também, ó jovens, sede submissos aos sacerdotes. Revesti-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos e dá a graça aos humildes. Humilhai-vos, pois, sob a mão poderosa de Deus, para que Ele vos exalte no tempo da sua visita; lançai no seu seio todas vossas inquietações, pois o demónio, vosso adversário, gira em torno de vós, como um leão a rugir, procurando devorar-vos. Resisti-lhe, portanto, permanecendo firmes na fé e recordando-vos de que os vossos irmãos, espalhados pelo mundo, sofrem as mesmas aflições que vós. Depois de haverdes padecido um pouco, Deus de toda a graça, que nos chamou em Jesus Cristo à eterna glória, vos aperfeiçoará, confirmará e consolidará. A Ele seja dada glória e homenagem em todos os séculos dos séculos. Amen.

Gradual Sl. 88, 21-23

Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum: manus enim mea auxiliábitur ei, et bráchium meum confortábit eum. V. Nihil profíciet inimícus in eo, et fílius iniquitátis non nocébit ei.
Encontrei o meu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado: a minha mão o auxiliará e o meu braço o fortalecerá. V. O inimigo não terá nele domínio algum; o filho da iniquidade não poderá prejudicá-lo.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 109, 4 Jurávit Dóminus, et non pœnitébit eum: Tu es sacérdos in ætérnum, secúndum órdinem Melchísedech. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ps. 109, 4 Jurou o Senhor e não se arrependerá: tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedeque. Aleluia.

Evangelho Lc. 22, 24-30

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Facta est conténtio inter discípulos, quis eórum viderétur esse major. Dixit autem eis Jesus: Reges géntium dominántur eórum; et qui potestátem habent super eos, benéfici vocántur. Vos autem non sic: sed qui major est in vobis, fiat sicut minor: et qui præcéssor est, sicut ministrátor. Nam quis major est, qui recúmbit, an qui mínistrat? nonne qui recúmbit? Ego autem in médio vestrum sum, sicut qui mínistrat. Vos autem estis, qui permansístis mecum in tentatiónibus meis: et ego dispóno vobis, sicut dispósuii mihi Pater meus regnum, ut edátis et bibátis super mensam meam in regno meo: et sedeátis super thronos, judicántes duódecim tribus Israël.
Naquele tempo, levantou-se entre os discípulos uma contenda acerca de qual deles devia ser considerado o maior. Jesus disse-lhes: «Os reis das nações as dominam com sua autoridade, e aqueles que têm poder nela são chamados benfeitores. Mas entre vós não será assim; pois aquele que é o maior, faça-se como se fosse o menor; e aquele que governa, que se torne como o que serve. Dizei: qual é o maior: o que está à mesa ou o que serve? Não é verdade que é aquele que está à mesa? Ora Eu estou no meio de vós como aquele que serve. Já que ficastes comigo, constantemente, durante as minhas provações, preparo-vos um reino, como meu Pai o preparou para mim, a fim de que possais comer e beber à minha mesa no meu reino, e estejais sentados nos tronos, para julgar as doze tribos de Israel».

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha fidelidade e a minha misericórdia estarão com ele: e por virtude de meu nome será exaltado o seu poder.

Secreta

Réspice, Dómine, propítius super hæc múnera: quæ pro beáti Sacerdótis et Martyris tui Apollináris commemoratióne deférimus, et pro nostris offensiónibus immolámus. Per Dóminum &c.
Olhai propício, Senhor, para os dons que vos apresentamos em memória do vosso B. Sacerdote e Mártir Apolinário, os quais Vos oferecemos em sacrifício de expiação pelas nossas ofensas. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 25, 20 & 21

Dómine, quinque talénta tradidísti mihi, ecce, ália quinque superlucrátus sum. Euge, serve bone et fidélis, quia in pauca fuísti fidélis, supra multa te constítuam, intra in gáudium Dómini tui.
Entregastes-me, Senhor, cinco talentos; eis outros cinco que lucrei. Muito bem, servo fiel e bom. Porque foste fiel em bens de pouca importância, eu te estabelecerei sobre bens mais importantes. Entra no gozo do teu senhor.

Postcomúnio

Tua sancta suméntes, quǽsumus, Dómine, ut beáti Apollináris nos fóveant continuáta præsídia: quia non désinis propítius intuéri, quos tálibus auxíliis concésseris adjuvári. Per Dóminum &c.
Tendo participado dos vossos sacrossantos mystérios, Vos suplicamos, Senhor, queirais defender-nos sempre com a protecção do B. Apolinário, pois não cessais de olhar propício para aqueles a quem concedeis tal socorro. Por nosso Senhor &c.

S. Libório, B, e Conf. 23 de Julho

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1

S. Cristina, Virgem e Mártir 24 de Julho

Como na Missa Me exspectavérunt, página virgensmartires2

Oração

Indulgéntiam nobis, quǽsumus, Dómine, beáta Christína Virgo et Martyr implóret: quæ tibi grata semper éxstitit, et merito castitátis, et tuæ professióne virtútis. &c.
Concedei-nos, Senhor, Vos pedimos que alcancemos o perdão dos nossos pecados pela intercessão da B. Catarina, Virgem e Mártir, que sempre Vos foi agradável não só pelos méritos da castidade, mas também pela prática da vossa virtude. &c.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, beátæ Christínæ Vírginis et Martyris tuæ dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. &c.
Aceitai benignamente, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos pelos méritos da B. Cristina, Virgem e Mártir, e dignai-Vos permitir que nos sirvam de perpétuo socorro. &c.

Postcomúnio

Divíni númeris largitáte satiáti, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, intercedénte beáta Christína Vírgine et Mártyre tua, in ejus semper participatióne vivámus. &c.
Saciados com a liberdade do dom divino, Senhor, nosso Deus, Vos suplicamos, permiti, pela intercessão da B. Catarina, vossa Virgem, que comparticipemos sempre deste dom durante a vida. &c.

S. Tiago 25 de Julho

Intróito Sl. 138, 17

Mihi autem nimis bonoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum. Ps. ibid., 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovísti sessiónem meam ei resurrectiónem meam. V. Gloria Patri &c.
Eu vejo, ó Deus, que honrais largamente os vossos amigos: e que seu poder se tem fortalecido extraordinariamente. Sl. ibid., 1-2 Senhor, perscrutastes o meu íntimo e ficastes-me conhecendo: ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Comemoração S. Cristovão

Oração

Esto, Dómine, plebi tuæ sanctificátor et custos: ut, Apóstoli tui Jacóbi muníta præsídiis, et conversatióne tibi pláceat, et secúra mente desérviat. Per Dóminum nostrum &c.
Sede, Senhor, o santificador e o protector do povo, a fim de que, munido com o auxílio do vosso Apóstolo Tiago, ele Vos seja agradável pela sua sã conduta e Vos sirva com tranquilidade de espírito. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Cor. 4, 9-15

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Puto, quod Deus nos Apóstolos novíssimos osténdit, tamquam morti destinátos: quia spectáculum facti sumus mundo et Angelis et homínibus. Nos stulti propter Christum, vos autem prudéntes in Christo: nos infírmi, vos autem fortes: vos nóbiles, nos autem ignóbiles. Usque in hanc horam et esurímus, et sitímus, et nudi sumus, et cólaphis cǽdimur, et instábiles sumus, et laborámus operántes mánibus nostris: maledícimur, et benedícimus: persecutiónem pátimur, et sustinémus: blasphemámur, et obsecrámus: tamquam purgaménta hujus mundi facti sumus, ómnium peripséma usque adhuc. Non ut confúndam vos, hæc scribo, sed ut fílios meos caríssimos móneo. Nam si decem mília pædagogórum habeátis in Christo: sed non multos patres. Nam in Christo Jesu per Evangélium ego vos génui.
Meus irmãos: Penso que Deus nos trata a nós, seus Apóstolos, como se fôssemos os últimos homens destinados à morte, pois nos tornámos espectáculo do mundo, dos Anjos e dos homens. Tornámo-nos insensatos por amor de Cristo; mas vós sois prudentes em Cristo. Nós somos fracos, mas vós sois fortes; sois respeitados, e nós desprezados. Até a esta hora, sofremos a fome, a sede, a nudez, os maus tratos; não temos morada fixa; trabalhamos com muita dificuldade com as nossas mãos; amaldiçoam-nos e abençoamos; perseguem-nos e suportamo-los; injuriam-nos e rezamos por eles; enfim, até agora têm-nos tratado como se fôssemos a escumalha do mundo, por todos desprezada. Escrevo estas coisas não para vos envergonhar, mas para vo-las dar a conhecer, como meus filhos caríssimos que sois, pois, ainda que tivésseis dez mil mestres em Cristo, nem por isso teríeis muitos pais, visto que fui eu que pelo Evangelho vos gerei em Jesus Cristo.

Gradual Sl. 44, 17 & 18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine. V. Pro pátribus tuis nati sunt tibi fílii: proptérea pópuli confitebúntur tibi.
Vós os instituístes príncipes em todo o universo: e eles, Senhor, perpetuarão a glória do vosso nome em toda a terra. V. Para substituir os vossos pais, nascer-vos-ão filhos: pelo que os povos vos louvarão.
Allelúja, allelúja. V. Joann. 15, 16 Ego vos elegi de mundo, ut eátis, et fructum afferátis, et fructus vester máneat. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jo. 15, 16 Eu vos escolhi para irdes pelo mundo e alcançardes fruto; e que o vosso fruto permaneça. Aleluia.

Evangelho Mt. 20, 20-23

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In llo témpore: Accessit ad Jesum mater filiórum Zebedǽi cum fíliis suis, adórans et petens áliquid ab eo. Qui dixit ei: Quid vis? Ait illi: Dic, ut sédeant hi duo fílii mei, unus ad déxteram tuam et unus ad sinístram in regno tuo. Respóndens autem Jesus, dixit: Néscitis, quid petátis. Potéstis bíbere cálicem, quem ego bibitúrus sum? Dicunt ei: Póssumus. Ait illis: Cálicem quidem meum bibétis: sédere autem ad déxteram meam vel sinístram, non est meum dare vobis, sed quibus parátum est a Patre meo.
Naquele tempo, a mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus dois filhos, adorando-O e querendo pedir-Lhe alguma coisa. Jesus disse-lhe: «Que quereis?». Ela respondeu: «Ordenai que estes meus dois filhos se assentem, um à vossa direita e o outro à vossa esquerda, no vosso reino». Jesus respondeu-lhe: «Não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que Eu devo beber?». Eles responderam: «Podemos». E Jesus disse-lhes: «Bebereis, com efeito, o meu cálice; porém não depende de mim conceder-vos um lugar à minha direita ou à minha esquerda, pois isso é para aqueles para quem meu Pai o preparou».

Ofertório Sl. 18, 5

In omnem terram exívit sonus eórum: et in fines orbis terræ verba eórum.
O som da sua voz ecoou por toda a terra; e as suas palavras prolongaram-se até às extremidades da terra.

Secreta

Oblatiónes pópuli tui, quǽsumus, Dómine, beáti Jacóbi Apóstoli pássio beáta concíliet: et, quæ nostris non aptæ sunt méritis, fiant tibi plácitæ ejus deprecatióne. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, Vos suplicamos, que o glorioso martírio do B. Apóstolo Tiago nos alcance a graça de receberdes as ofertas do vosso povo, e, apesar dos nossos méritos serem insuficientes, fazei que sua deprecação Vo-las torne agradáveis. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28

Vos, qui secúti estis me, sedébitis super sedes, judicántes duódecim tribus Israël.
Vós, que me seguistes, assentar-vos-eis sobre tronos e julgareis as doze tribos de Israel.

Postcomúnio

Beáti Apóstoli tui Jacóbi, quǽsumus, Dómine, intercessióne nos ádjuva: pro cujus festivitáte percépimus tua sancta lætántes. Per Dóminum nostrum &c.
Auxiliai-nos, Senhor, Vos suplicamos, pela intercessão do vosso B. Apóstolo Tiago, em cuja festa recebemos com júbilo os sacrossantos méritos. Por nosso Senhor &c.

Santa Ana 26 de Julho

Intróito

Gaudeámus omnes in Dómino, diem festum celebrántes sub honóre beátæ Annæ: de cujus sollemnitáte gaudent Angeli et colláudant Fílium Dei. Ps. 44, 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi. V. Gloria Patri &c.
Alegremo-nos todos no Senhor, celebrando neste dia a festa em honra da B. Ana; pois os Anjos rejubilam com esta festividade e em harmonia louvam o Filho de Deus. Sl. 44, 2 Meu coração exalou uma palavra excelente: Consagro ao Rei as minhas obras. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui beátæ Annæ grátiam conférre dignatus es, ut Genetrícis unigéniti Fílii tui mater effici mererétur: concéde propítius; ut, cujus sollémnia celebrámus, ejus apud te patrocíniis adjuvémur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes conferir à B. Ana a graça de ser escolhida para dar ao mundo a Mãe do vosso Filho Unigénito, concedei-nos propício que sejamos auxiliados junto de Vós pelo patrocínio daquela cuja festa celebramos. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Página nemvirgensnemmartires

Gradual Página mariamadalena

Evangelho Página martiresnaovirgens

Ofertório Sl. 44, 10

Fíliæ regum in honóre tuo, ástitit regína a dextris tuis in vestítu deauráto, circúmdata varietáte.
As filhas dos reis formam a vossa corte de glória: a própria rainha está colocada à vossa direita, envergando um vestido de ouro, recamado da mais rica variedade.

Secreta

Sacrifíciis præséntibus, quǽsumus, Dómine, placatus inténde: ut per intercessiónem beátæ Annæ, quæ Genetrícis Fílii tui, Dómini nostri Jesu Christi, mater éxstitit, et devotióni nostræ profíciant et salúti. Per eúndem Dóminum &c.
Olhai propício, Senhor, Vos suplicamos, para estes sacrifícios, a fim de que, pela intercessão da B. Ana, que foi Mãe daquela que deu ao mundo vosso Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, sejam proveitosos à nossa piedade e salvação. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 44, 3

Diffúsa est grátia in lábiis tuis: proptérea benedíxit te Deus in ætérnum, et in sǽculum sǽculi.
A graça espalhou-se nos vossos lábios: eis porque Deus vos abençoou para a eternidade e para todos os séculos.

Postcomúnio

Cœléstibus sacraméntis vegetáti, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, intercessióne beátæ Annæ, quam Genetrícis Fílii tui matrem esse voluísti, ad ætérnam salútem perveníre mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Alentados com os celestiais sacramentos, Vos suplicamos, ó Senhor, nosso Deus, permiti pela intercessão da B. Ana, que foi Mãe daquela que deu ao mundo vosso Filho, que possamos alcançar a salvação eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Pantaleão, Mártir 27 de Julho

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2

Oração Na Diocese do Porto

Ó Deus, que permitistes que o B. Pantaleão, vosso Mártir, sofresse vários tormentos e orasse pelos seus perseguidores, concedei-nos propício que, implorando o seu auxílio, sintamos o efeito da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

B. Rodolfo Água-Viva e Outros, Márts 27 de Julho

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2, excepto:

Oração

Vos pedimos, permiti que a veneranda oblação dos vossos B. B. Mártires Rodolfo, Afonso, Pedro, António e Francisco Vos recomende as nossas orações, a fim de que, pelo seu exemplo e intercessão, também nos imolemos, como hóstia viva por Vós recebida, em honra do vosso santo nome. Por nosso Senhor &c.

S. Nazário e Outros, Mártires 28 de Julho

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Sanctórum tuórum nos, Dómine, Nazarii, Celsi, Vittóris et Innocéntii conféssio beáta commúniat: et fragilitáti nostræ subsídium dignánter exóret. Per Dóminum &c.
Que a gloriosa profissão de fé dos vossos Santos Nazário, Celso, Vítor e Inocêncio nos fortaleça, Senhor, e que da vossa bondade alcancemos socorro para a nossa fraqueza. Por nosso Senhor &c.

Epístola Sb. 10, 17-20

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Réddidit Deus justis mercédem labórum suorum, et deduxit illos in via mirábili: et fuit illis in velaménto diei et in luce stellárum per noctem: tránstulit illos per Mare Rubrum, et transvéxit illos per aquam nímiam. Inimícos autem illórum demérsit in mare, et ab altitúdine inferórum edúxit illos. Ideo justi tulérunt spolia impiórum, et decantavérunt, Dómine, nomen sanctum tuum, et victrícem manum tuam laudavérunt páriter, Dómine, Deus noster.
Deus concedeu aos justos a recompensa dos seus trabalhos, conduzindo-os por um caminho admirável. Foi para eles sombra durante o dia e luz das estrelas durante a noite. Fê-los atravessar o mar Vermelho e guiou-os através das águas caudalosas. E submergiu no mar os seus inimigos, arrojando à praia os cadáveres. Eis porque os justos arrebataram os despojos dos ímpios, cantaram hinos em honra do vosso santo nome, ó Senhor, e louvaram em harmonia a vossa mão vitoriosa, ó Senhor, nosso Deus.

Secreta

Concéde nobis, omnípotens Deus: ut his munéribus, quæ in sanctórum tuórum Nazarii, Celsi, Victóris et Innocéntii honóre deférimus, et te placémus exhíbitis, et nos vivificémur accéptis. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, permiti que, oferecendo-Vos estas oblatas em honra dos vossos Santos Nazário, Celso, Vítor e Inocêncio, possamos aplacar-Vos, e, aceitando-as Vós, por elas alcancemos a vida. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sanctórum Nazárii, Celsi, Victóris et Innocéntii, Dómine, intercessióne placátus: præsta, quǽsumus; ut, quod temporáli celebrámus actióne, perpétua salvatióne capiámus. Per Dóminum &c.
Deixai-Vos aplacar, Senhor, pela intercessão dos vossos Santos Nazário, Celso, Vítor e Inocêncio e, Vos suplicamos, permiti que estes mystérios, celebrados temporalmente, nos façam alcançar a salvação perpétua. Por nosso Senhor &c.

S. Vítor, Papa e Mártir 28 de Julho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Inocêncio, Papa e Conf. 28 de Julho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

Santa Marta, Virgem 29 de Julho

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Evangelho Lc. 10, 38-42

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Intrávit Jesus in quoddam castéllum: et múlier quædam, Martha nómine, excépit illum in domum suam: et huic erat soror nómine María, quæ étiam sedens secus pedes Dómini, audiébat verbum illíus. Martha autem satagébat circa frequens ministérium: quæ stetit et ait: Dómine, non est tibi curæ, quod soror mea réliquit me solam ministráre? dic ergo illi, ut me ádjuvet. Et respóndens, dixit illi Dóminus: Martha, Martha, sollícita es et turbáris erga plúrima: porro unum est necessárium. María óptimam partem elégit, quæ non auferétur ab ea.
Naquele tempo, entrou Jesus em um castelo, onde uma mulher, chamada Marta, O recebeu em sua casa. Tinha esta uma irmã, de nome Maria, que se assentou aos pés do Senhor, escutando suas palavras. Porém, Marta estava muito atarefada, a preparar quanto era necessário. Então esta veio ter com Jesus, dizendo-Lhe: «Senhor, não reparais que minha irmã me deixa só a servir? Dizei-lhe, pois, que venha ajudar-me». E o Senhor disse: «Marta, Marta, inquietai-vos e embaraçai-vos, cuidando solícitamente de muitas coisas, quando na verdade só uma é necessária. Maria escolheu a melhor parte, a qual lhe não será tirada».

Comemoração dos S. S. Mártires

Oração

Præsta, quǽsumus, Dómine: ut, sicut pópulus christiánus Mártyrum tuórum Felícis, Simplícii, Faustíni et Beatrícis temporáli sollemnitáte congáudet, ita perfruátur ætérna; et, quod votis célebrat, comprehéndat efféctu. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, Vos suplicamos, que, assim como o povo cristão celebra com júbilo durante esta vida a festa dos vossos Santos Mártires Félix, Simplício, Faustino e Beatriz, assim também possa alegrar-se na eternidade, e alcance na realidade mais tarde o que agora honra com seus votos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstias tibi, Dómine, pro sanctórum Mártyrum tuórum Felícis, Simplícii, Faustíni et Beatrícis commemoratióne deférimus: supplíciter deprecántes; ut indulgéntiam nobis páriter cónferant et salútem. Per Dóminum nostrum &c.
Vos oferecemos, Senhor, estas hóstias em memória dos vossos Santos Mártires Félix. Simplício, Faustino e Beatriz, suplicando-Vos humildemente que por eles nos concedais simultaneamente o perdão e a salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut sanctórum Martyrum tuórum Felícis, Simplícii, Faustíni et Beatrícis cœléstibus mýsteriis celebráta sollémnitas, indulgéntiam nobis tuæ propitiatiónis acquírat. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que a solenidade dos vossos Santos Mártires Félix, Simplício, Faustino e Beatriz, que celebramos com estes celestiais mystérios, nos obtenha o perdão da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

S. Félix II, Papa e Mártir 29 de Julho

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices.

S. S. Ábdon e Senen, Mártires 30 de Julho

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Deus, qui sanctis tuis Abdon et Sennen ad hanc glóriam veniéndi copiósum munus grátiæ contulísti: da fámulis tuis suorum véniam peccatórum; ut, Sanctórum tuórum intercedéntibus méritis, ab ómnibus mereántur adversitátibus liberáti. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que conferistes aos vossos Santos Ábdon e Senen os tesouros abundantes da vossa graça para poderem alcançar a glória, concedei aos vossos servos o perdão dos seus pecados, a fim de que pelo valor dos méritos dos vossos Santos mereçamos ser livres de todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Epístola 2 Cor. 6, 4-10

Lectio Epístolæ beati Pauli Apostoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Exhibeámus nosmetípsos sicut Dei minístros, in multa patiéntia, in tribulatiónibus, in necessitátibus, in angústiis, in plagis, in carcéribus, in seditiónibus, in labóribus, in vigíliis, in jejúniis, in castitáte, in sciéntia, in longanimitáte, in suavitáte, in Spíritu Sancto, in caritáte non ficta, in verbo veritátis, in virtúte Dei, per arma justítiæ a dextris et a sinístris: per glóriam et ignobilitátem: per infámiam et bonam famam: ut seductóres et veráces: sicut qui ignóti et cógniti: quasi moriéntes et ecce, vívimus: ut castigáti et non mortificáti: quasi tristes, semper autem gaudéntes: sicut egéntes, multos autem locupletántes: tamquam nihil habéntes et ómnia possidéntes.
Meus irmãos: Mostremo-nos dignos ministros de Deus em todas as coisas, principalmente com muita paciência, tanto nas tribulações, nas necessidades, nas angústias, nos açoites, nas prisões, nas revoltas, nas fadigas, nas vigílias e nos jejuns, como pela pureza, pela ciência, pela longanimidade, pela bondade, pelo Espírito Santo, pela verdadeira caridade, pela palavra da verdade, pelo poder de Deus, pelas armas da justiça com que combatemos à direita e à esquerda; na honra e na ignomínia; na boa e na má fama; sendo julgados sedutores, ainda que sejamos sinceros e verdadeiros; sendo julgados desconhecidos, e, contudo, sendo bastante conhecidos; sendo considerados moribundos, e, contudo, estando bem vivos; sendo considerados condenados, e, contudo, escapando à morte; sendo julgados tristes, mas estando alegres; sendo julgados pobres, mas enriquecendo muitos; sendo considerados como não tendo nada, mas possuindo tudo.

Gradual Ex. 15, 11

Gloriosus Deus in Sanctis suis: mirábilis in majestáte, fáciens prodígia. V. ibid., 6 Déxtera tua, Dómine, glorificáta est in virtúte: déxtera manus tua confrégit inimícos.
Deus é glorioso em seus Santos: e admirável na sua majestade, praticando prodígios. V. ibid., 6 Senhor, a vossa dextra engrandeceu-se pela sua força: a vossa dextra esmagou os inimigos.
Allelúja, allelúja. V. Sap. 3, 1 Justórum ánimæ in manu Dei sunt, et non tanget illos torméntum malítiæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sb. 3, 1 As almas dos justos estão nas mãos de Deus e o tormento da malícia os não ferirá. Aleluia.

Evangelho Mt. 5, 1-12

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Videns Jesus turbas, ascéndit in montem, et cum sedísset, accessérunt ad eum discípuli ejus, et apériens os suum, docébat eos, dicens: Beáti páuperes spíritu: quóniam ipsórum est regnum cœlórum. Beáti mites: quóniam ipsi possidébunt terram. Beáti, qui lugent: quóniam ipsi consolabúntur. Beáti, qui esúriunt et sítiunt justítiam: quóniam ipsi saturabúntur. Beáti misericórdes: quóniam ipsi misericórdiam consequántur. Beáti mundo corde: quóniam ipsi Deum vidébunt. Beáti pacífici: quóniam fílii Dei vocabúntur. Beáti, qui persecutiónem patiúntur propter justítiam: quóniam ipsórum est regnum cœlórum. Beáti estis, cum maledíxerint vobis, et persecúti vos fúerint, et díxerint omne malum advérsum vos, mentiéntes, propter me: gaudete et exsultáte, quóniam merces vestra copiósa est in cœlis.
Naquele tempo, vendo Jesus as turbas do povo, que O seguiam, subiu para uma montanha. Então assentou-se, aproximando-se d’Ele os discípulos. Depois, tomando a palavra, ensinou assim aos discípulos: «Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque serão tratados com misericórdia. Bem-aventurados os que possuem o coração puro, porque verão Deus. Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que padecem perseguição por amor da justiça, porque lhes pertencerá o reino dos céus. Bem-aventurados vós, quando os homens vos amaldiçoarem, perseguirem e caluniarem por minha causa. Regozijai-vos, então, e exultai de alegria, pois uma copiosa recompensa vos está preparada no céu».

Secreta

Hæc hóstia, quǽsumus, Dómine, quam sanctórum Mártyrum tuórum natalítia recenséntes offérimus: et víncula nostræ pravitátis absolvat, et tuæ nobis misericórdiæ dona concíliet. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, fazei que esta hóstia, que Vos oferecemos em honra do nascimento no céu dos vossos Santos Mártires, nos livre das cadeias dos nossos pecados e nos alcance os dons da vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 78, 2 & 11

Posuérunt mortália servórum tuórum, Dómine, escas volatílibus cœli, carnes Sanctórum tuórum béstiis terræ: secúndum magnitúdinem bráchii tui pósside fílios morte punitórum.
Senhor, deram como alimento às aves do céu os corpos dos vossos servos, que haviam sido mortos, e deram as carnes dos vossos Santos às feras da terra. Pelo poder do vosso braço Conservai os filhos daqueles que foram mortos.

Postcomúnio

Per hujus, Dómine, operationem mystérii, et vitia nostra purgéntur: et, intercedéntibus sanctis Martyribus tuis Abdon et Sennen, justa desidéria compleántur. Per Dóminum &c.
Fazei, Senhor, pela virtude deste mystério, que os nossos vícios sejam apagados e que, pela intercessão dos vossos Santos Mártires Ábdon e Senen, sejam realizados os nossos justos desejos. Por nosso Senhor &c.

S. Inácio de Loiola 31 de Julho

Intróito Fl. 2, 10-11

In nómine Jesu omne genu fléctitur, cœléstium, terréstrium et infernórum: et omnis lingua confiteátur, quia Dóminus Jesus Christus in glória est Dei Patris. Ps. 5, 12-13 Gloriabúntur in te omnes, qui díligunt nomen tuum: quóniam tu benedíces justo. V. Gloria Patri &c.
Que ao ser pronunciado o nome de Jesus se dobrem todos os joelhos dos que estão no céu, na terra e no inferno: e que toda a língua humana confesse que o Senhor Jesus Cristo está na glória de Deus Pai. Sl. 5, 12-13 Em Vós serão glorificados todos aqueles que amam o vosso nome, pois abençoais o justo. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui ad majórem tui nóminis glóriam propagándam, novo per beátum Ignátium subsídio militántem Ecclésiam roborásti: concéde; ut, ejus auxílio et imitatióne certántes in terris, coronári cum ipso mereámur in cœlis. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que, para a propagação da maior glória do vosso nome fortalecestes a vossa Igreja militante com um novo subsídio pelo B. Inácio, permiti que, combatendo nós na terra, como ele e com seu auxílio, mereçamos ser coroados com ele nos céus. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice2

Gradual Página confessoresnaopontifices1

Evangelho Página tito

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha fidelidade e a minha misericórdia estarão com eles, e por virtude do meu nome será exaltado o seu poder.

Secreta

Adsint, Dómine Deus, oblatiónibus nostris sancti Ignátii benígna suffrágia: ut sacrosáncta mystéria, in quibus omnis sanctitátis fontem constituísti, nos quoque in veritáte sanctíficet. Per Dóminum nostrum &c.
Que a benigna intercessão de santo Inácio acompanhe as nossas oblatas, ó Senhor, nosso Deus, a fim de que os sacrossantos mystérios, de que fazeis depender a origem de toda a santidade, nos alcancem a verdadeira santificação. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 49

Ignem veni míttere in terram: et quid volo, nisi ut accendátur?
Eu vim trazer o fogo à terra: e que quero senão que ele se acenda?

Postcomúnio

Laudis hóstia, Dómine, quam pro sancto Ignátio grátias agentes obtúlimus: ad perpétuam nos majestátis tuæ laudatiónem, ejus intercessióne, pérducat. Per Dóminum &c.
Senhor, que este sacrifício de louvor, que Vos é oferecido em acção de graças em honra de Santo Inácio, nos alcance por sua intercessão o céu, onde a vossa majestade recebe perpétuo louvor. Por nosso Senhor &c.

Comemoração dos S. S. Macabeus, Mártires 1 de Agosto

Oração

Fratérna nos, Dómine, Mártyrum tuórum coróna lætíficet: quæ et fídei nostræ prǽbeat increménta virtútum; et multíplici nos suffrágio consolétur. Per Dóminum &c.
Fazei, Senhor, que a vitória destes irmãos Mártires nos alegre, proporcionando à nossa fé aumento de vigor; e que nos sirva de consolação pela sua múltipla intercessão. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Mystéria tua, Dómine, pro sanctórum Martyrum tuórum honóre, devóta mente tractémus: quibus et præsídium nobis crescat et gáudium. Per Dóminum &c.
Que nós possamos, Senhor, celebrar com devoção os vossos sagrados mystérios em honra dos vossos Mártires, a fim de que sintamos aumentar o vosso auxílio e a nossa alegria. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, quorum memóriam sacraménti participatióne recólimus, fidem quoque proficiéndo sectémur. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, que imitemos em nossos progressos na fé aquele cuja memória honrámos, participando deste sacramento. Por nosso Senhor &c.

S. Afonso Ligório, B. C. e Doutor 2 de Agosto

Intróito Lc. 4, 18

Spíritus Dómini super me: propter quod unxit me: evangelizáre paupéribus misit me, sanáre contrítos corde. Ps. 77, 1 Atténdite, pópule meus, legem meam: inclináte aurem vestram in verba oris mei. V. Gloria Patri &c.
O Espírito do Senhor está sobre mim; eis porque me ungiu; e me mandou evangelizar os pobres e sarar aqueles cujos corações estão feridos. Sl. 77, 1 Atendei à minha lei, ó meu povo; escutai as palavras que saem da minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per beátum Alfónsum Maríam Confessórem tuum atque Pontíficem, animárum zelo succénsum, Ecclésiam tuam nova prole fœcundásti: quǽsumus; ut, ejus salutáribus mónitis edócti et exémplis roboráti, ad te perveníre felíciter valeámus. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que pelo ministério do B. Afonso Maria, vosso Confessor e Pontífice, que ardia em zelo pela salvação das almas, destes à vossa Igreja uma nova família, permiti, Vos suplicamos, que, instruídos com suas salutares lições e fortalecidos com seus exemplos, possamos chegar até junto de Vós com felicidade. Por nosso Senhor &c.

Epístola 2 Tm. 2, 1-7

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Timótheum.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo a Timóteo.
Caríssime: Confortáre in grátia, quæ est in Christo Jesu: et quæ audísti a me per multos testes, hæc comménda fidálibus homínibus, qui idónei erunt et alios docére. Labóra sicut bonus miles Christi Jesu. Nemo mílitans Deo ímplicat se negótiis sæculáribus: ut ei pláceat, cui se probávit. Nam et qui certat in agóne, non coronátur, nisi legítime certáverit. Laborántem agrícolam opórtet primum de frúctibus percípere. Intéllege quæ dico: dabit enim tibi Dóminus in ómnibus intelléctum.
Caríssimo: Fortificai-vos na graça que está em Jesus Cristo; e, guardando o ensino, que aprendestes de mim diante de várias testemunhas, transmiti-o a homens fiéis, que sejam idóneos para instruir outros. Trabalhai como bom soldado de Jesus Cristo. Aquele que se alista no serviço de Deus nunca se embaraça com os negócios do mundo, mas deve procurar agradar Àquele a quem se entregou. Aquele que combate nos jogos públicos não será coroado se não tiver combatido segundo as regras. O trabalhador agrícola deve ser o primeiro a saborear os frutos. Compreendei bem o que vos digo; pois o Senhor vos dará inteligência em todas as coisas.

Gradual Sl. 118, 52-53

Memor fui judiciórum tuórum a sǽculo, Dómine, et consolátus sum: deféctio ténuit me pro peccatóribus derelinquéntibus legem tuam. V. Ps. 39, 11 Justítiam tuam non abscóndi in corde meo: veritátem tuam et salutáre tuum dixi.
Recordei-me, Senhor, das vossas sentenças, que existiam antes dos séculos: e fiquei consolado. O desânimo apoderou-se de mim à vista dos pecadores, que se afastaram da vossa lei. V. Sl. 39, 11 Não ocultei a vossa justiça no meu coração, publiquei a vossa verdade e a vossa salvação.
Allelúja, allelúja. V. Eccli. 49, 3-4 Ipse est diréctus divínitus in pœniténtiam gentis, et tulit abominatiónes impietátis: et gubernávit ad Dóminum cor ipsíus: et in diébus peccatórum corroborávit pietátem. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ecl. 49, 3-4 Foi predestinado pelo alto para levar o povo à penitência; e fez desaparecer as abominações da impiedade. Volveu o seu coração para o Senhor: e nos dias dos pecadores desenvolveu a piedade. Aleluia.

Evangelho Página tito

Ofertório Pr. 3, 9 & 27

Hónora Dóminum de tua substántia, et de primítiis ómnium frugum tuárum da ei. Noli prohibére benefácere eum, qui potest: si vales, et ipse bénefac.
Honra o Senhor, oferecendo-Lhe alguma coisa que te pertença: dá-lhe primícias de todos teus frutos. Ninguém proíba de praticar o bem a quem pode fazê-lo: e, se és capaz de fazer algum bem, fá-lo.

Secreta

Cœlésti, Dómine Jesu Christe, sacrifícii igne corda nostra in odórem suavitátis exúre: qui beáto Alfónso Maríæ tribuísti et hæc mystéria celebráre, et per éadem hóstiam tibi sanctam seípsum exhibére: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo acendei nos nossos corações o fogo celestial do sacrifício para os consumir em odor de santidade, pois concedestes ao B. Afonso Maria a graça de celebrar estes mystérios e de se oferecer a Vós, pelo mesmo mystério, como vítima sagrada. Ó Vós, que viveis, e reinais &c.

Comúnio Ecl. 50, 1 & 9

Sacérdos magnus, qui in vita sua suffúlsit domum, et in diébus suis corroborávit templum, quasi ignis effúlgens et thus ardens in igne.
Este grande Pontífice, que durante a sua vida sustentou a casa do Senhor e empregou os seus dias em fortificar o templo, apareceu, como uma chama, a arder e, como o incenso, abrasado no fogo!

Postcomúnio

Deus, qui beátum Alfónsum Maríam Confessórem tuum atque Pontíficem fidelem divíni mystérii dispensatórem et præcónem effecísti: ejus méritis precibúsque concéde; ut fidéles tui et frequénter percípiant, et percipiéndo sine fine colláudent. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que tornastes o B. Afonso Maria, vosso Confessor e Pontífice, fiel dispensador e pregador dos divinos mystérios, permiti que pelas suas preces e méritos os vossos fiéis os recebam frequentemente e, recebendo-os, Vos louvem incessantemente. Por nosso Senhor &c.

S. Estêvão I, Papa e Mártir 2 de Agosto

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Domingos de Gusmão, Conf. 4 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui Ecclésiam tuam beáti Dominici Confessóris tui illumináre dignátus es méritis et doctrinis: concéde; ut ejus intercessióne temporalibus non destituatur auxiliis, et spiritualibus semper profíciat increméntis. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que Vos dignastes iluminar a vossa Igreja com os méritos e as lições do B. Domingos, vosso Confessor, concedei-nos pela sua intercessão que ela não seja privada dos auxílios temporais e que sempre tomem incremento os seus bens espirituais. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página doutores

Gradual Sl. 91, 13 & 14

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. V. ibid., 3 Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.
O justo florescerá, como a palmeira, e multiplicar-se-á, como o cedro do Líbano, na casa do Senhor. V. ibid., 3 Para anunciar de manhã a vossa misericórdia e durante a noite a vossa verdade.
Allelúja, allelúja. V. Osee 14, 6 Justus germinábit sicut lílium: et florébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Os. 14, 6 O justo germinará, como o lírio, e florescerá perpetuamente na presença do Senhor. Aleluia.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, dicáta sanctífica: ut, méritis beáti Domínici Confessóris tui, nobis profíciant ad medélam. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, os dons que Vos são apresentados, a fim de que, pelos méritos do B. Domingos, vosso Confessor, sirvam de remédio, às nossas almas. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 42

Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram.
O servo fiel e prudente é destinado pelo Senhor para distribuir oportunamente a cada um na sua família a sua medida de trigo.

Postcomúnio

Concéde, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui peccatórum nostrórum póndere prémimur, beáti Domínici Confessóris tui patrocínio sublevémur. Per Dóminum &c.
Concedei-nos, Deus omnipotente. Vos rogamos, que, estando oprimidos sob o peso dos nossos pecados, sejamos livres deles, pelo patrocínio do B. Domingos, vosso Confessor. Por nosso Senhor &c.

Dedicação de Santa Maria das Neves 5 de Agosto

Como na Missa Salve, sancta Parens, página comumfestasmaria1

Transfiguração de N. S. J. Cristo 6 de Agosto

Intróito Sl. 76, 19

Illuxérunt coruscatiónes tuæ orbi terræ: commóta est et contrémuit terra. Ps. 83, 2-3 Quam dilécta tabernácula tua, Dómine virtútum! concupíscit, et déficit ánima mea in átria Dómini. V. Gloria Patri &c.
Os vossos relâmpagos iluminaram o globo terrestre: moveu-se a terra e tremeu. Sl. 83, 2-3 Como são amáveis os vossos tabernáculos, ó Senhor dos exércitos! Minha alma suspira ardentemente pelos átrios do Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui fídei sacraménta in Unigéniti tui gloriósa Transfiguratióne patrum testimónio roborásti, et adoptiónem filiórum perféctam, voce delápsa in nube lúcida, mirabíliter præsignásti: concéde propítius; ut ipsíus Regis glóriæ nos coherédes effícias, et ejúsdem glóriæ tríbuas esse consórtes. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que na gloriosa Transfiguração de vosso Filho Unigénito confirmastes os méritos da fé pelo testemunho dos patriarcas, e que pela voz saída da nuvem iluminada proclamastes admiravelmente a perfeita adopção que de nós fizestes como vossos filhos, concedei-nos propício a graça de nos tornarmos co-herdeiros do Rei da glória e de mais tarde sermos participantes desta mesma glória. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comemoração de S. Sixto, Felicíssimo e Agapito Página muitosmartires2

Epístola 2 Pe. 1, 16-19

Léctio Epístolæ beáti Petri Apóstoli.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Pedro.
Caríssimi: Non doctas fábulas secúti notam fecimus vobis Dómini nostri Jesu Christi virtútem et præséntiam: sed speculatores facti illíus magnitudinis. Accipiens enim a Deo Patre honórem et glóriam, voce delapsa ad eum hujuscemodi a magnifica glória: Hic est Fílius meus diléctus, in quo mihi complacui, ipsum audíte. Et hanc vocem nos audivimus de cœlo allatam, cum essemus cum ipso in monte sancto. Et habémus firmiórem propheticum sermónem: cui bene facitis attendentes, quasi lucérnæ lucénti in caliginóso loco, donec dies elucescat et lucifer oriálur in córdibus vestris.
Caríssimos: Não foi servindo-nos de fábulas engenhosas que vos fizemos conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas depois de havermos sido espectadores da sua majestade. Com efeito, Ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da glória magnífica desceu sobre Ele esta voz: «Este é o meu Filho muito amado, em quem pus as minhas complacências; ouvi-O». Nós também ouvimos esta voz, vinda do céu, quando estávamos com Ele, na montanha sagrada. E consideramos a palavra profética como firmíssima, à qual fazeis bem em atender, como se fora uma lâmpada em um lugar escuro, até que o dia brilhe e que a estrela da manhã nasça nos nossos corações!

Gradual Sl. 44, 3 & 2

Speciosus forma præ fíliis hóminum: diffúsa est grátia in lábiis tuis. V. Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea Regi.
Sois o mais belo dos filhos dos homens: a graça espalhou-se nos vossos lábios. V. Meu coração exprimiu uma palavra excelente: Consagro ao Rei as minhas obras.
Allelúja, allelúja. V. Sap. 7, 26 Candor est lucis ætérnæ, spéculum sine mácula, et imágo bonitátis illíus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sb. 7, 26 Este é o esplendor da luz eterna, o espelho sem mancha de Deus e a imagem da sua bondade!

Evangelho Mt. 17, 1-9

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Assúmpsit Jesus Petrum, et Jacóbum, et Joánnem fratrem ejus, et duxit illos in montem excélsum seórsum: et transfigurátus est ante eos. Et resplénduit fácies ejus sicut sol: vestiménta autem ejus facta sunt alba sicut nix. Et ecce, apparuérunt illis Moyses et Elías cum eo loquéntes. Respóndens autem Petrus, dixit ad Jesum: Dómine, bonum est nos hic esse: si vis, faciámus hic tria tabernácula, tibi unum, Móysi unum et Elíæ unum. Adhuc eo loquénte, ecce, nubes lúcida obumbrávit eos. Et ecce vox de nube, dicens: Hic est Fílius meus diléctus, in quo mihi bene complácui: ipsum audíte. Et audiéntes discípuli, cecidérunt in fáciem suam, et timuérunt valde. Et accéssit Jesus, et tétigit eos, dixítque eú Surgite, et nolíte timére. Levántes autem óculos suos, néminem vidérunt nisi solum Jesum. Et descendéntibus illis de monte, præcépit eis Jesus, dicens: Némini dixéritis visiónem, donec Fílius hóminis a mórtuis resúrgat.
Naquele tempo, Jesus levou consigo Pedro, Tiago e João e conduziu-os a um monte alto e separado, transfigurando-se ante eles: seu rosto resplandecia, como o sol, e os seus vestidos tornaram-se brancos, como a neve! E Moisés e Elias apareceram, conversando com Jesus. Então, Pedro disse a Jesus: «Senhor, é tão bom estar aqui!... Se quereis, façamos aqui três tendas: uma para Vós, outra para Moisés e outra para Elias!». Ainda ele falava, eis que uma nuvem brilhante os envolveu, saindo do seio dela uma voz, que dina: «Este é o meu Filho muito amado, em quem pus as minhas complacências; ouvi-O». Havendo escutado a voz, os discípulos caíram com o rosto no chão e ficaram atemorizados. Mas Jesus tocou-os e disse-lhes: «Levantai-vos; não vos amedronteis». Então, erguendo os olhos, já nada viram senão só Jesus. Desceram do monte, dando-lhes Jesus esta ordem: «Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do homem ressuscite dos mortos».

Ofertório Sl. 111, 3

Glória et divítiæ in domo ejus: et justítia ejus manet in sǽculum sǽculi, allelúja.
A glória e as riquezas estão na sua casa; a sua justiça subsistirá para sempre. Aleluia.

Secreta

Obláta, quǽsumus, Dómine, múnera gloriósa Unigéniti tui Transfiguratióne sanctífica: nosque a peccatórum máculis, splendóribus ipsíus illustratiónis emunda. Per eúndem Dóminum &c.
Santificai, Senhor, pela gloriosa Transfiguração do vosso Filho Unigénito, Vos pedimos, as oblatas que Vos apresentamos; e pelos esplendores da sua glorificação purificai-nos das manchas dos nossos pecados. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 17, 9

Visiónem, quam vidístis, némini dixéritis, donec a mórtuis resúrgat Fílius hóminis.
Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do homem ressuscite dos mortos.

Postcomúnio

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut sacrosáncta Fílii tui Transfiguratiónis mystéria, quæ sollemni celebrámus offício, purificáta mentis intellegéntia consequámur. Per eúndem Dómium nostrum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que possamos gozar com a alma purificada de todas as manchas os sacrossantos mystérios da Transfiguração do vosso Filho, que celebrámos solenemente neste ofício. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

S. S. Sixto, Felicíssimo e Agapito, Márts. 6 de Agosto

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2

S. Sixto I I, Papa e Mártir 6 de Agosto

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. Caetano, Conf. 7 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beáto Cajetáno Confessóri tuo apostólicam vivéndi formam imitári tribuísti: da nobis, ejus intercessióne et exémplo, in te semper confidére et sola cœléstia desideráre. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que concedestes ao B. Caetano, vosso Confessor, a graça de imitar o modo de vida dos Apóstolos, permiti-nos, pela sua intercessão e exemplo, que sempre depositemos em Vós a nossa confiança e somente aspiremos aos bens celestiais. Por nosso Senhor &c.

Oração S. Donato

Deus, tuórum glória sacerdótum: præsta, quǽsumus, ut sancti Martyris tui et Epíscopi Donáti, cujus festa gérimus, sentiámus auxílium. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que sois a glória dos vossos sacerdotes, permiti, Vos suplicamos, que experimentemos o auxílio do vosso Santo Mártir e Bispo Donato, cuja festa celebramos. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página 14domingopentecostes

Secreta

Præsta nobis, quǽsumus, omnípotens Deus: ut nostræ humilitátis oblátio, et pro tuórum tibi grata sit honóre Sanctórum, et nos córpore páriter et mente puríficet. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que esta oblata da nossa humildade em honra dos vossos Santos Vos seja agradável e nos purifique ao mesmo tempo o corpo e a alma. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Donato

Præsta, quǽsumus, Dómine: ut sancti Martyris tu iet Episcopi Donati intercessióne, quem ad laudem nóminis tui dicátis munéribus honorámus, piæ nobis fructus devotiónis accréscat. Per Dóminum nostrum &c.
Senhor, Vos suplicamos, fazei que pela intercessão do vosso Santo Mártir e Bispo Donato, a quem honramos oferecendo estes dons em louvor do vosso nome, sintamos aumentar em nós os frutos de uma devoção piedosa. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui cœléstia aliménta percépimus, intercedénte beáto Cajetáno Confessóre tuo, per hæc contra ómnia advérsa muniámur. Per Dóminum &c.
Havendo recebido o alimento celestial, ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que pela intercessão do B. Caetano, vosso Confessor, sejamos fortalecidos contra todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. Donato

Omnípotens et miséricors Deus, qui nos sacramentórum tuórum et partícipes éfficis et minístros: præsta, quǽsumus; ut, intercedénte beáto Donáto Mártyre tuo atque Pontífice, ejúsdem proficiámus et fídei consórtio et digno servítio. Per Dóminum &c.
Omnipotente e misericordioso Deus, que nos tornastes participantes e ministros dos vossos sacramentos, concedei-nos, Vos imploramos, que pela intercessão do B. Donato, vosso Mártir e Pontífice, não só gozemos a comparticipação da sua fé, mas como ele Vos sirvamos dignamente. Por nosso Senhor &c.

S. João Maria Vianney 8 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Omnípotens et miséricors Deus, qui sanctum Joánnem Maríam pastoráli stúdio et jugi oratiónis ac pœniténtiæ ardóre mirábilem effecísti: da, quǽsumus; ut, ejus exémplo et intercessióne, ánimas fratrum lucrári Christo, et cum eis ætérnam glóriam cónsequi valeámus. Per eúndem Dóminum &c.
Omnipotente e misericordioso Deus, que, pelo seu zelo pastoral e pelo seu ardor na oração e na penitência, tornastes admirável o B. João Maria, concedei-nos, Vos suplicamos, que, seguindo o seu exemplo e pela sua intercessão, possamos conquistar para Cristo as almas dos nossos irmãos e com eles alcançar a glória eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Ciríaco e Outros, Mártires 8 de Agosto

Intróito Sl. 33, 10-11

Timéte Dóminum, omnes sancti ejus, quóniam nihil deest timéntibus eum: dívites eguérunt et esuriérunt: inquiréntes autem Dóminum non defícient omni bono. Ps. ib., 2 Benedícam Dóminum in omni témpore: semper laus ejus in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Temei o Senhor, ó vós, que sois os seus Santos, pois nada falta àqueles que O temem. Os ricos sentiram necessidades e tiveram fome; porém, àqueles que procuram o Senhor nenhum bem faltará. Sl. ib., 2 Bendirei o Senhor em todo o tempo: sempre estará na minha boca o seu louvor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui nos ánnua sanctórum Mártyrum tuórum Cyriáci, Largi et Smarágdi sollemnitáte lætíficas: concéde propítius; ut, quorum natalítia cólimus, virtútem quoque passiónis imitémur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que nos alegrais com a festa anual dos vossos Santos Mártires Ciríaco, Largo e Esmaragdo, concedei-nos propício que, honrando o seu nascimento no céu, imitemos também a coragem do seu martírio. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Ts. 2, 13-16

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Thessalonicénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Tessalonicenses.
Fratres: Grátias ágimus Deo sine intermissióne: quóniam, cum accepissétis a nobis verbum audítus Dei, accepístis illud, non ut verbum hóminum, sed (sicut est vere) verbum Dei, qui operátur in vobis, qui credidístis. Vos enim imitatóres facti estis, fratres, ecclesiárum Dei, quæ sunt in Judǽa in Christo Jesu: quia éadem passi estis et vos a contribúlibus vestris, sicut et ipsi a Judǽis: qui et Dóminum occidérunt Jesum et Prophétas: et nos persecúti sunt, et Deo non placent, et ómnibus homínibus adversántur, prohibéntes nos géntibus loqui, ut salvæ fiant, ut ímpleant peccáta sua semper: pervénit enim ira Dei super illos usque in finem.
Meus irmãos: Rendemos a Deus incessantes acções de graças, porque, quando ouvistes a palavra de Deus, pregada por nós, recebeste-la, não como palavra de homens, mas como palavra de Deus (e, realmente, ela o é) , agindo em vós que sois crentes. Com efeito, irmãos, tornastes-vos imitadores das igrejas de Deus que, em união com Jesus Cristo, há na Judeia; pois sofrestes dos vossos próprios compatriotas as mesmas perseguições que as igrejas sofreram dos judeus, que chegaram até a dar a morte ao Senhor Jesus e aos Profetas e nos perseguiram também. Eles não agradam a Deus e são inimigos de todos os homens, proibindo-nos de anunciar aos povos a palavra da salvação. Deste modo aumentam sempre a medida dos seus pecados; mas a ira do Senhor caiu já sobre eles e permanecerá até à consumação dos séculos.

Gradual Sl. 33, 10 & 11

Timéte Dóminum, omnes sancti ejus: quóniam nihil deest timéntibus eum. V. Inquiréntes autem Dóminum, non defícient omni bono.
Temei o Senhor, ó vós, que sois os seus Santos, pois nada falta àqueles que procuram o Senhor. V. Os ricos sentiram necessidades e tiveram fome; porém, àqueles que procuram o Senhor nenhum bem faltará.
Allelúja, allelúja. V. Sap. 3, 7 Fulgébunt justi, et tamquam scintíllæ in arundinéto current in ætérnum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sb. 3, 7 Os justos brilharão; e, como as faíscas de fogo em um canavial, espalhar-se-ão perpetuamente. Aleluia.

Evangelho Página franciscoxavier

Ofertório Página martires

Secreta

Accépta sit in conspéctu tuo, Dómine, nostra devótio: et eórum nobis fiat supplicatióne salutáris, pro quorum sollemnitáte defértur. Per Dóminum &c.
Seja recebida na vossa presença, Senhor, esta nossa devota oferta; e fazei que, pela súplica daqueles em cuja honra Vo-la apresentamos, ela nos seja salutar. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mc. 16, 17 & 18

Signa autem eos, qui in me credunt, hæc sequéntur: dæmónia ejícient: super ægros manus impónent, et bene habébunt.
Eis os milagres que acompanharão aqueles que acreditarem em mim: expulsarão os demónios; imporão as mãos sobre os enfermos, que serão curados.

Postcomúnio

Refécti participatióne múneris sacri, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, cujus exséquimur cultum, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Cyríaco, Largo et Smarágdo, sentiámus efféctum. Per Dóminum &c.
Saciados com a participação do Sacrossanto dom, Vos suplicamos, Senhor, permiti que pela intercessão dos vossos Santos Mártires Ciríaco, Largo e Esmaragdo sintamos o efeito do mystério que celebramos. Por nosso Senhor &c.

Vigília de S. Lourenço, Mártir 9 de Agosto

Intróito Sl. 111, 9

Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi: cornu ejus exaltábitur in glória. Ps. ibid., 1 Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Gloria Patri &c.
Distribuiu liberalmente os seus bens pelos pobres: a sua justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos: e o seu poder será exaltado com glória. Sl. ibid., 1 Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que põe todo seu zelo em cumprir os seus Mandamentos. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Adésto, Dómine, supplicatiónibus nostris: et intercessióne beáti Lauréntii Mártyris tui, cujus prǽvénimus festivitátem; perpétuam nobis misericórdiam benígnus impénde. Per Dóminum &c.
Ouvi as nossas súplicas, Senhor, e, pela intercessão do B. Lourenço, vosso Mártir, cuja festa antecipamos, concedei-nos benignamente a vossa perpétua misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página virgensmartires1

Gradual Sl. 111, 9 & 2

Dispersit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur.
Distribuiu liberalmente os seus bens pelos pobres: a sua justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos. V. Sua descendência será poderosa na terra, pois a geração dos justos será abençoada.

Evangelho Página martirpontifice

Ofertório Jb. 16, 20

Orátio mea munda est: et ídeo peto, ut detur locus voci meæ in cœlo: quia ibi est judex meus, et cónscius meus in excélsis: ascéndat ad Dóminum deprecátio mea.
A minha oração é pura: eis porque peço que minha voz seja escutada no céu, pois lá está o meu Juiz; é nas alturas dos céus que está Aquele que conhece o íntimo do meu coração. Que minha deprecação suba até ao Senhor.

Secreta

Hóstias, Dómine, quas tibi offérimus, propítius súscipe: et, intercedénte beáto Lauréntio Mártyre tuo, víncula peccatórum nostrorum absólve. Per Dóminum &c.
Recebei propício, Senhor, estas hóstias, que Vos oferecemos; e, pela intercessão do B. Lourenço, vosso Mártir, livrai-nos das cadeias dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 16, 24

Qui vult veníre post me, ábneget semetípsum, et tollat crucem suam, et sequátur me.
Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me!

Postcomúnio

Da, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, sicut beáti Lauréntii Mártyris tui commemoratióne, temporáli gratulámur offício; ita perpétuo lætémur aspéctu. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Senhor, nosso Deus, Vos suplicamos, assim como tivemos a alegria de honrar temporalmente com este ofício a memória do B. Lourenço, vosso Mártir, assim também gozemos perpetuamente a felicidade da sua presença. Por nosso Senhor &c.

S. Romão, Mártir 9 de Agosto

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, intercedénte beáto Románo Mártyre tuo, et a cunctis adversitátibus liberémur in córpore, et a pravis cogitatiónibus mundémur in mente. Per Dóminum nostrum &c.
Fazei, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que pela intercessão do B. Romão, vosso Mártir, o nosso corpo seja livre de todas as adversidades e a nossa alma purificada dos maus pensamentos. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Munéribus nostris, quǽsumus, Dómine, precibúsque suscéptis: et cœléstibus nos munda mysteriis, et cleménter exáudi. Per Dóminum &c.
Havendo Vós, Senhor, aceitado as nossas ofertas e orações, dignai-Vos purificar-nos com vossos celestiais mystérios e ouvir-nos benignamente. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui cœlestia aliménta percépimus, intercedénte beáto Románo Mártyre tuo, per hæc contra ómnia advérsa muniámur. Per Dóminum nostrum &c.
Vos suplicamos, ó omnipotente Deus, pela intercessão do B. Romão, vosso Mártir, que, havendo nós recebido os alimentos celestiais, sejamos, em virtude deles, fortalecidos contra todas as adversidades. Por nosso Senhor &c.

S. Lourenço 10 de Agosto

Intróito Sl. 95, 6

Conféssio et pulchritúdo in conspéctu ejus: sánctitas et magnificéntia in sanctificatióne ejus. Ps. ibid., 1 Cantáte Dómino cánticum novum: cantáte Dómino, omnis terra. V. Gloria Patri &c.
Rodeiam-no a glória e a majestade: e no seu santuário reluzem a santidade e a magnificência. Sl. ibid., 1 Cantai em honra do Senhor um hino novo: que toda a terra cante hinos ao Senhor. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Da nobis, quǽsumus, omnípotens Deus: vitiórum nostrorum flammas exstínguere; qui beáto Lauréntio tribuísti tormentórum suórum incéndia superáre. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus omnipotente, que permitistes que o B. Lourenço triunfasse das chamas do seu suplício, concedei-nos a graça, Vos suplicamos, de extinguirdes as chamas dos nossos vícios. Por nosso Senhor &c.

Epístola 2 Cor. 9, 6-10

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corinthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Qui parce séminat, parce et metet: et qui séminat in benedictiónibus, de benedictiónibus et metet. Unusquísque prout destinávit in corde suo, non ex tristítia aut ex necessitáte: hilárem enim datórem díligit Deus. Potens est autem Deus omnem grátiam abundáre fácere in vobis, ut, in ómnibus semper omnem sufficiéntiam habéntes, abundétis in omne opus bonum, sicut scriptum est: Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi. Qui autem admínistrat semen seminánti: et panem ad manducándum præstábit, et multiplicábit semen vestrum, et augébit increménta frugum justítiæ vestræ.
Meus irmãos: Aquele que semeia pouco, colherá pouco também; e aquele que semeia com abundância, colherá também com abundância. Que cada um dê segundo o que tiver resolvido no seu coração; mas não com tristeza, nem com constrangimento: pois Deus ama aquele que dá com alegria. Deus é assaz poderoso para vos cumular de todas as graças, a fim de que, possuindo, sempre, em todas as coisas, aquilo que vos é necessário, tenhais com abundância, para praticardes todas as espécies de boas obras, segundo o que está escrito: «Distribuiu liberalmente os seus bens pelos pobres: a sua justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos». Com efeito, aquele que dá a semente ao semeador dar-vos-á também o pão para comida, multiplicará a vossa semente e dará incremento aos frutos da vossa justiça.

Gradual Sl. 16, 3

Probásti, Dómine, cor meum, et visitásti nocte. V. Igne me examinásti, et non est invénta in me iníquitas.
Experimentastes o meu coração e visitaste-lo durante a noite. V. Experimentastes-me com o fogo e não se encontrou em mim a iniquidade.
Allelúja, allelúja. V. Levíta Lauréntius bonum opus operátus est: qui per signum crucis cœcos illuminávit. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O Levita Lourenço praticou uma boa acção: pois restituiu a vista aos cegos com o sinal da Santa Cruz. Aleluia.

Evangelho Página vicente

Ofertório Sl. 95, 6

Conféssio et pulchritúdo in conspéctu ejus: sánctitas, et magnificéntia in sanctificatióne ejus.
Rodeiam-no a glória e a majestade: e no seu santuário reluzem a santidade e a magnificência.

Secreta

Accipé, quǽsumus, Dómine, múnera dignánter obláta: et, beáti Lauréntii suffragántibus méritis, ad nostræ salútis auxílium proveníre concéde. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, Vos suplicamos, os dons que reverentemente Vos oferecemos, e, pelo sufrágio dos méritos do B. Lourenço, permiti que nos sirvam de auxílio para a salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo &c.

Comúnio Jo. 12, 26

Qui mihi mínistrat, me sequátur: et ubi ego sum, illic et miníster meus erit.
Se alguém me serve, siga-me; e onde eu estiver lá estará também o meu servo.

Postcomúnio

Sacro múnere satiáti, súpplices te, Dómine, deprecámur: ut, quod débitæ servitútis celebrámus offício, intercedénte beáto Lauréntio Mártyre tuo, salvatiónis tuæ sentiámus augméntum. Per Dóminum &c.
Saciados com este sacrossanto dom, humildemente Vos rogamos pela intercessão do B. Lourenço, vosso Mártir, que, celebrando este ofício em reconhecimento da nossa escravidão, alcancemos cada vez mais os efeitos da vossa Redenção. Por nosso Senhor &c.

S. S. Tibúrcio e Susana, Mártires 11 de Agosto

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Sanctórum Martyrum tuórum Tiburtii et Susánnæ nos, Dómine, fóveant continuáta præsídia: quia non désinis propítius intuéri; quos tálibus auxíliis concésseris adjuvári. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, que nos favoreça o contínuo auxílio dos vossos Santos Mártires Tibúrcio e Susana, pois não podeis deixar de acolher propiciamente aqueles a quem concedeis o socorro de tal protecção. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página fabiaosebastiao

Secreta

Adésto, Dómine, précibus pópuli tui, adésto munéribus: ut, quæ sacris sunt obláta mystériis, tuórum tibi pláceant intercessióne Sanctórum. Per Dóminum &c.
Atendei, Senhor, às preces do vosso povo e recebei as suas ofertas, a fim de que, pela intercessão dos vossos Santos Mártires, a oblação destes mystérios Vos seja agradável. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Súmpsimus, Dómine, pignus redemptiónis ætérnæ: quod sit nobis, quǽsumus, interveniéntibus sanctis Martýribus tuis, vitæ præséntis auxílium páriter et futúræ. Per Dóminum &c.
Recebemos, Senhor, o penhor da eterna redenção; e permiti, pela intercessão dos vossos Santos Mártires, que nos sirva de auxílio, tanto na vida presente, como na futura. Por nosso Senhor &c.

S. Filomena, Virgem e Mártir 11 de Agosto

Como na Missa Loquébar, página virgensmartires1

S. Clara, Virgem 12 de Agosto

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1

S. S. Hipólito e Cassiano, Mártires 13 de Agosto

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut beatórum Mártyrum tuórum Hippolýti et Cassiáni veneránda sollémnitas, et devotiónem nobis áugeat et salútem. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que a veneranda festa dos vossos B. B. Mártires Hipólito e Cassiano aumente a nossa piedade e nos faça alcançar a salvação. Por n &c.

Secreta

Réspice, Dómine, múnera pópuli tui, Sanctórum festivitáte votíva: et tuæ testificátio veritátis nobis profíciat ad salútem. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos olhar, Senhor, para as oblatas que o vosso povo Vos oferece nesta festa dos vossos Santos, e fazei que o testemunho, por eles dado à vossa verdade, nos seja útil para a salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sacramentórum tuórum, Dómine, commúnio sumpta nos salvet: et in tuæ veritátis luce confírmet. Per Dóminum &c.
Que a comunhão dos vossos sacramentos, que recebemos, Senhor, nos alcance a salvação e nos confirme na profissão da vossa doutrina. Por nosso Senhor &c.

Vigília da Assunção da B. V. Maria 14 de Agosto

Intróito Página virgemnaomartir2

Oração

Deus, qui virginálem aulam beátæ Maríæ, in qua habitáres, elígere dignátus es: da, quǽsumus; ut, sua nos defensióne munitos, jucúndos fácias suæ interésse festivitáti: Qui vivis &c.
Ó Deus, que escolhestes para vossa morada o seio virginal da B. Virgem Maria, concedei-nos, Vos rogamos, que, munidos com sua protecção, possamos com alegria associar-nos à sua festa. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Oração, Secreta e Postcomúnio Página confessoresnaopontifices1

Epístola Página montecarmelo

Gradual Página visitacao

Evangelho Página comumfestasmaria1

Ofertório

Beáta es, Virgo María, quæ ómnium portásti Creatórem: genuísti qui te fecit, et in ætérnum pérmanes Virgo.
Bem-aventurada sois, ó Virgem Maria, pois trouxestes no vosso seio o Criador de todas as coisas. Gerastes Aquele que vos criou; e permanecereis eternamente Virgem.

Secreta

Múnera nostra, Dómine, apud cleméntiam tuam Dei Genetrícis comméndet orátio: quam idcírco de praesénti sǽculo transtulísti; ut pro peccátis nostris apud te fiduciáliter intercédat. Per eúndem Dóminum &c.
Que as nossas ofertas, Senhor, tenham como recomendação junto da vossa clemência as súplicas da Mãe de Deus, a qual arrebatastes deste mundo para interceder com confiança pelos nossos pecados junto de Vós. Pelo mesmo nosso S &c.

Comúnio

Beáta víscera Maríæ Vírginis, quæ portavérunt ætérni Patris Fílium.
Bem-aventuradas as entranhas da B. V. Maria, que trouxeram encerrado o Filho do Pai Eterno.

Postcomúnio

Concéde, miséricors Deus, fragilitáti nostræ præsídium: ut, qui sanctæ Dei Genetrícis festivitátem prævénimus; intercessiónis ejus auxílio a nostris iniquitátibus resurgámus. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus de misericórdia, dignai-Vos vir em auxílio da nossa fragilidade, a fim de que, antecipando a festividade da Santa Mãe de Deus, possamos, com o auxílio da sua intercessão, ressuscitar das nossas iniquidades. Pelo mesmo nosso &c.

Assunção da B. V. Maria 15 de Agosto

Dia Festivo de Preceito

Intróito Ap. 12, 1

Signum magnum appáruit in cœlo: múlier amicta sole, et luna sub pédibus ejus, et in cápite ejus coróna stellárum duódecim. Ps. 97, 1 Cantáte Dómino cánticum novum: quóniam mirabília fecit. V. Gloria Patri &c.
Um grande prodígio apareceu no céu: uma mulher revestida com o Sol, tendo a lua sob os seus pés e na cabeça uma coroa com doze estrelas. Sl. 97, 1 Cantai ao Senhor um cântico novo, pois Ele operou maravilhas. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui Immaculátam Vírginem Maríam, Fílii tui genitrícem, córpore et ánima ad cœléstem glóriam assumpsísti: concéde, quǽsumus ; ut, ad superna semper inténti, ipsíus glóriæ mereámur esse consórtes. Per eúndem Dóminum &c.
Omnipotente e sempiterno Deus, que elevastes em corpo e alma até à glória celestial a Imaculada Virgem Maria, Mãe de vosso Filho, concedei-nos, Vos suplicamos, que, tendo nós sempre presente ao nosso espírito os dons celestiais, mereçamos tornar-nos participantes da mesma glória. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Jdt. 13, 22-25; 15, 10

Léctio libri Judith.
Lição do Livro de Judite.
Benedíxit te Dóminus in virtúte sua, quia per te ad níhilum redégit inimícos nostros. Benedícta es tu, fília, a Dómino Deo excelso, præ ómnibus muliéribus super terram. Benedíctus Dóminus, qui creávit cœlum et terram, qui te direxit in vúlnera cápitis príncipis inimicórum nostrórum; quia hódie nomen tuum ita magnificávit, ut non recédat laus tua de ore hóminum, qui mémores fúerint virtútis Dómini in ætérnum, pro quibus non pepercísti ánimæ tuæ propter angústias et tribulatiónem géneris tui, sed subvenísti ruínæ ante conspéctum Dei nostri. Tu glória Jerúsalem, tu lætítia Israël, tu honorificéntia pópuli nostri.
Abençoou-te o Senhor com seu poder e por ti aniquilou os nossos inimigos. Bendita és tu, ó filha, entre todas as mulheres, ante o Senhor Deus Altíssimo, e bendito é o Senhor, que criou o céu e a terra e dirigiu os teus passos para cortares a cabeça do chefe dos nossos inimigos; pois, hoje, de tal modo Ele engrandeceu o teu nome que nunca mais o teu elogio se apagará na boca dos que eternamente se lembrarem do poder do Senhor, por amor dos quais não poupaste a tua vida, ao ver as angústias e tribulações do teu povo, antes impediste a sua ruína na presença do nosso Deus. Tu és a glória de Jerusalém, a alegria de Israel e a honra do nosso povo.

Gradual Sl. 44, 11-12 & 14

Audi, fília, et vide, et inclína aurem tuam, et concupíscit rex decórem tuum. V. Omnis glória ejus fíliæ Regis ab intus, in fímbriis áureis circumamícta varietátibus.
Ouvi, ó filha, vede e aplicai os vossos ouvidos: e o Rei cobiçará a vossa formosura! V. A filha do Rei entra toda gloriosa no seu palácio: os seus vestidos são tecidos de brocado de ouro.
Allelúja, allelúja. V. Assumpta est María in cœlum: gaudet exércitus Angelórum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Maria foi elevada ao céu em corpo e alma: alegra-se o exército dos Anjos. Aleluia.

Evangelho Lc. 1, 41-50

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Repléta est Spíritu Sancto Elisabeth et exclamávit voce magna, et dixit: Benedícta tu inter mulíeres, et benedíctus fructus ventris tui. Et unde hoc mihi ut véniat mater Dómini mei ad me? Ecce enim ut facta est vox salutatiónis tuæ in áuribus meis, exsultávit in gáudio infans in útero meo. Et beáta, quæ credidísti, quóniam perficiéntur ea, quæ dicta sunt tibi a Dómino. Et ait María: Magníficat ánima mea Dóminum; et exsultávit spíritus meus in Deo salutári meo; quia respéxit humilitátem ancíllæ suæ, ecce enim ex hoc beátam me dicent omnes generatiónes. Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen ejus, et misericórdia ejus a progénie in progénies timéntibus eum.
Naquele tempo: Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou, em voz alta: «Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre. E donde me vem a mim que a mãe do meu Senhor venha até mim? Porquanto, desde que a voz da vossa saudação chegou a meus ouvidos, o meu filho exultou de alegria no meu seio! Bem-aventurada sois, porque acreditastes que se há-de cumprir o que vos foi dito da parte do Senhor». Maria disse então: «Minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, que se dignou olhar para a humildade da sua serva; por isso, eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada. Pois Aquele que é omnipotente, e o seu nome é santo, operou em mim maravilhas, e a sua misericórdia multiplicar-se-á de geração em geração sobre os que O temem».

Ofertório Gn. 3, 15

Inimicítias ponam inter te et mulíerem, et semen tuum et semen illíus.
Porei inimizades entre ti e a Mulher, e entre a tua prole e a sua Prole.

Secreta

Ascéndat ad te, Dómine, nostræ devotiónis oblátio, et, beatíssima Vírgine María in cœlum assumpta intercedénte, corda nostra, caritátis igne succénsa, ad te júgiter ádspirent. Per Dóminum &c.
Ascenda até Vós, Senhor, a oblação da nossa piedade; e, por intercessão da beatíssima Virgem Maria, elevada ao céu em corpo e alma, permiti que, abrasados nossos corações no fogo da caridade, continuamente por Vós aspirem. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 1, 48-49

Beátam me dicent omnes generatiónes, quia fecit mihi magna qui potens est.
Chamar-me-ão Bem-aventurada todas as gerações, pois Aquele, que é omnipotente, operou em mim maravilhas.

Postcomúnio

Sumptis, Dómine, salutáribus sacraméntis: da, quǽsumus; ut, méritis et intercessióne beátæ Vírginis Maríæ in cœlum assúmptæ, ad resurrectiónis glóriam perducámur. Per Dóminum nostrum &c.
Havendo recebido, Senhor, os vossos salutares sacramentos, concedei-nos, Vos suplicamos, que, pelos méritos e intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria, elevada ao céu em corpo e alma, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por nosso Senhor &c.

S. Joaquim 16 de Agosto

Intróito Sl. 111, 9

Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi: cornu ejus exaltábitur in glória. Ps. ibid., 1 Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Gloria Patri &c.
Distribuiu liberalmente os seus bens pelos pobres: a sua justiça subsistirá em todos os séculos dos séculos: e o seu poder será exaltado com glória. Sl. ibid., 1 Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que põe todo o zelo em cumprir os mandamentos. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui præ ómnibus Sanctis tuis beátum Jóachim Genetrícis Fílii tui patrem esse voluísti: concéde, quǽsumus; ut, cujus festa venerámur, ejus quoque perpétuo patrocínia sentiámus. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que, de preferência a todos vossos Santos, quisestes que o B. Joaquim fosse o Pai da Mãe de vosso Filho, concedei-nos, Vos suplicamos, que experimentemos o perpétuo patrocínio daquele cuja festa celebramos. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Página confessoresnaopontifices1

Gradual Sl. 111, 9 & 2

Dispérsit, dedit paupéribus: justítia ejus manet in sǽculum sǽculi. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur.
Distribuiu liberalmente os seus bens pelos pobres: a sua justiça permanecerá em todos os séculos dos séculos. V. Sua descendência será poderosa na terra, pois a geração dos justos será abençoada.
Allelúja, allelúja. V. O Jóachim, sanctæ conjux Annæ, pater almæ Vírginis, hic fámulis ferto salútis opem. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ó S. Joaquim, Esposo de Santa Ana, Pai da Virgem-Mãe, concedei na terra aos vossos os socorros necessários para a salvação. Aleluia.

Evangelho Mt, 1, 1-16

Initium sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Início do santo Evangelho segundo S. Mateus.
Liber generatiónis Jesu Christi, fílii David, fílii Abralam. Abraham génuit Isaac, Isaac autem génuit Jacob. Jacob autem génuit Judam et fratres ejus. Judas autem génuit Phares et Zaram de Thamar. Phares autem génuit Esron. Esron autem génuit Aram. Aram autem génuit Amínadab. Amínadab autem génuit Naásson. Naásson autem génuit Salmon. Salmon autem génuit Booz de Rahab. Booz autem génuit Obed ex Ruth. Obed autem génuit Jesse. Jesse autem génuit David regem. David autem rex génuit Salomónem ex ea, quæ fuit Uriæ. Sálomon autem génuit Róboam. Róboam autem génuit Abíam. Abías autem génuit Asa. Asa autem génuit Jósaphat. Jósaphat autem génuit Joram. Joram autem génuit Ozíam. Ozías autem génuit Jóatham. Jóatham autem génuit Achaz. Achaz autem génuit Ezechíam. Ezechias autem génuit Manássen. Manásses autem génuit Amen. Amon autem génuit Josíatn. Josías autem génuit Jechoníam et fratres ejus in transmigratióne Babylónis. Et post transmigratiónem Babylónis: Jeehonías génuit Saláthiel. Saláthiel autem génuit Zoróbabel. Zoróbabel autem génuit Abiud. Abiud autem génuit Elíacim. Elíacim autem génuit Azor. Azor autem génuit Sadoc. Sadoc autem génuit Achim. Achim autem génuit Eliud. Eliud autem génuit Eleázar. Eleázar autem génuit Mathan. Mathan autem génuit Jacob. Jacob autem génuit Joseph, virum Mariæ, de qua natus est Jesus, qui vocátur Christus.
Livro da geração de Jesus Cristo, filho de David, filho de Abraão. Abraão gerou Isaque. Isaque gerou Jacob. Jacob gerou Judas e seus irmãos. Judas gerou Fares e Zarão de Tamar. Fares gerou Esron. Esron gerou Aarão. Aarão gerou Aminadabe. Aminadabe gerou Naássão. Naássão gerou Salmão. Salmão gerou Booz de Raabe. Booz gerou Obede de Rute. Obede gerou Jesse. Jesse gerou o Rei David. David gerou Salomão daquela que fora mulher de Urias. Salomão gerou Roboão. Roboão gerou Abias. Abias gerou Asa. Asa gerou Josafá. Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias. Ozias gerou Joatão. Joatão gerou Acás. Acás gerou Ezequias. Ezequias gerou Manasses. Manasses gerou Amão. Amão gerou Josias. Josias gerou Jeconias e os seus irmãos, na deportação da Babilónia. E depois da deportação da Babilónia Jeconias gerou Salátiel. Salátiel gerou Zoróbabel. Zoróbabel gerou Abiude. Abiude gerou Eliacim. Eliacim gerou Azor. Azor gerou Sadoc. Sadoc gerou Aquim. Aquim gerou Éliude. Éliude gerou Eleazar. Eleazar gerou Matam. Matam gerou Jacob. E Jacob gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado Cristo.

Ofertório Sl. 8, 6-7

Glória et honóre coronásti eum: et constituísti eum super ópera mánuum tuárum, Dómine.
Vós o coroastes, Senhor, com glória e honras; Vós o estabelecestes acima das obras das vossas mãos.

Secreta

Súscipe, clementíssime Deus, sacrifícium in honórem sancti Patriarchæ Jóachim, patris Maríæ Vírginis, majestáti tuæ oblátum: ut, ipso cum cónjuge sua et beatíssima prole intercedénte, perféctam cónsequi mereámur remissiónem peccatórum et glóriam sempitérnam. Per Dóminum &c.
Recebei, ó clementíssimo Deus, o sacrifício que oferecemos à vossa majestade em honra do santo Patriarca Joaquim, Pai da Virgem Maria, a fim de que, pela sua intercessão, unida à de sua esposa e à de sua B. Filha, mereçamos alcançar a plena remissão dos nossos pecados e a glória eterna. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 42

Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensuram.
Eis o servo fiel e prudente que o Senhor estabeleceu acima da sua família para distribuir oportunamente a cada um a sua medida de trigo.

Postcomúnio

Quæsumus, omnípotens Deus: ut per hæc sacraménta, quæ súmpsimus, intercedéntibus méritis et précibus beáti Jóachim patris Genetrícis dilécti Fílii tui, Dómini nostri Jesu Christi, tuæ grátiæ in præsénti et ætérnæ glóriæ in futúro partícipes esse mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Fazei, ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, que pelas preces e méritos do B. Joaquim, Pai da Mãe do vosso amado Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, estes sacramentos, que recebemos, nos tornem comparticipantes da vossa graça na vida presente e da vossa eterna glória na vida futura. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

S. Jacinto, Conf. 17 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1

S. Agapito, Mártir 18 de Agosto

Oração

Lætétur Ecclésia tua, Deus, beáti Agápiti Mártyris tui confísa suffrágiis: atque, ejus précibus gloriósis, et devóta permáneat et secúra consístat. Per Dóminum &c.
Que a vossa Igreja, ó Deus, rejubile com a confiança que lhe dão os sufrágios do B. Agapito, vosso Mártir, e que pelas suas gloriosas preces persevere na piedade e se conserve na paz. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Jo. 12, 24-26

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis: Amen, amen dico vobis, nisi granum fruménti, cadens in terram, mórtuum fúerit, ipsum solum manet: si autem mórtuum fúerit, multum fructum affert. Qui amat ánimam suam, perdet earn: et qui odit ánimam suam in hoc mundo, in vitam ætérnam custódit earn. Si quis mihi minístrat, me sequátur: et ubi sum ego, illic et minister meus erit. Si quis mihi ministráverit, honorificábit eum Pater meus.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, permanece estéril; mas, se morrer, dará muito fruto. Aquele que ama a sua vida perdê-la-á; mas aquele que aborrece a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me; e, onde Eu estiver, lá estará também o meu servo. Se alguém me servir, meu Pai o honrará.

Secreta

Súscipe, Dómine, múnera, quæ in ejus tibi sollemnitáte deférimus: cujus nos confídimus patrocínio liberári. Per Dóminum &c.
Recebei, Senhor, as ofertas que Vos apresentamos na festa daquele por cuja protecção esperamos ser livres. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Satiásti, Dómine, famíliam tuam munéribus sacris: ejus, quǽsumus, semper interventióne nos réfove, cujus sollémnia celebrámus. Per Dóminum &c.
Saciastes, Senhor, a vossa família com os sacrossantos dons; e, Vos suplicamos, fortalecei-a sempre pela intercessão daquele cuja festa celebramos. Por nosso Senhor &c.

S. Roque 16 ou 18? de Agosto

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Senhor, Vos rogamos, o vosso povo com incessante bondade; e, pelos sufrágios e méritos do B. Roque, livrai-o de todo o contágio na alma e no corpo. Por nosso Senhor &c.

S. João Eudes, Conf. 19 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Joánnem, Confessórem tuum, ad cultum sacrórum Córdium Jesu et Maríæ rite promovéndum, mirabíliter inflammásti, et per eum novas in Ecclésia tua famílias congregáre voluísti: præsta, quǽsumus; ut, cujus pia mérita venerámur, virtútum quoque instruámur exémplis. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que, para promover o culto em honra dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria, inflamastes com zelo admirável o B. João, vosso Confessor, e por ele Vos dignastes criar novas famílias na vossa Igreja, concedei-nos, Vos pedimos, que sejamos edificados com os exemplos das virtudes daquele cujos piedosos méritos veneramos. Por nosso Senhor &c.

S. Bernardo, Confessor e Doutor 20 de Agosto

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Epístola Ecl. 39, 6-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Justus cor suum tradet ad vigilándum dilúculo ad Dóminum, qui fecit illum, et in conspéctu Altíssimi deprecábitur. Apériet os suum in oratióne, et pro delíctis suis deprecábitur. Si enim Dóminus magnus volúerit, spíritu intellegéntiæ replébit illum: et ipse tamquam imbres mittet elóquia sapiéntiæ suæ, et in oratióne confitébitur Dómino: et ipse díriget consílium ejus et disciplínam, et in abscónditis suis consiliábitur. Ipse palam fáciet disciplínam doctrínæ suæ, et in lege testaménti Dómini gloriábitur. Collaudábunt multi sapiéntiam ejus, et usque in sǽculum non delébitur. Non recédet memória ejus, et nomen ejus requirétur a generatióne in generatiónem. Sapiéntiam ejus enarrábunt gentes, et laudem ejus enuntiábit ecclésia.
O justo aplicará o seu coração e vigiará desde o romper do dia para se unir ao Senhor, que o criou, e oferecer as suas preces ao Altíssimo. Abrirá a sua boca para orar e implorar o perdão dos seus pecados; pois, se o soberano Senhor quiser, enchê-lo-á com o espírito da inteligência. Então ele espalhará, como chuva, as palavras da sua sabedoria e abençoará o Senhor na sua oração. O Senhor inspirará os seus conselhos e instruções; e ele compreenderá os mystérios divinos. Publicará a doutrina, que tiver aprendido, e a sua glória será manter-se na lei da aliança com o Senhor. Sua sabedoria receberá louvor de muitos e não cairá no esquecimento. Sua memória se não apagará. Seu nome será honrado de geração em geração. As nações publicarão a sua sabedoria e a Igreja anunciará os seus louvores.

Santa Joana de Chantal, Viúva 21 de Agosto

Como na Missa Cognóvi, Dómine, página nemvirgensnemmartires, excepto:

Oração

Omnípotens et miséricors Deus, qui beátam Joánnam Francíscam, tuo amóre succénsam, admirábili spíritus fortitúdine per omnes vitæ sémitas in via perfectiónis donásti, quique per illam illustráre Ecclésiam tuam nova prole voluísti: ejus méritis et précibus concéde; ut, qui infirmitátis nostræ cónscii de tua virtúte confídimus, cœléstis grátiæ auxílio cuncta nobis adversántia vincámus. Per Dóminum &c.
Deus omnipotente e eterno, que, havendo abrasado no vosso amor a B. Joana Francisca, lhe destes um admirável espírito de fortaleza para seguir em todos os caminhos da vida «a via da perfeição» , e que por ela quisestes ornar a vossa Igreja com uma nova família, permiti, pelos seus méritos e preces, que, tendo nós consciência da nossa fraqueza e pondo a nossa confiança no vosso poder, triunfemos com o auxílio da graça celestial de tudo o que nos é contrário. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Illo nos amóris igne, quǽsumus. Dómine, hæc hóstia salutáris inflámmet: quo beátæ Joannæ Francíscæ cor veheménter incéndit, et flammis adússit ætérnæ caritátis. Per Dóminum &c.
Senhor, Vos suplicamos, permiti que esta hóstia salutar nos inflame no fogo daquele amor que abrasou com tanto ardor o coração da B. Joana Francisca e o consumiu nas chamas da eterna caridade. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Spíritum nobis, Dómine, tuæ caritátis infúnde: ut, quos cœléstis panis virtúte satiásti, beáta Joánna Francisca intercedénte, fácias terréna despícere, et te solum Deum pura mente sectári. Per Dóminum &c.
Infundi em nós, Senhor, o espírito da vossa caridade, a fim de que pela intercessão da B. Joana Francisca aqueles que saciastes com o celestial Pão dos fortes desprezem os bens da terra e com o coração puro se unam somente a Vós, ó Deus. Por nosso Senhor &c.

Imaculado Coração da B. V. Maria 22 de Agosto

Intróito Heb. 4, 16

Adeámus cum fidúcia ad thronum grátiæ, ut misericórdiam consequámur, et grátiam inveniámus in auxílio opportúno. Ps. 44, 2 Eructávit cor meum verbum bonum: dico ego ópera mea regi. V. Gloria Patri &c.
Acerquemo-nos com confiança do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e encontrar graça e sermos auxiliados na ocasião necessária. Sl. 44, 2 Meu coração exprimiu uma excelente palavra: «Consagro ao Rei as minhas obras»! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui in Corde beátæ Maríæ Vírginis dignum Spíritus Sancti habitáculum præparásti: concéde propítius; ut ejúsdem immaculáti Cordis festivitátem devóta mente recoléntes, secúndum cor tuum vívere valeámus. Per Dóminum &c.
Omnipotente e sempiterno Deus, que no Coração da B. V. Maria preparastes uma digna morada do Espírito Santo, concedi-nos propício que, havendo celebrado devotamente a festa deste Imaculado Coração, vivamos sempre segundo o vosso Coração. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página montecarmelo

Gradual Sl. 12, 6

Exsultábit cor meum in salutári tuo: cantábo Dómino, qui bona tríbuit mihi: et psallam nómini Dómini altíssimi. V. Ps. 44, 18 Mémores erunt nóminis tui in omni generatióne et generatiónem: proptérea pópuli confitebúntur tibi in ætérnum.
Exultará o meu coração com a salvação que de Vós virá; cantarei hinos ao Senhor, que me concedeu tantos benefícios; entoarei salmos em louvor do nome do altíssimo Senhor. V. Sl. 44, 18 De geração em geração glorificarão o vosso nome: e os povos vos louvarão eternamente.
Allelúja, allelúja. V. Luc. 1, 46, 47 Magníficat ánima mea Dóminum: et exsultávit spíritus meus in Deo salutári meo. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Lc. 1, 46, 47 Minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. Aleluia.

Evangelho Jo. 19, 25-27

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Stabant juxta crucem Jesu mater ejus, et soror matris ejus María Cléophæ, et María Magdaléne. Cum vidísset ergo Jesus matrem, et discípulum stantem, quem diligébat, dicit matri suæ: Múlier, ecce fílius tuus. Deinde dicit discípulo: Ecce mater tua. Et ex illa hora accépit eam discípulus in sua.
Naquele tempo, estavam, junto à Cruz de Jesus, sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Então, vendo Jesus sua Mãe, e de pé, perto dela, o discípulo que Ele preferia, disse a sua Mãe: «Mulher, eis o vosso filho». Em seguida disse ao discípulo: «Eis a tua Mãe!». E desde aquela hora o discípulo a levou consigo.

Ofertório Lc. 1, 46, 49

Exsultávit spíritus meus in Deo salutári meo; quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen ejus.
O meu espírito alegra-se em Deus, meu Salvador, porque Aquele que é omnipotente, e o seu nome é Santo, operou em mim maravilhas.

Secreta

Majestáti tuæ, Dómine, Agnum immaculátum offeréntes, quǽsumus: ut corda nostra ignis ille divínus accéndat, cui Cor beátæ Maríæ Vírginis ineffabíliter inflammávit. Per eundem Dóminum &c.
Enquanto oferecemos à vossa Majestade, Senhor, o Cordeiro Imaculado, dignai-Vos acender nos nossos corações aquele fogo divino que abrasou de uma maneira inefável o Coração da B. V. Maria. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 19, 27

Dixit Jesus matri suæ: Múlier, ecce fílius tuus: deinde dixit discípulo: Ecce mater tua. Et ex illa hora accépit eam discípulus in sua.
Disse Jesus a sua Mãe: «Mulher, eis o vosso filho»; depois disse ao discípulo: «Eis a tua Mãe». E desde aquela hora o discípulo a levou consigo.

Postcomúnio

Divínis refécti munéribus te, Dómine, supplíciter exorámus: ut beátæ Maríæ Vírginis intercessióne, cujus immaculáti Cordis solémnia venerándo égimus, a præséntibus perículis liberáti, ætérnæ vitæ gáudia consequámur. Per Dóminum &c.
Sustentados com vossas divinas ofertas, Senhor, humildemente Vos imploramos pela intercessão da B. V. Maria, cujo puríssimo Coração acabamos solenemente de honrar, que, sendo livres dos perigos presentes, possamos gozar a alegria da vida eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Timóteo e Outros, Mártires 22 de Agosto

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Aixílium tuum nobis, Dómine, quǽsumus, placátus impende: et, intercedéntibus beátis Martýribus tuis Timótheo, Hippolýto et Symphoriáno, déxteram super nos tuæ propitiatiónis exténde. Per Dóminum &c.
Deixai-Vos aplacar, Senhor, e concedei-nos o vosso auxílio; e pela intercessão dos vossos B. B. Mártires Timóteo, Hipólito e Sinforiano dignai-Vos amparar-nos com vossa mão propícia. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Accépta tibi sit, Dómine, sacrátæ plebis oblátio pro tuórum honóre Sanctórum: quorum se méritis de tribulatióne percepísse cognóscit auxílium. Per Dóminum nostrum &c.
Aceitai, Senhor, esta oferta, que o vosso povo escolhido oferece em honra dos vossos Santos, por cujos méritos reconhece ter alcançado auxílio na tribulação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Divíni muneris largitate satiáti, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Timótheo, Hippolýto et Symphoriáno, in ejus semper participatióne vivámus. Per Dóminum &c.
Saciados abundantemente com o dom divino, ó Senhor, nosso Deus, Vos suplicamos, fazei, pela intercessão dos vossos Santos Mártires Timóteo, Hipólito e Sinforiano, que participemos sempre dele durante toda nossa vida. Por nosso &c.

S. Filipe Benício, Conf. 23 de Agosto

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2, excepto:

Oração

Deus, qui per beátum Philippum Confessórem tuum, exímium nobis humilitátis exémplum tribuísti: da fámulis tuis próspera mundi ex ejus imitatióne despícere, et cœléstia semper inquírere. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que na pessoa do B. Filipe, vosso Confessor, nos proporcionastes exímio exemplo de humildade, fazei que os vossos servos, imitando-o, desprezem as alegrias deste mundo e procurem sempre as celestiais. Por nosso Senhor &c.

S. Bartolomeu, Apóstolo 24 de Agosto

Intróito Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortatus est principatus eórum. Ps. ibid., 1-2 Dómine, probásti me et cognovísti me: tu cognovisti sessiónem meam et resurrectionem meam. V. Gloria Patri &c.
Eu vejo, ó Deus, que honrais largamente os vossos amigos: e que seu poder se tem fortalecido extraordinariamente. Sl. ibid., 1-2 Senhor, perscrutastes o meu íntimo e ficastes-me conhecendo; ficastes conhecendo quando me deito e quando me levanto. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Omnípotens sempitérne Deus, qui hujus diei venerándam sanctámque lætítiam in beáti Apóstoli tui Bartholomǽi festivitáte tribuísti: da Ecclésiæ tuæ, quǽsumus; et amáre quod crédidit, et prædicáre quod dócuit. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente e sempiterno, que neste dia, em que celebramos a festa do B. Bartolomeu, Apóstolo, nos proporcionais uma santa e veneranda alegria, concedei à vossa Igreja, Vos suplicamos, o dom de amar o que ele acreditou e de pregar o que ensinou. Por nosso Senhor &c.

Epístola 1 Cor. 12, 27-31

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Vos estis corpus Christi et membra de membro. Et quosdam quidem pósuit Deus in Ecclésia primum apóstolos, secúndo prophetas, tertio doctores, deinde virtútes, exinde grátias curationum, opitulatiónes, gubernatiónes, genera linguarum, interpretatiónes sermonum. Numquid omnes apóstoli? numquid omnes prophétæ? numquid omnes doctóres? numquid omnes virtútes? numquid omnes grátiam habent curationum? numquid omnes linguis loquúntur? numquid omnes interpretántur? Æmulámini autem charísmata melióra.
Meus irmãos: Sois os corpos de Cristo e os membros uns dos outros. Assim, Deus estabeleceu na sua Igreja primeiramente Apóstolos, em segundo lugar Profetas, em terceiro lugar Doutores, depois os que fazem milagres, em seguida os que têm o dom de curar, de assistir, de governar, de falar várias línguas e de interpretá-las. Porém são todos Apóstolos? São todos Profetas? São todos Doutores? Fazem todos milagres? Têm todos o dom de curar? Falam todos as línguas? Têm todos o dom de interpretá-las? Aspirai aos dons mais perfeitos.

Gradual Sl. 44, 17 & 18

Constítues eos príncipes super omnem terram: mémores erunt nóminis tui, Dómine. V. Pro patribus tuis nati sunt tibi fílii: proptérea pópuli confitebúntur tibi.
Serão constituídos príncipes em toda a terra e perpetuarão a glória do vosso nome, Senhor! V. Para substituir os vossos pais, nascer-vos-ão filhos; por isso os povos Vos honrarão eternamente.
Allelúja, allelúja. V. Te gloriósus Apostolórum chorus laudat, Dómine. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O coro glorioso dos Apóstolos canta os vossos louvores. Aleluia.

Evangelho Lc. 6, 12-19

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Exiit Jesus in montem oráre, et erat pernóctans in oratióne Dei. Et cum dies factus esset, vocavit discípulos suos, et elégit duódecim ex ipsis (quos et Apóstolos nominávit): Simónem, quem cognominávit Petrum, et Andream fratrem ejus, Jacóbum et Joánnem, Philíppum et Bartholomǽum, Matthǽum et Thomam, Jacóbum Alphǽi et Simónem, qui vocátur Zelótes, et Judam Jacóbi, et Judam Iscariótem, qui fuit próditor. Et descéndens cum illis, stetit in loco campéstri, et turba discipulórum ejus, et multitúdo copiósa plebis ab omni Judǽa, et Jerúsalem, et marítima, et Tyri, et Sidónis, qui vénerant, ut audírent eum et sanaréntur a languóribus suis. Et, qui vexabántur a spirítibus immúndis, curabántur. Et omnis turba quærébat eum tángere: quia virtus de illo exíbat, et sanábat omnes.
Naquele tempo, retirara-se Jesus para um monte, e aí passara toda a noite em oração a Deus. Quando o dia rompeu, chamou os discípulos e escolheu doze de entre eles, aos quais chamou Apóstolos: Simão, a quem deu o cognome de Pedro, e André, seu irmão, Tiago e João, Filipe e Bartolomeu, Mateus e Tomé, Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado o Zelote, Judas, irmão de Tiago, e Judas Iscariotes, que foi o traidor. E, descendo com eles, parou em um campo, onde encontrou a turba dos discípulos e uma grande multidão de povo de toda a Judeia, de Jerusalém e das paragens de Tiro e de Sidónia, que tinham vindo para O ouvirem e para que seus enfermos fossem curados. Entre eles havia alguns que estavam possessos de espíritos imundos, os quais foram curados. Toda aquela multidão procurava tocar em Jesus, pois d’Ele saía uma tal virtude que a todos sarava.

Ofertório Sl. 138, 17

Mihi autem nimis honoráti sunt amíci tui, Deus: nimis confortátus est principátus eórum.
Eu vejo, ó Deus, que honrais largamente os vossos amigos; e por isso o seu poder se tem fortalecido extraordinariamente.

Secreta

Beáti Apóstoli tui Bartholomǽi sollémnia recenséntes, quǽsumus, Dómine: ut ejus auxílio tua benefícia capiámus, pro quo tibi laudis hóstias immolámus. Per Dóminum &c.
Celebrando a festa do B. Bartolomeu, vosso Apóstolo, fazei, Senhor, Vos suplicamos, que alcancemos os vossos benefícios pelo socorro daquele em cuja honra imolamos esta hóstia de louvor. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mt. 19, 28

Vos, qui secúti estis me, sedébitis super sedes, judicántes duódecim tribus Israël, dicit Dóminus.
Vós, que me seguistes, vos assentareis sobre tronos e julgareis as doze tribos de Israel.

Postcomúnio

Sumptum, Dómine, pignus redemptiónis ætérnæ: sit nobis, quǽsumus; interveniénte beáto Bartholomǽo Apóstolo tuo, vitæ præséntis auxílium páriter et futúræ. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, que o penhor da redenção eterna, que recebemos, seja para nós, por intercessão do B. Bartolomeu, Apóstolo, auxílio na vida presente e na futura. Por nosso Senhor &c.

S. Luís, Rei de França 25 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Ludovícum Confessórem tuum de terréno regno ad cœléstis regni glóriam transtulísti: ejus, quǽsumus, méritis et intercessióne; Regis regum Jesu Christi, Fílii tui, fácias nos esse consórtes: Qui tecum vivit et regnat &c.
Ó Deus, que trasladastes o B. Luís, vosso Confessor, do reino terrestre para a glória do reino celestial, humildemente Vos suplicamos, pelos seus méritos e intercessão, que um dia nos façais participar da glória do Rei dos reis, Jesus Cristo, vosso Filho. Que convosco vive e reina &c.

Epístola Sb. 10, 10-14

Léctio libri Sapiéntiæ.
Lição do Livro da Sabedoria.
Justum dedúxit Dóminus per vias rectas, et ostendit illi regnum Dei, et dedit illi sciéntiam sanctórum: honestávit illum in labóribus, et complévit labores illíus. In fraude circumveniéntium illum áffuit illi, et honéstum fecit illum. Custodívit illum ab inimícis, et a seductóribus tutávit illum, et certámen forte dedit illi, ut vínceret et sciret, quóniam ómnium poténtior est sapiéntia. Hæc vénditum jusíum non derelíquit, sed a peccatóribus liberávit eum: descendítque cum illo in fóveam, et in vínculis non derelíquit illum, donec afférret illi sceptrum regni, et poténtiam advérsus eos, qui eum deprimébant: et mendáces osténdit, qui maculavérunt illum, et dedit illi claritátem ætérnam, Dóminus, Deus noster.
O Senhor conduziu o justo por caminhos direitos; mostrou-lhe o reino de Deus; transmitiu-lhe a ciência das coisas santas; enriqueceu-o nos seus trabalhos; e fez frutificar esses seus labores. O Senhor auxiliou-o contra os que queriam enganá-lo com suas fraudes e fê-lo adquirir riquezas. Protegeu-o contra os seus inimigos; defendeu-o de seus sedutores; e alcançou a vitória em um rude combate em seu favor, para lhe ensinar que a sabedoria é a mais poderosa de todas as coisas. O Senhor não abandonou o justo quando este foi vendido, mas até o preservou das mãos dos pecadores; desceu com ele á prisão; e o não abandonou nas cadeias, enquanto lhe não entregou o ceptro do império e o poder sobre os seus opressores. O Senhor, nosso Deus, provou que eram mentirosos aqueles que o desacreditaram e tornou-o ilustre para sempre.

Evangelho Lc. 19, 12-26

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis parábolam hanc: Homo quidam nóbilis ábiit in regionem longínquam accípere sibi regnum, et revérti. Vocátis autem decem servis suis, dedit eis decem mnas, et ait ad illos: Negotiámini, dum vénio. Cives autem ejus óderant eum: et misérunt legatiónem post illum, dicéntes: Nólumus hunc regnáre super nos. Et factum est, ut redíret accépto regno: et jussit vocári servos, quibus dedit pecúniam, ut sciret, quantum quisque negotiátus esset. Venit autem primus, dicens: Dómine, mna tua decem mnas acquisívit. Et ait illi: Euge, bone serve, quia in módico fuísti fidélis, eris potestátem habens super decem civitátes. Et alter venit, dicens: Dómine, mna tua fecit quinque mnas. Et huic ait: Et tu esto super quinque civitátes. Et alter venit, dicens: Dómine, ecce mna tua, quam hábui repósitam in sudário: tímui enim te, quia homo austérus es: tollis, quod non posuísti, et metis, quod non seminásti. Dicit ei: De ore tuo te júdico, serve nequam. Sciébas, quod ego homo austérus sum, tollens, quod non pósui, et metens, quod non seminávi: et quare non dedísti pecúniam meam ad mensam, ut ego véniens cum usúris útique exegíssem illam? Et astántibus dixit: Auferte ab illo mnam et date illi, qui decem mnas habet. Et dixérunt ei: Dómine, habet decem mnas. Dico autem vobis: Quia omni habénti dábitur, et abundábit: ab eo autem, qui non habet, et, quod habet, auferétur ab eo.
Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos esta parábola: «Certo homem de linhagem nobre partiu para um país longínquo, a fim de conseguir a posse desse reino e voltar depois. Chamou, pois, dez dos seus servos, deu-lhes dez moedas e disse-lhes: «Negociai com elas até eu voltar». Porém os seus concidadãos, que o odiavam, enviaram uma embaixada após ele, dizendo: «Não queremos que este homem seja nosso rei”. Ora aconteceu que, quando regressou, revestido da realeza, mandou chamar os servos, a quem havia dado o dinheiro, para saber como haviam negociado. Veio o primeiro e disse-lhe: «Vossa moeda, senhor, rendeu dez moedas». Respondeu-lhe o senhor: «Está bem, servo bom; visto que foste fiel em pouca coisa, recebe o governo de dez cidades». Veio o segundo e disse-lhe: «Vossa moeda, senhor, rendeu cinco moedas». Respondeu-lhe o senhor: «Tu governarás cinco cidades». Veio também o terceiro e disse: «Eis a vossa moeda, senhor, que eu guardei em um pano; pois tive medo de vós, que sois homem austero: tirais o que não depositais e recolheis o que não semeais». Respondeu-lhe o senhor: «Eu te julgarei com tuas próprias palavras, ó servo mau. Tu sabes que sou homem severo, tirando o que não depositei e colhendo o que não semeei; porque, então, não depositaste o meu dinheiro em um banco, para que, quando regressasse, o recolhesse com os juros?». Depois, continuou o senhor, dirigindo-se aos presentes: «Tirai-lhe a moeda e dai-a ao que tem dez». E eles disseram-lhe: «Ele já tem dez moedas». «Eu vos digo, retorquiu o Senhor, dar-se-á àquele que tem, e ficará na abundância; mas àquele que nada tem tirar-se-lhe-á até o que tiver».

Secreta

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, sicut beátus Ludovícus Conféssor tuus, spretis mundi oblectaméntis, soli Regi Christo placére stúduit; ita ejus orátio nos tibi reddat accéptos. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos suplicamos, fazei que, assim como o B. Luís, vosso Confessor, desprezando as delícias do mundo só procurou agradar a Cristo-Rei, assim também a sua oração nos torne agradáveis a Vós. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Deus, qui beátum Confessórem tuum Ludovícum mirificásti in terris, et gloriósum in cœlis fecísti: eúndem, quǽsumus, Ecclésiæ tuæ constítue defensórem. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que engrandecestes na terra e glorificastes no céu o B. Luís, vosso Confessor, constituí-o, Vo-lo pedimos, defensor da vossa Igreja. Por nosso Senhor &c.

S. Zeferino, Papa e Mártir 26 de Agosto

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

S. José Calasans, Conf. 27 de Agosto

Intróito Sl. 33, 12

Veníte, fílii, audíte me: timorem Dómini docébo vos. Ps. ibid., 2 Benedícam Dóminum in omni témpore: semper laus ejus in ore meo. V. Gloria Patri &c.
Vinde, meus filhos; escutai-me e vos ensinarei a temer o Senhor. Sl. ibid., 2 Bendirei o Senhor em todas as ocasiões: o seu louvor estará sempre na minha boca. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui per sanctum Joséphum Confessórem tuum, ad erudiéndam spíritu intellegéntiæ ac pietátis juventútem, novum Ecclésiæ tuæ subsídium providére dignátus es: præsta, quǽsumus; nos, ejus exémplo et intercessióne, ita fácere et docére, ut prǽmia consequámur ætérna. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que por S. José, vosso Confessor, Vos dignastes proporcionar à vossa Igreja novo auxílio para a formação da juventude na ciência e na piedade, concedei-nos, vos rogamos, que pelo seu exemplo e intercessão possamos proceder e ensinar de tal modo que consigamos alcançar os prémios eternos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Página martirnaopontifice1

Gradual Sl. 36, 30-31

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium. V. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.
A boca do justo falará com sabedoria e a sua língua proclamará a justiça! V. A lei do seu Deus está no seu coração e os seus pés não tropeçarão.
Allelúja, allelúja. V. Jac. 1, 12 Beátus vir, qui suffert tentatiónem: quóniam, cum probátus fúerit, accípiet corónam vitæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Jac. 1, 12 Bem-aventurado o varão que sofre a tentação, porque, depois de ser provado, receberá a coroa da vida. Aleluia.

Evangelho Mt. 18, 1-5

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Jesum, dicéntes: Quis, putas, major est in regno cœlorum? Et ádvocans Jesus parvulum, státuit eum in médio eórum et dixit: Amen, dico vobis, nisi convérsi fuéritis et efficiámini sicut párvuli, non intrabitis in regnum cœlórum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est major in regno cœlorum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit.
Naquele tempo, aproximaram-se de Jesus os discípulos, dizendo-Lhe: «Qual pensais Vós que é o maior no reino dos céus?». E Jesus, havendo chamado um pequeno, colocou-o no meio deles e disse: «Em verdade vos digo: se vos não converteis e não vos tornais como os pequenos, não entrareis no reino dos céus. Todo aquele, pois, que se fizer pequeno, como este menino, esse é o maior no reino dos céus; e quem receber um pequeno, como este, em meu nome, recebe-me a mim mesmo».

Ofertório Sl. 9, 17

Desidérium páuperum exaudívit Dóminus: præparatiónem cordis eórum audívit auris tua.
O Senhor ouviu o desejo dos pobres; os seus ouvidos escutaram a pureza do seu coração.

Secreta

Altáre tuum, Dómine, munéribus cumulamus oblatis: ut ejus nobis fiant supplicatione propitia, cujus nos donasti patrocínio adjuvári. Per Dóminum &c.
Cumulamos, Senhor, os vossos altares com dons e oblatas, a fim de que nos alcancem misericórdia pelas orações daquele que nos proporcionastes para nos auxiliar com seu patrocínio. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Mc. 10, 14

Sínite párvulos veníre ad me, et ne prohibuéritis eos: tálium est enim regnum Dei.
Deixai aproximarem-se de mim as criancinhas e as não afasteis, pois delas é o reino de Deus.

Postcomúnio

Sanctificáti, Dómine, salutári mystério: quǽsumus; ut, intercedénte sancto Josépho Confessóre tuo, ad majus semper proficiámus pietátis increméntum. Per Dóminum nostrum &c.
Santificados, Senhor, com estes salutares mystérios, Vos rogamos que pela intercessão de S. José, vosso Confessor, permitais que aumentemos sempre cada vez mais a nossa piedade. Por nosso Senhor &c.

S. Agostinho 28 de Agosto

Como na Missa In médio Ecclésiae, página doutores, excepto:

Oração

Adésto supplicatiónibus nostris, omnípotens Deus: et, quibus fidúciam sperándæ pietátis indúlges, intercedénte beáto Augustíno Confessóre tuo atque Pontífice, consuétae misericórdiæ tríbue benígnus efféctum. Per Dóminum nostrum &c.
Ouvi benigno, ó Deus omnipotente, as nossas súplicas, e, visto que nos permitis confiarmos na vossa bondade, concedei-nos, pela intercessão do B. Agostinho, vosso Confessor e Pontífice, a graça de alcançarmos o efeito benigno da vossa habitual misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Gradual Sl. 36, 30-31

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium. V. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.
A boca do justo falará com sabedoria e a sua língua proclamará a justiça. V. A lei do seu Deus está no seu coração e os seus pés não tropeçarão.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 88, 21 Invéni David servum meum, óleo sancto meo unxi eum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 88, 21 Encontrei o meu servo David e ungi-o com meu óleo sagrado. Aleluia.

S. Hermes, Mártir 28 de Agosto

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Hermétem Mártyrem tuum virtúte constántiæ in passióne roborásti: ex ejus nobis imitatióne tríbue; pro amóre tuo próspera mundi despícere, et nulla ejus advérsa formidáre. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que fortalecestes o B. Hermes, vosso Mártir, com a virtude da constância no seu suplício, concedei-nos, pelo vosso amor, que, seguindo seu exemplo, desprezemos as prosperidades deste mundo e nunca temamos as adversidades. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Sacrifícium tibi, Dómine, laudis offérimus in tuórum commemoratióne Sanctórum: da, quǽsumus; ut, quod illis cóntulit glóriam, nobis prosit ad salútem. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos, Senhor, em memória dos vossos Santos, este sacrifício de louvor; e, Vos imploramos, fazei que aquilo que lhe alcançou a glória sirva de proveito à nossa salvação. Por n &c.

Postcomúnio

Repleti, Dómine, benedictióne cœlésti, quǽsumus cleméntiam tuam: ut, intercedénte beáto Herméte Mártyre tuo, quæ humíliter gérimus, salúbriter sentiámus. Per Dóminum &c.
Saciados, Senhor, com a celestial bênção, invocamos a vossa clemência, a fim de que pela intercessão do B. Hermes, vosso Mártir, alcancemos os salutares efeitos do sacrifício, que humildemente celebramos. Por nosso Senhor &c.

Degolação de S. João Baptista 29 de Agosto

Intróito Sl. 118, 46-47

Loquébar de testimóniis tuis in conspéctu regum, et non confundébar: et meditábar in mandátis tuis, quæ diléxi nimis. Ps. 91, 2 Bonum est confitéri Dómino: et psállere nómini tuo, Altíssime. V. Gloria Patri &c.
Falava na presença dos reis sobre a vossa lei e não me envergonhava: meditava nos vossos mandamentos, que muito amei. Sl. 91, 2 É bom louvar o Senhor e cantar hinos em honra do vosso nome, ó Altíssimo. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Sancti Joánnis Baptístæ Præcursóris et Martyris tui, quǽsumus, Dómine, veneránda festívitas: salutáris auxílii nobis præstet efféctum: Qui vivis et regnas &c.
Permiti, Senhor, Vos rogamos, que a veneranda festividade de S. João Baptista, vosso Precursor e Mártir, nos alcance o efeito do vosso salutar auxílio. Ó Vós, que &c.

Oração Santa Sabina

Deus, qui inter cétera poténtiæ tuæ mirácula étiam in sexu frágili victóriam martýrii contulísti: concéde propítius; ut, qui beátæ Sabínæ Mártyris tuæ natalítia cólimus, per ejus ad te exémpla gradiámur. Per Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que entre outros milagres do vosso poder permitistes que o sexo frágil alcançasse a vitória do martírio, concedei-nos propício que, venerando o nascimento da vossa B, Virgem e Mártir Sabina, caminhemos para Vós, imitando os seus exemplos. Por nosso Senhor &c.

Epístola Jr. 1, 17-19

Léctio Jeremíæ Prophétæ.
Lição do Profeta Jeremias.
In diébus illis: Factum est verbum Dómini ad me, dicens: Accínge lumbos tuos, et surge, et lóquere ad Juda ómnia, quæ ego præcípio tibi. Ne formides a fácie eórum: nec enim timére te fáciam vultum eórum. Ego quippe dedi te hódie in civitátem munítam, et in colúmnam férream, et in murum ǽreum, super omnem terram, régibus Juda, princípibus ejus, et sacerdótibus, et pópulo terræ. Et bellábunt advérsum te, et non prævalebunt: quia ego tecum sum, ait Dóminus, ut líberem te.
Naqueles dias, o Senhor falou-me e disse-me: «Cinge os teus rins, levanta-te e diz à Judeia tudo quanto te ordenar. Não temas aparecer diante deles, porque farei que tu não tenhas medo. Formei-te hoje como uma cidade forte, como uma coluna de ferro e como um muro de bronze, em toda a terra, diante dos reis de Judá, dos seus príncipes, dos seus sacerdotes e do seu povo. Eles combaterão contra ti, mas não triunfarão, pois estou contigo para te livrar», diz o Senhor.

Gradual Sl. 91, 13 & 14

Justus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur in domo Dómini. V. ibid., 3 Ad annuntiándum mane misericórdiam tuam, et veritátem tuam per noctem.
O justo florescerá, como a palmeira, e crescerá, como o cedro do Líbano, na casa do Senhor. V. ibid., 3 Para publicar de manhã a vossa misericórdia; e de noite a vossa verdade.
Allelúja, allelúja. V. Osee 14, 6 Justus germinábit sicut lílium: et florébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Os. 14, 6 O justo germinará, como o lírio, e florescerá eternamente perante o Senhor. Aleluia.

Evangelho Mc. 6, 17-29

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Marcum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Marcos.
In illo témpore: Misit Heródes, ac ténuit Joánnem, et vinxit eum in cárcere propter Herodíadem, uxorem Philíppi fratris sui, quia dúxerat eam. Dicebat enim Joánnes Heródi: Non licet tibi habére uxórem fratris tui. Heródias autem insidiabátur illi, et volébat occídere eum, nec póterat. Heródes enim metuébat Joánnem, sciens eum virum justum et sanctum: et custodiébat eum, et audíto eo multa faciébat, et libénter eum audiébat. Et cum dies opportúnus accidísset, Heródes natális sui cœnam fecit princípibus et tribúnis et primis Galilǽæ. Cumque introísset fília ipsíus Herodíadis, et saltásset, et placuísset Heródi simúlque recumbéntibus; rex ait puéllæ: Pete a me, quod vis, et dabo tibi. Et jurávit illi: Quia quidquid petiéris dabo tibi, licet dimídium regni mei. Quæ cum exiísset, dixit matri suæ: Quid petam? At illa dixit: Caput Joánnis Baptístæ. Cumque introísset statim cum festinatióne ad regem, petívit dicens: Volo, ut protínus des mihi in disco caput Joánnis Baptístæ. Et contristátus est rex: propter jusjurándum et propter simul discumbéntes nóluit eam contristáre: sed misso spiculatóre, præcépit afférri caput ejus in disco. Et decollávit eum in cárcere. Et áttulit caput ejus in disco: et dedit illud puéllæ, et puella dedit matri suæ. Quo audíto, discípuli ejus venérunt et tulérunt corpus ejus: et posueérunt illud in monuménto.
Naquele tempo, mandou Herodes prender João, ligá-lo e metê-lo no cárcere, para agradar a Herodíade, mulher de Filipe, seu irmão, a qual ele havia desposado. Ora, João dizia a Herodes: «Não te é lícito tomar a mulher de teu irmão». Por isso Herodíade armava-lhe ciladas e queria matá-lo, mas não podia; pois Herodes temia João, sabendo que era homem justo e santo. Contudo Herodes conservava-o em custódia, ainda que fizesse muitas coisas inspirado pelos seus conselhos e até, espontaneamente, o ouvisse. Chegou, porém, um dia favorável o dia do aniversário do nascimento de Herodes em que este oferecia um banquete aos grandes, aos tribunos e aos príncipes da Galileia. Então, entrou na sala a filha de Herodíade, dançando e agradando a Herodes e aos presentes. Disse-lhe o rei: «Pede o que quiseres que te darei». E fez-lhe um juramento: «Tudo o que me pedires te darei, ainda que seja metade do meu reino». Ouvindo ela isto, saiu e perguntou à mãe: «Que pedirei eu?». A mãe respondeu-lhe: «A cabeça de João Baptista». Logo, entrou na sala, apressadamente, e, indo ao pé do rei, fez-lhe o pedido nestes termos: «Quero que me dês, já, em um prato, a cabeça de João Baptista». Contristou-se muito o rei; mas, por causa do seu juramento e dos convivas, não quis contrariá-la enviando um dos seus guardas com a ordem de lhe trazer a cabeça de João Baptista, em um prato. O guarda cortou-lhe a cabeça na prisão, colocou-a em um prato, deu-a à filha de Herodíade e esta deu-a a sua mãe. Ouvindo isto, os discípulos vieram, levaram o seu corpo e colocaram-no em um túmulo.

Ofertório Sl. 20, 2-3

In virtúte tua, Dómine, lætábitur justus, et super salutáre tuum exsultábit veheménter: desidérium ánimæ ejus tribuísti ei.
O justo, Senhor, alegrar-se-á com vosso poder e rejubilará, vendo-se salvo por Vós: concedestes-lhe o desejo do seu coração.

Secreta

Múnera, quæ tibi, Dómine, pro sancti Martyris tui Joánnis Baptístæ passióne deférimus: quǽsumus; ut ejus obténtu nobis profíciant ad salútem. Per Dóminum &c.
Vos apresentamos, Senhor, estas oblatas em honra dos sofrimentos do vosso santo Mártir João Baptista, e, Vos suplicamos, fazei pelos seus méritos que sirvam de proveito à nossa salvação. Por nosso Senhor &c.

Secreta Santa Sabina

Hóstias tibi, Dómine, beátæ Sabínæ Mártyris tuæ dicátas méritis, benígnus assúme: et ad perpétuum nobis tríbue proveníre subsídium. Per Dóminum &c.
Aceitai benignamente, Senhor, as hóstias que Vos oferecemos pelos méritos da B. Virgem e Mártir Sabina, e dignai-Vos permitir que ela nos sirva de perpétuo auxílio. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 20, 4

Posuísti, Dómine, in cápite ejus corónam de lápide pretióso.
Senhor, colocastes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas.

Postcomúnio

Cónferat nobis, Dómine, sancti Joánnis Baptístæ sollémnitas: ut et magnífica sacraménta, quæ súmpsimus, significáta venerémur, et in nobis pótius édita gaudeámus. Per Dóminum &c.
Que a solenidade de S. João Baptista, Senhor, nos alcance a graça de venerarmos nos augustos sacramentos, que recebemos, o que as aparências dos mesmos significam; e, mais ainda, de gozarmos a alegria de os haver recebido. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio Santa Sabina

Divíni muneris largitáte satiáti, quǽsumus, Dómine, Deus noster: ut, intercedénte beáta Sabína Mártyre tua, in ejus semper participatióne vivámus. Per Dóminum &c.
Saciados com a liberalidade do dom divino, ó Senhor, nosso Deus, Vos suplicamos pela intercessão da B. Virgem Sabina, vossa Mártir, que durante a nossa vida comparticipemos sempre deste dom divino. Por nosso Senhor &c.

Comemoração de Santa Sabina

Oração Página virgensmartires1

Secreta e Postcomúnio Página virgensmartires2

Santa Rosa de Lima, Virgem 30 de Agosto

Como na Missa Dilexísti justitiam, página virgemnaomartir1, excepto:

Oração

Bonórum ómnium largítor, omnípotens Deus, qui beátam Rosam, cœléstis grátiæ rore prævéntam, virginitátis et patiéntiæ decóre Indis floréscere voluísti: da nobis fámulis tuis; ut, in odórem suavitátis ejus curréntes, Christi bonus odor éffici mereámur: Qui tecum &c.
Ó Deus omnipotente, dispensador de todos os bens, que antecipadamente enriquecestes com o orvalho celestial da vossa graça a B. Rosa e que a fizestes florescer nas Índias com o brilho da virgindade e da paciência, concedei aos vossos servos que, correndo após o perfume das suas suaves virtudes, mereçamos tornar-nos o bom odor de Cristo: Que convosco vive e reina &c.

Comemoração dos S. S. Mártires Félix e Adauto

Oração

Majestátem tuam, Dómine, súpplices exorámus: ut, sicut nos júgiter Sanctórum tuórum commemoratióne lætíficas; ita semper supplicatióne deféndas. Per Dóminum nostrum &c.
Dirigimos as nossas súplicas à vossa majestade, Senhor, a fim de que, assim como nos dais, na festa dos vossos Santos, perpétuo motivo de alegria, assim também, graças às suas orações, nos defendais perpetuamente. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Hóstias, Dómine, tuæ plebis inténde: et, quas in honóre Sanctórum tuórum devóta mente célebrat, profícere sibi séntiat ad salútem. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos lançar os vossos olhares, Senhor, para as hóstias do vosso povo, e, visto que ele Vo-las oferece com devoção em honra dos vossos Santos, fazei que sejam úteis à sua salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Repléti, Dómine, munéribus sacris: quǽsumus: ut, intercedéntibus Sanctis tuis, in gratiárum semper actióne maneámus. Per Dóminum nostrum &c.
Saciados com os sacrossantos dons, Senhor, Vos imploramos, permiti, pela intercessão dos vossos Santos, que permaneçamos sempre em acção de graças. Por nosso Senhor &c.

S. Raimundo Nonato, Conf. 31 de Agosto

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui in liberándis fidélibus tuis ab impiórum captivitáte beátum Raymúndum Confessórem tuum mirábilem effecísti: ejus nobis intercessióne concéde; ut, a peccatórum vínculis absolúti, quæ tibi sunt plácita, líberis méntibus exsequámur. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ao B. Raimundo, vosso Confessor, tornastes admirável na dedicação com que libertava os vossos fiéis do cativeiro dos ímpios, concedei-nos pela sua intercessão que, livres dos vínculos dos pecados, cumpramos com liberdade de espírito o que Vos é agradável. Por nosso Senhor &c.

Comemoração S. Egídio (ou Gil), Abade 1 de Setembro

Como na Missa Os justi, página abades

Comemoração dos S. S. Doze Irmãos Página macabeus

S. S. Doze Irmãos, Mártires 1 de Setembro

Como na Missa de Os Quarenta Mártires, a 10 de Março, página quarentamartires, com a Oração, Secreta e Postcomúnio da Comemoração dos S. S. Macabeus, Mártires, a 1 de Agosto, página macabeus

S. Estêvão, Rei e Conf. 2 de Setembro

Como na Missa Os justi, página confessoresnaopontifices1, excepto:

Oração

Concéde, quǽsumus, Ecclésiæ tuæ, omnípotens Deus: ut beátum Stéphanum Confessórem tuum, quem regnántem in terris propagatórem hábuit, propugnatórem habére mereátur gloriósum in cœlis. Per Dóminum &c.
Concedei à vossa Igreja, Vos imploramos, ó Deus omnipotente, que o B. Estêvão, vosso Confessor, que ela possuiu como seu propagador enquanto reinou na terra, seja agora seu defensor na glória dos céus. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Lc. 19, 12-26

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
In illo témpore: Dixit Jesus discípulis suis parábolam hanc: Homo quidam nóbilis ábiit in regionem longínquam accípere sibi regnum, et revérti. Vocátis autem decem servis suis, dedit eis decem mnas, et ait ad illos: Negotiámini, dum vénio. Cives autem ejus óderant eum: et misérunt legatiónem post illum, dicéntes: Nólumus hunc regnáre super nos. Et factum est, ut redíret accépto regno: et jussit vocári servos, quibus dedit pecúniam, ut sciret, quantum quisque negotiátus esset. Venit autem primus, dicens: Dómine, mna tua decem mnas acquisívit. Et ait illi: Euge, bone serve, quia in módico fuísti fidélis, eris potestátem habens super decem civitátes. Et alter venit, dicens: Dómine, mna tua fecit quinque mnas. Et huic ait: Et tu esto super quinque civitátes. Et alter venit, dicens: Dómine, ecce mna tua, quam hábui repósitam in sudário: tímui enim te, quia homo austérus es: tollis, quod non posuísti, et metis, quod non seminásti. Dicit ei: De ore tuo te júdico, serve nequam. Sciébas, quod ego homo austérus sum, tollens, quod non pósui, et metens, quod non seminávi: et quare non dedísti pecúniam meam ad mensam, ut ego véniens cum usúris útique exegíssem illam? Et astántibus dixit: Auferte ab illo mnam et date illi, qui decem mnas habet. Et dixérunt ei: Dómine, habet decem mnas. Dico autem vobis: Quia omni habénti dábitur, et abundábit: ab eo autem, qui non habet, et, quod habet, auferétur ab eo.
Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos esta parábola: «Certo homem de linhagem nobre partiu para um país longínquo, a fim de conseguir a posse desse reino e voltar depois. Chamou, pois, dez dos seus servos, deu-lhes dez moedas e disse-lhes: «Negociai com elas até eu voltar». Porém os seus concidadãos, que o odiavam, enviaram uma embaixada após ele, dizendo: «Não queremos que este homem seja nosso rei”. Ora aconteceu que, quando regressou, revestido da realeza, mandou chamar os servos, a quem havia dado o dinheiro, para saber como haviam negociado. Veio o primeiro e disse-lhe: «Vossa moeda, senhor, rendeu dez moedas». Respondeu-lhe o senhor: «Está bem, servo bom; visto que foste fiel em pouca coisa, recebe o governo de dez cidades». Veio o segundo e disse-lhe: «Vossa moeda, senhor, rendeu cinco moedas». Respondeu-lhe o senhor: «Tu governarás cinco cidades». Veio também o terceiro e disse: «Eis a vossa moeda, senhor, que eu guardei em um pano; pois tive medo de vós, que sois homem austero: tirais o que não depositais e recolheis o que não semeais». Respondeu-lhe o senhor: «Eu te julgarei com tuas próprias palavras, ó servo mau. Tu sabes que sou homem severo, tirando o que não depositei e colhendo o que não semeei; porque, então, não depositaste o meu dinheiro em um banco, para que, quando regressasse, o recolhesse com os juros?». Depois, continuou o senhor, dirigindo-se aos presentes: «Tirai-lhe a moeda e dai-a ao que tem dez». E eles disseram-lhe: «Ele já tem dez moedas». «Eu vos digo, retorquiu o Senhor, dar-se-á àquele que tem, e ficará na abundância; mas àquele que nada tem tirar-se-lhe-á até o que tiver».

Secreta

Réspice, quas offérimus, hóstias, omnípotens Deus: et præsta; ut, qui passiónis Dominicae mystéria celebrámus, imitémur quod ágimus. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, dignai-Vos olhar para estas hóstias, que Vos oferecemos, e permiti que, celebrando nós os mystérios da Paixão do Senhor, imitemos o que Vos apresentamos. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut beáti Stephani Confessóris tui fidem cóngrua devotióne sectémur; qui, pro ejúsdem fídei dilatatióne, de terréno regno ad cœléstis regni glóriam méruit perveníre. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, Vos rogamos, ó Deus omnipotente, a graça de imitarmos com a devida devoção os exemplos de fé do B. Estêvão, vosso Confessor, o qual pela propagação desta mesma fé mereceu transitar da realeza terrestre para a glória do reino celestial. Por nosso Senhor &c.

S. Pio X, Papa e Conf. 3 de Setembro

Intróito Sl. 88, 20-22

Extuli eléctum de pópulo, óleo sancto meo unxi eum: ut manus mea sit semper cum eo, et brácchium meum confirm et eum. Ps. ibid., 2 Grátias Dómini in ætérnum cantábo: per omnes generatiónes annuntiábo fidelitátem tuam ore meo. V. Gloria Patri &c.
Do seio do povo tirei o escolhido; ungi-o com meu óleo sagrado: para que sobre ele esteja sempre a minha mão e o meu braço o fortaleça. Sl. ibid., 2 Cantarei eternamente as graças do Senhor; por todas as gerações proclamarei com a minha boca a sua fidelidade. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui, ad tuéndam cathólicam fidem et univérsa in Christo instauránda, sanctum Pium Summum Pontéficem cælesti sapiéntia et apostólica fortitúdine replevísti: concéde propítius; ut, eius institúta et exémpla sectántes, prǽmia consequámur ætérna. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que, para guarda da fé católica e para «restaurar tudo em Cristo», cumulastes São pio, Sumo Pontífice, com celestial sabedoria e com fortaleza apostólica, concedei-nos propício que, seguindo com devoção as suas instruções e exemplos, alcancemos os prémios eternos. Pelo mesmo &c.

Epístola 1 Ts. 2, 2-8

Lectio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Thessalonicénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Tessalonicenses.
Fratres: Fidúciam habúimus in Deo nostro loqui ad vos evangélium Dei in multa sollicitúdine. Exhortátio enim nostra non de erróre neque de immundítia neque in dolo; sed, sicut probáti sumus a Deo ut crederétur nobis evangélium, ita lóquimur; non quasi homínibus placéntes, sed Deo qui probat corda nostra. Neque enim aliquándo fúimus in sermóne adulatiónis, sicut scitis, neque in occasióne avarítiæ, Deus testis est, nec quæréntes ab homínibus glóriam neque a vobis neque ab áliis. Cum possémus vobis óneri esse ut Christi apóstoli, sed facti sumus párvuli in médio vestrum, tamquam si nutrix fóveat fílios suos. Ita desiderántes vos cúpide volebámus trádere vobis non solum evangélium Dei, sed étiam ánimas nostras, quóniam caríssimi nobis facti estis.
Meus irmãos: Vimos cheios de confiança no nosso Deus pregar-vos o Evangelho com muita solicitude. A nossa pregação não procede do erro, nem de qualquer intenção viciosa ou de alguma fraude. Visto que Deus nos julgou dignos de nos confiar o Evangelho, nós ensinamo-lo não para agradar aos homens mas a Deus, que prescruta os nossos corações. Nunca, com efeito, como bem sabeis, os nossos discursos foram inspirados pela lisonja ou pela avareza: Deus é testemunha. Nunca procurámos a glória humana, quer a nossa, quer a dos outros. Ainda que, como Apóstolo de Cristo, pudéssemos usar da nossa autoridade, pelo contrário, tornámo-nos pequeninos entre vós como uma ama que nutre os seus meninos. Ora pois, inspirados pelo nosso amor para convosco, quereríamos não só dar-vos o Evangelho de Deus, mas a nossa própria vida, tanto vos tornastes queridos de nós!

Gradual Sl. 39, 10-11

Annuntiávi justítiam in cœtu magno; ecce lábia mea non cohíbui: Dómine, tu nosti. V. Justítiam tuam non abscóndi in corde meo; fidelitátem tuam et auxílium tuum narrávi.
Evangelizei a vossa justiça ante grande multidão; eis que meus lábios não ficaram cerrados: Vós, Senhor, bem o sabeis. V. Não escondi no meu coração a vossa justiça; publiquei a vossa fidelidade e o vosso socorro.
Allelúja, allelúja. V. Ps. 22, 5-6 Paras mihi mensam, inúngis óleo caput meum, calix meus ubérrimus est. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 22, 5-6 Preparastes para mim a mesa; com óleo ungistes a minha cabeça; o meu cálice está a transbordar. Aleluia.
Nas Missas Votivas após a Septuagésima, omitem-se o Aleluia e o Verso, e diz-se:

Trato

Sacerdótes ejus induam salúte, et sancti eius exsultántes exsultábunt. V. Illic David suscitábo cornu, parábo lucérnam uncto meo. V. Inimícos ejus índuam confusione, super ipsum autem fulgébit diadéma meum.
Revestirei os seus Sacerdotes com a salvação, e seus Santos exultarão jubilosamente. V. Aqui, farei crescer o poder de David; preparei uma lâmpada para o meu ungido. V. Cobrirei de vergonha os seus inimigos; porém sobre ele fulgirá o meu diadema.
No Tempo Pascal omite-se o Gradual e diz-se:
Allelúja, allelúja. V. Ps. 22, 5-6 Paras mihi mensam, inúngis óleo caput meum, calix meus ubérrimus est. Allelúja. V. Ps. 25, 8 Dómine, díligo habitáculum domus tuæ et locum tabernáculi gloriæ tuæ. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Sl. 22, 5-6 Preparastes para mim a mesa; com óleo ungistes a minha cabeça; o meu cálice está a transbordar. Aleluia. V. Sl. 25, 8 Amo, Senhor, a morada da vossa casa e o lugar do tabernáculo da vossa Majestade. Aleluia.

Evangelho Jo. 21, 15-17

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus Simóni Petro: Simon Joánnis, díligis me plus hic? Dicit ei: Étiam, Dómine, tu scis quia amo te. Dicit ei: Pasce agnos meos. Dicit ei íterum: Simon Joánnis, diligis me? Ait illi: Étiam, Dómine, tu scis quia amo te. Dicit ei: Pasce agnos meos. Dicit ei tertio: Simon Joánnis, amas me? Contristátus est Petrus, quia dixit ei tertio: Amas me? et dixit ei: Dómine, tu ómnia nosti; tu scis quia amo te. Dixit ei: Pasce oves meas.
Naquele tempo, disse Jesus a Simão Pedro: «Simão, filho de João, tu amas-me mais do que estes?» Respondeu-Lhe ele: «Sim, Senhor, Vós sabeis que Vos amo». E disse-lhes Jesus: «Apascenta os meus cordeiros». Disse-lhe Jesus, novamente: «Simão, filho de João, tu amas-me?» Simão respondeu-Lhe: «Sim, Senhor, Vós sabeis que Vos amo». E disse-lhe Jesus: «Apascenta os meus cordeiros». Pela terceira vez, disse-lhe Jesus: «Simão, filho de João, tu amas-me?» Entristeceu-se Pedro por Jesus lhe haver perguntado pela terceira vez se O amava, e respondeu-Lhe: «Senhor, Vós conheceis tudo; Vós sabeis que Vos amo!» Então, disse Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas».

Ofertório Sl. 33, 12

Veníte, filii, audíte me; timórem Dómini docébo vos.
Vinde, filhos, ouvi-me; ensinar-vos-ei o temor do Senhor.

Secreta

Oblatiónibus nostris, quǽsumus, Dómine, benígne suscéptis, da nobis, ut hæc divína mystéria, sancto Pio Summo Pontífice intercedénte, sincéris tractémus obséquiis et fidéli mente sumámus. Per Dóminum. &c.
Havendo Vós, Senhor, recebido benignamente as nossas oblatas, Vos imploramos, concedei-nos, por intercessão de São Pio, Sumo Pontífice, que tratemos estes divinos mystérios com sincera humildade e os recebamos com recta intenção. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Jo. 6, 56-57

Caro mea vere est cibus, et sanguis meus vere est potus. Qui mandúcat meam carnem et bibit meum sánguinem, in me manet et ego in eo.
A minha Carne é verdadeira comida e o meu Sangue é verdadeira bebida. Aquele que come a minha Carne e bebe o meu Sangue permanece em Mim e Eu permaneço nele.

Postcomúnio

Mensæ cœléstis virtúte refécti, quǽsumus, Dómine Deus noster: ut, interveniénte sancto Pio Summo Pontífice; fortes efficiámur in fide, et in tua simus caritáte concórdes. Per Dóminum &c.
Saciados com a graça da Mesa Celestial, Vos suplicamos, Senhor, nosso Deus, que por intercessão de São Pio, Sumo Pontífice, nos tornemos fortes na fé e sejamos unânimes na prática da vossa caridade. Por nosso Senhor &c.

S. Lourenço Justiniano, B. e Conf. 5 de Setembro

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1

Natividade da B. V. Maria 8 de Setembro

Como na Missa da Visitação da B. V. Maria, página visitacao, excepto: Na Oração e Secreta substituir a palavra Visitação por Natividade.

Epístola Página imaculadaconceicao

Evangelho Página joaquim

S. Gorgónio, Mártir 9 de Setembro

Como na Missa Lætábitur justus, página martirnaopontifice2, excepto:

Oração

Sanctus tuus, Dómine, Gorgónius sua nos intercessióne lætíficet: et pia fáciat sollemnitáte gaudére. Per Dóminum &c.
Alegre-nos, Senhor, o vosso Santo Gorgónio com sua intercessão; e nos faça sentir o gozo desta pia solenidade. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Grata tibi sit, Dómine, nostræ servitútis oblátio: pro qua sanctus Gorgónius Martyr intervéntor exsístat. Per Dóminum &c.
Que Vos seja agradável, Senhor, a oferta da nossa servidão, a qual Vo-la apresentamos pela intervenção do Santo Mártir Gorgónio. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Famíliam tuam, Deus, suávitas ætérna contíngat et végetet: quæ in Mártyre tuo Gorgónio Christi, Fílii tui, bono júgiter odóre pascátur: Qui tecum &c.
Que a vossa família, ó Deus, seja alimentada e fortalecida com as delícias eternas; e que pelo vosso S. Mártir Gorgónio ela se alimente incessantemente com o bom odor de vosso Filho Jesus Cristo: Que convosco &c.

S. Pedro Claver, Conf. 9 de Setembro

Intróito

O Senhor saciou a alma exausta: e aqueles que estavam nas trevas e nas sombras da morte; e os que estavam cativos pela indigência e em ferros. Glorificai o Senhor pela sua misericórdia: e pelas suas maravilhas em favor dos filhos dos homens. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Ó Deus, que, a fim de chamar ao conhecimento do vosso nome os Negritas sujeitos à escravatura, fortalecestes B. Pedro com admirável caridade e paciência para os auxiliar, concedei-nos por sua intercessão que, procurando o que é pertença de Jesus Cristo, amemos o próximo com obras e em verdade. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola

Lição do Profeta Isaías.
Fratres:
Isto diz o Senhor: «Quebrai as algemas da impiedade; tirai do jugo os oprimidos; deixai livres aqueles que estão cativos; desonerai-os de toda a sujeição. Reparti o vosso pão com os que têm fome; hospedai em vossa casa os pobres e os peregrinos; quando virdes um nu, cobri-o, não desprezando a vossa carne. Então, como a aurora, romperá a vossa luz; a vossa saúde depressa surgirá; a vossa justiça raiará na vossa face; e o esplendor do Senhor vos protegerá. E invocareis o Senhor, que vos ouvirá; Chamareis por Ele e vos dirá: «Eis-me aqui!». Quando abrirdes a vossa alma ao faminto e saciardes as suas almas aflitas, nascerá nas trevas a vossa luz e as trevas tornar-se-ão como a luz do meio-dia».

Gradual

Livrará das mãos do poderoso o pobre e o indigente, desprovido de auxílio: usará de clemência para com o pobre e o desprovido: e salvará as almas dos pobres. Resgatará as suas almas da usura e da iniquidade e seus nomes serão respeitados diante dele.
Aleluia, aleluia. Erguei-Vos, ó Senhor Deus, elevai a vossa mão; não Olvideis os pobres. A Vós se abandona o pobre: sereis o amparo do órfão. Aleluia.

Evangelho

Continuação do santo Evangelho segundo S. Lucas.
Naquele tempo, um certo doutor da lei, querendo justificar-se, disse a Jesus: «E quem é o meu próximo?». Então Jesus, tomando a palavra, disse: «Caminhando um homem de Jerusalém para Jericó, caiu em poder dos ladrões, que o despojaram e feriram; depois, abandonaram-no Semimorto. Passou por aquele caminho um sacerdote, que viu o ferido e continuou a sua jornada. Passando também por ali um levita, viu igualmente o ferido, aproximou-se um pouco e seguiu a sua viagem. Por fim, viajando por ali um samaritano, passou perto do ferido, viu-o e encheu-se de Compaixão. Logo, aproximou-se dele, deitou óleo e vinho nas feridas, cingiu-as, montou-o no seu próprio jumento, conduziu-o a uma hospedaria e cuidou dele. No outro dia, tirou dois dinheiros da sua bolsa, deu-os ao hospedeiro e disse-lhe: «Cuida deste homem; e tudo o mais que gastares eu te pagarei quando aqui voltar». «Ora», perguntou Jesus ao doutor, «qual destes três te parece ser o próximo do homem que caiu em poder dos ladrões?». O doutor respondeu: «Aquele que teve misericórdia dele». E Jesus terminou: «Pois tu vai e procede semelhantemente».

Ofertório

Livrei o pobre, que gritava, assim como o órfão, desprovido de auxílio; a bênção do agonizante descia sobre mim; consolei o coração da viúva. Fui olhos para o cego e pés para o coxo: fui o pai dos pobres.

Secreta

Que pela vossa misericórdia, Senhor, nos seja propícia a vítima de caridade, que Vos oferecemos imolando-a, e, pelas preces e méritos do B. Pedro, permiti que ela nos seja eficaz e salutar para obter aumento de paciência e de caridade. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio

Apascentei as minhas ovelhas e levei-as ao repouso, diz o Senhor Deus. Procurei a que se perdera; conduzi ao redil a que se tresmalhara; sarei as que tinham membros quebrados; e fortaleci as que estavam fracas.

Postcomúnio

Cresça em nós, Senhor, o salutar efeito da vossa piedade, a fim de que, saciados com o alimento celeste, possamos com felicidade alcançar, por intercessão do B. Pedro, a coroa da vida eterna. Por nosso Senhor &c.

S. Nicolau Tolentino, Conf. 10 de Setembro

Como Missa Justus ut palma, página confessoresnaopontifices2

S. S. Proto e Jacinto, Mártires 11 de Setembro

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Beatórum Mártyrum tuórum Proti et Hyacínthi nos, Dómine, fóveat pretiósa conféssio: et pia júgiter intercéssio tueátur. Per Dóminum &c.
Que a preciosa confissão da fé dos vossos B. B. Mártires Proto e Jacinto nos anime, e que eles nos protejam incessantemente com os méritos da sua piedosa intercessão. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Pro sanctórum Martyrum tuórum Proti et Hyacínthi commemoratióne, múnera tibi, Dómine, quæ debémus, exsólvimus: præsta, quǽsumus; ut remédium nobis perpétuæ salútis operéntur. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos, Senhor, em memória dos vossos Santos Mártires Proto e Jacinto, estas oblatas, que Vos são devidas, e permiti, Vos rogamos, que nos curem e proporcionem o remédio da salvação. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Ut percépta nos, Dómine, tua sancta puríficent: beatórum Mártyrum tuórum Proti et Hyacínthi, quǽsumus, ímploret orátio. Per Dóminum &c.
Vos pedimos, Senhor, fazei que os mystérios agora recebidos nos alcancem, pelas preces dos vossos B. B. Mártires Proto e Jacinto, a graça de sermos purificados. Por nosso Senhor &c.

Santíssimo Nome de Maria 12 de Setembro

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Concéde, quǽsumus, omnípotens Deus: ut fidéles tui, qui sub sanctíssimæ Vírginis Maríæ Nómine et protectióne lætántur; ejus pia intercessióne a cunctis malis liberéntur in terris, et ad gáudia ætérna perveníre mereántur in cœlis. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, Vos rogamos, concedei, por sua intercessão, aos vossos fiéis, que se alegram com o nome e a protecção da SS. Virgem Maria, a graça de serem livres de todos os males terrenos e de merecerem a posse das celestiais alegrias eternas. Por nosso Senhor &c.

Secreta

Tua, Dómine, propitiatióne, et beátæ Maríæ semper Vírginis intercessióne, ad perpétuam atque præséntem hæc oblátio nobis profíciat prosperitátem et pacem. Per Dóminum &c.
Pela vossa misericórdia, Senhor, e pela intercessão da B. Maria, sempre Virgem, fazei que esta oblação nos assegure a prosperidade e a paz, agora e sempre. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Sumptis, Dómine, salútis nostræ subsídiis: da, quǽsumus, beátæ Maríæ semper Vírginis patrocíniis nos úbique protegi; in cujus veneratióne hæc tuæ obtúlimus majestáti. Per Dóminum &c.
Havendo nós alcançado o poderoso auxílio da vossa salvação, Senhor, fazei, Vos imploramos, que sejamos protegidos com o patrocínio da B. Maria, sempre Virgem, em cuja honra oferecemos este sacrifício à vossa majestade. Por nosso Senhor &c.

Exaltação da Santa Cruz 14 de Setembro

Intróito Gl. 6, 14

Nos autem gloriári opórtet in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: in quo est salus, vita et resurréctio nostra: per quem salváti et liberáti sumus. Ps. 66, 2 Deus misereátur nostri, et benedícat nobis: illúminet vultum suum super nos, et misereátur nostri. V. Gloria Patri &c.
Convém que nos gloriemos na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, que é a nossa salvação, vida e ressurreição: por quem fomos salvos e livres. Sl. 66, 2 Que o Senhor tenha misericórdia de nós e nos abençoe; que o Senhor nos ilumine com o brilho que resplandece da sua face, e se compadeça de nós. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui nos hodiérna die Exaltatiónis sanctæ Crucis ánnua sollemnitáte lætíficas: præsta, quǽsumus; ut, cujus mystérium in terra cognóvimus, ejus redemptiónis prǽmia in cœlo mereámur. Per eúndem Dóminum &c.
Ó Deus, que neste dia nos regozijais com a festividade anual da Exaltação da Santa Cruz, concedei-nos, Vos imploramos, que obtenhamos no céu as recompensas adquiridas pela redenção operada pelo vosso Filho, cujo mystério na terra conhecemos. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Epístola Fl. 2, 5-11

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Philippénses.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Filipenses.
Fratres: Hoc enim sentíte in vobis, quod et in Christo Jesu: qui, cum in forma Dei esset, non rapinam arbitrátus est esse se æquálem Deo: sed semetípsum exinanívit, formam servi accipiens, in similitudinem hóminum factus, et hábitu inventus ut homo. Humiliávit semetípsum, factus obǿdiens usque ad mortem, mortem autem crucis. Propter quod et Deus exaltávit illum: et donávit illi nomen, quod est super omne nomen: (hic genuflectitur) ut in nomine Jesu omne genu flectátur cœléstium, terréstrium et infernórum: et omnis lingua confiteátur, quia Dóminus Jesus Christus in glória est Dei Patris.
Meus irmãos: Tende os mesmos sentimentos que animaram Jesus Cristo, o qual, embora fosse Deus por natureza (e não era usurpação o julgar-se igual a Deus), contudo humilhou-se a si próprio, reduzindo-se à condição de servo, tornando-se semelhante aos homens e reconhecido como homem pelas aparências. Humilhou-se a si próprio, obedecendo até à morte, e morte na cruz. Por isso Deus O exaltou e deu-Lhe um nome que é superior a todo o nome (devemos genuflectir), para que ao ser proferido o Nome de Jesus todos os joelhos se dobrem nos céus, na terra e até nos infernos; e todas as línguas confessem que nosso Senhor Jesus Cristo está na glória de Deus Pai!

Gradual ibid., 8-9

Christus factus est pro nobis obǿdiens usque ad mortem, mortem autem crucis. V. Propter quod et Deus exaltávit illum, et dedit illi nomen, quod est super omne nomen.
Cristo fez-se obediente por nós até à morte, e morte na Cruz. V. Eis porque Deus O exaltou e Lhe deu um nome que é superior a todo o nome.
Allelúja, allelúja. V. Dulce lignum, dulces clavos, dúlcia ferens póndera: quæ sola fuísti digna sustinére Regem cœlórum et Dóminum. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ó doce lenho, ó doces cravos, que segurais um peso mais doce ainda! Só tu fostes digno de segurar o Rei e o Senhor dos céus. Aleluia.

Evangelho Jo. 12, 31-36

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Joánnem.
Continuação do santo Evangelho segundo S. João.
In illo témpore: Dixit Jesus turbis Judæórum: Nunc judícium est mundi: nunc princeps hujus mundi ejiciátur foras. Et ego si exaltátum fuero a terra, ómnia traham ad meipsum. (Hoc autem dicébat, signíficans, qua morte esset moritúrus.) Respóndit ei turba. Nos audívimus ex lege, quia Christus manet in ætérnum: et quómodo tu dicis: Opórtet exaltári Fílium hóminis? Quis est iste Fílius hóminis? Dixit ergo eis Jesus: Adhuc módicum lumen in vobis est. Ambuláte, dum lucem habétis, ut non vos ténebræ comprehéndant: et qui ámbulat in ténebris, nescit, quo vadat. Dum lucem habétis, crédite in lucem, ut fílii lucis sitis.
Naquele tempo, disse Jesus às turbas dos judeus: «É agora que o mundo vai ser julgado; é agora que o príncipe deste mundo vai ser expulso. E Eu, quando for elevado acima da terra, atrairei todos a mim». (Isto dizia Ele para indicar o género de morte de que morreria). As turbas responderam-Lhe: «Aprendemos na Lei que Cristo permanecerá para sempre. Como, pois, dizeis: é necessário que seja elevado o Filho do homem? Quem é este Filho do homem?». E Jesus retorquiu-lhes: «A luz estará no meio de vós, ainda por algum tempo. Caminhai, pois, enquanto tiverdes luz, receando que as trevas vos cerquem. Aquele que caminha nas trevas, não sabe para onde vai. Enquanto tendes a luz, acreditai nela, para que sejais filhos da luz».

Ofertório

Prótege, Dómine, plebem tuam per signum sanctæ Crucis ab ómnibus insídiis inimicórum ómnium: ut tibi gratam exhibeámus servitútem, et acceptábile fiat sacrifícium nostrum, allelúja.
Senhor, com o sinal da Santa Cruz livrai o vosso povo das insídias de todos seus inimigos, a fim de que a nossa servidão Vos seja agradável e aceiteis o nosso sacrifício, aleluia.

Secreta

Jesu Christi, Dómini nostri, Córpore et Sánguine saginándi, per quem Crucis est sanctifícátum vexíllum: quǽsumus, Dómine, Deus noster; ut, sicut illud adoráre merúimus, ita perénniter ejus glóriæ salutáris potiámur efféctu. Per eúndem Dóminum &c.
Devendo alimentar-nos com o Corpo e o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, que santificou o estandarte da Cruz, Vos rogamos, ó Senhor, nosso Deus, que, assim como logramos adorá-l’O na terra, assim alcancemos na eternidade gozar a posse dos efeitos da sua salutar glória. Pelo mesmo nosso Senhor &c.

Comúnio

Per signum Crucis de inimícis nostris líbera nos, Deus noster.
Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos de nossos inimigos, ó nosso Deus!

Postcomúnio

Adésto nobis, Dómine, Deus noster: et, quos sanctæ Crucis lætári facis honóre, ejus quoque perpétuis defénde subsídiis. Per Dóminum &c.
Protegei-nos, ó Senhor, nosso Deus; e, com vosso perpétuo socorro, defendei sempre aqueles a quem proporcionastes a alegria de honrar a Santa Cruz. Por nosso Senhor &c.

Sete Dores da B. V. Maria 15 de Setembro

Como na Missa das Sete Dores da B. V. Maria de Março, página setedoresmarco, excepto:

Oração

Deus, in cujus passióne, secúndum Simeónis prophétiam, dulcíssimam ánimam gloriósæ Vírginis et Matris Maríæ dolóris gladius pertransívit: concéde propítius; ut, qui transfixiónem ejus et passiónem venerándo recólimus, gloriósis méritis et précibus ómnium Sanctórum Cruci fidéliter astántium intercedéntibus, passiónis tuæ efféctum felícem consequámur: Qui vivis &c.
Ó Deus, em cuja Paixão, segundo a profecia de Simeão, uma espada de dor traspassou a terníssima alma da Virgem Maria, vossa Mãe, concedei-nos propício que, celebrando devotadamente a memória das suas dores, alcancemos o feliz efeito da vossa Paixão. Ó Vós, que, sendo Deus, viveis e &c.

Gradual

Dolorósa et lacrimábilis es, Virgo María, stans juxta Crucem Dómini Jesu, Fílii tui, Redemptóris. V. Virgo Dei Génetrix, quem totus non capit orbis, hoc crucis fert supplícium, auctor vitæ factus homo.
Cheia de dores e de lágrimas, ó Virgem Maria, estavas junto à Cruz do Senhor Jesus, vosso Filho e Redentor. V. Ó Virgem, Mãe de Deus, Aquele a quem o mundo não pode conter o autor da vida feito homem sofre este suplício da cruz!
Allelúja, allelúja. V. Stabat sancta María, cœli Regína et mundi Dómina, juxta Crucem Dómini nostri Jesu Christi dolorósa.
Aleluia, aleluia. V. Estava doloroso, junto à Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, a Rainha do céu e Soberana do mundo, Santa Maria.

S. S. Cornélio e Cipriano, Mártires 16 de Setembro

Como Missa Intret in, página muitosmartires1

S. Cornélio, Papa e Mártir 16 de Setembro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

Santa Eufémia e Outros, Mártires 16 de Setembro

Como Missa Intret in, página muitosmartires1, excepto:

Oração

Concedei aos vossos servos, Senhor, um jubiloso socorro, a fim de que, celebrando devotamente neste dia, em cada ano, a paixão dos vossos S. S. Mártires Eufémia, Lúcia e Geminiano, imitemos também a constância da sua fé. Por nosso Senhor &c.

Evangelho Página muitosmartires2

Secreta

Atendei propício aos votos do vosso povo, Senhor, Vos rogamos, e permiti que gozemos a protecção dos sufrágios daqueles de quem pela vossa graça celebramos esta solenidade. Por nosso Senhor &c.

Postcomúnio

Ouvi as nossas preces, Senhor, e permiti que sejamos protegidos incessantemente com os auxílios daqueles cuja solenidade celebramos. Por nosso Senhor &c.

Imp. dos Estigmas em S. Francisco 17 de Setembro

Intróito Gl. 6, 14

Mihi autem absit gloriári, nisi in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: per quem mihi mundus crucifíxus est, et ego mundo. Ps. 141, 2 Voce mea ad Dóminum clamávi: voce mea ad Dóminum deprecátus sum. V. Gloria Patri &c.
Nunca, porém, Deus permita que me glorie senão na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por quem eu o mundo está crucificado para mim, como eu o estou para o mundo! Sl. 141, 2 Elevei a minha voz ao Senhor: dirigi ao Senhor a minha voz suplicante! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Dómine Jesu Christe, qui, frigescénte mundo, ad inflammándum corda nostra tui amóris igne, in carne beatíssimi Francísci passiónis tuæ sacra Stígmata renovásti: concéde propítius; ut ejus méritis et précibus crucem júgiter ferámus, et dignos fructus pœniténtiæ faciámus: Qui vivis &c.
Senhor Jesus Cristo, que, quando a caridade resfriou no mundo, quisestes renovar os Sagrados Estigmas da vossa Paixão na carne do B. Francisco, para inflamar os nossos corações no fogo do vosso amor, concedei-nos, Vos suplicamos, que pelos seus méritos e preces abracemos continuamente a Cruz e pratiquemos dignos frutos de penitência. Ó Vós, que viveis e reinais &c.

Epístola Gl. 6, 14-18

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Gálatas.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Gálatas.
Fratres: Mihi autem absit gloriári, nisi in Cruce Dómini nostri Jesu Christi: per quem mihi mundus crucifíxus est, et ego mundo. In Christo enim Jesu neque circumcísio áliquid valet neque præpútium, sed nova creatúra. Et quicúmque hanc régulam secúti fúerint, pax sin per illos et misericórdia, et super Israël Dei. De cetero nemo mihi moléstus sit: ego enim stígmata Dómini Jesu in córpore meo porto. Grátia Dómini nostri Jesu Christi cum spíritu vestro, fratres. Amen.
Meus irmãos: Nunca Deus permita que me glorie senão na Cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por quem o mundo está crucificado para mim, como eu o estou para o mundo! Na verdade, em Jesus Cristo não é a circuncisão ou a incircuncisão que valem alguma coisa, mas cada um ser uma criatura nova. Que todos aqueles que seguirem esta regra experimentem paz e consolação, e do mesmo modo os que são o Israel (o povo) de Deus. Que doravante ninguém me dê desgosto algum, pois trago no meu coração os Estigmas do Senhor Jesus. Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, meus irmãos, seja com vosso espírito. Amen.

Gradual Sl. 36, 30-31

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium. V. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.
A boca do justo falará com sabedoria e a sua língua proclamará a justiça. V. A lei do seu Deus está sempre no seu coração e os seus pés não tropeçarão.
Allelúja, allelúja. V. Francíscus pauper et húmilis cœlum dives ingréditur, hymnis cœléstibus honorátur. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Francisco, pobre e humilde, entra rico no céu: em sua honra ressoam hinos celestiais. Aleluia.

Evangelho Página martirpontifice

Ofertório Sl. 88, 25

Véritas mea et misericórdia mea cum ipso: et in nómine meo exaltábitur cornu ejus.
A minha fidelidade e a minha misericórdia estarão com ele; e por virtude do meu nome será exaltado o seu poder.

Secreta

Múnera tibi, Dómine, dicata sanctífica: et, intercedénte beáto Francísco, ab omni nos culpárum labe purífica. Per Dóminum &c.
Santificai, Senhor, os dons que Vos são oferecidos, e pela intercessão do B. Francisco purificai-nos dos nossos pecados. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Lc. 12, 42

Fidélis servus et prudens, quem constítuit dóminus super famíliam suam: ut det illis in témpore trítici mensúram.
Eis o servo fiel e prudente, destinado pelo Senhor para distribuir oportunamente a cada um na família a sua medida de trigo.

Postcomúnio

Deus, qui mira Crucis mystéria in beáto Francísco Confessóre tuo multifórmiter demonstrásti: da nobis, quǽsumus; devotiónis suæ semper exémpla sectári, et assídua ejúsdem Crucis meditatióne muníri. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que sob múltiplas formas manifestastes na pessoa do B. Francisco, vosso Confessor, os admiráveis mystérios da Cruz, concedei-nos, Vos rogamos, que possamos sempre seguir os exemplos da sua devoção e confortar-nos com a contínua meditação desta mesma Cruz. Por nosso &c.

S. José Cupertino, Conf. 18 de Setembro

Intróito Ecl. 1, 14-15

Diléctio Dei honorábilis sapiéntia: quibus autem apparúerit in visu, díligunt eam in visióne et in agnitióne magnálium suórum. Ps. 83, 2 Quam dilécta tabernácula tua, Dómine virtútum! concupíscit, et déficit ánima mea in átria Dómini. V. Gloria Patri &c.
O amor de Deus é sabedoria verdadeiramente digna de ser honrada. Aqueles a quem ela se manifesta amam-na, contemplando e admirando as suas maravilhas. Sl. 83, 2 Quão dilectos são os vossos tabernáculos, ó Deus dos exércitos! V. Glória ao Pai &c.

Oração

Deus, qui ad unigénitum Fílium tuum exaltátum a terra ómnia tráhere disposuísti: pérfice propítius; ut, méritis et exémplo seráphici Confessóris tui Joséphi, supra terrénas omnes cupiditátes eleváti, ad eum perveníre mereámur: Qui tecum vivit &c.
Ó Deus, que, depois que o vosso Filho Unigénito foi elevado da terra, quisestes atrair tudo a Ele, concedei-nos propício que, pelos méritos e exemplo do vosso Seráfico Confessor José, elevando-nos acima de todos os desejos terrenos, consigamos chegar até Àquele: Que convosco vive &c.

Epístola 1 Cor. 13, 1-8

Léctio Epístolæ beáti Pauli Apóstoli ad Corínthios.
Lição da Ep.ª do B. Ap.º Paulo aos Coríntios.
Fratres: Si linguis hóminum loquar et Angelorum, caritátem autem non hábeam, factus sum velut æs sonans aut cýmbalum tínniens. Et si habúero prophetiam, et nóverim mystéria ómnia et omnem sciéntiam: et si habúero omnem fidem, ita ut montes tránsferam, caritátem autem non habúero, nihil sum. Et si distribúere in cibos páuperum omnes facultátes meas, et si tradídere corpus meum, ita ut árdeam, caritátem autem non habúero, nihil mihi prodest. Cáritas pátiens est, benígna est: cáritas non æmulátur, non agit pérperam, non inflátur, non est ambitiósa, non quærit quæ sua sunt, non irritátur, non cógitat malum, non gaudet super iniquitáte, congáudet autem veritáti: ómnia suffert, ómnia credit, ómnia sperat, ómnia sústinet. Cáritas numquam éxcidit: sive prophétiæ evacuabúntur, sive linguæ cessábunt, sive sciéntia destruétur.
Meus irmãos: Se eu falar as línguas dos homens e dos Anjos, mas não tiver caridade, sou como o metal, que tine, ou como o sino, que soa. E se eu tiver o dom de profecia, conhecer todos os mystérios e possuir toda a ciência; e se tiver toda a fé, até ser capaz de transportar montanhas, mas não tiver caridade, nada sou. Se eu distribuir todos meus bens para sustento dos pobres, e se entregar o meu corpo para ser queimado, mas não tiver caridade, de nada me aproveitará, A caridade é paciente, é benigna: não é invejosa, não é leviana, não é soberba, não é ambiciosa, não procura o próprio interesse, não se irrita, não julga mal, não se alegra com a injustiça, antes se regozija com a verdade, sofre tudo, acredita em tudo, tudo espera, tudo suporta. A caridade nunca perecerá, ainda que já não houvesse mais profecias, ainda que as línguas acabassem, ainda que a ciência desaparecesse.

Gradual Sl. 20, 4-5

Dómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in cápite ejus corónam de lápide pretióso. V. Vitam pétiit a te, et tribuísti ei longitudinem dierum in sǽculum, et in sǽculum sǽculi.
Senhor, concedestes-lhe bênçãos escolhidas, as mais suaves; e impusestes na sua cabeça uma coroa de pedras preciosas. V. Concedestes-lhe a vida, que ele Vos suplicara, e prolongastes-lhe a duração dos seus dias pelos séculos dos séculos.
Allelúja, allelúja. V. Eccli. 11, 13 Oculus Dei respéxit illum in bono, et eréxit eum ab humilitáte ipsíus, et exaltávit caput ejus. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Ecl. 11, 13 Deus olhou benignamente para ele e ergueu-o da sua humilhação; e ele elevou a cabeça. Aleluia.

Evangelho Página 19domingopentecostes

Ofertório Sl. 34, 13

Ego autem, cum mihi molésti essent, induébar cilício. Humiliábam in jejúnio ánimam meam: et orátio mea in sinu meo convertétur.
Eu, porém, enquanto eles me atormentavam, revestia-me com um cilício; humilhava a minha alma com o jejum; e a minha oração repousava no meu peito.

Secreta

Laudis tibi, Dómine, hóstias immolámus in tuórum commemoratióne Sanctórum: quibus nos et præséntibus éxui malis confídimus et futúris. Per Dóminum &c.
Vos oferecemos, Senhor, este sacrifício de louvor em memória dos vossos Santos, para que por meio dele nos livremos dos males presentes e futuros. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 68, 30-31

Ego sum pauper et dolens: salus tua, Deus, suscépit me. Laudábo nomen Dei cum cantico: et magnificábo eum in laude.
Estou pobre e aflito: vossa salvação, ó meu Deus, acolheu-me. Louvarei o nome de Deus com cânticos e glorificá-l’O-ei com louvores.

Postcomúnio

Refécti cibo potúque cœlésti, Deus noster, te súpplices exorámus: ut, in cujus hæc commemoratióne percépimus, ejus muniámur et précibus. Per Dóminum &c.
Fortalecidos com o alimento e a bebida celestiais, Vos suplicamos, humildemente, ó nosso Deus, que sejamos amparados com a protecção e as preces daquele em cuja memória os recebemos. Por nosso Senhor &c.

S. Januário e Outros, Mártires 19 de Setembro

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3

Evangelho Página evangelho2muitosmartires3

S. Eustáquio e Outros, Mártires 20 de Setembro

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2

S. Mateus 21 de Setembro

Intróito Sl. 36, 30-31

Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judíci‚ um: lex Dei ejus in corde ipsíus. Ps. ibid., 1 Noli æmulári in malignántibus: neque zeláveris faciéntes iniquitátem. V. Gloria Patri &c.
A boca do justo falará com sabedoria e a sua língua proclamará a justiça. A lei do seu Deus está no seu coração. Sl. ibid., 1 Não vos irriteis contra os maus, nem tenhais inveja daqueles que cometem iniquidades. V. Glória ao Pai &c.

Oração

Beáti Apóstoli et Evangelístæ Matthǽi, Dómine, précibus adjuvémur: ut, quod possibílitas nostra non óbtinet, ejus nobis intercessióne donétur. Per Dóminum &c.
Socorrei-nos, Senhor, em virtude das preces, do B. Mateus, vosso Apóstolo e Evangelista, a fim de que nos sejam concedidas aquelas graças que não temos possibilidade de obter por nós próprios. Por nosso Senhor &c.

Epístola Ez. 1, 10-14

Léctio Ezechiélis Prophétæ.
Lição do Profeta Ezequiel.
Similitúdo vultus quátuor animálium: fácies hóminis, et fácies leónis a dextris ipsórum quátuor: fácies autem bovis a sinístris ipsórum quátuor, et fácies áquilæ désuper ipsórum quátuor. Fácies eórum et pénnæ eórum exténtæ désuper: duæ pennæ singulórum jungebántur et duæ tegébant córpora eórum: et unumquódque eórum coram fácie sua ambulábat: ubi erat ímpetus spíritus, illuc gradiebántur, nec revertebántur cum ambulárent. Et similitúdo animálium, aspéctus eórum quasi carbónum ignis ardéntium et quasi aspéctus lampadárum. Hæc erat vísio discúrrens in médio animálium, splendor ignis, et de igne fulgur egrédiens. Et animália ibant et revertebántur in similitúdinem fúlguris coruscántis.
Eis a semelhança do rosto dos quatro seres animados: Tinham todos quatro uma face de homem; todos os quatro à direita uma face de leão; todos os quatro à esquerda uma face de touro; e todos os quatro por cima uma face de águia! As faces e as asas mostravam-se estendidas por cima; e estavam unidos uns aos outros por duas asas, cobrindo os corpos com as outras duas. Cada um deles caminhava para a frente do seu rosto, e iam até onde os impelia o espírito, não se voltando enquanto andavam. Estes seres tinham o aspecto de carvões de fogo a arder e de lâmpadas acesas. Viam-se crepitar no meio deles chamas de fogo, saindo do fogo relâmpagos. E eles iam e vinham, semelhante ao fuzilar dos relâmpagos.

Gradual Sl. 111, 1-2

Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. V. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur.
Bem-aventurado o varão que teme o Senhor e que põe todo seu zelo em obedecer-Lhe. V. Sua descendência será poderosa na terra; pois a geração dos justos será abençoada.
Allelúja, allelúja. V. Te gloriosus Apostolórum chorus laudat, Dómine. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. O coro glorioso dos Apóstolos Vos louva, ó Senhor. Aleluia.

Evangelho Mt. 9, 9-13

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Matthǽum.
Continuação do santo Evangelho segundo S. Mateus.
In illo témpore: Vidit Jesus hóminem sedéntem in telónio, Matthǽum nómine. Et ait illi: Séquere me. Et surgens, secútus est eum. Et factum est, discumbénte eo in domo, ecce, multi publicáni et peccatóres veniéntes discumbébant cum Jesu et discípulis ejus. Et vidéntes pharisǽi, dicébant discípulis ejus: Quare cum publicánis et peccatóribus mánducat Magíster vester? At Jesus áudiens, ait: Non est opus valéntibus médicus, sed male habéntibus. Eúntes autem díscite, quid est: Misericórdiam volo, et non sacrifícium. Non enim veni vocáre justos, sed peccatóres.
Naquele tempo, Jesus viu um homem, chamado Levi, assentado ao telónio, e disse-lhe: «Segue-me!». Levantando-se este, seguiu-O. Ora, aconteceu que, estando Jesus assentado à mesa em casa dele aproximaram-se e puseram-se a comer com Ele e com seus discípulos muitos publicanos e pecadores. Vendo isto, os fariseus disseram aos discípulos: «Porque come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?». Jesus, ouvindo-os, disse: «Não são os sãos que necessitam de médico, mas os que estão enfermos. Ide, pois, e aprendei o que significam estas palavras: «Prefiro a misericórdia ao sacrifício»; pois não vim Eu chamar os justos mas os pecadores.

Ofertório Sl. 20, 4-5

Possuísti, Dómine, in cápite ejus corónam de lápide pretióso: vitam pétiit a te, et tribuísti ei, allelúja.
Vós o coroastes, Senhor, com glória e com honras: e o colocastes acima das obras das vossas mãos.

Secreta

Supplicatiónibus beáti Matthǽi Apóstoli et Evangelístæ, quǽsumus, Dómine, Ecclésiæ tuæ commendétur oblátio: cujus magníficis prædicatiónibus erúditur. Per Dóminum &c.
Permiti, Senhor, Vos rogamos, que as súplicas do B. Apóstolo e Evangelista Mateus Vos tornem agradáveis a oblação da vossa Igreja, que foi brilhantemente instruída pelas suas admiráveis pregações. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 20, 6

Magna est glória ejus in salutári tuo: glóriam et magnum del córem ímpones super eum, Dómine.
Grande é, Senhor, a sua glória que lhe concedestes na salvação. Vós o rodeareis de glória e de magnificência.

Postcomúnio

Percéptis, Dómine, sacraméntis, beáto Matthǽo Apóstolo tuo et Evangelísta interveniénte, deprecámur: ut, quæ pro ejus celebráta sunt glória, nobis profíciant ad medélam. Per Dóminum &c.
Havendo recebido os vossos sacramentos, Vos pedimos, Senhor, pela intercessão do B. Mateus, vosso Apóstolo e Evangelista, permitais que este sacrifício, oferecido em sua honra, nos sirva de remédio. Por nosso Senhor &c.

S. Tomás de Vilanova, B. e C. 22 de Setembro

Como na Missa Státuit ei, página confessorespontifices1, excepto:

Oração

Deus, qui beátum Thomam Pontíficem insígnis in páuperes misericórdiæ virtúte decorásti: quǽsumus; ut, ejus intercessióne, in omnes, qui te deprecántur, divítias misericórdiæ tuæ benígnus effúndas. Per Dóminum &c.
Ó Deus, que ilustrastes o B. Pontífice Tomás com a virtude de uma insigne compaixão para com os pobres, permiti, Vos rogamos, que sua intercessão alcance da vossa bondade a efusão dos tesouros da vossa misericórdia para com aqueles que Vo-la imploram. Por nosso Senhor &c.

Secreta e Postcomúnio Página confessorespontifices2

Comemoração dos Santos Mártires Maurício e seus Companheiros 22 de Setembro

Oração S. Maurício e Outros

Annue, quǽsumus, omnípotens Deus: ut sanctórum Martyrum tuórum Maurítii et Sociórum ejus nos lætíficet festíva sollémnitas; ut, quorum suffrágiis nítimur, eórum natalítiis gloriémur. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que a solene festa dos vossos Santos Mártires Maurício e seus Companheiros nos encha de alegria, a fim de que com o auxílio das suas orações participemos da glória do seu nascimento no céu. Por nosso Senhor &c.

Secreta S. Maurício e Outros

Réspice, quǽsumus, Dómine, múnera, quæ in sanctórum Mártyrum tuórum Maurítii et Sociórum ejus commemoratióne deférimus: et præsta; ut, quorum honóre sunt grata, eórum nobis fiant intercessióne perpétua. Per Dóminum &c.
Dignai-Vos olhar, Senhor, Vos rogamos, para os dons que Vos apresentamos em memória dos vossos Santos Mártires Maurício e seus Companheiros, e permiti que, sendo-Vos agradáveis, pois são oferecidos em sua honra, nos assegurem eternamente, pela sua intercessão, a felicidade. Por nosso Senhor &c.

PostComúnio S. Maurício e Outros

Cœléstibus refécti sacraméntis et gáudiis: súpplices te rogámus, Dómine; ut, quorum gloriámur triúmphis, protegámur auxíliis. Per Dóminum nostrum &c.
Confortados com estes sacramentos e com estas delícias celestiais, Senhor, Vos rogamos, dignai-Vos conceder-nos a protecção daqueles de cujos triunfos nos gloriamos. Por nosso Senhor &c.

S. Lino, Papa e Mártir 23 de Setembro

Como na Missa Si díligis me, página sumospontifices

Santa Tecla, Virgem e Mártir 23 de Setembro

Oração

Da, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui beátæ Theclæ Vírginis et Mártyris tuæ natalítia cólimus; et ánnua sollemnitáte lætémur, et tantæ fídei proficiámus exémplo. Per Dóminum &c.
Ó Deus omnipotente, celebrando nós o nascimento da B. Tecla, vossa Virgem e Mártir, concedei-nos, Vos suplicamos, que nos alegremos com sua festa anual e nos sejam proveitosos os exemplos da sua grande fé. Por nosso Senhor &c.

Secreta e Postcomúnio

B. V. Maria das Mercês 24 de Setembro

Como na Missa Salve, sancta Parens da Virgem Maria, página comumfestasmaria1, excepto:

Oração

Deus, qui per gloriosíssimam Fílii tui Matrem, ad liberandos Christi fidéles a potestáte paganórum, nova Ecclésiam tuam prole amplificáre dignátus es: præsta, quǽsumus; ut, quam pie venerámur tanti óperis institutrícem, ejus páriter méritis et intercessióne, a peccátis ómnibus et captivitáte dǽmonis liberémur. Per eúndem Dóminum nostrum &c.
Ó Deus, que pela gloriosíssima Mãe do vosso Filho Vos dignastes aumentar a vossa Igreja com uma nova família, destinada a libertar os fiéis de Cristo do poder dos pagãos, concedei-nos, Vos rogamos, que, venerando piedosamente a inspiradora de uma tão notável instituição, sejamos, graças aos seus méritos e intercessão, livres de todos os pecados e do cativeiro do demónio. Pelo mesmo &c.

S. S. Cipriano e Justina, Mártires 26 de Setembro

Como na Missa Salus autem, página muitosmartires3, excepto:

Oração

Beatórum Mártyrum Cypriáni et Justínæ nos, Dómine, fóveant continuáta pæsídia: quia non désinis propítius intuéri, quos tálibus auxíliis concésseris adjuvári. Per Dóminum &c.
Fazei, Senhor, que incessantemente nos alegremos com a protecção dos vossos B. B. Mártires Cipriano e Justina, visto que não podeis deixar de acolher benignamente aqueles a quem concedeis a assistência de tais auxílios. Por nosso Senhor &c.

Secreta e Postcomúnio Página muitosmartires2

S. S. Cosme e Damião, Mártires 27 de Setembro

Como na Missa Sapiéntiam sanctórum, página muitosmartires2, excepto:

Oração

Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut, qui sanctórum Mártyrum tuórum Cosmæ et Damiáni natalítia cólimus, a cunctis malis imminéntibus, eórum intercessiónibus, liberémur. Per Dóminum nostrum &c.
Concedei-nos, ó Deus omnipotente, Vos rogamos, que, celebrando o nascimento no céu dos vossos B. B. Mártires Cosme e Damião, sejamos livres, graças à sua intercessão, de todos os males que nos ameaçam. Por nosso Senhor &c.

Gradual Sl. 33, 18-19

Clamavérunt justi, et Dóminus exaudívit eos: et ex ómnibus tribulatiónibus eórum liberávit eos. V. Juxta est Dóminus his, qui tribuláto sunt corde: et húmiles spíritu salvabit.
Clamaram os justos; então o Senhor ouviu-os e livrou-os de todas suas aflições. V. O Senhor está próximo daqueles que têm o coração atribulado; e salvará os que têm o espírito humilhado.
Allelúja, allelúja. V. Hæc est vera fratérnitas, quæ vicit mundi crímina: Christum secuta est, ínclita tenens regna cœléstia. Allelúja.
Aleluia, aleluia. V. Esta é a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo: Ela seguiu Cristo, possuindo gloriosamente o reino celestial. Aleluia.

Ofertório Sl. 5, 12-13

Gloriabúntur in te omnes, qui díligunt nomen tuum: quóniam tu, Dómine, benedíces justo: Dómine, ut scuto bonæ voluntátis tuæ coronásti nos.
Em Vós se alegrarão, Senhor, os que amam o vosso nome; pois, Senhor, abençoais o justo. Rodeastes-nos, Senhor, com vosso amor, como se fora um escudo.

Secreta

Sanctórum tuórum nobis, Dómine, pia non desit orátio: quæ et múnera nostra concíliet, et tuam nobis indulgéntiam semper obtíneat. Per Dóminum &c.
Que a piedosa oração dos vossos Santos, Senhor, nos não falte; e que Vos torne recomendáveis as nossas ofertas e nos obtenha sempre a vossa misericórdia. Por nosso Senhor &c.

Comúnio Sl. 78, 2 & 11

Posuérunt mortália servórum tuórum, Dómine, escas volatilíbus cœli, carnes Sanctórum tuórum béstiis terræ: secúndum magnitúdinem bráchii tui pósside fílios morte punitórum.
Deram os cadáveres dos vossos servos, Senhor, em alimento às aves do céu, e as carnes dos vossos Santos às feras da terra. Com o poder do vosso braço, salvai os filhos daqueles que foram condenados à morte.